Benes Leocádio

Pré-candidatura de Benes começa a se fortalecer

A oposição potiguar começa a se fortalecer com a pré-candidatura de Benes Leocádio (Republicanos) ao governo no próximo ano. De perfil tranquilo e bem adepto às conversas e as alianças políticas, Benes tem conquistado não apenas vários setores da oposição, mas também já começa a sentir uma boa aceitação dos cidadãos. A união ao presidente Jair Bolsonaro – que não tem tanta aceitação no estado – será um fator que, segundo afirmam seus apoiadores, será superado pelo pré-candidato.

Ao que a equipe de Benes escuta, a questão nacional não será fator negativo no ponto de vista local. Os últimos dias foram marcantes – positivamente – para o grupo de Benes, onde o ex-prefeito de Lajes recebeu inúmeras mensagens de apoio, tanto de políticos, quanto de cidadãos. Por enquanto, o destaque fica por conta do ataque ao consórcio Nordeste pelo rival de Fátima; de acordo com o pré-candidato, ele “não vê resultado para ninguém”.

Que a força esteja com você

O grupo governista, por sua vez, tem utilizado a estratégia do silêncio. Com exceção do comentário do secretário Mineiro, que sugeriu o “chega logo, 2022”, pouco tem se falado por lá no primeiro pré-candidato oficial.

Formigueiro I

Esta coluna já chamou atenção para a ironia de a oposição, que não tinha nem um candidato para a disputa com Fátima Bezerra até dias atrás, e agora conta com Benes e ainda com a possibilidade do prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César, do PSD, que é ligado ao grupo do ministro Fábio Faria.

A questão é que, ao sair do hospital ontem, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reforçou indiretamente o apoio à candidatura de Rogério Marinho ao senado, afetando o grupo de Fábio: “ele é reconhecido no seu estado”, disse Bolsonaro sobre Marinho. A fala foi interpretada por muitos como apoio a Rogério, deixando Fábio de lado. Isso afetaria a manutenção do nome de Júlio César na disputa?

Formigueiro II

Numa rádio em Jardim do Seridó, o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, do PDT, afirmou que é pré-candidato a governo, mas aceita conversar sobre a candidatura ao senado.

Formiga rainha

E ninguém duvide do senador Styvenson. Sem nada a perder e buscando reforçar suas estratégias para se reeleger em 2026, deverá sim sair candidato ao governo no próximo ano. Contra tudo e contra todos, e no estilo “único” de fazer campanha, vai de interior em interior, sentando nos bancos das praças, e conversando com as pessoas reforçando seus discursos de moralidade política e etc. Um marketing e tanto!

No caminho do açúcar

Só ai já vão quatro candidatos – Benes, Júlio César, Carlos Eduardo e Styvenson – e mais a atual chefe do executivo, Fátima, para a disputa estadual do próximo ano. Quem vai levar? Aguardemos!

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sobre Thiago Martins, colunista do Por Dentro do RN

Thiago Martins tem 28 anos, é jornalista formado pela UFRN e atua do jornalismo político no Estado. Apesar de sua maior dedicação ser na área de Assessoria de Comunicação, observa e acompanha as principais ações políticas do Rio Grande do Norte, do Brasil, e do mundo, e escreve nesta coluna a respeito do tema. É proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem autorização do autor e sem a inserção dos créditos, de acordo com a Lei nº 9610/98.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.