Tag oxford - Por dentro do RN

oxford

Hemonorte celebra a Semana Nacional do Doador de Sangue

Hemonorte celebra a Semana Nacional do Doador de Sangue

O Hemocentro Dalton Cunha (Hemonorte) realiza, de 23 a 27 de novembro, a Semana Nacional do Doador de Sangue. Este ano, as ações estão voltadas para sensibilizar a população sobre a importância da doação após a vacina contra a covid-19.

Como forma de homenagear os heróis da vida real, aqueles que doam sangue para salvar vidas e relembrar a doação como um gesto que deve acontecer regularmente, o Hemonorte preparou uma programação especial para o dia mundial alusivo aos doadores de sangue, 25 de novembro, às 9h, no hall da Unidade.

“Devemos agradecer sempre ao doador de sangue, mas particularmente neste mês, as ações serão voltadas ao reconhecimento do valor que os doadores de sangue têm para a continuidade da vida dos que necessitam de transfusão de sangue”, falou a Diretora do Departamento de Apoio Técnico, Miriam Mafra.

Durante a semana haverá apresentações musicais com Ivo Netto, Joedson Silva, William Souza e o conjunto UFRN Cellos, em parceria com a Cabo Telecom e Neuma Leão Decorações.

Para ser um doador a pessoa tem que estar saudável, ter entre 16 e 69 anos de idade (quem for menor de 18 anos precisa estar acompanhado do responsável legal), pesar acima de 50 kg, ter dormido bem na noite anterior, evitar alimentos gordurosos antes da doação, não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, estar alimentado e portar um documento oficial com foto.

Quanto à vacinação contra a covid-19, o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de imunizante:

CoronaVac – 48h após cada dose
Oxford – 7 dias
Pfizer – 7 dias
Janssen – 7 dias
Vacina contra gripe – 48h

Foto: Divulgação/Sesap

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Prefeitura anuncia ampliação de público para a D2 da Pfizer e Oxford e D3 para idosos a partir dos 95 anos

Prefeitura anuncia ampliação de público para a D2 da Pfizer e Oxford e D3 para idosos a partir dos 95 anos

Natal amplia neste sábado as datas para as pessoas que se vacinaram com a primeira dose de Oxford até 15 de julho e para quem tomou a primeira dose de Pfizer até 29 de julho. Essas pessoas devem procurar um dos pontos de drive para tomarem a D2 e completarem os seus esquemas vacinais. Outro público que pode ser vacinado é o de idosos com 95 anos ou mais. Essa dose de reforço será aplicada nessa faixa etária independe do imunizante da D1, sendo necessário somente ter finalizado o esquema nós últimos seis meses.

Na segunda-feira, a SMS Natal começa a vacinar, com a dose de reforço, os idosos institucionalizados. Para receber a D2 e D3 as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal. Todas as informações sobre a vacinação de Natal estão disponibilizadas no https://vacina.natal.rn.gov.br/.

Aos domingos os drives não funcionam, na segunda além dos quatro drives, o público em vacinação pode procurar uma das 35 UBS

Foto: Reprodução/Joana Lima/Secom

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

21 anos

Prefeitura de Natal mantém vacinação de público a partir dos 21 anos neste sábado; confira

Prefeitura de Natal acaba de confirmar a manutenção da faixa etária para a vacinação contra a Covid-19 em Natal partindo dos 21 anos de idade neste sábado, 14 de agosto. Assim, a população a partir de 21 anos de idade (e todo mundo que não tomou por alguma razão) sem comorbidades poderá se vacinar.

A documentação necessária para o público por faixa etária (21 anos) é o comprovante de residência, documento com foto e cartão de vacinação. Para agilizar a inserção das doses aplicadas no sistema, a Prefeitura orienta que as pessoas façam o cadastro antecipadamente no RN Mais Vacina.

Ainda de acordo com a gestão municipal, a população pode encontrar o endereço das 35 UBS no site https://vacina.natal.rn.gov.br/; e acompanhar como estão as filas nos quatro drives (Via Direta, Sesi, Palácio dos Esportes e Ginásio Nélio Dias) disponíveis para a vacinação na capital. Outra novidade é que os drives de vacinação do município vão funcionar de segunda a sábado, das 08h às 16h.

SMS/Natal também anuncia que retomou o funcionamento do ponto de aplicação na Arena das Dunas desde a última segunda-feira, 9 de agosto de 2021, atendendo à demanda dos públicos em vacinação exclusivamente no sistema de drive-thru, sempre de segunda a sábado das 08h às 16h.

Além do público a partir dos 21 anos, a Secretaria Municipal de Saúde também estará aplicando a segunda dose; confira cronograma

A segunda dose também estará disponível nos pontos de vacinação da cidade, inclusive para quem já se vacinou com a primeira do imunizante da Pfizer. Para completar o ciclo vacinal, é necessário a apresentação do cartão de vacina, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

Oxford
Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 22 de maio ou há 85 dias.

CoronaVac
Pode receber a D2 quem completou 28 dias da primeira dose. 

Pfizer
Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 21 de maio.

Foto: Ilustração/Prefeitura de Itararé

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

22 anos

Vacinação em Natal chega à faixa etária dos 22 anos sem comorbidades nesta quinta-feira; confira locais de imunização

Prefeitura de Natal acaba de confirmar mais uma redução na faixa etária para a vacinação contra a Covid-19 em Natal a partir desta quinta-feira, 12 de agosto de 2021: a partir de amanhã, a população a partir de 22 anos de idade sem comorbidades poderá se vacinar.

A documentação necessária para o público por faixa etária (22 anos) é o comprovante de residência, documento com foto e cartão de vacinação. Para agilizar a inserção das doses aplicadas no sistema, a Prefeitura orienta que as pessoas façam o cadastro antecipadamente no RN Mais Vacina.

Ainda de acordo com a gestão municipal, a população pode encontrar o endereço das 35 UBS no site https://vacina.natal.rn.gov.br/; e acompanhar como estão as filas nos quatro drives (Via Direta, Sesi, Palácio dos Esportes e Ginásio Nélio Dias) disponíveis para a vacinação na capital. Outra novidade é que os drives de vacinação do município vão funcionar de segunda a sábado, das 08h às 16h.

SMS/Natal também anuncia que retomou o funcionamento do ponto de aplicação na Arena das Dunas desde a última segunda-feira, 9 de agosto de 2021, atendendo à demanda dos públicos em vacinação exclusivamente no sistema de drive-thru, sempre de segunda a sábado das 08h às 16h.

Além do público a partir dos 22 anos, a Secretaria Municipal de Saúde também estará aplicando a segunda dose; confira cronograma

A segunda dose também estará disponível nos pontos de vacinação da cidade, inclusive para quem já se vacinou com a primeira do imunizante da Pfizer. Para completar o ciclo vacinal, é necessário a apresentação do cartão de vacina, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

Oxford
Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 20 de maio ou há 85 dias.

CoronaVac
Pode receber a D2 quem completou 28 dias da primeira dose. 

Pfizer
Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 21 de maio.

Foto: Alex Régis/Secom

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Terceira Dose da CoronaVac

Ministério da Saúde vai testar terceira dose da CoronaVac

Estudos sobre a terceira dose da CoronaVac serão realizados em 1.200 pessoas e serão feitos em conjunto com a Universidade de Oxford.

O Ministério da Saúde vai realizar um estudo de avaliação da necessidade de uma terceira dose da CoronaVac, produzido no Brasil pelo Instituto Butantan. A informação foi dada ontem (28) pela pasta. No Brasil, cerca de 50 milhões de doses do imunizante já foram aplicadas.

A pesquisa será patrocinada pelo Ministério da Saúde, e vai ser realizada em parceria com a Universidade de Oxford. Os estudos terão início em duas semanas, com 1,2 mil pessoas, a partir dos 18 anos.

“Não temos publicação na literatura detalhada acerca de sua efetividade (da CoronaVac). As respostas precisam ser dadas através de ensaios clínicos”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em entrevista em Brasília. Para a pesquisadora Sue Ann Costa Clemens, professora de Oxford e coordenadora do estudo, é preciso saber a duração da proteção de cada vacina.

Segundo ela, para os imunizantes da Pfizer, AstraZeneca e Janssen, já existem publicações demonstrando a duração da proteção de 12 meses. “Em relação à CoronaVac, precisamos avaliar isso. Estudos já mostraram que a proteção começa a cair com 6 meses”, disse.

Um estudo preliminar publicado por cientistas chineses nesta semana mostrou que o nível de anticorpos neutralizantes produzidos pelo organismo após a imunização com CoronaVac caiu após seis meses. Ainda não é possível associar a queda de anticorpos à redução da proteção. O mesmo estudo mostrou que uma terceira dose da CoronaVac é capaz de impulsionar novamente a produção de anticorpos, o que demonstra que a vacina induz boa “memória imunológica”.

Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Novas Vacinas

RN aguarda 35 mil doses da Pfizer nesta quarta-feira; 144.500 doses de vacinas chegaram ao estado ontem

O Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), recebeu o segundo carregamento de vacinas contra a Covid-19 desta semana. A chegada ocorreu no final da tarde desta terça-feira, 27, no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal.

Antes, ao meio-dia da mesma terça-feira, a Sesap confirmou o recebimento de 75.500 doses de vacinas Coronavac/Butantan e AstraZeneca/Covax Facility.

O último lote da terça-feira contou com mais 69 mil doses da AstraZeneca/Fiocruz. De acordo com a orientação do Ministério da Saúde, todo a carga é deve ser aplicada como segunda dose e nos potiguares com comorbidades, membros das forças de segurança, além de aeroviários e portuários que já tomaram a primeira dose.

Na manhã desta quarta-feira, 28, a Sesap aguarda mais uma carga com 35.100 doses da vacina da Pfizer, completando assim as mais de 170 mil vacinas previstas para esta semana no Rio Grande do Norte.

Foto: Ministério da Saúde/Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Recusa

Em pesquisa realizada em 2.097 municípios, 74,2% deles reportaram recusa de vacinas

De acordo com pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), apenas nesta semana, 2.097 cidades brasileiras apresentaram casos de recusa de vacinas por parte da população. O número corresponde a 74,2% das 2.826 prefeituras ouvidas pela CNM sobre a pandemia. Somente em 689 municípios as prefeituras não relataram esse tipo de situação.

O levantamento também detectou os “sommeliers de vacina”, que costumam escolher quais imunizantes irão tomar. Dados mostram que 2.109 (74,6%) municípios constataram essa tipo de postura. Nas outras 687 (24,3%), a vacinação ocorreu sem maiores transtornos. Há ainda os casos reportados de rejeição a determinadas vacinas.

Os imunizantes mais rejeitados nas cidades são o CoronaVac, em 1.067 (50,6%) cidades, o da Oxford/AstraZeneca, em 829 (39,3%) municípios e, em menor proporção, o da Janssen, em apenas 66 (3,1%) cidades.

Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini/Ilustração/Fotos Públicas

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

IFA

Fiocruz aguarda remessas de IFA da Índia; previsão é produzir 70 milhões de doses de vacina no segundo semestre

O Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) é o componente principal para produção de vacinas e é importado dos laboratórios da Índia para a produção da AstraZeneca no Brasil.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou neste domingo (4) que está aguardando o envio de remessas de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da Índia para o Brasil. A fundação afirma que também aguarda a confirmação do voo que trará o IFA ao Brasil para divulgar a data e o quantitativo de insumo. Segundo a Fiocruz, cada remessa de IFA contém insumo, em geral, para a produção de 5 milhões a 6 milhões de doses de vacina.

Na última semana, a Fiocruz anunciou ter assumido com a AstraZeneca novo compromisso para aquisição de Ingrediente Farmacêutico Ativo adicional suficiente para a produção de mais 20 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. De acordo com a fundação, também foi assinado um contrato para aquisição de IFA adicional para produzir cerca de 50 milhões de doses, que farão parte das entregas do segundo semestre, juntamente com a produção nacional.

“Com o novo compromisso, a Fiocruz poderá então produzir 70 milhões de doses adicionais ao longo do segundo semestre, adicionalmente às doses que serão produzidas com o IFA produzido no Brasil”, informou a Fiocruz.

Foto: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vacinação Mossoró

Natalenses de 42 anos e mossoroenses de 41 já podem se vacinar

Vacinação avança em Natal e Mossoró e pessoas de 42 e 41 anos já podem se vacinar nessas cidades, respectivamente.

A vacinação avança nas duas maiores cidades do Rio Grande do Norte. Na capital, Natal, a imunização foi retomada a partir do recebimento de novas vacinas pelo Governo do Estado, e o público ampliado para pessoas com 42 anos sem comorbidades. O município também retoma a vacinação dos demais públicos e categorias prioritárias.

Em Natal, a aplicação das vacinas continua acontecendo em 35 Unidades Básicas de Saúde e em quatro drives (Via Direta, Palácio dos Esportes, Nélio Dias e Sesi). a Prefeitura lembra que o Sesi não abre aos domingos. Ainda de acordo com a gestão municipai, os trabalhadores da indústria também tiveram público ampliado para pessoas a partir de 32 anos. Esses, poderão receber o imunizante exclusivamente no Sesi.

D2 OXFORD E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO

Em nota, a prefeitura informou ainda que as pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante da Oxford há 85 dias, devem procurar um dos pontos de vacinação para receber a segunda dose e completar seu esquema vacinal. Já em relação aos trabalhadores da educação que ainda não tomaram a primeira dose além das 35 salas de vacina também podem também buscar o campus da UFRN, de segunda à sexta-feira.  Nos finais de semana não funcionam, porém, há a opção dos drives.

EM MOSSORÓ

Já no segundo maior município do RN, Mossoró, localizado na região Oeste potiguar, a vacinação foi ampliada, atendendo agora a faixa etária da população geral para 41 anos ou mais.

Segundo a prefeitura da cidade, a partir des hoje (2), a vacinação também ocorre para os públicos delimitados pela norma técnica da Secretaria de Estado da Saúde Pública, entre os quais: trabalhadores industriais (de diversos segmentos) e do transporte coletivo. Também estarão contempladas as lactantes de até 12 meses que têm idade de 18 anos ou mais e profissionais do Serviço Único de Assistência Social (SUAS) de 40 anos ou mais.

O atendimento a todos os grupos anunciados hoje (2), a priori, ocorre exclusivamente no Ginásio do Sesi, situado no bairro Doze Anos.

Foto: Wilson Moreno/Prefeitura de Mossoró

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

US$ 1 por dose

CPI ouvirá representante que recebeu proposta de propina de US$ 1 por dose

Representante da Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, diz que diretor Ministério Saúde pediu propina de US$ 1 por dose de vacina

Após a Folha de São Paulo divulgar entrevista com o diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, na qual ele diz que o representante do Ministério teria pedido propina por vacinas, no valor de US$ 1 por dose, os senadores Omar Aziz e Randolfe Rodrigues divulgaram que irão convocar Dominguetti para depor na CPI da Covid no Senado. O depoimento já foi aprovado pelos outros integrantes da Comissão e está marcado, segundo Omar Aziz, para a próxima sexta-feira (2).

A Folha de São Paulo aponta que o representante da Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, tentou negociar cerca de 400 milhões de doses do imunizante produzido pela Oxford e AstraZeneca e teria ouvido do diretor do Ministério da Saúde que, para fechar o contrato, “teria que compor o grupo”. O encontro entre o representante da Davati e o diretor do Ministério teria acontecido em um jantar ainda em 25 de fevereiro, em Brasília. Ao perguntar que tipo de grupo seria esse, teria ouvido de Roberto que se ele “não compusesse o grupo, o acordo não iria pra frente”. Dominguetti diz não ter aceito a proposta.

Roberto Ferreira Dias foi diretamente indicado por Ricardo Barros (PP-RR) ainda durante o governo de Michel Temer. Barros é o atual líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados. Dias assumiu a diretoria de Logística do Ministério da Saúde quando Luiz Henrique Mandetta ainda era ministro da Saúde, em 2019.

O Ministério da Saúde informou hoje que irá exonerar Roberto Ferreira Dias. Ontem à noite, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a decisão de exonerar o diretor de Logística do Ministério após a revelação do escândalo da propina.

Conforme divulgado pelo Por Dentro do RN, o deputado Luis Miranda afirmou em CPI que o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, também teria facilitado as negociações com laboratório que produz a vacina Covaxin, o indiano Bharat Biotech. A Covaxin está no centro de um escândalo de corrupção, por supostamente ter vendido as doses por um valor 1000% acima do normal.

Foto: Anderson Riedel/PR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado

Grávidas Vacinadas com Oxford

Grávidas vacinadas com Oxford podem tomar 2ª dose da Pfizer no Rio

Comitê científico da Saúde fluminense permitiu que grávidas vacinadas com Oxford possam tomar o imunizante Pfizer na segunda dose.

A Secretaria Municipal de Saúde autorizou que as grávidas vacinadas com Oxford na primeira dose poderão receber a segunda dose com a vacina da Pfizer. A autorização foi feita a partir de recomendação do comitê científico da pasta. A informação foi divulgada na madrugada de hoje (29) pelo secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz. De acordo com Daniel, a vacinação pode ocorrer, desde que haja avaliação dos riscos e benefícios, feitos pelo médico que atende a gestante.

O secretário utilizou como exemplo países como Alemanha, Canadá, Dinamarca, França, Finlândia, Portugal, Suécia, Inglaterra e Itália, que recomendam ou autorizam o uso da Pfizer como segunda dose para quem se imunizou, na primeira dose, com a AstraZeneca. A vacinação de grávidas com o imunizante da AstraZeneca foi suspensa por orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), devido a possíveis efeitos adversos do imunizante.

Foto: Reuters/Carla Carniel/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado

Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado Vulcão Cumbre Vieja em La Palma não dá sinais de abrandamento Cocaína no Ceará tem tudo, menos o princípio ativo da droga