Internacional

Os principais acontecimentos ao redor do planeta, tudo o que acontece no Mundo você encontra aqui, no Por dentro do RN.

Stephen Harmon

Homem ironiza vacinação e morre de Covid duas semanas depois: ‘não sei quando vou acordar; por favor, orem’

Um morador de Los Angeles chamado Stephen Harmon morreu duas semanas após ironizar o incentivo da população americana à vacinação. Em seu perfil no Twitter, Herman chamou de “Testemunhas da Covid” os americanos que “saiam de porta em porta” conscientizando os moradores sobre a importância das vacinas no combate à propagação da Covid-19.

Os “inspetores” de vacinas de porta em porta realmente deveriam ser chamados de Testemunhas JaCovid.

A postagem foi realizada em 8 de julho e, cerca de duas semanas depois, Stephen Harmon afirma que está indo para a UTI devido à infecção pela SARS-CoV-2. Durante a internação, o homem muda o tom e pede orações aos seguidores. Informações dão conta que Harmon não resistiu à intubação e faleceu.

Estou optando pela intubação, lutei contra isso o máximo que pude, mas infelizmente chegou a um ponto de escolha crítica e, por mais que eu odeie ter que fazer isso, prefiro que seja boa vontade do que um procedimento de emergência forçado. Não sei quando vou acordar, por favor, orem.

Ainda não consigo respirar sozinho e realmente luto para retomar qualquer capacidade. Preciso de cuidados físicos 24 horas por dia, 7 dias por semana para as funções humanas mais básicas, como beber água. Por favor, continuem orando para que meu corpo responda aos medicamentos e a esse lixo com agilidade no processo e dê o fora do meu sistema. Minha equipe tem sido ótima no hospital, mas definitivamente está começando a me afetar fisicamente, emocionalmente e mentalmente. Acreditando e precisando de um milagre em grande estilo aqui.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Origens do novo coronavírus

China rejeita plano da OMS para investigar origens do novo coronavírus

A China reagiu de maneira contrária ao pedido da Organização Mundial de Saúde (OMS) para que seja realizada uma nova investigação sobre as possíveis origens do novo coronavírus, incluindo a possibilidade de o vírus ter vazado de um laboratório. De acordo com o país, não há evidências para essa hipótese e isso desafia o bom senso.

Na avaliação de cientistas graduados da China, o mais provável é que as origens do novo coronavírus tenham surgido a partir de um animal, que então o transmitiu para os humanos via um hospedeiro intermediário. A afirmação foi feita durante uma reunião em Pequim nesta quinta-feira (22). Os cientistas elogiaram um relatório prévio da OMS que apontava principalmente os animais como causa e pedia uma busca mundial para determinar a raiz do surto. Também dizia que a hipótese de vazamento no laboratório era “extremamente impossível”.

O laboratório de Wuhan, no centro da polêmica, “nunca teve o vírus”, disse Liang Wannian, um epidemiologista que liderou o time de especialistas chineses que trabalharam com a OMS. “Não há necessidade de colocar mais recursos em uma investigação sobre um vazamento de laboratório”, afirmou.

Foto: Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sputnik

Argentina quer suspender imunizante Sputnik V por atrasos

A Argentina ameaçou romper o contrato de compra da vacina russa Sputnik V por causa dos atrasos na chegada de segundas doses. O país foi um dos primeiros países a usar amplamente o imunizante, e agora aumenta a pressão sobre o governo da Rússia. Os atrasos começaram a comprometer sua campanha de vacinação contra a Covid-19.

Em uma carta dirigida ao Fundo Russo de Investimento no dia 7 de julho e divulgada ontem, o governo de Alberto Fernández reclama dos atrasos e faz a ameaça de rompimento de contrato. A informação foi confirmada pela assessora presidencial Cecilia Nicolini. “Precisamos urgentemente das doses restantes. A essa altura, todo contrato está em risco de ser publicamente cancelado”, diz a carta.

O esquema vacinal da Sputnik V, produzida pelo laboratório Gamaleya, compreende duas doses que são diferentes e não podem ser substituídas por outro imunizante, ao contrário da maior parte das outras vacinas contra a covid-19. “Nós entendemos a escassez e as dificuldades de produção de alguns meses atrás. Mas agora, sete meses depois, ainda estamos muito atrás, enquanto começamos a receber doses de outros fornecedores regularmente, com cronogramas que são cumpridos”, diz trecho da carta.

O acordo entre Argentina e Rússia prevê cerca de 30 milhões de doses da Sputnik V. O país recebeu, até agora, 11,86 milhões de doses, sendo 9,37 milhões da primeira dose, mas apenas 2,49 milhões do componente da segunda dose da Sputnik V.

Foto: Reprodução/Casa Rosada

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Protestos em Cuba

Protestos em Cuba: manifestantes recebem sentenças de prisão

“Pátria e Vida”, uma canção de hip hop antigovernamental de vários dos músicos mais populares da ilha caribenha no exílio e que se tornou viral, se transformou em um hino para os protestos em Cuba, considerados sem precedentes e que abalaram o país neste mês. Agora, o artista visual que filmou parte do videoclipe em Cuba, Anyelo Troya, foi condenado a um ano de prisão sob acusação de instigar tumultos, segundo familiares, após participação em um ato em Havana.

Os ativistas argumentam que é apenas o começo de uma onda de julgamentos sumários das centenas de manifestantes que as autoridades detiveram durante e após os protestos incomuns de 11 e 12 de julho. O governo culpou contrarrevolucionários apoiados pelos Estados Unidos pela agitação.

“Eles o levaram a julgamento sem defesa, nem advogado, nem nada”, disse sua mãe, Raisa González, à Reuters, após assistir à sentença que descreveu como um julgamento coletivo de cerca de 12 pessoas. Autoridades cubanas que atendem a jornalistas estrangeiros não responderam imediatamente a um pedido de comentário sobre os casos dos detidos na ilha.

O presidente Miguel Díaz-Canel disse na televisão estatal na semana passada que há pessoas que receberão a resposta que a lei cubana considera e “que será enérgica”, mas afirmou que haveria o devido processo legal.

Mas Raisa González disse que não foi informada a tempo do julgamento de seu filho e que quando chegou ao tribunal com seu advogado, ele já havia sido condenado. O julgamento foi criticado pela Anistia Internacional e pela Human Rights Watch (HRW) por ter sido realizado sem a devida defesa ou o devido processo.

Troya, de 25 anos, já estava na lista do governo por sua participação na canção, cujo nome subverte o slogan revolucionário “Pátria ou Morte”, contou sua mãe. “Teremos centenas de presos políticos em apenas duas semanas”, disse Javier Larrondo, representante da organização de direitos humanos Cuban Prisoners Defenders.

Autoridades confirmaram na terça-feira que iniciaram os julgamentos dos detidos sob acusação de instigar distúrbios, vandalismo, disseminação de epidemia ou agressão, acusações que podem acarretar penas de até 20 anos de prisão. Os protestos, que começaram em uma pequena cidade há 10 dias e depois se espalharam, ocorrem durante a pior crise econômica de Cuba em décadas, o que se soma às restrições de liberdades civis.

Manifestantes detidos pelos protestos em Cuba estão incomunicáveis

A maioria dos detidos pelos protestos em Cuba foi mantida incomunicável, enquanto a localização de alguns ainda é desconhecida, segundo o grupo de direitos humanos no exílio Cubalex e a Human Rights Watch (HRW), de acordo com entrevistas com parentes. Os cubanos têm postado fotos de pessoas que dizem não conseguir localizar ou compartilhando histórias de prisões em um grupo do Facebook chamado “Desaparecidos #SOSCuba”, com mais de 10.000 membros.

“Fomos de delegacia em delegacia procurando por ela”, disse Alberto Betancourt sobre sua irmã, mãe de dois filhos, detida em um protesto em Havana. “Eles não me deixam falar com ela”, afirmou à Reuters, contendo as lágrimas. “Mas ela não é uma criminosa. Ela simplesmente se deixou levar pela multidão”, observou ele.

Autoridades do Ministério do Interior cubano negaram na terça-feira que alguém estaria “desaparecido” e disseram que uma lista de detidos que circula – eles não disseram qual – é manipulada e inclui pessoas que nunca foram detidas.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Alexandre Meneghini/Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Jeff Bezos

Blue Origin faz últimas revisões antes do voo de Jeff Bezos ao espaço nesta terça-feira

A empresa de voos espaciais do bilionário Jeff Bezos, Blue Origin, concluiu as revisões voo para o seu primeiro voo tripulado, que enviará o bilionário e três outros tripulantes para o espaço suborbital em uma nave chamada New Shepard. A missão histórica está programada para esta terça-feira, 20 de julho, data na qual comemora-se o 52º aniversário da aterrissagem da Apollo 11 na Lua.

“Analisamos todos os sistemas do veículo, incluindo hardware, software e procedimentos”, disse o diretor de voo da Blue Origin, Steve Lanius, durante uma coletiva de imprensa neste domingo, 18 de julho. “No momento, não há quaisquer pendências e a New Shepard está pronta para voar”, concluiu. A previsão do tempo também parece que irá cooperar; e mostra apenas uma remota chance de chuvas e trovoadas nas primeiras horas da manhã de terça-feira. As condições de tempo na hora do lançamento, todavia, devem ser boas.

A New Shepard foi projetada para transportar pessoas e cargas úteis em viagens curtas ao espaço suborbital. Quatro veículos diferentes da New Shepard foram lançados em 15 voos de teste suborbitais até o momento, mas a missão de terça-feira será a primeira a transportar tripulantes.

Foto: Reprodução/Blue Origin

A equipe consiste em Jeff Bezos, fundador da Amazon e da Blue Origin, esta última em 2000; seu irmão Mark Bezos, o aviador veterano Wally Funk e Oliver Daemen, de 18 anos, o primeiro cliente pagante da empresa. Funk, de 82 anos, se tornará a pessoa mais velha a chegar ao espaço, e Daemen será a mais jovem.

Bezos será o segundo bilionário a atingir o espaço suborbital em menos de duas semanas. Em 11 de julho, o fundador do Virgin Group, Richard Branson, voou até a fronteira final da atmosfera no primeiro voo totalmente tripulado a bordo da VSS Unity, da Virgin Galactic .

O preço para voar pela Virgin Galactic foi de US$ 250.000. A Blue Origin não revelou quanto está cobrando por um assento. A empresa realizou um leilão especial para um assento no voo de terça-feira, que foi ganho por alguém que prometeu US $ 28 milhões. O comprador, ainda misterioso, desistiu da missão devido a conflitos de agendamento.

Foto: Reprodução/Blue Origin

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Papa Francisco

Papa Francisco pede paz e diálogo em Cuba: ‘estou ao lado dos cubanos nestes tempos difíceis’

“Estou ao lado do querido povo de Cuba nestes tempos difíceis”, disse o Papa Francisco neste domingo (18) em seu pronunciamento semanal aos fieis na Praça São Pedro. Essa foi a primeira aparição pública do papa desde que retornou ao Vaticano após ficar 11 dias internado. O apelo por paz e diálogo em Cuba por parte do papa ocorre após os enormes protestos que abalaram o país governado pelo Partido Comunista, em escala nunca antes vista.

O pontífice também pediu o fim da violência na África do Sul e classificou como uma “catástrofe” as enchentes mortais na Alemanha, Bélgica e Holanda.

Foto: REUTERS / Remo Casilli/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Merkel

Angela Merkel diz que enchentes são aterrorizantes; mortes já chegam a 188

A chanceler alemã Angela Merkel afirmou neste domingo (18) que as enchentes que devastaram partes da Europa são “aterrorizantes”. 188 morreram até o momento devido às condições climáticas extremas. Merkel prometeu auxílio financeiro rápido após visitar uma das áreas mais afetadas pelas chuvas e enchentes. Este é considerado o pior desastre natural do país em quase seis décadas.

“É aterrorizante”, disse a chanceler aos moradores da cidade de Adenau, no estado da Renania Palatinato. “A língua alemã mal pode descrever a devastação que ocorreu”, afirmou. Segundo o ministro das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, o governo alemão vai disponibilizar mais de 300 milhões de euros em auxílio imediato e bilhões de euros para reparar as casas, ruas e pontes danificadas.

Na Bélgica, os níveis da água baixaram neste domingo e a operação de limpeza dos destroços segue ocorrendo. O governo enviou militares à cidade de Pepinster, onde vários edifícios desabaram, para procurar mais vítimas. Dezenas de milhares de pessoas estão sem eletricidade e as autoridades belgas disseram que o estoque de água potável também é uma grande preocupação.

Foto: Christof Stache/Pool via REUTERS/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Impressão digital de Michelangelo

Especialistas encontram o que seria impressão digital de Michelangelo, morto há 457 anos

Uma pequena estátua de cera pode ter nos aproximado mais do que nunca de Michelangelo, depois que os especialistas do museu descobriram o que eles acreditam ser a impressão digital do mestre da Renascença – ou impressão pressionada no material. Especialistas do Victoria & Albert Museum (V&A), de Londres, na Inglaterra, descobriram a marca em uma estatueta vermelha escura, que foi um esboço inicial para uma escultura maior de mármore inacabada.

O trabalho de cera de 500 anos, intitulado “A Slave”, fazia parte dos preparativos de Michelangelo para a elaborada tumba do Papa Júlio II em Roma. Ele retrata uma jovem figura nua com o braço jogado sobre o rosto. De acordo com a lista de um museu, a estátua proposta estava entre mais de 40 figuras em tamanho natural, uma vez que foi planejada para o local de descanso final do papa.

Michelangelo começou a trabalhar em uma versão maior de mármore, apelidada de “Young Slave”, embora não tenha concluído o trabalho. Os planos para a tumba do papa foram posteriormente “bastante reduzidos”, escreveu o V&A. Os detalhes da descoberta serão apresentados em um próximo episódio da série de documentários da BBC “Secrets of the Museum”, que segue especialistas que trabalham no V&A.

“É uma perspectiva empolgante que uma das impressões de Michelangelo possa ter sobrevivido na cera”, disse um dos curadores seniores do V&A, Peta Motture, em um comunicado à imprensa da BBC. “Essas marcas sugeririam a presença física do processo criativo de um artista.”

Impressão digital de Michelangelo
Foto: Estátua “A Slave”, de Michelangelo, no London’s Victoria & Albert Museum/Divulgação

Michelangelo é conhecido por ter destruído muitos de seus trabalhos preparatórios, o que significa que o modelo de cera oferece uma visão rara de seus primeiros processos. Potture chamou isso de um exemplo de “onde a mente e a mão de alguma forma se unem”, acrescentando: “Uma impressão digital seria uma conexão direta com o artista”.

Em sua biografia do século 16, “Vida de Michelangelo”, o pintor Giorgio Vasari detalhou como o mestre da Renascença usou modelos de cera para produzir grandes estátuas. Vasari, um amigo de Michelangelo, escreveu que o artista submergia os modelos na água e então os levantava lentamente enquanto esculpia os detalhes correspondentes em peças de mármore em tamanho real, de acordo com a V&A.

Com menos de 18 centímetros de altura, acredita-se que o modelo de esboço de cera tenha sido criado entre 1516 e 1519, mais de 10 anos depois que o túmulo do Papa Júlio II fora encomendado pela primeira vez. O eventual design de “Young Slave”, que agora está alojado na Galeria Accademia em Florença, na Itália, difere do modelo de cera inicial de várias maneiras, sugerindo que Michelangelo “refinou o design em um estágio posterior”, escreveu a V&A.

Com informações da BBC

Foto: Reprodução/BBC

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Chuvas na Europa

Passa de 170 o número de mortos pelas chuvas na Europa; Alemanha e Bélgica lideram perdas

Já passa de 170 o número de vítimas fatais e milhares de desaparecidas após as chuvas intensas dos últimos dias na Europa. Com o índice pluviométrico acima da média para o período, os rios estão transbordando e invadindo as cidades. Alemanha e Bélgica são os países mais afetados, de acordo com as autoridades locais.

Na Alemanha, morreram 143 pessoas até o momento e 1,3 mil estão desaparecidas apenas em um distrito ao sul de Colônia, no oeste do país. É o maior número de mortos em um desastre natural na Alemanha desde 1962 (quando uma enchente no Mar do Norte deixou cerca de 340 mortos) e a maior quantidade de chuva no país em um século.

Na Bélgica, 24 pessoas morreram e 20 estão desaparecidas. Holanda, França e Luxemburgo também são afetados pela chuva, porém, em menor intensidade.

Foto: Remko de Waal/AFP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Nigeria

Nigéria tem primeiro delegado olímpico hospitalizado com Covid-19

De acordo com a emissora de televisão Asahi, um delegado olímpico da Nigéria se tornou o primeiro visitante dos Jogos de Tóquio hospitalizado com a Covid-19. A infecção do nigeriano foi divulgada hoje (16). O Japão luta para conter uma alta de infecções locais a uma semana do evento.

O delegado da Nigéria tem aproximadamente 60 anos. Ele não é atleta,e foi diagnosticado na noite de quinta-feira (15) no aeroporto com sintomas amenos. Por causa da idade e de problemas de saúde preexistentes, ele foi hospitalizado. Também nesta sexta-feira (16), o Comitê Olímpico Australiano disse que o tenista Alex de Minaur, 15º do ranking, foi diagnosticado com Covid-19 antes de viajar para os Jogos, tornando-se o atleta mais recente a ver seu sonho olímpico destruído pelo vírus.

Quem também teve o sonho olímpico frustrado foi o jogador de basquete norte-americano Bradley Beal. Ontem (15), a USA Basketball disse que o astro do Washington Wizards foi submetido a protocolos do coronavírus em um campo de treinamento de Las Vegas e perderá os Jogos.

O coronavírus infectou vários atletas e outros envolvidos com a Olimpíada, no momento em que as infecções se disseminam em Tóquio e especialistas alertam que um quadro pior ainda poderá acontecer. Os jogos vão começar no próximo dia 23 de julho.

Foto: Reuters/Issei Kato/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

COI

COI alerta atletas sobre ‘manifestações políticas’ nas Olimpíadas

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse nesta sexta-feira (16) que os atletas não deveriam fazer “manifestações políticas” ou expressar suas opiniões pessoais nos pódios dos Jogos de Tóquio. O Comitê afrouxou sua Regra 50 neste mês. O item proibia quaisquer protestos dos atletas, mas agora permite que eles façam gestos durante as provas, contanto que sem interrompê-las e com respeito pelos outros competidores.

Mas ainda existe uma ameaça de sanções se quaisquer protestos forem feitos nos pódios de medalha durante o evento de 23 de julho a 8 de agosto. “O pódio e as cerimônias de medalhas não são feitos… para uma manifestação política ou outra”, disse Bach ao jornal Financial Times.

“Eles são feitos para homenagear os atletas e os ganhadores de medalhas por conquistas esportivas, e não por suas (opiniões) particulares”, afirmou Bach. “A missão é ter o mundo inteiro junto em um lugar e competindo pacificamente um com o outro. Isto você nunca conseguiria se os Jogos (se tornassem) polarizadores”, complementou o presidente do COI.

Embora os protestos de atletas nas Olimpíadas sejam raros, nos Jogos do México de 1968 os velocistas negros norte-americanos Tommie Smith e John Carlos foram expulsos do evento depois de abaixarem as cabeças e erguerem os punhos com luvas negras no pódio para protestarem contra a desigualdade racial. Na Olimpíada Rio 2016, o maratonista etíope Feyisa Lilesa ergueu os braços e cruzou os pulsos ao atravessar a linha de chegada para mostrar apoio aos protestos de sua tribo Oromo contra os planos do governo para realocar terras de cultivo.

Foto: Eugene Hoshiko/Pool via Reuters/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Chuvas na Europa

Chuvas na Europa deixam mais de 100 mortos e 1,3 mil desaparecidos

Pelo menos 117 pessoas morreram devido às chuvas na Europa. A tragédia ocorre principalmente na Alemanha. Por lá, 103 pessoas morreram até o momento e outras 1,3 mil pessoas estão desaparecidas apenas em um distrito ao sul de Colônia, no oeste do país. Vários rios transbordaram e destruíram tudo pelo caminho.

As chuvas na Europa também se estendem os transtornos para a Bélgica, na Holanda, na França, na Suíça e em Luxemburgo, embora em menor intensidade. Na Belgica, há 14 mortos e 4 desaparecidos. O número de vítimas pode aumentar, diante dos relatos de deslizamentos de terra e casas sendo arrastadas pela água ou desabando devido à força da água, nesta sexta-feira (16).

Foto: Rhein-Erft-Kreis via AP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Origens da covid-19

OMS diz que China precisa oferecer dados sobre origens da Covid-19

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que as investigações sobre as origens da Covid-19 na China estão sendo prejudicadas pela falta de dados brutos sobre os primeiros dias da disseminação do vírus no local e pediu ao país para ser mais transparente.

Uma equipe liderada pela OMS passou quatro semanas na cidade de Wuhan, na província de Hubei, com pesquisadores chineses e disse em um relatório conjunto publicado em março que o vírus provavelmente foi transmitido de morcegos para humanos por meio de outro animal.

Essa equipe disse que “a introdução por meio de um incidente de laboratório foi considerada um caminho extremamente improvável”, mas países como os Estados Unidos e alguns cientistas não ficaram satisfeitos.

“Pedimos à China que seja transparente e aberta, e que coopere”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15). “Devemos isso aos milhões que sofreram e aos milhões que morreram para saber o que aconteceu”, disse ele.

A China tem classificado a teoria de que o vírus pode ter escapado de um laboratório de Wuhan como “absurda” e disse repetidamente que “politizar” a questão dificulta as investigações. Ghebreyesus informará aos 194 Estados-membros da OMS sobre uma proposta de segunda fase do estudo, disse o especialista em emergências da OMS, Mike Ryan.

“Esperamos trabalhar com nossos parceiros chineses nesse processo e o diretor-geral definirá medidas aos Estados-membros em uma reunião amanhã, na sexta-feira”, disse Ryan.

As informações são da Agência Brasil

Foto: Reuters/Laurent Gillieron/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Presidente do COI

Presidente do COI descarta risco de Covid-19 em Tóquio

O presidente do COI, o Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, disse nesta quinta-feira (15) que existe um risco “zero” de participantes dos Jogos infectarem moradores do Japão com covid-19 no momento em que os casos atingem uma alta de seis meses na cidade-sede.

“O risco para outros moradores da Vila Olímpica e o risco para o povo japonês é zero”, disse Presidente do COI, acrescentando que os atletas e as delegações da Olimpíada passaram por mais de oito mil exames de coronavírus e que só três foram positivos. Estes casos foram isolados, e seus contatos próximos também estão sujeitos a protocolos de quarentena, disse Bach no início das conversas com a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e a presidente da Tóquio 2020, Seiko Hashimoto.

A pouco menos de uma semana da cerimônia de abertura de 23 de julho, Tóquio relatou 1.308 infecções novas de covid-19 nesta quinta-feira (15), seu maior número diário desde o final de janeiro. Adiada no ano passado por causa da pandemia de covid-19, a Olimpíada tem pouco apoio público no Japão em meio aos temores generalizados de um novo surto de coronavírus.

Críticos da realização dos Jogos de Tóquio apresentaram nesta quinta-feira (15) uma petição que já reuniu mais de 450 mil assinaturas neste mês, noticiou a mídia do país. Os organizadores impõem “bolhas” olímpicas para evitar novas transmissões da covid-19, mas especialistas médicos temem que não sejam suficientemente vedadas.

As informações são da Agência Brasil

Foto: Reuters/Fabrizio Bensch/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Angelique kerber

Angelique Kerber desiste dos Jogos de Tóquio 2020

A medalhista olímpica alemã Angelique Kerber engrossou nesta quinta-feira (15) a lista de grandes nomes que desistiram dos Jogos de Tóquio, alegando que as últimas semanas no circuito exigiram demais de seu corpo. Vencedora de três títulos de Grand Slam, Kerber conquistou a medalha de prata no evento feminino de simples dos Jogos Rio 2016.

A tenista de 33 anos teve uma temporada de grama movimentada, tendo disputado três torneios no mês passado – ela venceu em Bad Homburg e chegou às semifinais de Wimbledon.

“Representar a Alemanha na Londres 2012 e na Rio 2016 como parte da equipe alemã sempre foi uma das melhores lembranças da minha carreira até hoje”, disse Angelique Kerber em um comunicado. “Isto torna ainda mais decepcionante para mim aceitar o fato de que meu corpo precisa de descanso após as poucas semanas intensas que ficaram para trás e que tenho que me recuperar primeiro antes de voltar à competição no final deste verão”. “Obrigada pelo apoio, já que esta é uma decisão muito difícil para mim. Boa sorte a todos os meus colegas atletas alemães em Tóquio, sentirei falta de vocês”.

Várias celebridades do tênis se ausentarão da Olimpíada, incluindo Roger Federer, Rafael Nadal, Dominic Thiem, Serena Williams, Simona Halep e Bianca Andreescu. Principais cabeças de chave do Reino Unido, Dan Evans e Johanna Konta tampouco comparecerão, uma vez que tiveram exames de covid-19 positivos.

Os Jogos de Tóquio acontecerão entre os dias 23 de julho e 8 de agosto.


As informações são da Agência Brasil

Foto: Peter van den Berg/USA TODAY Sports/Reuters/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ataques racistas

Quatro são presos na Inglaterra após ataques racistas a jogadores ingleses

Quatro pessoas foram presas devido a ataques racistas virtuais contra jogadores da seleção de futebol da Inglaterra após a final da Eurocopa no último domingo (11), informou a polícia do Reino Unido nesta quinta-feira (15).

Uma equipe de especialistas está analisando os ataques racistas, disse a polícia, desde que os jogadores negros Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka foram alvos de ofensas racistas nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Os três perderam pênaltis na derrota para a Itália na cobrança de penalidades no estádio Wembley de Londres. As ofensas foram amplamente criticadas, e o governo promete ações contra empresas de redes sociais se elas não retirarem material ofensivo mais rapidamente.

“Estamos trabalhando muito intensamente com plataformas de redes sociais, que estão fornecendo dados que precisamos para impulsionar inquéritos”, disse o chefe de polícia Mark Roberts, a autoridade responsável por comandar a reação da corporação britânica a questões ligadas ao futebol. “Se identificarmos que você está por trás deste crime, rastrearemos você e você enfrentará as consequências graves de suas ações vergonhosas”, concluiu. Uma investigação de crime de ódio liderada pela Unidade de Policiamento do Futebol do Reino Unido está em andamento.

A polícia disse que dezenas de aplicativos de dados foram encaminhados a empresas de tecnologia e que quatro pessoas já foram presas.

As informações são da Agência Brasil

Foto: Reuters/Frank Augstein/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Variante Delta na França

França amplia restrições conter variante Delta no país

Para tentar conter a disseminação da variante Delta no território francês, presidente Emmanuel Macron determina que será necessário apresentar um certificado de imunização para entrar em espaços públicos.

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que será necessário apresentar um certificado de imunização ou teste negativo de Covid-19 para entrar em bares, restaurantes e cinemas, ou para viajar em trens e aviões. A decisão do presidente fez com que mais de um milhão de franceses marcassem consultas para serem vacinados.

O chefe do principal site de marcaçãoo de consultas disse nesta terça-feira, 13, que o tráfego atingiu um pico após o pronunciamento de Macron na televisão na noite da segunda-feira (12). Foram registrados o pedidos de 20 mil consultas por minuto, um recorde absoluto desde o início da campanha. Até o meio-dia de ontem, 13, 1,3 milhão de pessoas reservaram horários para se vacinar, de acordo com a Rádio França Internacional. No país, é preciso marcar um horário pela internet ou por telefone para ser vacinado.

Macron também anunciou a vacinação obrigatória, a partir de setembro, para os profissionais da saúde, trabalhadores em lares de idosos e outros que trabalham com pessoas vulneráveis. Aqueles que quebrarem a regra “não poderão trabalhar e não serão pagos”, disse o ministro da Saúde, Olivier Véran.

O número de infecções da Covid aumentou consideravelmente na França nas últimas semanas. O país atingiu mais de 4 mil casos nos últimos dias, devido à variante Delta – cepa identificada inicialmente na Índia e mais infecciosa que as demais.

Foto:Fran Boloni/Unsplash

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vaticano diz que Papa

Vaticano diz que Papa Francisco ficará mais alguns dias no hospital

O Papa Francisco completou o tratamento pós-cirúrgico mas permanecerá no hospital por mais alguns dias para fazer os ajustes finais de medicação e reabilitação, informou o Vaticano nesta segunda-feira (12). Quando o Papa deu entrada no hospital em 4 de julho para ter parte de seu cólon removido, o Vaticano disse que ele ficaria internado por cerca de sete dias, caso não ocorressem complicações.

“Sua Santidade, o Papa Francisco passou um dia (domingo) tranquilo e completou seu tratamento pós-operatório”, disse o porta-voz Matteo Bruni em seu comunicado diário sobre o estado de saúde do Papa. “Para ajustar sua terapia de medicação e de reabilitação, o Santo Padre permanecerá hospitalizado por mais alguns dias”, conclui.



Bruni disse que antes de o papa fazer um pronunciamento público no domingo da varanda do hospital Gemelli, ele visitou crianças em uma ala voltada ao tratamento de câncer. Algumas delas ficaram ao lado dele na varanda. Após o pronunciamento, disse Bruni, o Papa visitou outros pacientes e membros da equipe médica.

O Papa ficou na varanda por cerca de 10 minutos enquanto fazia o pronunciamento no domingo e pareceu estar em boa condição geral, embora sua voz estivesse rouca. O Vaticano posteriormente divulgou fotos de Francisco sendo levado em uma cadeira de rodas para visitar médicos e outros pacientes.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Vatican Media/­via REUTERS

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Richard Branson

VÍDEO: ‘Se conseguimos fazer isso hoje, imagine o que vocês não podem fazer’, diz Richard Branson após primeiro voo turístico ao espaço

No primeiro voo turístico ao espaço, o empresário e dono da Virgin Galactic, Richard Branson, fez um discurso emocionante a bordo da espaçonave VSS Unity SpaceShipTwo, desenvolvida pela Virgin. A viagem contou com dois pilotos e quatro “especialistas da missão”, com Branson sendo um dos passageiros. O breve voo suborbital terminou onde começou, em uma pista do Spaceport America – o primeiro espaçoporto projetado para fins comerciais, construído em 2011, também pelo empresário.

Confira o discurso emocionante de Branson no vídeo abaixo:

“Eu era uma criança com um sonho, olhando para as estrelas, e agora sou um adulto em uma nave espacial olhando para trás, para nossa bela terra. Para a próxima geração de sonhadores, se pudermos fazer isso, imagine o que você pode fazer”, disse emocionado Richard Branson.

O bilionário também publicou outro vídeo após o voo. “Sonhei com este momento desde criança, mas ir ao espaço é ainda mais mágico do que eu poderia imaginar”, afirmou. “É impossível descrever como você se sente ao olhar para a Terra lá embaixo, é apenas uma beleza indescritível“, concluiu.

Foto: Virgin Galactic/via Reuters/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Cuba

População sai às ruas de Cuba gritando ‘abaixo a ditadura’

Centenas de cubanos saíram às ruas neste domingo (11) em vários locais do país para protestar contra o governo. Durante o ato, considerado um dos maiores protestos em Cuba nos últimos 60 anos, os cubanos gritaram “liberdade” e “abaixo a ditadura”. O presidente do país, Miguel Díaz-Canel, pediu aos apoiadores do governo que saíssem às ruas para enfrentar os manifestantes: “Estamos convocando todos os revolucionários do país, todos os comunistas, a tomarem as ruas e irem aos lugares onde essas provocações acontecerão”, disse.

Por meio das redes sociais, cubanos transmitiram ao vivo as manifestações que começaram na cidade de San Antonio de los Baños, a sudoeste da capital Havana, e se espalharam para outras cidades. As pessoas gritavam palavras de ordem contra o governo, contra o presidente Miguel Díaz-Canel e pediam mudanças.

Segundo Selvia, uma das participantes em San Antonio de los Baños, o protesto foi organizado no sábado, por meio das redes sociais de Cuba, e marcado para as 11h30 (horário local) do domingo: “Nos encontramos em frente à praça da igreja e seguimos em marcha pela Rua Real”, disse ela por telefone à BBC News Mundo, serviço da BBC em espanhol. “Isso é pela liberdade do povo, não podemos aguentar mais. Não temos medo. Queremos mudança, não queremos mais ditadura”, disse.

Foto: AFP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Senado haitiano

Senado haitiano nomeia presidente interino após assassinato de Jovenel Moise

O Senado haitiano nomeou Joseph Lambert, atual chefe da Câmara Alta, como presidente interino do Haiti e negou a autoridade do primeiro-ministro interino, Claude Joseph, que se encontra no poder desde o assassinato de Jovenel Moise.A resolução, assinada por oito dos dez senadores que ainda estão ativos, diz que Claude Joseph foi afastado do cargo na segunda-feira (5), no último decreto assinado por Moise antes do seu assassinato na quarta-feira (7).

A resolução afirma que Lambert assumirá o cargo de chefe de Estado até 7 de fevereiro de 2022, data em que terminaria o mandato de Jovenel Moise. Sua primeira tarefa será criar um governo com a missão de organizar eleições. De acordo com o texto, Claude Joseph não pode exercer as funções de primeiro-ministro desde segunda-feira passada, quando o presidente Moise nomeou Ariel Henry para o cargo por decreto, mas ele não foi empossado antes da morte do presidente.

Após o assassinato, Claude Joseph foi colocado no comando do governo, apoiado pela polícia e pelo Exército, e recebeu o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), dos Estados Unidos e de outros países para exercer as funções. O Senado haitiano é o único órgão do país com funcionários eleitos, mas desde janeiro de 2020 não tem poderes para tomar decisões devido à falta de quórum.

A Câmara dos Deputados e dois terços do Senado deveriam ter sido renovados em 2019, mas as eleições foram adiadas devido à instabilidade política que o país atravessava naquele momento, o que levou ao encerramento da legislatura. As autoridades haitianas disseram que pediram ajuda aos Estados Unidos e às Nações Unidas, para que enviassem tropas a fim de garantir a segurança em locais estratégicos, como portos, aeroportos, terminais petrolíferos e setor de transportes.

O assassinato do presidente haitiano, em sua residência, desestabilizou ainda mais o país mais pobre do continente americano, e levou o governo haitiano a declarar estado de sítio por um período de 15 dias.

Magnatas e ex-membros do Senado haitiano interrogados

Um procurador do Haiti convocou dois magnatas, Réginald Boulos e Dimitri Vorbe, e os antigos senadores da oposição Youri Latortue e Steven Benoît para prestarem depoimento sobre a morte do presidente. Os quatro, conhecidos opositores de Jovenel Moise, foram convocados para a próxima segunda-feira (12) pelo procurador Bed-Ford Claude, do Tribunal de Primeira Instância de Porto Príncipe.

O procurador convocou também quatro chefes da polícia e militares responsáveis pela segurança de Moise. 

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Dono da Virgin Galactic

Dono da Virgin Galactic inaugura viagens turísticas ao espaço

O bilionário Richard Branson foi, neste domingo, ao espaço a bordo da nave da sua empresa Virgin Galactic. A viagem durou cerca de uma hora e foi realizada com sucesso. Branson é o primeiro bilionário a inaugurar as viagens turísticas ao espaço. No final desta manhã (no horário de Brasília), o britânico Richard Branson partiu para o espaço a bordo da nave da sua empresa, Virgin Galactic. O SpaceShipTwo aterrizou no Novo México cerca de uma hora depois.

Branson, de 70 anos, com dois pilotos e três especialistas da empresa Virgin Galactic atingiram uma altitude de cerca de 88 quilômetros. Viajaram na vertical a uma velocidade três vezes superior à do som, o que foi suficiente para conseguirem uns minutos de gravidade zero. O lançamento do foguetão VSS Unity foi, para a empresa, a quarta missão tripulada além da atmosfera terrestre, mas a primeira com passageiros.

Este era um sonho para Branson, que é o primeiro milionário a tornar-se astronauta e a inaugurar viagens turísticas ao espaço. “Dezessete anos de trabalho árduo que nos trouxeram até aqui”, disse o empresário inglês. Branson ganhou a corrida do seu rival Jeff Bezos, fundador da Amazon, que tem viagem marcada para o espaço daqui a nove dias, a bordo de um foguete da própria empresa, Blue Origin.

A presença de Richard Branson no voo inaugural é uma afirmação de confiança aos investidores e aos que já reservaram viagens espaciais. Branson afirmou várias vezes que o sucesso desta viagem inauguraria uma nova era nas viagens espaciais. A empresa Virgin Galactic, inaugurada em 2004, está determinada a iniciar as viagens comerciais ao espaço no próximo ano. Centenas de pessoas já reservaram bilhetes, que custam cerca de US$ 250 mil.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Virgin Galactic/via Reuters/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Papa rezando

Papa Francisco agradece aos fiéis que rezaram por ele

Do Hospital Agostino Gemelli, em Roma, onde se recupera de uma cirurgia, o papa Francisco rezou neste domingo (11) de modo especial por todos os enfermos e fez um apelo por um sistema de saúde acessível a todos. Da janela do décimo andar, recebeu o carinho dos fiéis, uma imagem que não se via desde 2005, quando no dia 13 de março São João Paulo II pronunciou algumas palavras em público após uma traqueotomia.

“Estou feliz por poder manter o encontro dominical do Angelus, também aqui da Policlínica Gemelli. Agradeço a todos: senti muito a proximidade e o amparo de suas orações. Obrigado de coração!”, disse. Um sentimento de gratidão marcou o Angelus deste domingo, realizado do Hospital Agostino Gemelli, onde o papa está internado há uma semana, desde que se submeteu a uma cirurgia no intestino.

Da janela do seu apartamento no décimo andar da policlínica, ele acenou aos fiéis presentes na pequena praça que fica na entrada da estrutura e dali fez uma breve meditação sobre o evangelho do dia, destacando de modo especial uma frase de Jesus aos discípulos: “curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo”.

“Este óleo é certamente o sacramento da Unção dos enfermos, que dá conforto ao espírito e ao corpo. Mas este óleo é também a escuta, a proximidade, o cuidado, a ternura de quem cuida da pessoa doente: é como uma carícia que faz sentir melhor, alivia a dor”, disse. Para Francisco,  mais cedo ou mais tarde, todos necessitarão desta unção e todos podem oferecê-la a alguém, com uma visita, um telefonema ou uma mão estendida a quem necessita de ajuda.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reuters/Vaticano/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Fukushima

Fukushima não permitirá mais torcedores em eventos olímpicos

A prefeitura de Fukushima, no Japão, proibirá espectadores nos eventos olímpicos que sediará devido às infecções de covid-19, afirmou o governo local, recuando em uma posição anunciada anteriormente pelos organizadores. A decisão é outro golpe nas esperanças do Japão de usar a Olimpíada para mostrar a sua recuperação de um terremoto e um tsunami devastadores que atingiram a costa norte uma década atrás, destruindo uma usina nuclear em Fukushima no pior acidente nuclear desde Chernobyl.

Os organizadores disseram na quinta-feira que não haveria espectadores na cidade-sede Tóquio, depois de um pico de coronavírus forçar o primeiro-ministro Yoshihide Suga a declarar estado de emergência na capital até o fim dos Jogos, que já foram adiados em um ano por causa da pandemia.

Mas afirmaram que espectadores seriam permitidos em Fukushima e outras prefeituras fora da capital. Na sexta-feira (9), os organizadores anunciaram que partidas de futebol no norte do Japão, na ilha de Hokkaido, seriam realizadas sem torcedores.

Fukushima, sede de sete partidas de softball e beisebol, pediu que os organizadores da Olimpíada proibissem espectadores e o pedido foi aceito, afirmou o governador Masao Uchibori.

Os organizadores afirmaram que planos para públicos restritos em Miyagi, Shizuoka e Ibaraki não haviam mudado.

Com informações da Agência Brasil


Foto: Reuters/Naoki Ogura/Direitos Reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sudoeste do Japão em emergência

Sudoeste do Japão decreta alerta máximo devido às chuvas

As autoridades japonesas ativaram hoje o alerta mais alto em vários municípios do sudoeste do Japão, após a Agência Meteorológica do Japão (JMA) ter alertado para as chuvas torrenciais que já começaram a cair na região. Os alertas de nível 5 – o mais elevado em caso de catástrofe natural – foram ativados em várias localidades de Kumamoto, Miyazaki e Kagoshima (todas na ilha de Kyushu), onde vivem cerca de 245 mil pessoas, segundo a agência de Kyodo.

O alerta 5 significa que aqueles que ainda não foram retirados devem refugiar-se no local mais seguro possível. Nesse caso, as autoridades aconselham os moradores que ainda estão em suas casas a se afastarem de rios e montanhas (devido ao perigo de um deslizamento de terras) e a  buscarems andares superiores ou mesmo telhados, se necessário.

A emergência no sudoeste do Japão foi declarada uma semana após fortes chuvas de monção, que desencadearam um deslizamento de lama, deixando até agora nove mortos e 20 desaparecidos na cidade de Atami (a cerca de 80 quilômetros a sudoeste de Tóquio).

As informações são da Agência Brasil

Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros de Shizuoka

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Presidente do Haiti

Presidente do Haiti pode ter sido morto por ex-militares

A unidade fortemente armada que matou o presidente do Haiti, Jovenel Moise, esta semana era composta por 26 colombianos e dois haitianos-americanos, disseram autoridades nessa quinta-feira (8), com a caça aos mentores da ação ainda em andamento.

O presidente do Haiti tinha 53 anos e foi morto a tiros no começo da quarta-feira (7) em sua casa. As autoridades descreveram os suspeitos como um grupo de assassinos treinados e estrangeiros, atirando o país mais pobre das Américas ainda em turbulência ainda maior, com divisões políticas, fome e generalizada violência de gangues.

O ministro da Defesa da Colômbia, Diego Molano, disse que as primeiras informações são de que os colombianos suspeitos de terem participado do assassinato eram membros aposentados das Forças Armadas do país e prometeu ajudar as investigações no Haiti.

O chefe da polícia, Leon Charles, apresentou 17 homens à imprensa, em entrevista coletiva no final da quinta-feira,. Mostrou também uma série de passaportes colombianos, metralhadoras, facões, walkie-talkies e materiais como alicates e martelos. “Estrangeiros vieram ao nosso país para matar o presidente”, disse Charles, acrescentando que foram 26 colombianos e dois haitianos-americanos.

Ele revelou que 15 dos colombianos foram capturados, assim como os haitianos-americanos. Três foram mortos e oito ainda estavam foragidos.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Igor Rugwiza / UN/MINUSTAH

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Desabamento

Desabamento na Flórida já tem 64 vítimas

O número confirmado de mortos no desabamento de uma torre residencial na região de Miami, nos Estados Unidos, subiu para 64 nesta quinta-feira, após equipes resgatarem os restos mortais de mais 10 pessoas dos escombros de metal e concreto.

Mais 76 pessoas continuam desaparecidas e consideradas mortas, soterradas em uma montanha de destroços do desabamento, disse a prefeita do Condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, em entrevista coletiva, um dia após as autoridades locais afirmarem que não havia esperança de serem encontrados sobreviventes.

O número de pessoas desaparecidas pode mudar, já que continua possível que nem todas as pessoas estivessem no edifício no momento em que ele desabou repentinamente, na madrugada do dia 24 de junho.

Embora autoridades locais tenham dito que à meia-noite dessa quinta-feira (8) a parte de buscas e resgates da operação era considerada terminada, equipes vão continuar cavando até que sejam encontrados todos os corpos dos que estariam no prédio naquele dia.

“Foi tocante escutar de um representante do Corpo de Bombeiros de Miami Dade que eles não irão parar até chegar no fundo da pilha e recuperar cada vítima”, afirmou o prefeito de Surfside, Charles Burkett, em entrevista.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Octavio Jones/Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Tropas saindo do Afeganistão

Após 20 anos, Biden anuncia fim de missão no Afeganistão para agosto

Em uma decisão inédita e firme, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, determinou a retirada dos militares norte-americanos do Afeganistão até 31 de agosto. Alegando que o “povo afegão deve decidir o seu próprio futuro”, o presidente ainda afirma que não deseja “sacrificar mais uma geração de americanos em uma guerra invencível”.

O discurso foi realizado nesta quinta-feira, 8, na Casa Branca. De acordo com Biden, as Forças Armadas do Afeganistão têm competência para enfrentar o Taliban e decidiu que, até 31 de agosto, apenas 690 militares do exército dos Estados Unidos continuarão em solo afegão para proteger da embaixada do país na capital Cabul.

“A única maneira em que haverá paz e segurança no Afeganistão é se eles encontrarem um modo de viver com o Taliban (…) e a probabilidade de existir um governo unificado no Afeganistão controlando o país inteiro é muito pequena”, disse.

Após duas décadas de ocupação, o presidente norte-americano disse que o Afeganistão precisa de “ajuda dos países vizinhos para trazer algum tipo de acordo político entre as partes antagônicas”. O democrata ainda afirmou que o governo afegão deveria buscar um acordo entre com as forças talibãs no qual houvesse paz entre governo e Taliban.

A motivação principal da ocupação, de acordo com Biden, foi erradicar a Al-Qaeda no pós-2001 evitar que o grupo atacasse os Estados Unidos mais uma vez. Osama Bin Laden foi morto em 2011, após uma operação militar secreta ordenada pelo ex-presidente Barack Obama. “Nós atingimos esses objetivos, foi por isso que fomos até lá. Não fomos ao Afeganistão para construir um país. E é o direito e a responsabilidade do povo afegão decidir seu futuro e como eles irão comandar o país”, conclui.

Foto: John Moore/Getty Images

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Desconfinamento Boris

Boris Johnson prevê desconfinamento geral na Inglaterra a partir de 19 de julho

A mudança só deve valer para a Inglaterra; Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte têm autonomia para decidir sobre desconfinamento.

O primeiro-ministro da Inglaterra, Boris Johnson, anunciou ontem (5) que, se tudo avançar como o previsto, as restrições contra a Covid-19 na Inglaterra serão retiradas a partir do dia 19 de julho; e o uso de máscara e o distanciamento social , a partir dessa data, passarão a ser opcionais. A autorização é uma clara mudança de regras estabelecidas pelo governo para a responsabilidade dos indivíduos.

O governo britânico admite que, com a reabertura, deve ocorrer um aumento de casos e de mortes, mas acha que é o momento de a população aprender a conviver com o vírus, que “não pode ser totalmente eliminado”. A mudança só deverá valer para a Inglaterra, uma vez que Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte têm autonomia sobre as questões sanitárias e decidem seus ritmos de desconfinamento.

Em entrevista, Johnson detalhou que, se na segunda-feira forem confirmados dados epidemiológicos favoráveis, na semana seguinte serão eliminadas as “limitações legais”, permitindo a reabertura dos setores ainda fechados da economia, como grandes eventos e lazer noturno. Ainda de acordo com o primeiro-ministro, também não haverá qualquer limite de capacidade em teatros e cinemas ou para que as pessoas se reúnam em locais fechados e ao ar livre. Já a continuidade do trabalho remoto ficará a critério das empresas.

O anúncio era aguardado com expectativa e apreensão devido ao aumento de infecções no país. Atualmente, o número de casos cresce, dobrando a cada oito dias. O avanço se dá pelo avanço da variante Delta – detectada inicialmente na Índia. A nova cepa já domina o Reino Unido. De acordo com os cientistas, a Delta pode ser de 40% a 60% mais transmissível do que a variante Alfa – detectada em território britânico.

Foto: Andrew Parsons / Nº 10 Downing Street / Fotos Públicas

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Papa Francisco

Papa Francisco é internado para cirurgia no intestino; procedimento já estava programado

O papa Francisco tem 84 anos e foi internado para corrigir uma “estenose (estreitamento) diverticular sintomática do cólon”, de acordo com o Vaticano.

O Vaticano informou que o papa Francisco, de 84 anos, foi internado neste domingo, 4, no Hospital Policlínico Gemelli de Roma. O Pontífice vai ser submetido a uma intervenção cirurgia programada com o objetivo de reparar uma “estenose (estreitamento) diverticular sintomática do cólon”.

Não há maiores detalhes sobre o estado de saúde do pontífice. O Vaticano informou que novo boletim médico será divulgado após o procedimento. O profissional responsável pela operação é o professor Sergio Alfieri, especialista em cirurgias no aparelho digestivo.

Neste domingo, Francisco participou da tradicional oração do Angelus na Praça São Pedro, no Vaticano. Na celebração, acompanhada por dezenas de fiés, o Papa anunciou que pretende viajar para a Hungria e a Eslováquia em setembro, mas não mencionou a cirurgia.

Foto: Reprodução/Yara Nardi

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Avião cai nas Filipinas 2

[Vídeo] 31 pessoas morrem e pelo menos 50 ficam feridas após queda de avião nas Filipinas

Aeronave militar das Filipinas caiu quando tentava pousar na ilha de Joló, na província de Sulu; passageiros eram ex-alunos que estavam a caminho de uma missão contra grupos armados.

Na madrugada deste domingo (horário de Brasília), um avião militar filipino caiu após tentar um pouso na Ilha de Joló, na província de Sulu, nas Filipinas. Das 92 pessoas a bordo, 31 morreram e pelo menos 50 ficaram feridas. A aeronave tinha três pilotos e mais cinco tripulantes.

Grande parte dos passageiros era formada por ex-alunos do treinamento militar que estavam a caminho da ilha para lutar contra grupos armados de maioria mulçumana. O mais famoso deles é o Abu Sayyaf, conhecido por realizar sequestros e cobrar altos resgates.

As informações são do ministro da defesa do país, Delfin Lorenzana. De acordo com informações da Força Aérea das Filipinas, a aeronave Lockheed C-130 quebrou ao meio quando tentava pousar. As equipes de resgate já estão no local.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Washington desaba

Depois de Miami, prédio desaba em Washington, nos Estados Unidos

Edifício de cinco andares desabou durante uma tempestade em Washington, nos Estados Unidos; é o segundo caso de desabamento de prédios em uma semana.

Um edifício de cinco andares desabou durante uma tempestade em Washington, nos Estados Unidos. Equipes de busca e resgate tentavam retirar do meio de escombros um trabalhador preso dentro do edifício. Outros quatro trabalhadores foram removidos do local pouco tempo depois do desabamento na capital norte-americana, que ocorreu nessa quinta-feira (1º), por volta das 15h30 no horário local.

Os trabalhadores resgatados foram levados a um hospital local, a oito quilômetros do Capitólio. Nenhum deles corria risco de morrer, afirmou John Donnelly, diretor-assistente dos bombeiros. O trabalhador preso nos escombros estava consciente e em contato com as equipes de bombeiros que tentam resgatá-lo, reforçou o diretor.

Na semana passada, uma torre residencial desabou em Surfside, na Flórida, enquanto a maioria dos moradores dormia. Equipes de resgate já recuperaram 18 corpos e dizem que 145 pessoas ainda estão desaparecidas.

Com informações da Agência Brasil


Foto: Reuters/Evelyn Hockstein/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Desabamento em Miami

Já são 11 as vítimas do desabamento em Miami; 150 pessoas continuam desaparecidas

Desabamento em Miami ocorreu no dia 24 de junho em um prédio de 12 andares. 11 pessoas morreram e 150 continuam desaparecidas .

Subiu para 11 o número de mortos após desabamento em Miami. Agentes de resgate retiraram, nessa segunda-feira (28), o 11º corpo dos escombros. As autoridades locais prometem continuar procurando possíveis sobreviventes, cinco dias depois de o edifício de 12 andares desabar enquanto os moradores dormiam.

As equipes estão utilizando guindastes, cães e escâneres de infravermelho, enquanto procuram sinais de vida entre os escombros. As equipes torcem para que bolsões de ar possam ter se formado sob o concreto e estar mantendo algumas pessoas vivas. “Continuaremos a trabalhar incessantemente para esgotar todas as opções possíveis em nossa busca”, disse a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, em entrevista coletiva. 150 pessoas continuam desaparecidas. A causa do desmoronamento do Champlain Towers South, em Surfside, perto de Miami, continua sob investigação.

Foto: Reuters/Marco Bello/direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado

Keiko Fujimori do Peru

No Peru, Keiko Fujimori está mais longe de reverter resultado de eleição

Fujimori denunciou supostas fraudes, mas não tem tempo ou aliados para comprovar as denúncias. A candidata perdeu a eleição para Pedro Castillo.

Keiko Fujimori, candidata de direita à Presidência do Peru que luta para reverter o resultado inicial da eleição de 6 de junho, pode estar ficando sem tempo – e aliados. Ela foi vencida pelo concorrente socialista Pedro Castillo. Pedro venceu com uma apertada vantagem de 44 mil votos ao final da contagem das cédulas, porém o imbróglio se arrasta, uma vez que Keijo alega fraude e quer desqualificar votos de seu opositor.

A estratégia de Keiko parece estar perdendo força depois que possíveis aliados se distanciaram de Fujimori. “Já basta”, disse um editorial do fim de semana do jornal conservador El Comercio, parte de um dos conglomerados de mídia mais poderosos do país, que costuma apoiar a direita no país.

“Hoje está claro que o que começou com o uso de recursos legais legítimos, para questionar a adequação de algumas cédulas, começa a se tornar uma tentativa de setores políticos diferentes de adiar o processo tanto quanto possível”, acusa.

O partido Peru Livre, ao qual Castillo é filiado, e a Comissão Eleitoral negam quaisquer alegações de fraude; e observadores eleitorais internacionais dizem que a votação foi limpa. O Departamento de Estado norte-americano, inclusive, foi mais longe, classificando a eleição como um “modelo de democracia”.

Foto: REUTERS/Sebastian Castaneda/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado

Coronavac é segura em crianças

Estudo comprova que Coronavac é segura em crianças maiores de três anos

O periódico científico The Lancet Infectious Diseases confirmou ontem que a Coronavac é segura e estimula a resposta imune de pessoas entre 3 e 17 anos.

Para os que tinham receio a respeito da segurança da Coronavac, um dado pode fazer os receosos mudarem de ideia: estudo comprova que a Coronavac é segura até mesmo em crianças a partir dos três anos de idade. Com a comprovação, o governo da China disse que começaria a aplicação da vacina nessa faixa etária, se tornando o primeiro país a vacinar crianças.

Durante os estudos randomizado, controlado e duplo-cego, participaram 550 crianças na primeira e na segunda fase. Com isso, os pesquisadores quiseram medir a segurança, a tolerabilidade e a capacidade que o imunizante tem de estimular a resposta imune nos participantes da pesquisa, em duas doses da Coronavac divididas em um intervalo de 28 dias.

A pesquisa foi conduzida na China, no Centro para Controle e Prevenção de Doença, e apontou que a vacina levou à produção de anticorpos em 96% dos participantes em um período de 28 dias de intervalo entre as duas doses. Na primeira fase, nenhum dos expostos ao vírus inativado tinham quaisquer anticorpos neutralizantes contra o Sars-CoV-2. Após 28, porém, todos apresentaram anticorpos no sangue.

A segurança da vacina também foi posta à prova, uma vez que os participantes da pesquisa foram acompanhados por quase um mês após a conclusão do ciclo vacinal, para que fossem observados os eventos que sucederiam a aplicação das duas doses da vacina. A pesquisa concluiu que, no geral, os efeitos colaterais mais reportados diziam respeito a dor local e febre, que se manifestavam em até uma semana após a vacinação, cessando totalmente em até dois dias. De todos os voluntários, apenas um apresentou um evento grave após receber placebo e que, portanto, não pode ser associado à vacina.

Até o momento, o único imunizante autorizado para crianças entre 12 e 17 anos é o da da Pfizer/BioNTech, inclusive no Brasil, que recebeu autorização da Agência Nacional da Vigilância Sanitária em 11 de junho; sendo necessária apenas a inclusão do grupo infantil no Plano Nacional de Imunização.

Resultados que comprovam que a Coronavac é segura em crianças a partir dos três anos

96% de produção de anticorpos no sangue específicos contra o coronavírus 28 dias após a segunda dose;
27% dos participantes reportaram efeitos colaterais —os mais comuns foram dor no local da injeção e febre;
Não houve diferença estatística significativa dos efeitos com a dose mais alta em comparação à dose menor do imunizante;
As duas dosagens se mostraram bem toleradas e com boa resposta imune.

Foto: Ilustração/Prefeitura de Arapongas

Siga o Por Dentro do RN no Instagram e mantenha-se informado

3ª dose

Estudo da Oxford avalia se 3ª dose de vacina é necessária; reforço aumentaria reposta imune e células T

Pesquisadores da Oxford disseram nesta segunda-feira, 28, que avaliam a necessidade de uma 3ª dose da Oxford/AstraZeneca para aumentar resposta imune e células T.

O estudo desenvolvido pela Universidade de Oxford acaba de mostrar que, no caso de um reforço com a 3ª dose do imunizante desenvolvido pela instituição, o indivíduo vacinado pode produzir uma forte resposta imune e o aumento das células T no organismo. Todavia, ainda não há evidências suficientes para garantir que mais uma dose de vacina seja necessária; a falta de vacinas em alguns países seria uma das causas para a cautela.

O governo do Reino Unido, por sua vez, diz analisar planos para realizar uma campanha de reforço vacinal no outono e inverno do Hemisfério Norte, com três quintos dos adultos imunizados com as duas doses da vacina da Oxford/AstraZeneca. De acordo com Andrew Pollard, diretor de vacinas da instituição, diz que o fato de a vacina proteger os imunizados contra as variantes existentes por um período longo faz com que uma 3ª dose seja desnecessária no momento. “Temos de estar numa posição em que podemos aplicar a dose de reforço caso isso se mostre necessário. Não temos, no entanto, nenhuma exigência de que será”, disse em entrevista coletiva.

Estudos anteriores mostraram que a vacina, criada pela Universidade de Oxford e licenciada pela AstraZeneca, tem eficácia maior quando o intervalo de aplicação entre as doses é ampliado para 12 semanas, em vez de quatro. A pesquisa anunciada hoje foi divulgada sem a revisão de outros cientistas e analisou 30 participantes que receberam uma segunda dose tardia e 90 que receberam uma terceira dose. Todos os participantes tinham menos de 55 anos.

Foto: Divulgaçao/AstraZeneca

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram

Mortes em Miami

Mortes em Miami chegam a 5; são 150 desaparecidos

Mortes em Miami chegam a cinco, após desabamento de um prédio na cidade americana. Além disso, mais de 150 pessoas continuam desaparecidas. As equipes de resgate mantêm os trabalhos de busca e salvamento nos destroços. O desabamento ocorreu na madrugada da última quinta-feira (24), quando 55 dos 136 apartamentos do prédio caíram.

O prédio ficava localizado em Surfside, um enclave à beira-mar, e era morada de 5.700 pessoas. As causas do desabamento ainda não são conhecidas. Equipes do México e de Israel estão ajudando nas buscas.

Foto: Reuters/Marco Bello/direitos reservados

Astronautas Chineses

Astronautas chineses estão ocupados em sua primeira missão à nova Estação Espacial Chinesa

Astronautas chineses acoplaram em segurança e já se preparam para o início de vários testes no módulo central da estação espacial em construção.

Após enviar três astronautas (ou taikonautas) para a construção de sua própria estação espacial, a China caminha para se tornar uma superpotência também no espaço. Após dois meses do lançamento do módulo central da estação Tiangong (Palácio Celestial) para o espaço, os astronautas Nie Haisheng, Liu Boming e Tang Hongbo deixaram a Terra para conhecer a futura moradia dos três. A missão Shenzhou 12 decolou no topo de um foguete Longa Marcha-2F, no dia 17 de junho, do centro de lançamento de Jiuquan, no deserto de Gobi.

Foi a sétima missão tripulada da espaçonave Shenzhou e a primeira expedição tripulada até a nova estação espacial em construção. O lançamento foi transmitido pela emissora estatal chinesa e, de acordo com o China Manned Space Engineering Office (CMSEO), o lançamento foi um tremendo sucesso.

A espaçonave chinesa demorou 573 segundos para se separar do foguete que a levou para órbita terrestre; e após seis horas e trinta minutos, a Shenzhou atracou com sucesso no módulo central de Tianhe, onde os três astronautas desembarcaram em segurança.

Os astronautas chineses passarão os próximos três meses a bordo da estação espacial de Tiangong, onde se envolverão em uma série de operações científicas em órbita, dentre as quais estão atividades extraveiculares (EVA), também conhecido como. “caminhadas espaciais”, em trajes especiais para evitar a exposição ao ambiente severo da órbita da Terra. Além disso, a equipe de taikonautas (ou astronautas) também irão testar o grande braço robótico da estação, a fim de verificar o sistema de suporte de vida presente no módulo.

Será esse braço que será utilizado para anexar módulos futuros às duas portas localizadas no final do eixo da estação Tianhe, aumentando gradualmente a escala da estação e permitindo uma gama mais diversificada de operações científicas. Os módulos futuros propostos incluem dois Módulos de Cabine de Laboratório (LCMs) – “Wentian” e “Mengtian” – que fornecerão navegação adicional, aviônica e propulsão de backup e controle de orientação.

Os astronautas também montarão experimentos na parte externa da estação, com o intuito medir os efeitos da exposição ao ambiente espacial, ao vácuo, aos raios cósmicos e aos ventos solares. Estes são semelhantes à pesquisa que é conduzida atualmente a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), cujo objetivo é determinar como os humanos irão lidar com a radiação espacial e microgravidade durante missões de longa duração ao espaço profundo, à Lua e a Marte.

A missão Shenzhou 12 é o terceiro de onze lançamentos que culminarão com a construção da estação de três módulos. Como a terceira e última parcela do programa Tiangong, esta estação deve rivalizar com a ISS. O programa é um dos muitos destinados a promover a presença da China no espaço e aumentar sua influência no exterior.

Foto: Agência Espacial Chinesa

Cientista origens coronavírus na China

Primeiras sequências do coronavírus na China “foram deletadas”, diz cientista

De acordo com o bioquímico Jesse Bloom, “parece provável que as sequências foram eliminadas para ocultar sua existência”. Isso joga mais lenha na suspeita sobre as origens do coronavírus na China.

Cientista norte-americano descobriu, pesquisando sozinho, que algumas sequências genômicas dos primeiros casos de covid-19 na cidade chinesa de Wuhan haviam desaparecido de uma base de dados internacional. A matéria foi destaque no El País. Segundo o jornal, o bioquímico Jesse Bloom, do Centro de Investigação Fred Hutchinson, em Seattle (EUA), classificado como “prestigioso” pelo jornal, realizou um trabalho de detetive, deduzindo o nome dos arquivos, conseguindo recuperar as informações excluídas, uma vez que elas também tinham sido carregadas na plataforma Google Cloud, um espaço virtual de armazenamento.

Foto: Reprodução/Twitter

“Parece provável que as sequências foram eliminadas para ocultar sua existência”, diz o pesquisador em um rascunho de suas conclusões publicado na última terça-feira, 22 de junho. Bloom afirma que as 13 sequências parciais que conseguiu reconstruir apresentam mutações que sugerem que o coronavírus na China já circulava em Wuhan antes do surto de dezembro de 2019 no mercado de Huanan.

A polêmica pesquisa, que ainda deve ser revisada por outros cientistas, destaca três mutações presentes nos coronavírus do mercado, mas ausentes das sequências resgatadas agora e nos vírus de morcego relacionados com o SARS-CoV-2.

Foto: HHMI

Prédio desaba em Miami: 4 mortos e 159 desaparecidos

Prédio desaba em Miami (EUA) e deixa quatro mortos e 159 feridos; governador da Flórida declarou estado de emergência

Um edifício de 12 andares do complexo Champlain Towers, em Surfside — uma das cidades ao redor de Miami — desmoronou nesta quinta-feira (24).

edifício fica de frente para o mar. Até o momento, há confirmação de 4 mortos, e estima-se que 159 pessoas ainda estejam desaparecidas. As equipes de resgate ainda trabalham nos escombros do prédio para tentar encontrar pessoas.

Desde a manhã da quinta-feira nenhum sobrevivente foi encontrado. De acordo com as autoridades, as equipes de resgate chegaram a detectar sons de batidas, como se alguém estivesse batendo no concreto, mas não ouviram vozes.

O governador da Flórida, Ron DeSantis, declarou estado de emergência, o que significa que o estado terá acesso a recursos federais para o resgate.

A prefeita Daniella Levine Cava afirmou na quinta-feira que ainda não se sabia qual era o destino de cerca de 100 pessoas, mas que, talvez, uma parte não estivesse no prédio no momento do colapso.

Foto: Twitter/Corpo de Bombeiros de Miami-Dade/Prédio desaba

Foo Fighters realizam show nos EUA

[Vídeo] Foo Fighters lotam show em comemoração ao fim do isolamento nos EUA

A banda americana Foo Fighters lotou o Madison Square, em Nova Iorque, em comemoração ao alívio das medidas de isolamento nos Estados Unidos.

Em show lotado no Madison Square, banda Foo Fighters levou os americanos à loucura em um dos primeiros eventos ocorridos nos Estados Unidos após a flexibilização das medidas de isolamento social no país. E as surpresas não pararam por aí, uma vez que não havia qualquer exigência da utilização de máscaras ou de que os participantes fizessem alguma espécie de distanciamento.

Foto: Ilustração / Divulgação / Associated Press

Para ter acesso ao local do show do Foo Fighters, os participantes deveriam apenas comprovar que estavam vacinados contra a Covid-19; o que não é uma exigência muito difícil de cumprir, visto que, até a última sexta-feira, 18, o percentual de americanos que já haviam tomado pelo menos uma dose da vacina já estava em 65%, e esse número só aumenta dia após dia. Veja o vídeo abaixo:

Foo Fighters à parte, como anda a vacinação nos Estados Unidos?

A vacinação nos Estados Unidos acelerou após o presidente Joe Biden assumir o cargo, em janeiro de 2021. Em 150 dias de governo, a gestão democrata levou a pandemia a sério, diferentemente de Donald Trump, aplicou um total de 300 milhões de doses em todo o país.

Enquanto as coisas melhoram para as terras do Tio Sam e eles podem curtir as músicas dos Foo Fighters, o brasileiro continua sem saber o dia exato no qual o Brasil sairá dessa situação. No Rio Grande do Norte, todavia, a governadora Fátima Bezerra anunciou ontem, 21, que o estado aplicou 1 milhão de doses. Uma notícia boa a se comemorar, pelo menos.

Vacas que usam máscara protegem mais o meio ambiente

A Cargill, empresa multinacional, se uniu à Zelp, uma startup inglesa, para oferecer uma solução aos produtores de leite europeus para reduzir a emissão de metano pelas vacas: uma máscara desenvolvida pela Zelp (sigla de “Zero Emission Livestock Project” ou Projeto de Emissão Zero de Gado), que tem o propósito de reter 53% do metano produzido pelo arroto dos animais, transformando o gás em vapor d’água e dióxido de carbono.

Máscara
Foto: Zelp/Divulgação

Por sua vez, a Cargill será a distribuidora exclusiva da máscara para o mercado europeu de lácteos, a partir do segundo semestre do próximo. Nos bovinos, até 95% das emissões de metano vêm da boca e narinas. Com a tecnologia da Zelp, que é ajustada no animal por meio de cabresto, há a medição, captura e oxidação do metano em tempo real.

Por enquanto, ainda não há planos para a tecnologia ser oferecida no Brasil.

Foto: Zelp/Divulgação

Keiko Fujimori

Keiko Fujimori diz que aceitará resultado do tribunal eleitoral

Keiko Fujimori garante em entrevista que respeitará a decisão final das autoridades eleitorais após ter denunciado suposta fraude.

O elevador do edifício chega direto à sala do apartamento. O céu cinza de Lima se deixa ver através de um grande janela. Lá está esperando Keiko Fujimori, de 46 anos, vestida com camisa branca de chiffon, colete acolchoado sem mangas e calça jeans floreada. Essa política peruana mostrou durante a campanha eleitoral uma de suas grandes forças, a de aglutinar as elites, que lhe deram todo seu apoio para que governasse o país durante os próximos cinco anos. Mas também algumas de suas fraquezas e contradições. Fujimori, acusada de lavagem de dinheiro e organização criminosa no caso Odebrecht, prometeu combater a corrupção. Em um altar rodeado de figuras católicas do tamanho de crianças de colo, está a Bíblia que leu quando esteve na prisão. “Seja qual for o resultado, respeitarei a vontade popular”, disse antes de ir às urnas.

Duas semanas depois, continua sem reconhecer a vitória por mínima margem de seu adversário, o esquerdista Pedro Castillo. A candidata afirmou que, com ela no poder, seria fortalecida a estabilidade de uma democracia vacilante nos últimos cinco anos. Em um porta-retratos de madeira há uma foto em preto e branco de Keiko Fujimori quando criança com sua mãe, seus dois irmãos mais novos e um homem de terno e óculos, seu pai, Alberto Fujimori. O último autocrata do Peru. A decisão de Keiko Fujimori e seu partido, Força Popular, de tentar anular 200.000 votos das áreas mais pobres do país, onde seu rival arrasou, já atrasou por duas semanas a proclamação de um vencedor. Castillo ganhou, segundo o contagem oficial, por pouco mais de 40.000 votos.

A espera está complicando a convivência depois de uma campanha de alta intensidade, que dividiu o país. Fujimori e seus aliados dizem estar convencidos de que houve uma fraude que alterou o resultado final, embora as instituições e os observadores internacionais não tenham visto indícios de que isso tenha ocorrido. Do lado de Keiko estão os melhores escritórios de advocacia de Lima, que apresentaram os pedidos de anulação. Até agora, todos foram rejeitados. Associações de militares reformados pediram um golpe para evitar a chegada ao poder de Castillo, que para esse setor representa um comunismo feroz e ultrapassado.

Restava a dúvida sobre se Fujimori faria finalmente o que prometeu na campanha, aceitar o resultado, ou escolheria outro caminho. “Vou aceitar os resultados que o Júri Nacional de Eleições decidir”, esclarece ela, sentada em um sofá de três lugares. No entanto, insinua que talvez não esteja sendo feito o suficiente para que se saiba “a verdade”. Sua equipe tinha três dias desde o dia do segundo turno das eleições, 6 de junho, para apresentar os pedidos de anulação, mas a maioria chegou fora de prazo. Agora, há uma discussão legal − muito comum no Peru − sobre se esses recursos devem ser levados em conta. “Pedimos ao Júri que não use a questão do prazo como desculpa, se o que se busca é saber a verdade. Se houvesse vontade de saber a verdade…”, continua.

− Acredita que não há vontade?

− Não vou me pronunciar enquanto não ouvir a decisão final.

− Leio-lhe uma frase sua de 6 de junho: “A partir de agora posso dizer que seja qual for o resultado, respeitarei a vontade popular, como deve ser”.

− É claro. E ratifico isso.

− Seja qual for o resultado?

− Sim.

O rosto de Fujimori fica sombrio quando se lê para ela o que os principais especialistas disseram sobre as eleições. Alfredo Torres, presidente do instituto de pesquisas Ipsos Peru: “No banco de dados não encontramos indícios de fraude sistemática”. Defensoria do Povo: “Afirmamos categoricamente que não foi notada nenhuma tentativa de alterar a vontade popular”. Relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA): “A missão não detectou irregularidades graves”. A candidata, que apresentou pela terceira vez consecutiva sua candidatura à presidência, diz que não questiona todo o sistema, e sim 800 mesas de votação nas quais, segundo ela, foram detectadas irregularidades. Como, por exemplo, vários parentes encarregados de uma mesa, algo proibido por lei. Seu partido publicou nomes e sobrenomes de cidadãos específicos. Eles vieram a público para desmentir essa alegação e explicar uma coisa que ocorre em muitas áreas rurais do Peru: muita gente compartilha o mesmo sobrenome.

Na campanha, Keiko se aproximou de alguns de seus inimigos históricos, como os Vargas Llosa, que a preferiram como opção. O professor rural Castillo, com seu discurso contra as elites e o livre mercado, que agora modulou e em alguns casos retificou, representava para eles um salto no vazio. Os dois candidatos, diante das dúvidas sobre qual seria seu comportamento chegando à presidência, assinaram compromissos com a democracia. Fujimori pediu perdão a ministros e presidentes que ela derrubou na última legislatura, valendo-se de sua maioria no Congresso. Parecia que sua atitude para este novo processo era diferente. No entanto, lançar suspeitas de fraude sobre seu adversário não significa afundar na instabilidade?

− Pelo contrário. Reconheci que nas eleições passadas, se me faltou fazer algo, foi pedir uma recontagem [ela perdeu para Pedro Pablo Kuczynski por uma quantidade semelhante de votos e sempre acreditou que também foi uma fraude]. Hoje estou pedindo que sejam analisadas certas mesas. Esse tipo de análise vai fazer com que todos os peruanos aceitem melhor os resultados. Pensando nos próximos cinco anos, acredito que isso é muito melhor e fortalece a democracia.

Em uma entrevista coletiva, ela apareceu ao lado de Miguel Torres, um de seus porta-vozes. O promotor que instrui seu caso pediu que Fujimori voltasse para a prisão por violar a liberdade vigiada. Teoricamente, ela não poderia se encontrar com Torres, também envolvido no caso. Nesta segunda-feira haverá uma audiência para estudar o pedido. “Sempre me coloquei à disposição da Justiça e por isso estive três vezes na prisão. (…) O argumento dessa quarta solicitação de prisão preventiva é totalmente absurdo. Estamos trabalhando há muitos meses [com Torres], essa solicitação foi feita no dia que em apresentamos os pedidos de anulação”, afirma. Torres está no fundo da sala, distraído com seu celular.

Ela recebeu muitos votos. Uma boa parte por oposição a Castillo (somados, os dois não conseguiram mais de 30% no primeiro turno) nas áreas urbanas e no litoral. Mas a rejeição é absoluta nas áreas rurais e no sul do país. Lá o antifujimorismo é quase uma religião. “Também pode ser, em alguns casos, em referência a mim. Mas, como em toda democracia, (tentarei convencê-los) com muita tolerância e respeito, independentemente de sua posição, sua ideologia, a que se sintam parte de um Estado, um Estado que está falido, com as mortes por covid-19”, reconhece. O Peru é, proporcionalmente, o país com mais mortes no mundo durante a pandemia, mais de 180.000.

Keiko Fujimori não mudou algumas de suas posições mais radicais na viagem ao centro que empreendeu para atrair eleitores que pudessem se sentir ameaçados por Castillo.

− Nossa posição em defesa da vida e da família é muito forte.

− E isso significa…

− Contra o aborto e o casamento homossexual.

Fujimori foi mudando de opinião sobre o indulto ao seu pai. Ela se tornou primeira-dama após o divórcio de seus pais. Tinha apenas 18 anos. Em 2011, disse que lhe concederia o perdão. Em 2016, disse que não, que respeitaria a sentença por corrupção e violação dos direitos humanos. Agora, voltou a dizer que o indultará. Mantém essa posição? “Sim”. O Nobel Mario Vargas Llosa lhe pediu explicitamente que não indultasse o ex-braço direito de Alberto Fujimori, Vladimiro Montesinos, preso por motivos semelhantes.

Terminada a campanha eleitoral e, portanto, a propaganda, ela considera que seu adversário é um perigo para a democracia? “Acho que seus ideais e suas propostas prejudicam nossa democracia, ele tem posições muito radicais”.

O ruído de sabres voltou ao Peru, um país que até os anos oitenta teve mais governos militares do que civis. Comandantes na reserva publicaram proclamações golpistas, rejeitadas pelo Ministério da Defesa. Mesmo assim, o cheiro de enxofre continua no ar. “Acho que todos nós devemos ficar calmos. Não tenho nenhuma relação com eles e acho que o que me cabe neste momento é manter a prudência”, assinala.

Nos últimos três anos, Keiko Fujimori fez dois meios Ironman (nadar 2 quilômetros, andar outros 90 de bicicleta e correr 21). Ela traz esse espírito para a política.

− Esta foi a última vez que concorreu às eleições? A senhora tenta ser presidenta há uma década.

− Não posso responder a essa pergunta. Vão dizer que a senhora já jogou a toalha. Não, vamos esperar os resultados. Quando os tivermos, eu lhe telefono e respondo.

Com informações do El País
Foto: Audrey Cordova Rampant

Hubble telescope

Hubble está fora de operação após problemas, diz Nasa

Lançado pela Nasa em 1990 para explorar as galáxias e planetas distantes há mais de 30 anos, Hubble está fora de operação há alguns dias.

O telescópio Hubble, lançado pela Nasa em 1990 e explora as galáxias e planetas distantes há mais de 30 anos, está fora de operação há alguns dias. O comunicado foi feito pela própria Nasa.

De acordo com a agência espacial dos Estados Unidos, o problema se deu pela falha nas baterias no último domingo, 13 de junho. Além disso, os cientistas tentaram reiniciar os sistemas do telescópio e falharam. Em seguida, tentaram trocar o módulo que armazena os backups e também falharam; e concluíram que “o Hubble e seus instrumentos não gozam de boa saúde”.

As causas do problema, provavelmente, são justificadas pela tecnologia embarcada no Hubble, que data dos anos 1980; que foi substituída após uma manutenção em 2009. No ano em que foi lançado, o Hubble revolucionou a Astronomia e mudou o modo como os cientistas aprendem sobre o espaço, com suas fotos do sistema solar, da Via Láctea e de galáxias distantes.

No final de 2021, um novo telescópio, o James Webb , com tecnologias mais avançadas e modernas, será enviado ao espaço para auxiliar o Hubble na exploração espacial e investigar o espaço profundo de uma maneira jamais vista antes.

Além do Hubble, conheça os divulgadores científicos brasileiros que combatem a desinformação

Divulgadores científicos no YouTube e a guerra contra negacionistas e charlatões: leia aqui

Sérgio Moro atacado

[Vídeo] Brasileira encontra Sérgio Moro nos EUA e grava vídeo atacando ex-ministro

Patrícia Lélis encontra ex-ministro Sérgio Moro em bairro de Washington DC e diz que ele “é o homem que destruiu o Brasil”.

A brasileira Patrícia Lélis, que mora nos Estados Unidos, gravou um vídeo em seu Twitter abordando o ex-ministro de Bolsonaro enquanto ele caminhava pelas ruas do bairro de Georgetown, em Washington DC. Ao ser abordado, Sérgio Moro ouve de Patrícia Lelis que ele teria “destruído o Brasil”; em seguida, o ex-ministro de Bolsonaro retruca a abordagem pedindo para “a mocinha parar com isso aí”.

Veja vídeo abaixo:

Antes do fim do vídeo, a brasileira ainda complementa com um “Lula livre”. O vídeo já tem 408 mil visualizações e conta com 36.700 curtidas no Twitter, sendo um dos temas mais comentados na rede social do passarinho.

Foto: Reprodução/Twitter

Shenzhou-12

Shenzhou-12 é lançada na China; país está construindo sua própria estação espacial

Shenzhou-12 foi lançada às 22h22 do horário de Brasília e chegará na Tiangong em 24 horas, com três astronautas a bordo.

O Shenzhou-12 acaba de deixar a Terra levando três astronautas chineses do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, no Deserto de Gobi, em uma viagem histórica à estação espacial chinesa de Tiangong, que está em construção.

Os astronautas estão a caminho módulo inicial da estação espacial Tiangong (Palácio Celestial) para realizar várias tarefas nos próximos três meses. A tripulação é liderada por Nie Haisheng, de 56 anos, e pelo veterano Liu Boming, 54; além de Tang Hongbo, de 45, que está em sua primeira viagem ao espaço.

Astronautas que estão a bordo da Shenzhou-12

Niu e Liu, que já participaram de missões espaciais anteriores, são mais velhos do que os astronautas chineses anteriores, incluindo o primeiro do país, Yang Liwei, que entrou em órbita aos 38 anos, quase duas décadas atrás.

A missão Shenzhou-12 é o último estágio dos ambiciosos planos da China de ser o único país a possuir e administrar sua própria estação espacial, com previsão de conclusão em menos de dois anos. Tiangong vai rivalizar com a Estação Espacial Internacional (ISS), que é apoiada pelos Estados Unidos, Rússia, Europa, Canadá e Japão.

Em uma entrevista coletiva na quarta-feira, 15, Nie não escondeu que a missão está intimamente ligada à ambição da China de se tornar uma potência espacial líder mundial. “Esta missão será o primeiro vôo tripulado como parte da construção da estação espacial da China. Tenho a sorte de começar a primeira etapa da construção da estação espacial e tenho muitas esperanças ”, disse ele a repórteres no centro de lançamento de Jiuquan.

“O desenvolvimento da exploração espacial da China cristalizou o sonho milenar do povo chinês de voar para o céu e acrescentou um capítulo heroico aos 100 anos de história de luta do partido [comunista chinês]”, disse Nie, que já foi um membro do partido há mais de três décadas.

Embaixador da China no Brasil comemora o feito

Os três astronautas são todos ex-pilotos da Força Aérea e seguem 11 outros cidadãos chineses que foram ao espaço, incluindo Yang, que o fez em 2003. Yang, agora vice-diretor geral do programa espacial tripulado da China, disse que a idade da tripulação não importava. “Ajudamos eles a se adaptarem melhor a este voo. Acho que [a idade] não é um problema para a missão ”, disse ele em entrevista à televisão estatal.

Yang diz que o trabalho que os astronautas esperam é extremamente desafiador e complexo, mas eles treinaram bastante para completar as tarefas. “O conteúdo do treinamento físico aumentou muito, seis ou sete horas em uma sessão de atividade que acontecerá fora da espaçonave”, disse Yang, acrescentando que depois de alguns exercícios a tripulação mal tinha forças para segurar seus pauzinhos.

Shenzhou-12
Foto: Getty Images


O módulo central Tianhe tem 16,6 metros de comprimento e 4,2 metros de largura em seu ponto mais largo. Lá dentro, os astronautas terão de testar equipamentos e tecnologias novas não apenas para o programa espacial da China, mas também para o mundo. Alguma tecnologia, incluindo propulsores iônicos – um tipo de propulsão elétrica – nunca foi usada antes em um voo espacial tripulado.

Arqueólogos encontram ovo de mil anos em Israel — e o quebram sem querer

No meio de fezes humanas em uma antiga fossa, arqueólogos encontraram um ovo de galinha de cerca de 1 mil anos. O achado ocorreu durante escavações que antecederam um projeto de expansão urbana na cidade de Yavne, em Israel.

Aconcetece que, durante o trabalho de pesquisa, a casca do objeto se quebrou, apesar do cuidado extremo no manuseio do ovo. Então, o item teve que ser restaurado por um conservacionista em um laboratório da Autoridade de Antiguidades de Israel.

Os especialistas da entidade descobriram que o local onde estava o ovo corresponde a um antigo complexo industrial do Período Bizantino, que durou de 330 a 1453 d.C. Fragmentos de ovos só haviam sido descobertos anteriormente em sítios que datam de épocas anteriores, como em escavações na Cidade de Davi e em Cesareia e Apolônia, todas em Israel.

A dificuldade de preservar esses artefatos se dá devido à fragilidade das cascas, segundo conta Lee Perry Gal, da Autoridade de Antiguidades de Israel, em publicação no Facebook. “Esta é uma descoberta extremamente rara”, classifica o expert na área.

Os arqueólogos não sabem explicar como o ovo foi parar na fossa, mas a autoridade israelense cita que a avicultura foi introduzida no Oriente Médio há 2,3 mil anos, no final do Período Helenístico e início do Período Romano. Porém, houve uma mudança decisiva conforme ocorreu o florescimento da civilização islâmica, a partir do século 7 d.C.

A população local começou a se alimentar menos de carne de porco, refletindo uma proibição religiosa de consumir esse tipo de alimento. “As famílias precisavam de um substituto de proteína pronto que não exigisse resfriamento e preservação, e o encontraram em ovos e carne de frango”, explica Perry Gal.

“Infelizmente, o ovo tinha uma pequena rachadura no fundo, então a maior parte do seu conteúdo vazou. Apenas uma parte da gema permaneceu, que foi preservada para futuras análises de DNA”, informou também o expert.

Além do ovo, os especialistas encontraram nas escavações três bonecos de osso, que eles acreditam terem sido usados como brinquedos há 1 mil anos. Existem registros desses artefatos durante a Expansão Islâmica na Palestina e no Egito, entre os séculos 6 e 7 d.C, segundo o site Ancient Origins.

Da Revista Galileu
Fotos: Reprodução/Facebook/Israel Antiquities Authority

Programa Artemis astronautas

Programa Artemis: Brasil assina acordo para exploração responsável da Lua pela Nasa

O Programa Artemis é o programa de voo espacial tripulado desenvolvido pela Nasa, cujo objetivo é pousar a primeira mulher e o próximo homem na Lua em 2024.

O país se tornou a primeira nação sul-americana a assinar os Artemis Accords , uma diretriz para a exploração responsável da Lua, anunciou o administrador da Nasa, Bill Nelson, nesta terça-feira (15). As nações que assinam o acordo são os EUA, Austrália, Canadá, Japão, Luxemburgo, Itália, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos e agora, Brasil. 

Concordando com essas diretrizes, essas nações também estão se inscrevendo para participar do programa Artemis da Nasa , que visa devolver os humanos à Lua em 2024 e estabelecer uma presença humana sustentável até o final da década. 

“No programa Artemis, os Estados Unidos vão levar a primeira mulher e a primeira não-branca à lua e faremos isso junto com os nossos parceiros internacionais e comerciais”, disse Nelson durante entrevista coletiva anunciando o compromisso do Brasil ao Artemis Accords.

“Enquanto nos preparamos para essas missões ousadas e ambiciosas, é importante que os Estados Unidos e nossos parceiros se comprometam a uma conduta responsável e transparente para o benefício de todos”, acrescentou Nelson. “Isso é para garantir um ambiente seguro e sustentável para as atividades espaciais.”, conclui.

O envolvimento do Brasil no acordo ocorre depois que, em dezembro de 2020 , o ex-administrador da NASA Jim Bridenstine e Marcos Pontes, Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) do Brasil assinaram uma declaração de intenções conjunta descrevendo a intenção do país de ser a primeira nação sul-americana a assinar acordo.

“Ao assumir este importante compromisso, o Brasil mostra o impacto global dos Artemis Accords. Sua decisão de se juntar à comunidade de nações comprometidas em explorar o espaço de forma pacífica, segura e transparente demonstra a liderança do Brasil no cenário internacional”, disse Nelson. “Os Artemis Accord pertencem aos nossos parceiros tanto quanto eles pertencem a nós, e agradecemos ao Brasil por seu compromisso em estabelecer normas pacíficas de comportamento no espaço.” 

Premiê britânico adia relaxamento de lockdown em um mês

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, adiou em um mês os planos de suspender as restrições do lockdown por causa da pandemia de covid-19. Ele alertou que a variante Delta, mais infecciosa, poderia matar mais milhares de pessoas se ele não fizesse nada.

No estágio final de um plano delineado em fevereiro, Johnson esperava descartar a maioria das restrições no dia 21 de junho, quando pubs, restaurantes, clubes noturnos e outros estabelecimentos poderiam reabrir totalmente.

A medida muito aguardada foi adiada para 19 de julho.

“Acho que é sensato esperar um pouquinho mais”, disse Johnson em entrevista coletiva. “No pé em que as coisas estão e com base no que consigo ver neste momento, tenho fé de que não precisaremos mais do que quatro semanas.”

O tempo adicional será usado para acelerar o programa de vacinação britânico – um dos mais adiantados do mundo – encurtando de 12 para oito semanas o tempo recomendado entre doses para pessoas de mais de 40 anos.

A situação será revista em 28 de junho, o que pode permitir que a reabertura seja adiantada, mas o porta-voz de Johnson disse que isso é considerado improvável.

Nas últimas semanas, houve um crescimento significativo de novos casos provocados pela Delta, variante descoberta inicialmente na Índia. As autoridades de saúde acreditam que essa variante é 60% mais transmissível do que a linhagem antes predominante, e cientistas alertam que ela pode desencadear uma terceira leva de infecções.

Nessa segunda-feira (14), o Reino Unido registrou 7.742 casos novos e três mortes pela doença

Com reportagem adicional de Sarah Young e David Milliken
Da Agência Brasil
Foto: Reuters/Direitos Reservados

Guru da Cloroquina

‘Guru da Cloroquina’ tem laboratório investigado pela polícia francesa

Didier Raoult, o Guru da Cloroquina, é constantemente citado por defensores do “tratamento precoce” para a Covid-19

Em operação de busca e apreensão realizada hoje (14) no ‘L’Institut Hospitalier Universitaire Méditerranée Infection’, em Marselha, a polícia francesa coletou documentos que comprovariam a o desvio de verbas públicas da França.

Fotos de Bolsonaro exibindo cloroquina para ema viram meme na internet |  Poder360
Bolsonaro oferecendo Cloroquina a uma ema

O L’Institut Hospitalier Universitaire Méditerranée Infection é dirigido pelo Guru da Cloroquina para os principais defensores do tratamento precoce ao redor do mundo: Didier Raoult, constantemente citado pelos senadores da base governista na CPI da Covid, aqui no Brasil.

Para a defesa de Didier Raoult, que também é investigado pelo Conselho de Medicina de Bouches-du-Rhône, é claro o “conflito de interesses” na fundamentação da denúncia.

Vacinas da AstraZeneca produzidas no México são distribuídas para países vizinhos

Países da América Latina e da América Central vão receber mais de um milhão de doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 produzidas no México. O país distribuiu hoje as primeiras doses produzidas no território mexicano para Argentina, Bolívia e Paraguai, na América do Sul, e Belize, na América Central. Novas remessas ainda serão enviadas a Honduras, Guatemala e El Salvador.

As doses distribuídas fazem parte da primeira etapa de entrega de um total de 250 milhões de imunizantes que México e Argentina se comprometeram a produzir conjuntamente e distribuir para países vizinhos, com financiamento da fundação do bilionário Carlos Slim, empresário meexicano da área das telecomunicações. Carlos é 12º homem mais rico do mundo.

Nesta primeira etapa, serão entregues 811 mil doses para a Argentina, que produz a vacina envasada no México, enquanto Bolívia e Paraguai receberão 150 mil doses cada. Já Belize receberá 100 mil doses do imunizante. As informações foram divulgadas no último sábado (12 de junho) através do perfil do Ministério de Relações Exteriores do México no Twitter.

Foto: Aluisio Moreira/SEI/Ilustração/Fotos Públicas

cogumelo mágico contra a covid

Cientistas testam cogumelos ‘mágicos’ contra tristeza causada pela Covid-19

Parece impossível, nesta altura da pandemia, que o flagelo da Covid não resulte em danos sérios para a saúde mental. Luto, polarização, isolamento, perda de renda e de perspectivas, sequelas da infecção, proliferação de falsidades, aumento da desigualdade, regressão política –parece uma conspiração contra o equilíbrio emocional e a favor do desespero.

Nem tudo caminha para o fundo do poço, entretanto. Há um renascimento psicodélico em curso, e pesquisadores já se movimentam para buscar na revalorização dessas drogas um lenitivo para as primeiras vítimas da invasão dos coronavírus, os profissionais que atuam na linha de frente para salvar vidas.

Os sinais de deterioração na esfera psíquica estão à vista de todos. Nos Estados Unidos, por exemplo, em maio de 2020 –meros três meses após a chegada da Covid– ocorreram 42% mais mortes por overdose de opioides do que no mesmo mês do ano anterior. Teme-se que haja ainda uma alta de suicídios.

Uma revisão sistemática de 29 estudos sobre estado psicológico de profissionais de saúde atuando contra Covid concluiu que um quarto do pessoal nas enfermarias e UTIs sofre com depressão (24,3%) ou ansiedade (25,8%).

Noutro levantamento com 21 mil trabalhadores em 42 estabelecimentos do setor nos EUA, 61% relataram medo permanente de infectar-se e transmitir o vírus Sars-CoV-2, 43% se queixaram de sobrecarga de trabalho e 38% admitiram ansiedade ou depressão. Mais afetadas são as mulheres latinas ou negras.

Com a proliferação de bons resultados preliminares em testes de psilocibina (composto psicoativo dos chamados “cogumelos mágicos” do gênero Psilocybe) contra depressão, a Universidade de Washington e a empresa Cybin se uniram para lançar um ensaio clínico precisamente para sondar a possibilidade de que esse psicodélico clássico, encontrado nos cogumelos ‘mágicos’, venha a aliviar o sofrimento de enfermeiras(os), assistentes e médicas(os) que trabalham diretamente com pacientes de Covid.

O teste clínico controlado duplo-cego será coordenado por Anthony Black em Seattle, noticiou o site da Forbes, uma cidade gravemente atingida pela pandemia. Como de hábito nesses estudos com psicodélicos para transtornos mentais, não será investigada só a droga, mas seu emprego como facilitadora de processos psicoterapêuticos, envolvendo várias sessões antes e depois da ingestão da droga.

O ensaio de Seattle se somará a outros 70 testes clínicos com psicodélicos identificados por pesquisadores do Canadá. A maioria tem por objeto MDMA (46%) –droga mais perto de ser aprovada para uso corrente, notadamente para tratar estresse pós-traumático– e psilocibina (41%), neste caso em geral contra depressão e ansiedade.

Só 21 desses estudos “renascentistas” tiveram resultados publicados, o que equivale a dizer que nada menos que meia centena de ensaios registrados estão em andamento ou para começar. Entre eles há dois testes clínicos em preparação no Brasil, na USP, com o psicodélico ibogaína para tratamento de dependência química (crack/cocaína e álcool).

ESTADÃO

Covid-19: Rússia sorteia carro para incentivar vacinação frente a aumento de casos

O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, anunciou neste domingo (12) a realização de um sorteio de um carro para incentivar os cidadãos a se vacinarem contra o coronavírus, diante do aumento preocupante de novas infecções.

O anúncio foi feito um dia após a decisão de Sobyanin de decretar uma semana de recesso na capital russa, entre os dias 12 e 20 de junho, a fim de conter a disseminação da epidemia. “De 14 de junho a 11 de julho, os cidadãos que receberem sua primeira injeção da vacina contra a Covid-19 poderão participar da loteria para ganhar um carro”, anunciou o prefeito em um comunicado oficial.

A cada semana, cinco carros no valor de aproximadamente 1 milhão de rublos cada, o equivalente a € 11.500, estarão em jogo, de acordo com a mesma fonte. “Mas é claro que o principal ganho para quem se vacinar não pode ser comparado a nenhum carro. É a sua própria saúde e equilíbrio espiritual”, acrescentou o prefeito de Moscou.

Na mesma linha, autoridades da região de Moscou anunciaram a realização de um sorteio de um apartamento de três cômodos para aqueles que aceitarem receber a primeira dose da vacina, de 15 a 25 de junho.

Regras mais rígidas

No sábado (11), Sobyanin já havia ordenado o fechamento de áreas de recreação infantil em centros comerciais e parques até o dia 20 de junho. O governo ainda pediu aos empregadores que priorizem o home office para seus funcionários e proibiu restaurantes de atenderem a clientela das 23h00 às 06h00.

A prefeitura de Moscou também anunciou a reabertura de hospitais de campanha para acomodar os pacientes.

A Rússia registrou 14.723 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, sendo que 7.704 somente em Moscou, atualmente o maior foco da epidemia no país. Ao todo, o país conta oficialmente 5.208.687 casos de Covid-19 desde o início da epidemia, com 126.430 mortes.

Num dos países mais afetados pela doença, a campanha de vacinação, lançada em dezembro de 2019, avança lentamente, em um contexto de desconfiança generalizada da população quanto à eficácia e segurança das vacinas. Até agora, 18 milhões de russos, ou cerca de 12% da população, receberam pelo menos uma dose do imunizante, de acordo com dados oficiais.

Dados globais

Em todo o mundo, a pandemia de Covid-19 já matou 3.797.342 pessoas desde dezembro do ano passado até este domingo, de acordo com um levantamento da AFP a partir de fontes oficiais.

Depois dos Estados Unidos (599.672 mortos), os países que registram o maior número de mortes são Brasil (486.272), Índia (370.384), México (230.095) e Peru (188.443), que tem o maior número de mortos em relação a sua população.

(Com dados da AFP)
Do MSN Notícias
Foto: Reuters/Shamil Zhumatov

Eriksen, da Dinamarca, cai desacordado e recebe massagem cardíaca em campo

Uma cena muito preocupante marcou o fim do primeiro tempo do jogo entre Dinamarca e Finlândia, neste sábado, pela Eurocopa. O meia dinamarquês Eriksen, de 29 anos, caiu desacordado no gramado e precisou receber massagem cardíaca durante atendimento médico que durou cerca de 15 minutos.

Flagrado de olhos abertos ao deixar o campo, ele foi transferido para um hospital e está em estado estável, de acordo com informações da Uefa. Às 15h05 deste sábado, a Federação Dinamarquesa de Futebol informou que o jogador está bem.

Comunicado da Uefa: diante do pedido feito por jogadores de ambas as equipas, a Uefa concordou em reiniciar o jogo entre a Dinamarca e a Finlândia esta noite, às 20h30 (horário da Dinamarca). Serão disputados os últimos quatro minutos do primeiro tempo e, em seguida, haverá um intervalo de 5 minutos, seguido do segundo tempo.

Aos 43 minutos de partida em Copenhague, o meia da Inter de Milão, de 29 anos, caiu sozinho em lance perto da linha lateral e causou preocupação em todos os presentes. Seus companheiros de seleção cercaram o local enquanto os médicos atuavam.

O atendimento no gramado durou cerca de 15 minutos. Depois disso, Eriksen foi retirado do campo pela equipe médica, que seguiu cercada pelos demais dinamarqueses. Os torcedores presentes, muitos chorando, aplaudiram, mandando forças ao jogador.

A Uefa, através do perfil oficial da competição, suspendeu a partida.

*Fonte: GE

EUA doará 500 milhões de vacinas a países pobres; Brasil fora

O governo dos Estados Unidos assinou um acordo com a farmacêutica Pfizer para fornecer 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para 92 países pobres até junho de 2022, anunciou nesta quinta-feira (10) a Casa Branca em um comunicado.

Os imunizantes serão entregues por meio da aliança Covax Facility, da Organização Mundial da Saúde (OMS), para países de baixa renda e de renda “médio-baixa”, como Afeganistão, Angola e Síria, segundo o consórcio. Eles receberão as doses até o próximo ano.

O Brasil ficou de fora desta distribuição porque, apesar de fazer parte da Covax, é considerado um país que pode comprar suas próprias vacinas. Ao lado do Brasil estão cerca de 80 países, como Argentina, Canadá e Reino Unido.

Brasil Independente
Foto: Lisa Ferdinando/DoD

Origem da Covid-19 é pauta para reunião de líderes da UE

Origem da Covid-19 é pauta para líderes europeus criticarem cooperação limitada da China

Após a China limitar sua cooperação a respeito da origem da Covid-19, líderes da União Europeia aderiram aos apelos para uma investigação completa sobre as origens da pandemia, com o presidente do Conselho Europeu declarando “apoio a todos os esforços para obter transparência e saber a verdade”.

“O mundo tem o direito de saber exatamente o que aconteceu para poder aprender as lições”, acrescentou o presidente Charles Michel, que chefia o Conselho Europeu, órgão que representa os dirigentes nacionais do bloco.

A Organização Mundial da Saúde conduziu um inquérito este ano sobre a origem da Covid-19, que apareceu pela primeira vez na cidade chinesa de Wuhan no final de 2019. O estudo concluiu que “a introdução através de um incidente de laboratório foi considerada uma via extremamente improvável”, mas foi amplamente visto como incompleto devido à cooperação limitada da China. Governos, especialistas em saúde e cientistas pediram um exame mais completo das origens do vírus, que matou mais de 3,7 milhões de pessoas em todo o mundo.

No final do mês passado, o presidente dos Estados Unidos ordenou que agências de inteligência americanas investigassem a origem da Covid-19, uma indicação de que seu governo estava levando a sério a possibilidade de o vírus mortal ter vazado acidentalmente de um laboratório, além da teoria prevalecente de que foi transmitido por um animal para humanos fora de um laboratório.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, destacou na quinta-feira que “os investigadores precisam de acesso completo às informações e aos sites” para “desenvolver as ferramentas certas para garantir que isso nunca aconteça novamente . ”

No rascunho das conclusões da cúpula da próxima semana entre a União Europeia e os Estados Unidos, os líderes pedirão “o progresso de um estudo de Fase 2 organizado pela OMS, transparente, baseado em evidências e liderado por especialistas sobre a origem da Covid-19. livre de interferências. ”

Perseverance, da Nasa, inicia sua missão

Perseverance, da NASA, começa de vez sua primeira missão científica em Marte

O Perseverance, ou Percy para os mais íntimos, pousou dentro da cratera Jezero, em Marte, ainda em 18 de fevereiro, com o helicóptero Ingenuity acoplado em sua “barriga”.

Porém, somente agora, após a atualização de todos os seus sistemas e a conclusão da missão de demonstração de tecnologia do Ingenuity, o Perseverance começou a se dedicar integralmente à sua própria missão científica, que se concentra na busca por sinais da antiga vida em Marte e na coleta de amostras para retornar à Terra no futuro.

O Ingenuity, por sua vez, teve a sua missão estendida e requer menos suporte e supervisão para continuar operando.

Essa mudança começou em 1º de junho, quando o Perseverance deixou a zona onde pousou em fevereiro. “Estamos colocando a fase de comissionamento e o local de pouso em nosso retrovisor e seguindo adiante na estrada”, disse Jennifer Trosper, a nova gerente de projeto da JPL.

“Nos próximos meses, o Perseverance vai explorar um pedaço de chão da cratera de 4 quilômetros quadrados”, concluiu Trosper. As amostras que forem coletadas nessa nova cratera voltarão à Terra em alguma missão futura e serão as primeiras coletas realizadas por um rover na superfície de outro planeta.

O Perseverance irá explorar duas unidades geológicas distintas em seu caminho: a “Crater Floor Fractured Rough”, que possui muitos leitos rochosos antigos e expostos, e a cratera “Séítah”, que também possui leitos rochosos, mas também possui cristas e dunas de areia, entre outras características.

“Para fazer justiça a ambas as unidades no tempo alocado, a equipe criou a versão marciana de um mapa estilo clube de automóveis antigo”, disse o astrobiólogo Kevin Hand, co-líder da campanha científica junto com a cientista do JPL, Vivian Sun. Segundo os cientistas, a exploração do solo marciano tem uma rota planejada, com desvios previstos para evitar possíveis obstruções; além de áreas de interesse que, a depender da situação, podem ser estudas.

Se tudo correr de acordo com o planejado, o Perseverance irá coletar e armazenar uma ou duas amostras de cada um dos quatro locais definidos – pontos que a equipe dizem que melhor capturam a história e evolução de Jezero, que hospedou um grande lago e um longo delta de rio atrás.

“Começar com as unidades geológicas de ‘Crater Floor Fractured Rough’ e ‘Séítah’ nos permite começar nossa exploração de Jezero bem no início”, disse Hand. “Esta área estava abaixo de pelo menos 100 metros de água, há 3,8 bilhões de anos. Não sabemos que histórias as rochas e afloramentos em camadas nos contarão, mas estamos ansiosos para começar”, conclui.

Depois de concluir o trabalho em “Crater Floor Fractured Rough” e em “Séítah”, o Perseverance voltará ao local de pouso, que a equipe da missão batizou em homenagem à famosa autora de ficção científica Octavia E. Butler.

O veículo espacial movido a energia nuclear irá então rolar para o norte e oeste em direção ao local de sua segunda campanha científica: o delta de Jezero.

Após adiamentos, helicóptero da NASA faz primeiro voo em Marte - Mundo -  SBT News
Ingenuity visto a partir do Perseverance

Aqui na Terra, os deltas são conhecidos por melhor armazenarem compostos orgânicos e sinais de vida, então a equipe da missão está ansiosa para ver o que os antigos depósitos do rio de Jezero contêm.

A missão do Perseverance está programada para durar pelo menos um ano em Marte, que equivale a cerca de 687 dias terrestres. Mas o robô pode continuar vagando por muito mais tempo, se o sucesso do Curiosity servir de guia.

O Perseverance foi fortemente remodelado após o rover Curiosity, também da NASA, que continua a explorar a cratera Gale de Marte hoje, quase nove anos após tocar o solo em agosto de 2012.

Ingenuity

Helicóptero Ingenuity realiza seu 7º voo em Marte

Com quase dois quilos, o Ingenuity, da Nasa, subiu aos céus marcianos pela sétima vez no último domingo, 6 de junho. O voo foi o primeiro desde a última anomalia apresentada pela aeronave no último dia 22 de maio e não apresentou mais problemas.

“Sem anomalias em seu sétimo voo, o Ingenuity está íntegro e funcional!”, escreveu o perfil do Twitter do Jet Propulsion Laboratory (JPL), da NASA. O JPL é o laboratório responsável pela operação do Ingenuity no céu marcianos.

Dessa vez, o helicóptero viajou 106 metros ao sul de sua localização anterior, no fundo da cratera Jezero de Marte; e permaneceu no ar por quase 63 segundos, escreveram funcionários do JPL em outro tweet.

A aeronave de asas rotativas, que é movida a energia solar, pousou em um novo campo de aviação, o quarto que atingiu desde o pouso no Planeta Vermelho com o rover Perseverance, também da NASA, em 18 de fevereiro. Em 3 de abril de 2021, ele foi desacoplado da “barriga” do Perseverance e tocou o solo do Planeta Vermelho pela primeira vez.

O marco deu início ao tique-taque do relógio na missão de 30 dias do helicóptero, cujo objetivo era mostrar que era possível levantar voo na atmosfera rarefeita de Marte, que tem por volta de 1% da atmosfera terrestre.

Após continuar íntegro durante a missão de demonstração de tecnologia, realizando cinco voos de sucesso, o Ingenuity teve seus objetivos estendidos e passou a realizar voos de reconhecimento, com o intuito de auxiliar o Perseverance em sua missão.

NEM TUDO SÃO FLORES

O primeiro voo dessa fase prolongada, que ocorreu em 22 de maio, não foi totalmente tranquila: o Ingenuity sofreu uma falha que interrompeu brevemente a transmissão de fotos de sua câmera de navegação para o computador de bordo. Mas o helicóptero conseguiu superar o problema e pousou com segurança perto de seu destino pretendido.

O Perseverance capturou vídeos e áudios dos primeiros cinco voos do Ingenuity; mas o rover, que tem o tamanho de um carro, deixou de registrar esses momentos e passou a se concentrar em sua missão científica, que se dedica a caçar sinais de vida passada em Marte, além de coletar amostras para um futuro retorno à Terra.