Surfe

Ítalo Ferreira cidadão natalense

Projeto que concede título de cidadão natalense a Italo Ferreira é aprovado; autoria foi da vereadora Camila Araújo

Foi aprovado nesta segunda-feira (9) pela Comissão de Justiça da Câmara Municipal de Natal (CMN) o Projeto de Decreto Legislativo, apresentado pela vereadora Camila Araújo (PSD), que concede o Título de Cidadão Natalense ao surfista potiguar Ítalo Ferreira, medalhista de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Ítalo é natural de Baía Formosa e se destacou nos jogos olímpicos deste ano.

“Trata-se de um atleta que levou o Rio Grande do Norte e o Brasil para o lugar mais alto do pódio olímpico, que possui uma história de luta, determinação e superação. Com certeza, é merecedor da homenagem do Legislativo natalense, do título de cidadão natalense”, considerou a vereadora Camila Araújo, autora do projeto.

No último dia 27 de julho de 2021, aos 27 anos de idade, Ítalo conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil nas Olimpíadas 2020, em Tóquio. O surfe estreou como esporte olímpico nesta edição.

Foto: Francisco de Assis/CMN

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Gabriel Medina

‘Foi um erro meu’, diz Gabriel Medina após se recusar a tomar vacina contra a Covid-19

O surfista Gabriel Medina usou as redes sociais na manhã desta sexta-feira para se pronunciar sobre o fato de não ter escolhido não tomar a vacina contra a Covid-19. Ele vai perder a etapa do Mundial de Surfe no Taiti por não estar imunizado. Segundo Medina, houve um problema de agenda, que o impediu de se vacinar. Mas que ele irá sim tomar o imunizante.

“Vacina salva vidas, galera! Foi um erro meu eu não ter conseguido encaixar a imunização na minha agenda de treinos pros desafios desse ano, focado no Campeonato Mundial. Mas em breve tomarei a minha”, afirmou Medina. Segundo ele, “enquanto isso, sigo tomando todos os cuidados e seguindo os protocolos de segurança”, escreveu.

O caso veio a tona na quinta-feira (5), quando o próprio surfista contou, em uma live, que vai perder a etapa do Mundial de Surfe em Teahupoo, no Taiti, porque não tomou vacina – embora o Comitê Olímpico Brasileiro tenha oferecido o imunizante a todos os atletas que disputaram as Olimpíadas em Tóquio.

“Eu não vou para Teahupoo porque não tomei a vacina, aí tem que fazer 10 dias de quarentena. Aí não dá tempo de ir do México para lá, porque é uma seguida da outra. Vou ser obrigado a não ir, sacanagem. Mas de boa”, considerou.

Gabriel Medina já teve, pelo menos, quatro oportunidades de se imunizar e não o fez

Gabriel Medina já deixou passar ao menos quatro oportunidades de se vacinar contra covid-19. Dessas, três foram antes de viajar ao Japão. Contrariando os insistentes pedidos do Comitê Olímpico Internacional (COI), o surfista veio às Olimpíadas de Tóquio sem se vacinar. Ao voltar ao Brasil, ele poderia ter se vacinado em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, onde mora, e que está vacinando pessoas de mais de 18 anos, o que inclui, naturalmente, Medina, que tem 27.

Ao Comitê Olímpico do Brasil (COB), que ofereceu aos atletas a oportunidade de imunização pensando na Olimpíada, Medina alegou uma desconformidade entre seu calendário de competições e o da vacinação de atletas.

O brasileiro ainda foi para a Califórnia, nos Estados Unidos, onde foi realizada mais uma etapa da WSL. Lá, Medina também teve a oportunidade de se vacinar, antes ou depois da competição porque, naquele momento, os EUA já estavam disponibilizando imunizantes para visitantes de qualquer idade. Na época, Medina já sabia que viria a Tóquio e sobre a importância de vir vacinado.

Mas Medina não aproveitou a oportunidade nos EUA e voltou ao Brasil, para sua casa em Maresias, de onde postou foto no Instagram no dia 27 de junho. Depois disso, o COB ainda realizou mais duas rodadas de vacinação em São Paulo, nos dias 5 e 12 de julho. A seleção masculina de futebol, por exemplo, se vacinou na primeira data, com o imunizante da Pfizer, deixando para tomar a segunda dose na volta ao Brasil.

Foto: Francisco Seco/AP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Italo Ferreira faz tatuagens

Ítalo Ferreira faz tatuagens para eternizar a conquista olímpica para o Brasil e para o RN

O surfista potiguar e agora medalhista olímpico Ítalo Ferreira, de Baía Formosa, fez novas tatuagens em seu corpo para registrar a conquista da medalha de ouro nas Olimpíadas 2021. O atleta ganhou a medalha na última semana e fez as novas tatuagens neste sábado (31), em referência aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Em uma das tatuagens, Ítalo escreveu a palavra “Gold”, que significa “ouro”, fazendo alusão à medalha conquistada. A nova marca foi feita na região pouco acima do seu peitoral.

Foto: Reprodução/SporTV

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ítalo Ferreira

Ítalo Ferreira desembarca no Brasil com um desejo: ‘Surfar. Amanhã já estarei na água’

Ítalo Ferreira estava tão ansioso para retornar ao Brasil como primeiro campeão olímpico do surfe, e encontrar os amigos e a família, que não dormiu durante o voo de 13 horas que partiu do Japão. E agora, que voltou para casa, já sabe uma das primeiras coisas que deseja fazer, surfar.

O surfista de 27 anos desembarcou nesta quinta-feira em Guarulhos (SP) em escala de voo para o Rio Grande do Norte, onde mora com a família na cidade de Baía Formosa, dois dias após conquistar a medalha de ouro na estreia do surfe na Olimpíada de Tóquio (Japão).

“Essa é a melhor parte, agora é festejar com meus amigos, minha família, e já tenho que começar a treinar de novo, porque já tem disputa do Mundial em breve”, disse Ítalo Ferreira a repórteres no aeroporto.

Campeão mundial da modalidade em 2019, Ítalo atualmente é vice-líder do ranking mundial, atrás de Gabriel Medina, que terminou em quarto lugar nos Jogos Olímpicos. A próxima etapa do Circuito Mundial de Surfe será no México, com a janela de competições começando no dia 10 de agosto. “Amanhã estarei na água, quando chegar em casa vou surfar com meus amigos e começar a treinar novamente”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reuters/Carla Carniel/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ítalo Ferreira

Potiguar Ítalo Ferreira conquista medalha de ouro no surfe

O brasileiro Ítalo Ferreira tirou onda, ou melhor, dominou as ondas na Praia de Tsurigasaki, onde ocorreram as disputas do surfe na Olimpíada de Tóquio (Japão). O potiguar conquistou na madrugada desta terça-feira (27) a primeira medalha de ouro do surfe, modalidade estreante nos Jogos Olímpicos. Atual campeão mundial, Ítalo dominou a final contra o japonês Kanoa Igarashi, vencendo por 15.14 a 6.6. A medalha de bronze ficou com o australiano Owen Wright, que venceu o brasileiro Gabriel Medina por 11.97 a 11.77 na disputa pelo pódio.

Moradores de Baía Formosa (RN), cidade natal do campeão, comemoraram o primeiro ouro para o país em Tóquio.

Na estreia da competição, Ítalo liderou a primeira bateria, com o somatório de pontos de 13.67. Com esta pontuação, ele ficou à frente do japonês Hiroto Ohhara (11.40), do italiano Leonardo Fioravanti (9.43) e do argentino Lele Usuna (8.27).

Classificado para as oitavas de final, o brasileiro derrotou o neozelandês Billy Stairmand por 14.54 a 9.67. Nas quartas, ele voltou a encarar o japonês Hiroto Ohhara, que esteve presente na bateria inicial. Ítalo mais uma vez levou vantagem, e derrotou o oponente por 16.3 a 11.9.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Jonne Roriz/COB/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado