Caso Rafael Eufrásio - Justiça condena a 60 anos assassino de cliente dentro de farmácia em Natal

Caso Rafael Eufrásio: Justiça condena a 60 anos assassino de cliente dentro de farmácia em Natal

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte elucidou o latrocínio que vitimou Rafael Eufrásio de Fonseca, no dia 25 de setembro de 2020, dentro de uma farmácia na zona norte de Natal. O autor do crime foi identificado e a condenação de quase 60 anos de prisão foi proferida pelo juiz da 7ª Vara Criminal da Comarca de Natal. No assalto, a vítima entrou em luta corporal com um dos assaltantes e acabou atingida com tiros na cabeça. 

O criminoso foi identificado como Jobson Nascimento de Oliveira, mais conhecido como “Bica” ou “JB”, e teve a sentença condenatória determinada em 59 anos, 11 meses e 29 dias em regime fechado, além de 289 dias-multa. Além disso, considerando os prejuízos sofridos pela vítima e seus familiares, foi fixada, como valor mínimo para reparação dos danos causados pelo ato, a quantia de R$20.000,00, a título de danos morais.

Relembre o caso 

O latrocínio que vitimou Rafael Eufrásio de Fonseca aconteceu por volta das 7h10, em uma farmácia, no conjunto Vale Dourado, em Natal. O criminoso e um adolescente entraram no estabelecimento e realizaram o assalto. Eles roubaram a chave do carro da vítima, mas não conseguiram fazer o veículo funcionar. No momento em que retornaram para o interior da farmácia, iniciou-se uma discussão e Rafael Eufrásio entrou em luta corporal com os assaltantes. Ele acabou atingido por disparos de arma de fogo.

Segundo a polícia, o autor do crime fugiu e rompeu a tornozeleira que usava na época, ficando assim foragido. Ele foi detido mais de um ano depois, no Ceará, utilizando de uma identidade falsa.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.