Sinovac

Anvisa e Butantan discutem estratégias sobre vacinação em crianças

Anvisa e Butantan discutem estratégias sobre vacinação em crianças

Representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reuniram nesta sexta-feira (5) com integrantes do Instituto Butantan para tratar sobre a vacinação em crianças e adolescentes com o imunizante desenvolvido pela instituição, a CoronaVac.

O Instituto Butantan, vinculado ao governo de São Paulo, possui parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac para a produção e distribuição de doses da vacina CoronaVac no Brasil, como vem sendo feito para o combate à pandemia neste ano. Segundo a Anvisa, os integrantes do instituto apresentaram o andamento de estudos que estão sendo realizados na China sobre a segurança e a eficácia do imunizante na vacinação em crianças e adolescentes até os 17 anos.

A agência informou que indicou aos representantes do Butantan a necessidade de apresentar os resultados dos estudos sobre a imunogenicidade e que as pesquisas mostrem uma relação favorável entre risco e benefícios, sobretudo no público de três a 12 anos. Uma nova reunião está prevista para a próxima semana.

A instituição de pesquisa ainda não entrou com novo requerimento de autorização para a vacinação em crianças e a eventual inclusão desse público entre aqueles que podem receber o imunizante. O Instituto Butantan já havia entrado com pedido juntamente à Anvisa para autorização da inclusão de pessoas menores de 17 anos, mas a solicitação foi negada em agosto pela direção da agência.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Instituto Butantan entrega 2 milhões de doses da CoronaVac

Instituto Butantan entrega 2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 nesta segunda-feira

Mais 2 milhões de doses da vacina CoronaVac contra a Covid-19 foram entregues nesta segunda-feira (9) pelo Instituto Butantan. A remessa é a primeira a ter sido fabricada a partir dos 12 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) recebidos da China no último dia 13 de julho.

Com essa entrega, já foram disponibilizadas para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) 66,8 milhões de doses da vacina desenvolvida em parceria com o laboratório Sinovac, da China. A previsão do Instituto Butantan é que até o próximo dia 31 sejam finalizadas as as entregas contratadas pelo Ministério da Saúde fornecendo 100 milhões de doses da CoronaVac.

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vacinação no Chile Terceira dose CoronaVac

Presidente do Chile anuncia terceira dose com Pfizer ou AztraZeneca para quem se imunizou com a CoronaVac

As pessoas vacinadas no Chile com duas doses da vacina CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac, receberão uma “dose de reforço” ou terceira dose das vacinas AstraZeneca ou Pfizer/BioNTech para reforçar sua imunização, confirmou o presidente Sebastián Piñera nesta quinta-feira (5). “Decidimos iniciar um reforço da vacinação de todas as pessoas que já receberam suas duas doses da vacina. Este processo de reforço começará na quarta-feira, 11 de agosto”, destacou o presidente durante o relatório diário sobre a evolução da pandemia.

As autoridades de saúde detalharam que o processo começará com os adultos maiores de 55 anos que se vacinaram com duas doses da CoronaVac, a mais usada no país. Eles receberão uma terceira injeção da vacina AstraZeneca. Em seguida, serão incorporados ao calendário de reforço de vacinação os menores de 55 anos, que reforçarão sua imunização com doses da Pfizer/BioNTech.

“Decidimos começar um reforço da vacinação das pessoas que já receberam as duas doses da Sinovac”, disse Piñera na última quinta-feira (5)​ em um pronunciamento na televisão. O país tem uma das campanhas de imunização mais rápidas do mundo, e já vacinou completamente mais de 60% da população, com predominância da vacina produzida pela chinesa Sinovac.

Foto: Ivan Alvarado/Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Prefeitura de Macau

Prefeitura de Macau demite servidoras que tomaram ‘3ª dose’ ilegalmente

Duas servidoras da prefeitura de Macau foram exoneradas após prefeitura descobrir que ambas tomaram “terceira dose” de vacina indevidamente. Uma assistente social e uma psicóloga deixaram os cargos públicos aos quais serviam. De acordo com a Secretaria de Saúde do município, as duas servidoras já tinham completado o esquema vacinal contra com duas doses da vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria entre o Butantan e o laboratório chinês Sinovac.

Informações dão conta que as (agora) ex-funcionárias públicas se imunizaram em outras cidades do Rio Grande do Norte, mas foram a um ponto de vacinação em Macau no início do mês e tomaram a vacina da Janssen, que é de dose única.

O caso foi descoberto quando as servidoras foram realizar o cadastro de imunização no sistema RN Mais Vacina, que é gerido pelo governo do Estado em conjunto com a UFRN; e usado por todos os municípios do estado para registro da vacinação dos moradores do Rio Grande do Norte. As duas profissionais já tinham se vacinado nos municípios de Guamaré e Pendências, mas mesmo assim procuraram um ponto de vacinação em Macau. A justificativa que utilizaram para burlar a vacinação foi de que “moravam e trabalhavam no município”, mas sem apresentar a carteira de vacinação com os dados anteriores”.

Como a unidade de saúde que elas procuraram não era informatizada, foi feita a aplicação das vacinas sem a consulta ao sistema no momento da vacinação. A descoberta só aconteceu no momento posterior do cadastro. De acordo com a prefeitura de Macau, os casos são considerados isolados porque as duas servidoras não compareceram juntas à unidade. A assistente social ocupava um cargo comissionado no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e foi exonerada. Já a psicóloga tinha um vínculo firmado com o município através de contrato e foi demitida.

Foto: Reprodução/Prefeitura de Macau

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado