Dores no inverno: especialistas explicam causas e orientam sobre como aliviar sintomas

Fisioterapia e exercícios físicos são práticas recomendadas a pessoas de todas as idades para facilitar lubrificação das articulações

Durante o inverno, é bastante comum ouvir de pessoas de todas as idades relatos de dores no corpo. Segundo especialistas, essa relação entre o frio e a dor está ligada ao fato de que, em épocas mais geladas, as pessoas costumam se exercitar menos e ficar mais “encolhidas” para se esquentar, o que pode diminuir, principalmente nos idosos, a lubrificação das articulações, além de a temperatura afetar a contração dos músculos.

O fisioterapeuta Bruno Guerra, responsável pela Clínica de Fisioterapia da Estácio, explica que há algumas hipóteses para os desconfortos em épocas mais frias. “Um dos efeitos fisiológicos do corpo quando a temperatura está mais baixa é a diminuição da circulação e, em certo ponto, isto piora os processos inflamatórios já existentes. Outro efeito é o aumento da viscosidade do líquido sinovial – que auxilia na lubrificação das superfícies articulares”, explica.

Segundo Bruno, esse aumento de viscosidade gera maior rigidez nas articulações e, consequentemente, mais dores, principalmente nas pessoas mais idosas que não costumam ter um ritmo mais ativo de movimentação corporal.

O fisioterapeuta também explica que, para se defender do frio, o músculo se contrai involuntariamente. Dessa forma, a circulação sanguínea entre tecidos, pele e articulações fica prejudicada e acaba causando dores e espasmos nas mãos, pés, tornozelos, joelhos e coluna, principalmente.

Para aliviar esses sintomas, a coordenadora do curso de Educação Física da Estácio, Maria Lúcia Sebastião, orienta a prática de exercícios para jovens e idosos que sofrem com as dores.

“Ao se exercitar, o corpo libera endorfina e neurotransmissores com ação analgésica no sistema nervoso central, fazendo com que as dores diminuam. Além disso, o exercício é benéfico para o fortalecimento muscular e redução da pressão articular”, esclarece.

O fisioterapeuta Bruno Guerra acrescenta que, para prevenir inflamações e doenças articulares, é importante manter uma vida equilibrada aliando exercícios com uma alimentação saudável.

“Outra forma de aliviar essas dores é utilizar compressas quentes nas regiões afetadas. Essa costuma ser uma prática bem intuitiva, porque se você tem uma dor por conta do frio, aplicar calor nessas áreas vai ajudar para que elas sejam resolvidas”, complementa o fisioterapeuta.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado