Chuvas intensas provocam alagamentos e emergências em Natal e Região Metropolitana

Chuvas intensas provocam alagamentos e emergências em Natal e Região Metropolitana

Precipitações acima de 100 mm geram caos urbano com alagamentos, desmoronamentos e aparecimento de animais selvagens

Natal enfrentou um volume excepcional de chuvas nas últimas 24 horas, registrando até 97 milímetros de precipitação entre as 7h da quinta-feira (13.jun.2024) e o mesmo horário desta sexta-feira (14.jun), segundo dados da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

As chuvas superaram a marca dos 100 milímetros em várias cidades da região metropolitana e do litoral Leste, com Ceará-Mirim acumulando 137,6 mm, São Gonçalo do Amarante 114,2 mm, e Goianinha 106,4 mm.

O grande volume de água trouxe uma série de transtornos para a população, incluindo alagamentos em diversas vias, transbordamento de lagoas de captação, reabertura de crateras e até a aparição de jacarés nas áreas urbanas. Na Zona Norte de Natal, a lagoa de captação do conjunto Santarém transbordou durante a noite, inundando ruas e o Centro Educacional Alferes Tiradentes. Devido à situação, uma festa escolar que estava marcada teve que ser adiada.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) registrou aproximadamente 28 pontos de alagamento em importantes vias da capital até por volta das 0h30. Mesmo com a redução das chuvas na manhã desta sexta-feira, a avenida Lima e Silva continuava intransitável entre a avenida Interventor Mário Câmara e a rua dos Caicós. O tráfego na área foi afetado, causando longos engarrafamentos e atrasos.

No bairro da Redinha, a situação tomou um rumo inusitado quando dois jacarés foram avistados nas ruas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu capturar os animais, que foram devolvidos ao seu habitat natural. Esse incidente reforçou a necessidade de atenção redobrada por parte dos moradores durante o período de chuvas intensas.

Além disso, um poste de energia tombou na avenida do Contorno, próximo à estação da companhia de água do estado, por volta das 0h30. A Secretaria de Mobilidade Urbana interditou o trânsito na área para permitir os reparos necessários. O acesso aos bairros Cidade Alta e Ribeira foi desviado pelas avenidas Rio Branco e Deodoro da Fonseca, a fim de minimizar os transtornos para os motoristas.

Na noite de quinta-feira, por volta das 20h, durante as festividades de Santo Antônio na Igreja do Galo, na Cidade Alta, uma tenda desabou, causando ferimentos em algumas pessoas. O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) foi chamado para prestar socorro imediato às vítimas.

A avenida Olavo Montenegro também foi palco de mais um incidente. O asfalto cedeu novamente no mesmo ponto onde uma cratera havia sido tapada uma semana antes, resultando na queda de um carro na nova cratera enquanto o motorista tentava desviar do alagamento na via. Esses eventos ressaltam a urgência de medidas de infraestrutura para prevenir futuros problemas durante o período chuvoso.

Foto: Divulgação/STTU

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal