Conselho Nacional de Educação estuda reformular Enem e adotar questões discursivas a partir de 2024

Conselho Nacional de Educação estuda reformular Enem e adotar questões discursivas a partir de 2024

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deverá passar por uma reformulação a partir de 2024, passando a ter questões discursivas e de múltipla escolha divididas em duas etapas. As alterações têm o propósito de fazer com que o exame se adeque às mudanças que ocorrerão nas escolas ao longo dos próximos três anos.

As mudanças começaram a ser elaboradas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que aprovou em uma comissão um parecer inicial sobre a nova versão do Enem. O órgão se reuniu na última quarta-feira (8.dez.2021) com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) para debater novas mudanças no texto.

Com as mudanças, o Enem passaria a ser da seguinte maneira:

1ª etapa: redação + perguntas de formação geral (sem divisão por disciplina, cobrando habilidades mais interpretativas do que conteudistas);

2ª etapa: perguntas focadas na área de conhecimento escolhida pelo estudante (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens ou matemática).

Além da adoção de questões discursivas, a proposta também vai incluir considerações do Grupo de Trabalho (GT) do Ministério da Educação (MEC), que ainda poderá sofrer alterações. Posteriormente, as alterações serão votadas no plenário do CNE, em 25 de janeiro de 2022.

Foto: Luccas Diaz/Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.