Tag ministro - Por dentro do RN

ministro

Câmara convoca Paulo Guedes para explicar empresa em paraíso fiscal

Câmara convoca Paulo Guedes para explicar empresa em paraíso fiscal

A Câmara dos Deputados aprovou, por 310 votos favoráveis e 142 contrários, requerimento de convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes, para que ele preste esclarecimentos no plenário da Casa sobre empresa de sua propriedade sediada em paraíso fiscal.

Guedes havia sido convocado pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados para que desse explicações sobre revelações obtidas pelo projeto Pandora Papers, do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ). As informações também incluem dados sobre empresas no exterior em nome do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

A sessão para ouvir Guedes ainda não tem data marcada. A perspectiva dos deputados é que seja realizada na próxima semana. Segundo o autor do pedido, o líder da oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), o Parlamento brasileiro tem o direito e o dever de cobrar explicações do ministro.

“O ministro transgrediu uma regra clara e explícita que proíbe a conduta que ele adotou. Nós queremos saber por que ele mantém os seus recursos pessoais em moeda estrangeira, em dólares, enquanto a economia do país afunda”, afirmou. “Mais do que isso, há claro conflito de interesses, quando a moeda brasileira se desvaloriza, diante de moedas estrangeiras como o dólar, é nesta moeda que estão investidos os recursos do ministro da Economia”.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.


Deputado quer acionar MPF para investigar Guedes e Campos Neto por offshore

Marcelo Freixo quer acionar MPF para investigar Guedes e Campos Neto por offshore m paraísos fiscais

O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), informou que, junto com outros líderes da oposição na Câmara dos Deputados, irá acionar o Ministério Público Federal (MPF) para que investigue o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Os dois mantiveram empresas em paraísos fiscais depois de terem entrado para o governo do presidente Jair Bolsonaro, no início de 2019, conforme publicou neste domingo o projeto Pandora Papers, do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ). Marcelo Freixo afirmou, em publicação em suas redes sociais, que “a legislação brasileira proíbe que membros da cúpula do governo mantenham esse tipo de negócio”.

Em resposta à publicação do consórcio de veículos jornalísticos, a assessoria do ministro da Economia esclarece que toda a sua atuação privada anterior à posse foi devidamente declarada à Receita Federal e à Comissão de Ética Pública. Já a assessoria do presidente do BC disse que ele não participa da gestão ou faz qualquer investimento com recursos dessas empresas.

Com informações da Exame

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministro da Costa do Marfim

Ministro da Costa do Marfim visita RN a fim de conhecer projetos desenvolvidos no Estado

O Governo do Rio Grande do Norte irá assinar acordo de cooperação com a Costa do Marfim, a fim de trocar conhecimentos em projetos na área de cultivo de camarão, pescado, pecuária e agricultura familiar. A parceria foi estreitada durante visita do ministro da Produção Animal e dos Recursos Pesqueiros da República da Costa do Marfim, Sidi Tiemoko Turrê, à governadora Fátima Bezerra, na noite desta quarta-feira (21), na Governadoria, em Natal.

Durante a visita de cortesia, o ministro destacou a importância de buscar boas experiências de produção voltadas à segurança alimentar, que é uma preocupação da Costa do Marfim, já que o país hoje depende dos países vizinhos para o próprio abastecimento de alimentos. Sidi Tiemoko Turrê cumpriu agenda no Rio Grande do Norte, nessa quarta e quinta-feira (22), visitando empresas e conhecendo projetos artesanais e de pequeno porte exitosos para levar ao país africano.

Foto: Divulgação/Raiane Miranda/Governo do RN

Fátima Bezerra agradeceu a confiança ao apontar grande interesse do Estado em apresentar projetos que possam auxiliar na independência e segurança alimentar do país. “É uma alegria imensa recebê-los aqui e é importante reafirmar os laços entre o Rio Grande do Norte e a Costa do Marfim, principalmente, pela busca incansável por igualdade, oportunidades, justiça e por projetos de sustentabilidade que temos”, afirmou a governadora, que esteve acompanhada dos secretários de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), Jaime Calado, e da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Guilherme Saldanha.

