Outdoor em Pau dos Ferros

MPF vai investigar derrubada de outdoor em Pau dos Ferros; publicidade favorável ao presidente foi mantida

MPF não enxerga razões lógicas para a retirada de outdoor em Pau dos Ferros, uma vez que existem outros na mesma situação que foram mantidos.

O Ministério Público Federal (MPF) não viu com bons olhos a derrubada do outdoor com críticas ao presidente Bolsonaro em Pau dos Ferros, instalado às margens da BR-405. Por essa razão, pediu a abertura de um procedimento para investigar a ocorrência. O painel, que culpava o presidente pelas mais de 500 mil mortes pelo novo coronavírus no Brasil, teria sido derrubado a pedido do Departamento de Infraestrutura de Transporte (Dnit/RN) um dia antes da chegada de Bolsonaro em solo potiguar.

Foto: Reprodução/Twitter

Pelo que se sabe no momento, técnicos do Dnit saíram de Natal e percorreram quase 400 km até Pau dos Ferros para realizar a ação na cidade. Circula na internet um suposto ofício expedido pelo Dnit no Rio Grande do Norte em 23 de junho, no qual havia a ordem expressa de “retirar peças de publicidade fixadas, sem prévia autorização, na faixa de domínio da Rodovia BR-405”, à altura dos quilômetros 149 a 157.

O Ministério público alega que não há razões lógicas para que apenas os materiais publicitados nos trechos do ofício tenham sido retirados e conclui que “outras áreas de faixa de domínio da BR-405 no Rio Grande do Norte também podem conter publicidades instaladas de maneira irregular”. Além disso, o órgão afirma que, a poucos metros do outdoor derrubado, havia outra placa de publicidade com frases favoráveis a Bolsonaro, a qual não foi retirada.

Foto: Reprodução/Twitter