Merkel

Angela Merkel diz que enchentes são aterrorizantes; mortes já chegam a 188

A chanceler alemã Angela Merkel afirmou neste domingo (18) que as enchentes que devastaram partes da Europa são “aterrorizantes”. 188 morreram até o momento devido às condições climáticas extremas. Merkel prometeu auxílio financeiro rápido após visitar uma das áreas mais afetadas pelas chuvas e enchentes. Este é considerado o pior desastre natural do país em quase seis décadas.

“É aterrorizante”, disse a chanceler aos moradores da cidade de Adenau, no estado da Renania Palatinato. “A língua alemã mal pode descrever a devastação que ocorreu”, afirmou. Segundo o ministro das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, o governo alemão vai disponibilizar mais de 300 milhões de euros em auxílio imediato e bilhões de euros para reparar as casas, ruas e pontes danificadas.

Na Bélgica, os níveis da água baixaram neste domingo e a operação de limpeza dos destroços segue ocorrendo. O governo enviou militares à cidade de Pepinster, onde vários edifícios desabaram, para procurar mais vítimas. Dezenas de milhares de pessoas estão sem eletricidade e as autoridades belgas disseram que o estoque de água potável também é uma grande preocupação.

Foto: Christof Stache/Pool via REUTERS/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.