Tag Milton Ribeiro - Por dentro do RN

Milton Ribeiro

Milton Ribeiro dispara arma acidentalmente em aeroporto de Brasília; funcionária da Gol foi atingida por estilhaços

Milton Ribeiro dispara arma acidentalmente em aeroporto de Brasília; funcionária da Gol foi atingida por estilhaços

Em depoimento prestado à Superintendência da PF (Polícia Federal) do Distrito Federal, o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro afirmou hoje que disparou uma arma de fogo acidentalmente no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília. A informação foi confirmada ao UOL pelo advogado Luiz Carlos Neto, que atua na defesa do ex-ministro.

O disparo aconteceu por volta de 17h, quando ele estava no balcão da Latam. Uma funcionária da Gol que estava no guichê ao lado foi atingida por estilhaços, mas sem gravidade, informou a empresa aérea.

Em depoimento à PF, o ex-ministro afirmou que, depois de abrir sua pasta de documentos, pegou a arma para separá-la do carregador “dentro da própria pasta” —momento em que teria ocorrido o disparo. À corporação, Ribeiro disse que, por medo de expor sua arma de fogo publicamente no balcão, ele teria tentado desmuniciá-la dentro da pasta.

“Como havia outros objetos dentro da pasta, o local ficou pequeno para manusear a arma”, justificou o ex-ministro. “O projétil atravessou o coldre e a pasta e se espalhou pelo chão”, disse.

Leia a íntegra da nota de defesa de Milton Ribeiro em relação ao disparo da arma de fogo:

“A arma já foi devolvida pelo delegado da Polícia Federal ao ex-ministro Milton Ribeiro porque prevaleceu o entendimento de que tudo não passou de um acidente provocado por um cuidado excessivo de não tirar a arma de dentro do bolso em público, a fim de não expor nem constranger as pessoas presentes —e também devido ao zelo de não circular com sua arma carregada.

Trata-se de um incidente passado, que não afetou ninguém e que ocorreu enquanto ele deixava seu apartamento funcional, em Brasília, durante processo de mudança para São Paulo”.

Com informações do UOL Notícias
Foto: Reprodução/Sergio Lima/Poder 360

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Abstenção no primeiro dia de provas do Enem 2021 foi de 26% no Brasil

Abstenção no primeiro dia de provas do Enem 2021 foi de 26% no Brasil

No primeiro dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 digital e impresso, realizado neste domingo (21.nov.2021), a abstenção dos candidatos foi de 26%. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do total de 3,1 milhões de candidatos inscritos, cerca de 2,3 milhões compareceram às provas.

De acordo com o Inep, quando considerado apenas o Enem impresso, as faltas chegaram a 25,5%. O Enem impresso concentra a maior parte das inscrições, 3.040.907 delas. O Amazonas foi o estado com a maior porcentagem de faltas: 40,6%.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou em entrevista coletiva que a prova foi “um sucesso”. Na avaliação do ministro, mesmo com o número reduzido de inscritos, menor que nas edições anteriores, a abstenção foi baixa. Ontem, os estudantes fizeram as provas de Redação, Linguagens e Ciências Humanas. Já no próximo domingo (28.nov.2021), serão aplicadas as provas de matemática e ciências da natureza.

Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministro da Educação será convocado a dar explicações sobre Institutos Federais de Ensino Superior em comissão da Câmara

Ministro da Educação será convocado a dar explicações sobre Institutos Federais de Ensino Superior (Ifes) em comissão da Câmara

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, será convocado a dar explicações a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados sobre a criação de dez Institutos Federais de Ensino Superior (Ifes) e a atuação recente do governo na indicação dos reitores. A aprovação ocorreu ontem (15).

“Os reitores passaram a ser indicados pelo governo, num verdadeiro desmonte na autonomia universitária. O presidente Jair Bolsonaro já nomeou vários reitores, mesmo não sendo os mais votados nas eleições internas das universidades e Ifes, rompendo uma tradição em vigor desde final dos anos 90”, justificou o deputado Elias Vaz (PSB-GO), que apresentou o requerimento aprovado pelo colegiado.

Na avaliação do deputado, a criação dos Ifes precisa ser debatida, considerando os cortes no orçamento que afetam os institutos, e neste ano já chegou a 20%. Além disso, a criação de cada novo instituto pode gerar custos em torno de R$ 8 milhões/ano.

Após a aprovação por parte da comissão, o ministro terá até 30 dias para comparecer no colegiado, após receber o ofício de convocação. Diferentemente da modalidade de convite, que pode ser recusada sem que, por isso, haja qualquer sanção; a convocação é obrigatória. Caso não compareça, o ministro poderá responder por crime de responsabilidade.

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Reitor José Arnóbio é empossado reitor do IFRN pelo ministro da Educação em Brasília

José Arnóbio é empossado reitor do IFRN pelo ministro da Educação em Brasília

Em solenidade com o ministro da Educação, em Brasília, José Arnóbio de Araújo Filho foi empossado como reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). O encontro ocorreu na terça-feira (31) na sede do Ministério da Educação na capital federal.

Na ocasião, o ministro Milton Ribeiro recebeu das mãos de José Arnóbio o portfólio institucional do IFRN, além de algumas amostras de produtos fabricados na unidade produtiva de derivados do leite localizada no Campus do IFRN em Currais Novos. Ribeiro aproveitou o encontro e lembrou que incrementou em 28% os investimentos destinados aos Institutos Federais ao redor do Brasil.

Em seu discurso de posse, José Arnóbio relembrou o processo pelo qual atravessou assim que foi eleito e reforçou alguns dados sobre o trabalho do IFRN no atendimento a mais de 40 mil estudantes no Rio Grande do Norte, sendo cerca de 800 deles com deficiência.

Foto: Luis Fortes/MEC

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

'Diploma de universidade não adianta porque não tem emprego', afirma Ministro da Educação

‘Diploma de universidade não adianta porque não tem emprego’, afirma ministro da Educação

Na avaliação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, não há necessidade da população buscar diploma universitário através de financiamento “porque não tem emprego”. Ribeiro questionou a busca por alunos que usam financiamento e depois ficam endividados em discurso neste sábado (21), em um evento em Nova Odessa (SP).

Na ocasião, o ministro participava de um encontro com representantes dos governos municipais da região, e defendia o ensino profissionalizante. “Que adianta você ter um diploma na parede, o menino faz inclusive o financiamento do FIES que é um instrumento útil, mas depois ele sai, termina o curso, mas fica endividado e não consegue pagar porque não tem emprego”, disse.

O ministro optou por focar em escolas técnicas: “No entanto, o Brasil precisa de mão de obra técnica, profissional. E aí depois o moço ou a moça, elas fazem esse curso, arrumam um emprego, e depois falam: ‘O que eu gostaria mesmo é ser um doutor. Eu fiz um curso técnico em veterinário, já tenho um emprego, mas eu quero ser um médico veterinário'”, complementou.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado