Sindsaúde acusa Fátima de desmontar o SUS no RN

REDAÇÃO
Com informações do Sindsaúde (portal e Facebook)

O Sindsaúde-RN acusou a governadora do RN, Fátima Bezerra, e o seu secretário de Saúde, Cipriano Maia, de estarem promovendo o desmonte do Sistema Único de Saúde – SUS. Essa afirmação consta do texto da notícia em que o portal do Sindicato anuncia o “ato em defesa do Hospital Ruy Pereira”, realizado nessa quarta-feira, 16 de outubro.
Na reportagem, o Sindsaúde destaca:
– O Hospital Ruy Pereira é referência na realização de cirurgias vasculares e no tratamento de pessoas com doenças como “pé diabético” no Rio Grande do Norte. Até outubro de 2019, a unidade foi responsável por realizar 1.737 cirurgias, das quais 400 consistiram em grandes amputações.
A reportagem acrescenta: “Mesmo com estrutura precária e insuficiente para atender a demanda dos 280 mil pacientes diabéticos que dependem da rede pública de saúde, o fechamento da unidade irá deixar a população potiguar ainda mais desassistida”.
No final da reportagem, o Sindsaúde faz questão de dizer que o governo Fátima não tem nada diferente dos seus antecessores e assinala que, como a dos governos anteriores, a política de saúde do Governo Fátima Bezerra (PT/PCdoB), é de economizar dinheiro fechando hospitais, reduzindo leitos e penalizando os servidores e a população.
E conclui:
– Saúde pública de qualidade é um direito da população! Não podemos permitir o fechamento de serviços de saúde. #SaúdeEmLuta ??

FACEBOOK
Em sua página no Facebook, o Sindsaúde revela que, durante a manifestação em defesa do Hospital Ruy Pereira: “Com panfletos e faixas, os servidores dialogaram com os funcionários e usuários da unidade sobre a política do governo de Fátima Bezerra (PT/PCdoB) de sucateamento dos serviços. Eles lembraram também que estão trabalhando com os salários atrasados”.
E acrescenta:
– O diretor do Sindsaúde-RN, Carlos Alexandre, criticou o governo Fátima, que diz que o estado está quebrado, mas concede reajuste salarial para procuradores. “Mais um fechamento de unidade, governadora? O povo está morrendo!”, enfatizou.

OBSERVAÇÃO – Querendo ser notificado sempre que este jornal for atualizado, deixe um comentário com o seu nome e número do zap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *