Cid Gomes passa mal em plena tribuna do Senado

Redação

No instante em que concluía seu parecer a respeito da PEC 98/2019 (que trata da partilha dos recursos do leilão do pré-sal com estados e municípios), aprovada ontem à noite (dia 3) pelo Senado, o relator da matéria, senador Cid Gomes, sofreu uma queda de pressão que obrigou o presidente Davi Alcolumbre a interromper a sessão para que o parlamentar recebesse cuidados médicos.

Imediatamente, os senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Nelsinho Trad (MT) – ambos médicos de profissão – prestaram os primeiros atendimentos ao parlamentar cearense. Mesmo sentindo-se mal durante a leitura, Cid Gomes não quis interromper a apresentação dos eu relatório. Com dificuldades para se manter de pé, ele sentou-se no piso ao lado da tribuna do Plenário e pediu uma cadeira.

Orientado pelos colegas médicos, Cid Gomes deitou-se no chão e manteve as pernas levantadas, apoiadas em Otto Alencar. O serviço médico do Senado foi acionado. Instantes depois, já restabelecido, Cid retomou a apresentação do seu parecer. Antes, ele explicou que sofre da Síndrome de Vasovagal. Ela provoca quedas súbitas de pressão arterial e frequência cardíaca, além de provocam desmaios. Pode ser desencadeada por situações estressantes.

Postagem do senador Nelsinho Trad nas redes sociais (Reprodução)
Postagem do senador Nelsinho Trad nas redes sociais (Reprodução)

PASSOU NA TV
A TV Senado disponibilizou um vídeo mostrando o momento em que o senador demonstra precisar de cuidados.
Em certo instante, a câmera que o focalizava foi tirar do ar e passou a focalizar o senador Flávio Bolsonaro, que apenas começou o seu aparte de elogio ao parecer que Cid Gomes apresentava, “mesmo sendo de oposição”. A fala de Cid chegou a ser transmitida até o momento que o presidente da mesa Valdir Alcalumbre o interrompeu e suspendeu a sessão.
Essa parte da transmissão ao vivo foi retirada do vídeo e disponibilizada mais tarde no registro feito pela TV Senado.
Confira:

OBSERVAÇÃO – Querendo ser notificado sobre as atualizações deste jornal digital, deixe um comentário com o seu nome e o número do zap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *