Decisão de Fátima foi prejudicial ao RN, afirma Girão

REDAÇÃO

O deputado federal General Girão (PSL) afirmou que a governadora Fátima Bezerra atuou na contra-mão do progresso e da busca de melhor qualidade de vida para o Rio Grande do Norte ao recusar aderir ao programa do governo federal relacionado com a implantação de escolas cívico-militar.

– Lamentamos muito – disse o general em mensagem de vídeo que distribuiu pelas redes sociais.

Segundo acrescentou vai competir às populações de cada município falar com as suas lideranças – o prefeito e o vereador – conclamando-os aderir ao programa. No vídeo, o deputado esclarece como é o funcionamento da escola cívico-militar:

– Escola cívico-militar, ele tem disciplina, ela tem ordem, não será uma escola militarizada. Ela terá sim, alguns militares, cadastrados, preparados e habilitados para atuar nesse processo de aprendizado das crianças.
Contamos com você. Fale com o seu prefeito, fale com o seu vereador e venha junto para a Escola Cívico-Militar.

Confira o vídeo:

OBSERVAÇÃO – Querendo ser notificado sobre as atualizações deste jornal digital, deixe um comentário com seu nome e número do zap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *