Sífilis no RN tem aumento de 800% e preocupa Sesap

Sífilis no RN tem aumento de 800% e preocupa Sesap

O mais recente Boletim Epidemiológico Sífilis da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) aponta que os registros de casos de sífilis aumentaram 809% no Rio Grande do Norte de 2011 a 2020. A sífilis é considerada uma Infecção Sexualmente Transmissíveis (IST) bacteriana que pode levar à morte quando não tratada adequadamente.

De acordo com os números, que foram analisados por preceptores médicos e multiprofissionais no Instituto Santos Dumont (ISD), localizado em em Macaíba, na região metropolitana de Natal, a infecção está presente em todos os perfis sociais e regiões do estado, e já é caracterizada como uma epidemia no território potiguar.

A Sesap/RN alertou para o aumento da taxa de detecção da sífilis adquirida: de 5,1 casos por 100 mil habitantes em 2011, para 42,7 casos por 100 mil habitantes em 2020. Os números representam um aumento de 737,3%.

A sífilis é uma doença bacteriana causada pelo Treponema Pallidum. Quando tratada, pode ser curada. É transmitida, principalmente, através da relação sexual desprotegida e da mãe para o bebê na hora do parto, o que se chama de transmissão vertical. De acordo com a Sesap/RN, “quando não tratada precocemente, pode evoluir para uma enfermidade crônica com sequelas irreversíveis em longo prazo”.

Foto: Ascom/ISD

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.