O secretário Guilherme Saldanha lembrou da atuação do Rio Grande do Norte no setor de exportação, sendo por exemplo, o maior exportador de frutas do Brasil. “Estamos de portas abertas para estreitar laços com a Costa do Marfim e é importante destacar que o RN foi o segundo estado a liberar a produção de peixe Panga e a liberação de beneficiamento de pescado feito pela governadora Fátima Bezerra pode possibilitar, inclusive, a exportação para o país africano”, esclareceu.

Na ocasião, também houve discussão sobre o terminal pesqueiro [em Natal], a importância da pesca industrial já existente no estado, com destaque para a pesca de atum. “Somos grandes pescadores e exportadores de atum e temos um ambiente favorável para a instalação de empresas estrangeiras que tenham interesse em atuar neste setor, especialmente na operação do terminal pesqueiro”, acrescentou Guilherme Saldanha.

Jaime Calado, titular da Sedec, destacou o cenário e potencial do Rio Grande do Norte. “O encontro é de grande importância e mostra como existe afinidade entre as economias tanto do Rio Grande do Norte como do país Costa do Marfim. Portanto, brevemente vamos viabilizar todas as parcerias que vão surgir neste atendimento técnico e comercial entre o país e nosso estado.”

O senador Jean Paul Prates reforçou a importância da apresentação de projetos de produções artesanais ou de pequeno porte do estado, principal motivo da visita da comitiva da Costa do Marfim ao Rio Grande do Norte. “Eles vieram conhecer nossos projetos de pequenos agricultores. Afinal, temos grande destaque na assistência e desenvolvimento de projetos voltados à agricultura familiar”, explicou, ao dizer que a Costa do Marfim vem buscando aperfeiçoamento para conseguir ter sua própria produção alimentar, e o Rio Grande do Norte tem importante potencial para esta contribuição. 

Foto: Divulgação/Raiane Miranda/Governo do RN

O ministro da Produção Animal e dos Recursos Pesqueiros da República da Costa do Marfim, Sidi Tiemoki Turrê, lembrou que a relação diplomática com o Brasil iniciou ainda em 1960, com os primeiros acordos diplomáticos sendo assinados em 1982.

“Metade desses projetos ainda tem sido aproveitado nos dias de hoje, e vamos sair daqui com agradecimento enorme pelo acolhimento e apoio dado à embaixada da Costa do Marfim. Precisamos andar com nossos próprios meios”, explicou o ministro, que também se reuniu com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na última segunda-feira (19).  

Acordo de Cooperação

Ao final da reunião, realizada entre representantes do Governo do Rio Grande do Norte e a comitiva da Costa do Marfim, liderada por Sidi Tiemoki, e tendo como convidados Flávio Bezerra, empresário e ex-deputado federal pelo estado do Ceará, e o biólogo Marcelo Lima, ficou definido que a governadora Fátima Bezerra irá até Brasília para assinar acordo de cooperação entre o RN e a Costa do Marfim.

A partir desse acordo, o Rio Grande do Norte poderá ofertar assessoria e assistência, mostrando e conectando a Costa do Marfim aos empreendedores locais, apresentando as políticas sociais, da agricultura e da pecuária do estado, que são de pequeno porte, porém com grande êxito.

Também participaram do encontro, pela comitiva da Costa do Marfim: esposa do ministro, Roux Leroux; encarregado de negócios da Costa do Marfim no Distrito Federal, Lamine Kanté; o veterinário Mel Eg Soukou Emmanuel; e o fotógrafo Monsier Gori Bi Irié Eric.


Fotos: Raiane Miranda/Assecom

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministro da Saúde promete 100 milhões de doses

Ministro da Saúde promete 100 milhões de doses até agosto

Em reunião virtual com governadores nesta terça-feira (13), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que no mês de julho o Brasil receberá cerca de 41 milhões de doses e, em agosto, a previsão é de 60 milhões. Segundo Queiroga, os imunizantes serão distribuídas de forma igualitária aos Estados. “Até setembro, iremos vacinar toda população maior de 18 anos”, garantiu o ministro.

O anúncio foi feito pelas redes sociais logo após a reunião. No encontro, os governadores pediram o cronograma de vacinação e pleito para a antecipação da segunda dose. Pelo Twitter, Queiroga reforçou que trabalho conjunto e políticas públicas alinhadas são fundamentais para colocarmos fim à pandemia no País. “Com apoio de todos, iremos potencializar ainda mais o andamento da vacinação no Brasil. É o que precisamos agora: prosseguir com a vacinação e retorno seguro às atividades para não retrocedermos”, declarou o ministro.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Verador Hermes Câmara

Vereador Hermes Câmara acompanha visita do ministro do turismo a Natal

Acompanhado da governadora Fátima Bezerra, vereador Hermes Câmara recebeu ministro Gilson Machado durante visita a obras da Rampa e do Forte dos Reis Magos.

O vereador Hermes Câmara (PTB) acompanhou a visita do ministro do turismo Gilson Machado nesta segunda-feira (12) a Natal. Ao lado dos ministros Rogério Marinho (desenvolvimento regional), Fábio Faria (comunicações), da governadora Fátima Bezerra (PT), do coordenador da bancada federal, deputado Benes Leocádio (Republicanos) e de diversas autoridades, entre deputados, secretários e empresários, eles visitaram as obras do complexo da Rampa e o Forte dos Reis Magos, que estão em fase final, e vão contribuir com o fortalecimento do turismo na capital.

Presidente da comissão de Indústria, Turismo, Comércio e Empreendedorismo da Câmara Municipal de Natal, Hermes considerou a conclusão das obras uma conquista para Natal: “O complexo da Rampa e o Forte dos Reis Magos são fundamentais para o desenvolvimento do turismo local. Como presidente da comissão de turismo da Câmara Municipal de Natal, sei que a entrega dessas obras vão referenciar ainda mais Natal no cenário nacional e internacional, e isso é muito bom para nossa cidade”, afirmou.

Foto: Divulgação/Assessoria do parlamentar

O vereador lembrou sua atuação em prol do setor produtivo, com destaque para o turismo local: “Temos tido um posicionamento de muita firmeza em prol do setor produtivo local, que tem o destaque para o turismo. Essa é a nossa maior indústria, e precisa ser fortalecida. A entrega de obras como essas, na qual o ministro Gilson veio hoje visitar, vai contribuir muito com Natal, com municípios vizinhos, e todo RN, pelo quanto seremos referência também em aspectos culturais e históricos”, complementa o vereador.

Foto: Divulgação/Assessoria do parlamentar

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro YouTube

Bolsonaro diz não ter “como saber” o que acontece nos ministérios

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro diz não ter controle com quem pede para conversar com ele

Ao comentar sobre os escândalos atuais que pairam sobre o Governo, Bolsonaro disse a apoiadores que “não tem como saber o que acontece nos ministérios” e que não fez “nada de errado” nos acordos para comprar a vacina indiana da Covaxin. Bolsonaro ainda diz não poder perguntar sobre a “ficha” de cada deputado que aparece para conversar com ele; e que vai “na confiança em cima do ministro”. Ao justificar sua fala, Bolsonaro exemplifica que são 22 ministros e que cada um tem seus negócios, o que o faz “não ter como saber o que acontece nos ministérios”.

Depoimento de Luis Miranda na CPI coloca cúpula do Governo Bolsonaro no centro do escândalo

No último dia 25, o deputado federal Luis Miranda, do Democratas, admitiu aos senadores da CPI da Covid que Ricardo Barros sabia sobre as negociações suspeitas da vacina indiana Covaxin com o Ministério do Saúde. De acordo com Miranda, Bolsonaro citou Barros ao alegar que “o caso Covaxin era coisa de um certo deputado”.

Ricardo Barros foi o responsável por dar início ao processo de autorização dos imunizantes indianos, que seriam autorizados pela Anvisa. Com as mudanças realizadas na MP, o laboratório Bharat Biotech foi passou à frente dos outros laboratórios na venda das 20 milhões de doses da Covaxin.

Foto: Reprodução/YouTube

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado