Servidores públicos de Natal pressionam Álvaro Dias por atualização na Data Base e aprovam indicativo de greve

Servidores públicos de Natal pressionam Álvaro Dias por atualização na Data Base e aprovam indicativo de greve

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), a Data Base dos trabalhadores não é atualizada há oito anos.

Reunidos em ato em frente à sede da Prefeitura de Natal nesta segunda-feira (21.fev.2022), os servidores públicos municipais aprovaram um indicativo de greve que será posto em prática caso o prefeito Álvaro Dias não receba a categoria para discutir as reivindicações.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), a Data Base dos trabalhadores não é atualizada há oito anos. Atualmente, existem servidores municipais que recebem valores inferiores ao salário mínimo. A Prefeitura comunicou que a questão está em estudo para, assim que for concluído, posterior deliberação.

De acordo com a coordenação do Sinsenat, os servidores estiveram por diversas vezes na sede da Prefeitura para cobrar um agendamento de reunião oficial com o prefeito e não tiveram sucesso. Nesta segunda-feira, também não houve quem pudesse receber os manifestantes a fim de discutir a matriz salarial e atualização da Data Base.

Em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Natal, foi informado que o prefeito pessoalmente já se reuniu várias vezes com representantes da categoria. Além disso, apontaram que a questão sobre a Data Base está em estudo pela Secretaria Municipal de Educação e pela equipe financeira do Município para futura deliberação.

Sobre o assunto, o coordenador geral do Sindicato disse as tentativas de diálogo tiveram início em dezembro do ano passado. “Tivemos uma reunião na Câmara Municipal, onde foi proposto uma reunião com a Comissão de Finanças, Sindicato e o Prefeito, mas ele não nos recebeu. Enviamos vários oficios em janeiro e fevereiro, pedindo abertura da mesa de negociação, e não se concretizou. Chegamos ao limite, os servidores não aguentam mais essa intransigência. Natal é a única capital do país que tem servidores recebendo abaixo do mínimo. Merecemos respeito, e se não formos atendidos, estamos saindo daqui com uma determinação de que iremos para um processo de paralisação”, afirma.

“Diante da falta de compromisso, da ausência de respeito e da falta de empenho da gestão municipal em debater com o Sinsenat sobre a atualização salarial, o pagamento e correção da Data Base, nosso ato de mobilização busca mostrar à toda a sociedade natalense o descaso que a Prefeitura Municipal evidencia e demonstra para com seus servidores e servidoras que padecem fisicamente, psicologicamente e financeiramente sem a devida atualização dos vencimentos há mais de oito anos”, divulgam em nota.

Com informações da Tribuna do Norte
Foto: Reprodução/Adriano Abreu

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.