Mulher denuncia invasão de policiais civis à casa onde fazia topless com amigas em São Miguel do Gostoso

Mulher denuncia invasão de policiais civis à casa onde fazia topless com amigas em São Miguel do Gostoso

Caso do topless ganhou repercussão nacional após a produtora audiovisual Marana Torrezani relatar o caso.

De acordo com as mulheres, policiais civis teriam entrado na casa onde elas estavam, sem mandado judicial e autorização dos donos, após um vizinho acioná-los dizendo que havia pessoas tomando banho de sol nuas no local. A denúncia foi feita por mulheres à Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed), e o caso aconteceu no feriado do dia 7 de Setembro, em São Miguel do Gostoso, ganhando repercussão pela natureza incomum da denúncia.

Ainda de acordo com as mulheres, um vizinho, que também teria invadido o local, chamou a Polícia Civil e denunciou as três mulheres que tomavam sol na piscina sem a parte de cima do biquíni. A prática conhecida como topless. O fato ficou famoso após o relato publicado pela produtora audiovisual Marana Torrezani, que estava no imóvel. Ela registrou o caso na Ouvidoria da Sesed, que abriu uma investigação.

Diligências foram determinadas pela secretaria para identificação dos agentes públicos envolvidos, bem como para que seja esclarecido como ocorreu a suposta invasão na casa. Em seguida, o caso será encaminhado à Corregedoria, que abre processo o administrativo. Caso ocorra a confirmação da violação, os agentes poderão ser punidos. De acordo com a Polícia Civil, nenhum boletim de ocorrência foi registrado.

Foto: Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.