Heriberto denuncia preconceito contra evangélicos

REDAÇÃO

Em postagem no Facebook, o pré-candidato a prefeito de Ceará-Mirim, Irmão Heriberto, disse que recusou ser candidato a vice de todos os “atores políticos” do município que lhe convidaram para compor uma chapa.
Explicou ter percebido nesses convites, uma demonstração de preconceito contra os evangélicos que, no entender dos outros, “só servem para ser vice”, como se estivessem sempre “em segundo plano”.
E acentuou:
– Todos eles olham o seguimento evangélico como se fôssemos nós, os evangélicos, pessoas que só podem ser vice, que estamos em segundo plano.
– Diante disso – enfatizou – eu meditei bem e decidi ser o Davi desta futura batalha. Por quê os evangélicos só servem para ser vice?. Não! Desta vez será diferente.
Em seguida, acrescentou:
– Nós, os evangélicos, teremos uma pré-candidatura à cadeira principal da Prefeitura. Vamos marchar juntos como pré-candidatos a Prefeito e não somente a vice”.

SEM DATA

A eleição suplementar em Ceará-Mirim ainda não tem data. O TRE-RN ainda não recebeu o notificação sobre a decisão tomada pelo TSE, dia 22 passado, cassando o mandato do atual prefeito Marconi Barreto e determinando a realização de novo pleito para escolher quem vai concluir o atual mandato, que se estende até 31 de dezembro de 2020.

A eleição será marcada tendo por base um calendário do próprio TSE sobre pleitos suplementares. Para este ano, ainda restam três datas: 06 de outubro – 27 de outubro e 1º de dezembro. A escolha caberá ao TRE-RN, levando em consideração o período de tempo destinado aos preparativos para a nova campanha eleitoral.

OBSERVAÇÃO – Querendo ser notificado sobre as atualizações deste jornal digital, deixe um comentário e deixe seu nome e número do zap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *