Cientistas testam cogumelos 'mágicos' contra tristeza causada pela Covid-19 - Por dentro do RN
cogumelo mágico contra a covid

Cientistas testam cogumelos ‘mágicos’ contra tristeza causada pela Covid-19

Parece impossível, nesta altura da pandemia, que o flagelo da Covid não resulte em danos sérios para a saúde mental. Luto, polarização, isolamento, perda de renda e de perspectivas, sequelas da infecção, proliferação de falsidades, aumento da desigualdade, regressão política –parece uma conspiração contra o equilíbrio emocional e a favor do desespero.

Nem tudo caminha para o fundo do poço, entretanto. Há um renascimento psicodélico em curso, e pesquisadores já se movimentam para buscar na revalorização dessas drogas um lenitivo para as primeiras vítimas da invasão dos coronavírus, os profissionais que atuam na linha de frente para salvar vidas.

Os sinais de deterioração na esfera psíquica estão à vista de todos. Nos Estados Unidos, por exemplo, em maio de 2020 –meros três meses após a chegada da Covid– ocorreram 42% mais mortes por overdose de opioides do que no mesmo mês do ano anterior. Teme-se que haja ainda uma alta de suicídios.

Uma revisão sistemática de 29 estudos sobre estado psicológico de profissionais de saúde atuando contra Covid concluiu que um quarto do pessoal nas enfermarias e UTIs sofre com depressão (24,3%) ou ansiedade (25,8%).

Noutro levantamento com 21 mil trabalhadores em 42 estabelecimentos do setor nos EUA, 61% relataram medo permanente de infectar-se e transmitir o vírus Sars-CoV-2, 43% se queixaram de sobrecarga de trabalho e 38% admitiram ansiedade ou depressão. Mais afetadas são as mulheres latinas ou negras.

Com a proliferação de bons resultados preliminares em testes de psilocibina (composto psicoativo dos chamados “cogumelos mágicos” do gênero Psilocybe) contra depressão, a Universidade de Washington e a empresa Cybin se uniram para lançar um ensaio clínico precisamente para sondar a possibilidade de que esse psicodélico clássico, encontrado nos cogumelos ‘mágicos’, venha a aliviar o sofrimento de enfermeiras(os), assistentes e médicas(os) que trabalham diretamente com pacientes de Covid.

O teste clínico controlado duplo-cego será coordenado por Anthony Black em Seattle, noticiou o site da Forbes, uma cidade gravemente atingida pela pandemia. Como de hábito nesses estudos com psicodélicos para transtornos mentais, não será investigada só a droga, mas seu emprego como facilitadora de processos psicoterapêuticos, envolvendo várias sessões antes e depois da ingestão da droga.

O ensaio de Seattle se somará a outros 70 testes clínicos com psicodélicos identificados por pesquisadores do Canadá. A maioria tem por objeto MDMA (46%) –droga mais perto de ser aprovada para uso corrente, notadamente para tratar estresse pós-traumático– e psilocibina (41%), neste caso em geral contra depressão e ansiedade.

Só 21 desses estudos “renascentistas” tiveram resultados publicados, o que equivale a dizer que nada menos que meia centena de ensaios registrados estão em andamento ou para começar. Entre eles há dois testes clínicos em preparação no Brasil, na USP, com o psicodélico ibogaína para tratamento de dependência química (crack/cocaína e álcool).

ESTADÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado