Casa Durval Paiva alerta sobre o Dia Internacional de Luta Contra o Câncer Infantil

Casa Durval Paiva alerta sobre o Dia Internacional de Luta Contra o Câncer Infantil

Fevereiro deve ser lembrado como um mês de cuidados com os pequenos. Nessa linha, o dia 15 foi instituído como o “Dia Internacional de Luta contra o Câncer Infantil”, com o objetivo de deixar um alerta para a doença, que ainda é a principal causa de morte, entre crianças e adolescentes, de 0 a 19 anos, no Brasil, e a segunda causa de óbito, neste grupo etário, de acordo com estudos do INCA (2020).

No Rio Grande do Norte, o número é de 130 casos novos, por ano (2020 – 2022). Destes, 70 casos previstos para meninos e 60 para meninas. A escassez de políticas públicas, voltadas para este nicho de atendimento, fez com que a taxa de mortalidade do câncer infantil e de adolescentes, no país, atingisse o dobro da verificada em países desenvolvidos, com uma média de 43,4 mortes por milhão.

Esse patamar permanece estagnado há 20 anos, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Desiderata (2020). Além de esbarrar em diversos obstáculos como: descarte de suspeita – por falta de informação das equipes da atenção básica, barreiras nos exames para precisão do diagnóstico, desarticulação da rede de atendimento primário, que resulta na demora entre o diagnóstico até o tratamento especializado, além de registros imprecisos.

O diagnóstico precoce é a principal arma contra o câncer infantil e de adolescentes, ou seja, quanto mais cedo for diagnosticado, maiores serão suas chances de cura. Na infância e adolescência, não há uma causa específica, em que se possa atuar prevenindo, contudo, se diagnosticados precocemente, as chances de cura são de até 80%. Os principais tipos de câncer infantojuvenis são as leucemias (câncer da medula óssea), tumores do sistema nervoso central, linfomas (tumores do sistema linfático) e tumores sólidos como o neuroblastoma, sarcomas e o tumor de Wilms.

Por conta disso, é importante estar atento a alguns sintomas importantes como vômitos acompanhados de dores de cabeça, dores nos ossos ou nas articulações, palidez repentina, febre frequente ou persistente, perda de peso, ínguas ou nódulos com crescimento rápido e sem dor, suor excessivo noturno, manchas roxas no corpo ou nas pálpebras e/ou reflexo de olho de gato.

A Casa Durval Paiva é uma referência no suporte ao tratamento de crianças e adolescentes, e realiza, desde 2002, a Campanha do Diagnóstico Precoce, divulgando os principais sinais de alerta do câncer infantojuvenil. Além de capacitar os profissionais da saúde, educação e áreas correlatas.

Foto: National Cancer Institute

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.