Votação de Ronaldo foi anulada e Júlio ficou com 65,04%

REDAÇÃO

A Justiça Eleitoral considerou anulados todos os votos dados ao candidato Ronaldo Marques Venâncio na eleição suplementar realizada nesse domingo, 1º de dezembro, em Ceará-Mirim.
Segundo o portal do Tribunal Regional Eleitoral, foram dados ao candidato Ronaldo nada menos do que 14.219 votos, mas nenhum deles foi validado, devido à sua situação jurídica. Ronaldo concorreu sub-judice, pois teve a candidatura impugnada por enquadramento na lei da Ficha Limpa.
Com isso, embora na comparação dos seus votos com os de Ronaldo a maioria do candidato eleito, Júlio César Câmara, que obteve 14.272 votos, tenha sido de apenas 53 votos, para a Justiça, na realidade, Júlio recebeu 65,04% dos votos válidos, pois com a anulação dos votos dados a Ronaldo, o segundo colocado foi o candidato Marcilio Dantas, que obteve 5.064 votos. Ou seja: com isso, a maioria de Júlio César sobre o segundo colocado, de fato, foi de 9.208 votos.

NÚMEROS OFICIAIS
No portal do TRE-RN foram publicados os números oficiais da eleição de ontem em Ceará-Mirim:
Ceará Mirim:

Total de Eleitores – 51.837

Comparecimento – 40.157 (77,47%)

Abstenção – 11.680 (22,53%)

Prefeito Eleito – Julio Cesar Soares Camara (PSD)

Vice-Prefeito Eleito – João Maria de Paiva Mota (PODE)

Partido/Coligação – A vez do povo

Quantidade de votos –14.272 (65,04% dos votos válidos)

Votos em Branco – 1.218 (3,03%)

Votos Nulos – 2.777 (6,92%)

Votos Anulados – 14.219 (Votos dados ao Candidato Ronaldo Venâncio que, não teve seus votos validados devido à sua situação jurídica).

———
OBSERVAÇÃO – Querendo ser notificado sempre que este jornal for atualizado, deixe um comentário com o seu nome e número do zap.

Um comentário em “Votação de Ronaldo foi anulada e Júlio ficou com 65,04%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *