Heriberto acena com “fé em Deus e prudência”

REDAÇÃO

O candidato do Solidariedade à Prefeitura de Ceará-Mirim, Irmão Heriberto, afirmou que sendo eleito no próximo dia 1º, pretende alicerçar a sua gestão sobre três pilares: Fé em Deus, serenidade e prudência. Segundo acrescentou em resposta as perguntas que lhe foram encaminhadas por este jornal digital “Por dentro do RN”, “após a eleição, ganhe quem ganhar, a gente precisará torcer para que a gestão dê certo” a fim de que o município inteiro seja beneficiado.
No total foram feitas sete perguntas sobre temas específicos a todos os quatro candidatos à Prefeitura de Ceará-Mirim. As questões tratam dos seguintes assuntos: 1) Segurança, 2) Desemprego, 3) Saúde pública. 4) Juventude, 5) Educação, 6) Funcionalismo público) e 7) Demais candidatos.
As respostas serão publicadas na medida em que forem chegando.
Aqui estão as nossas perguntas e as respostas do Irmão Heriberto, primeiro candidato a nos responder:

SEGURANÇA
1 – Pergunta: Que proposta o senhor tem para, como prefeito, encarar a realidade da falta de segurança pública em Ceará-Mirim?

Irmão Heriberto – Primeira proposta de tudo é não inventar a roda nem mentir para a população com milagres que não existem.
Segurança é coisa séria e um tema que precisa ser tratado com respeito.
Sem segurança, por exemplo, o comércio fica inibido, com medo de assaltos e arrombamentos.
E quanto mais o comércio se retrai o crescimento econômico é sufocado.
E, sem crescimento econômico, não há empregos.
Com menos empregos, os jovens ficam sem oportunidade de entrar no mercado de trabalho, tornando-se vulneráveis a serem cooptados por quem é indutor do crime.
Então, segurança é um elemento importante de melhoria econômica para o cidadão de forma individual, para as famílias e para a cidade inteira.
A prefeitura pode ajudar a inibir a proliferação do crime a medida que melhorar a gestão pública na ponta, em seus mecanismos de distribuição de serviços: melhorando as condições nos postos de saúde, iluminando o máximo de ruas possível, calçando ruas que facilitem o transporte de mercadorias, gerenciando bem os recursos humanos da guarda municipal, servindo em dia e na hora certa a merenda nas escolas, fazendo limpeza pública e auxiliando o Estado e a Federação nas campanhas e projetos de Segurança que eles possuam pontualmente convênio com o Município.
Cuidar bem da gestão pública, gastar bem o pouco dinheiro que o município possui e gerenciar da melhor forma possível, a Guarda Municipal são ações, dentre tantas, que uma Prefeitura municipal pode implementar para ajudar no combate à violência.

DESEMPREGO
2 – Pergunta: Na condição de prefeito, o que o senhor poderá fazer para diminuir o desemprego no município?

Irmão Heriberto: O desemprego, a meu ver, é um dos maiores problemas sociais dos nossos dias. Ele maltrata a alma do homem, enfraquece as famílias, desencaminha os jovens e desespera os pais que tem responsabilidade com o futuro dos filhos.
Primeiro de tudo é dizer a verdade à população: A Prefeitura não gera empregos. Quem gera empregos é a iniciativa privada, montando negócios, abrindo comércios, pequenas indústrias, prestando serviços.
Prefeituras que incham seus quadros com cargos comissionados inflando a máquina de politicagem acabam por atrapalhar a geração de empregos.
Vou me esforçar ao máximo para indicar cargos técnicos para os principais postos municipais. Gente que consiga ter ideias para melhorar a eficiência da máquina mesmo em condições econômicas adversas.
Uma prefeitura bem administrada é uma prefeitura que NÃO ATRAPALHA os empreendedores.
Além disso, vou tentar destravar recursos federais de fomento à economia do município. Temos obras contratadas junto à Caixa Econômica que estão travadas por falta de documentação técnica e um dos troncos da nossa curta gestão nesses próximos 8, 9 meses será destravar esse dinheiro para que ele entre na economia e se transforme em postos de trabalho para as mulheres e homens de Ceará-Mirim que estão desesperados por emprego.
Essas obras destravadas vão ajudar a dar um fôlego de geração de empregos e de arrecadação de impostos ao município.
Temos também uma proposta de abertura dos rios para estimular os agricultores a plantarem porque não foi feito esse procedimento no ano passado e boa parte dos agricultores do baixo-vale estão sem plantar por causa disso.

SAÚDE PÚBLICA
3 – Na sua opinião, o que precisa ser feito, de forma concreta, para que a população possa dispor de um serviço de saúde mais eficiente?

Irmão Heriberto – Primeiro de tudo vamos diagnosticar como é feito hoje o uso dos recursos que chegam à cidade. Uma auditoria completa do dinheiro que entra, como ele é manejado e como ele sai na ponta precisa ser feita nas contas da saúde do município.
Ao ganhar a eleição vou dar prioridade à auditoria das contas da saúde para poder barrar qualquer gasto que porventura esteja sendo feito sem eficiência.
Uma das nossas propostas é criar uma rede de ambulâncias para as comunidades rurais do município. Eu sei que ambulância não cura nenhuma enfermidade, mas sem condução, os doentes nas áreas mais remotas de Ceará-Mirim estão vivendo à míngua no tocante ao acesso à saúde.
Se ter atendimento falho é ruim, não ter atendimento nenhum por falta de uma condução é pior ainda.
Sei disso porque sou motorista de ambulância e esse é um dos grandes pleitos das comunidades nas quais circulo.

JUVENTUDE
4 – Pergunta – O que a juventude de Ceará-Mirim pode esperar de uma administração comandada pelo senhor?

Irmão Heriberto – Lamento muito que a juventude do nosso município esteja vivendo no Brasil atual. Um país onde as principais lideranças nacionais se esforçam diuturnamente em batalhar numa guerra de separação de “nós contra eles” só para manter seus grupos de poder.
Não gosto disso e rezo todos os dias para que essas lideranças se aposentem o mais rápido possível.
Quero uma geração nova no controle do País. Formada por gente fina, elegante e sincera.
Eu sou, provavelmente, o candidato mais jovem com chances de vitória nesta eleição em Ceará-Mirim. A primeira mensagem que quero deixar aos jovens é a de que o futuro é construído com o esforço que a gente empenha no presente.
Muitos não me conhecem e ao verem a propaganda eleitoral talvez achem que eu encontrei a vida toda pronta para ser candidato a prefeito. Muito pelo contrário. A batalha foi longa até aqui. Não nasci político e nem sou de família rica. Como a maioria das pessoas, trabalho todos os dias para sustentar minha família.
Fui cobrador de transporte, motorista de alternativo e hoje ganho a vida como motorista de ambulância.
Não prometo milagres nem obras faraônicas. Mas posso prometer juízo com o uso da máquina pública, para que a prefeitura não atrapalhe a vida dos empreendedores de Ceará-Mirim que serão muito importantes na geração das empresas e serviços que vão fornecer os empregos necessários para os nossos jovens construírem o futuro deles.

EDUCAÇÃO
5 – Pergunta: Qual a nota que o senhor dá para a qualidade do ensino hoje ministrado nas escolas municipais de Ceará-Mirim e o que pode e deve ser feito para melhorará-la?

Irmão Heriberto – Prefiro não fazer críticas ou elogios à educação de Cerará-Mirim. Nenhuma crítica será justa para com o corpo docente e os discentes que formam o futuro da cidade.
Vou ganhar a eleição e tratar bem a educação. Graças a educação consegui um emprego público que me deu estabilidade de renda e chance de planejar e sonhar com o futuro.
Quem não tem chance à educação não pode sonhar. Está à mercê das contingências da vida.
Educação é tudo.
Temos 11 mil alunos em 51 escolas. A educação não está em greve, o que é um bom sinal. Mas sabemos que há problemas básicos que afetam não só a educação de Ceará-Mirim como a de todo o Brasil.

FUNCIONALISMO
6 – Pergunta – Como o senhor pretende tratar o funcionalismo público?

Irmão Heriberto – Sou servidor público municipal. Motorista de ambulância concursado da Prefeitura. Então, conheço a máquina, suas pessoas, seus prédios, seus mecanismos. Os servidores serão muito bem tratados porque, sem eles, sem o empenho deles e o comprometimento deles, não conseguiremos fazer as transformações que Ceará-Mirim precisa.
Mas não vou usar minha situação de servidor público para praticar corporativismo, inchando a máquina ou elaborando projetos que beneficiem a minha ou outras categorias em detrimento do equilíbrio fiscal do qual todos os quase 80 mil Ceará-Mirienses dependem.

DEMAIS CANDIDATOS
7 – Pergunta: Que qualidades diferem o senhor dos demais candidatos?

Irmão Heriberto: Não posso falar pelos outros candidatos. Prefiro não fazer juízo de valor sobre qualquer um deles. Após a eleição, ganhe quem ganhar, a gente precisará torcer para que a gestão dê certo e o município inteiro seja beneficiado.
Uma das minhas características é saber que a vida é feita de ciclos. Nos ciclos bons a gente armazena para enfrentar os ciclos ruins.
Outra característica que prezo é a serenidade. Cultivo a paciência e a serenidade.
Também gosto de cultivar a fé em Deus. Com fé a gente consegue atravessar os desertos que a vida às vezes coloca a nossa frente.
Acho que Ceará-Mirim pode se beneficiar dessas 3 coisas: serenidade, fé em Deus e prudência para saber guardar nas fases boas para usar nas fases difíceis da vida.

———
OBSERVAÇÃO – Querendo ser notificado sempre que este jornal for atualizado, deixe um comentário com o seu nome e número do zap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *