Tag Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) - Por dentro do RN

Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine)

Feminicídio no RN caiu pela metade nos últimos três anos; dados são da Sesed RN I

Feminicídio no RN caiu pela metade nos últimos três anos; dados são da Sesed/RN

Foram 54 casos de feminicídio no RN entre 1º de janeiro de 2019 até 29 de dezembro de 2021, contra 107 registrados no mesmo período entre os anos de 2015 e 2017.

Os crimes de feminicídio no RN caíram 49,5% nos últimos três anos. Foram 54 casos entre 1º de janeiro de 2019 até 29 de dezembro de 2021, contra 107 registrados no mesmo período entre os anos de 2015 e 2017. Os dados são da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e foram divulgados no balanço de 1.095 dias da atual gestão do Governo do Estado.

“O sentimento é de dever cumprido. São números significativos e que merecem ser evidenciados. E isso é fruto de muito trabalho e de um compromisso firmado de nossa gestão: salvar vidas, inclusive das mulheres vítimas de violência doméstica. Como única governadora do Brasil no atual mandato, tenho motivos de sobra para me orgulhar dessas ações”, afirmou a governadora Fátima Bezerra, destacando anúncios recentes que devem fortalecer as políticas de combate ao feminicídio no RN.

Feminicídio no RN caiu pela metade nos últimos três anos; dados são da Sesed RN
Foto: Divulgação/Governo do RN

“Anunciamos essa semana a expansão da Patrulha Maria da Penha para o interior do Estado, que ocorrerá de maneira gradativa para 11 cidades do Seridó e já está em atividade em Currais Novos e Mossoró. Também lançamos o aplicativo Salve Ela, que deverá começar a funcionar em janeiro de 2022 e que vai facilitar o acesso das mulheres aos canais de denúncia, além de criar uma rede comunitária e familiar de apoio para essas vítimas”, completou a governadora.

A Patrulha Maria da Penha (PMP) é um núcleo da Polícia Militar especializado no acompanhamento de mulheres vítimas de violência e, até então, atuava apenas na Grande Natal. A partir do projeto de expansão iniciado nessa semana pelo Governo do Estado, a PMP chegou a Mossoró, Currais Novos e mais 11 municípios do Seridó: Acari, São Vicente, Florânia, Parelhas, Equador, Santana do Seridó, Carnaúba  dos Dantas, Lagoa Nova, Cerro Corá, Bodó, Tenente Laurentino.

De acordo com a secretária de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh), Júlia Arruda, além da Patrulha e do Salve Ela, iniciativas como a ampliação da delegacias especializadas, a criação da delegacia virtual, a Casa de Acolhimento e o Botão do Pânico têm sido decisivas para esse índice. 

“Dizemos que o feminicídio é um crime previamente anunciado, ou seja, resultado de um ciclo de violência que evolui e se agrava com o tempo. Por isso, se de um lado ampliamos os canais de denúncia, encorajamos e acolhemos essa mulher, de outro, fortalecemos os instrumentos de proteção e segurança, garantindo que ela não seja revitimizada ou até morta. E as potiguares precisam saber que não estão sozinhas. Tem uma rede de proteção pronta para atendê-las”, disse a secretária Júlia Arruda.

Após 17 anos sem criação de uma nova DEAM, o Governo do RN anunciou recentemente a instalação de sete novas Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher, que irão funcionar nas Centrais do Cidadão de Assu, Ceará-Mirim, Macaíba, Macau, Nova Cruz, Pau dos Ferros e São Gonçalo do Amarante, além da reativação da DEAM de Caicó.

A queda de 49,5% no número de feminicídios foi divulgada na quarta-feira (29.dez.2021) pela Sesed, que contabilizou também uma redução de quase 30% no número de mortes violentas no no período de 2019-2021, em comparação com 2015-2017. Além dos feminicídios, houve diminuição também dos homicídios dolosos e lesões corporais seguidas de morte.

Foto: Ilustração/Marcos Santos/USP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mortes violentas no RN caem 29%; Parnamirim e Natal lideram queda

Mortes violentas no RN caem 29%; Parnamirim e Natal lideram queda

Mortes violentas no RN caíram 29% quando comparadas com o mesmo período da gestão anterior, entre os anos de 2015 e 2017.

O Governo do Rio Grande do Norte alcançou nesta quarta-feira (29.dez.2021) mais uma importante marca para a segurança pública. Ao completar 1.094 dias da atual gestão, o Estado atingiu o número de 1.805 vidas salvas. Esta é a diferença no total de mortes violentas registradas no mesmo período da gestão anterior. Ou seja, entre os anos de 2015 e 2017, o RN contabilizou 6.062 mortes violentas, contra 4.257 casos ocorridos entre 2019 e 2021, totalizando uma redução de 29.8%.

As informações são da base de dados da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN), que contabiliza e analisa diariamente os registros das Condutas Violentas Letais e Intencionais, as CVLIs.

“Desde que assumimos, a segurança pública tornou-se, de fato e de direito, prioridade no nosso Governo. Porque é um serviço que atende e atinge toda a população. Quando fazemos promoções dos policiais, concursos públicos, convocamos mais de 1.000 novos PMs e investimos mais de R$ 250 milhões com recursos federais e contrapartidas do Governo Estadual, ao longo desse três anos, é porque queremos chegar nesses índices aqui: o de poupar vidas. Porque todo e qualquer investimento nessa área deve focar, primordialmente, na diminuição da violência e, por consequência, na preservação da vida das pessoas”, disse a governadora Fátima Bezerra.

“Não é fácil alcançar números como estes. É preciso reconhecer a abnegação dos nossos policiais e agentes da segurança pública, que todos os dias lutam por uma sociedade mais humana e menos desigual”, acrescentou o titular da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social, coronel Araújo Silva.

Entre os aspectos positivos da diminuição de CVLIs no comparativo entre as gestões, as condutas de homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte e feminicídios apresentaram as reduções mais significativas. Quanto aos homicídios dolosos, foram registrados 4.969 na gestão anterior, contra 3.354 na atual gestão, o que representa uma queda de 32,5%.

Os números de lesão corporal seguida de morte são destacadas com redução acentuada de 60,1%, caindo de 511 ocorrências entre 2015 e 2017, para 204 na atual gestão estadual, entre 2019 e 2021.

As estatísticas de feminicídio também apresentaram redução no Rio Grande do Norte. Foram 107 registros nos 1.094 dias da última gestão, contra 54 mortes desta natureza no período dentro da gestão atual, uma redução de 49,5%.

Mortes violentas no RN nas maiores cidades potiguares

Mossoró (Redução de -10,3%)
CVLIs 2015-2017: 630
CVLIs 2019-2021: 565

Natal (Redução de 48,9%)
CVLIs 2015-2017: 1.679
CVLIs 2019-2021: 858

Parnamirim (Redução de -56,4%)
CVLIs 2015-2017: 459
CVLIs 2019-2021: 200

São Gonçalo do Amarante (Redução de -25,9%)
CVLIs 2015-2017: 316
CVLIs 2019-2021: 234

Foto: Reprodução/Polícia Civil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Número de assaltos a ônibus na Grande Natal diminui 70% em quatro anos

Número de assaltos a ônibus na Grande Natal diminui 70% em quatro anos

Os índices de assaltos a ônibus caíram 70% em quatro anos, de acordo com os dados do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) e da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

Segundo os órgãos, há uma redução no comparativo proporcional de janeiro a outubro de 2021, quando foram registradas 123 ocorrências, em relação ao mesmo período de 2018, quando ocorreram 410 roubos. Os dez meses de 2021 foram os melhores desde 2018, com reduções anuais gradativas no número de ocorrências.

O comparativo de 2021 supera os últimos quatros anos. Em 2021, foram registrados 123 roubos, redução de 30,11% em relação a 2020, quando ocorreram 176 roubos. A diminuição chega a 68,13% na comparação com 2019, ano em que 386 roubos foram registrados. A máxima queda de 70,00% é constatada no comparativo com 2018, quando os dados apontam a ocorrência de 410 roubos.

Redução ano a ano

Assaltos a ônibus entre janeiro e outubro 2018: 410
Assaltos a ônibus entre janeiro e outubro 2021: 123
Redução: 70%

Assaltos a ônibus entre janeiro e outubro de 2019: 386
Assaltos a ônibus entre janeiro e outubro de 2021: 123
Redução: 68,13%

Assaltos a ônibus entre janeiro e outubro de 2020: 176
Assaltos a ônibus entre janeiro e outubro de 2021: 123
Redução: 30,11%

Foto: Matheus Felipe/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mortes violentas no Rio Grande do Norte caem 43% em outubro; dados são da Sesed/RN

Mortes violentas no Rio Grande do Norte caem 43% em outubro; dados são da Sesed/RN

A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed/RN) informou hoje (04.nov.2021) que o estado teve uma redução de 43,5% no número de mortes violentas registradas em outubro, na comparação com o mesmo mês no ano passado. Segundo a pasta, os dados representaram a maior redução dentro de um mês no ano de 2021 na comparação com o ano anterior.

De acordo com a Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), 152 mortes violentas e intencionais foram registradas em outubro de 2020 contra 86 em outubro de 2021. São 66 crimes a menos. A Sesed informou ainda que, até a consolidação dos números de outubro, o mês de fevereiro apresentava a maior redução no comparativo entre 2020 e 2021, com 27,5% de mortes violentas a menos.

Já em relação aos tipos criminais, a Sesed informou que destacam-se as condutas de homicídio doloso, que apresentou uma redução significativa entre os meses de outubro. Em 2020, foram 121 ocorrências contra 68 crimes neste ano, queda de 43,8%. Entre as ocorrências de lesão corporal seguida de morte, foram registrados oito casos em 2020 e somente um caso em 2021 – com 87,5% de diminuição.

Foto: Reprodução/Sesed

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado Vulcão Cumbre Vieja em La Palma não dá sinais de abrandamento Cocaína no Ceará tem tudo, menos o princípio ativo da droga