STF nega transferência do ex-deputado Roberto Jefferson para hospital particular

STF nega transferência do ex-deputado Roberto Jefferson para hospital particular

O pedido do ex-deputado federal e presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) Roberto Jefferson para que fosse transferido do Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio de Janeiro, para o Hospital Samaritano Barra foi negado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O pedido foi feito no último domingo (24.out.2021).

De acordo com o STF, o laudo médico enviado pela Secretaria de Administração Penitenciária estadual (Seap-RJ) aponta situação médica de “absoluta normalidade” de Roberto Jefferson, que, segundo o documento, necessita apenas de exames complementares. “Neste momento, verifica-se a plena capacidade do hospital penitenciário em fornecer o tratamento adequado ao preso, não havendo qualquer comprovação de que o seu estado de saúde exija nova saída do estabelecimento prisional”, destacou o ministro em sua decisão.

Alexandre de Moraes, entretanto, autorizou a visita de médicos particulares, desde que em estrita observância às regras de ingresso no estabelecimento prisional. Jefferson foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que funciona dentro do Complexo Penal de Gericinó no final de semana.

Foto: Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.