Cultura

Agenda Cultural de Natal e do Rio Grande do Norte; os principais lançamentos da Música, Cultura Pop, Literatura e dos Games você encontra publicado aqui, no Por dentro do RN.

Galvão Filho

Projeto Seis & Meia: Galvão Filho e o retorno da boa música aos palcos potiguares

A abertura da nova fase do Projeto Seis & Meia fica por conta de Mônica Jucá; Galvão Filho homenageia Dominguinhos em noite especial.

Confesso que fiquei feliz ao saber do retorno do Projeto Seis & Meia à cena cultural de Natal. É certo que a pandemia do novo coronavírus, que continua a tirar de nós os nossos entes queridos sem cerimônias, ainda nos exige cautela; mas o retorno desse grande evento a Natal me fez relembrar das maravilhosas terças-feiras musicais no Teatro Alberto Maranhão, espaço este que em breve voltará para público carente do seu mais antigo equipamento cultural, em silêncio desde 2015.

O últimos shows aos quais assisti ocorreram na temporada em 2015, a derradeira antes do fechamento do nosso teatro, com os saudosos Tunai e Vander Lee; mas também me lembro da magnífica Elza Soares, que assim como outros grandes nomes da nossa música, presenteou o público natalense com seu show em 2009 pelo Projeto.

Outros tempos, é claro; e que tempos bons. Mas como diz o ditado, é pra frente que se anda. Tanto andamos que cá estamos, com a volta deste grande projeto para a capital, de onde nunca deveria ter saído; já que começou aqui e espalhou-se para o resto do Nordeste a partir daqui. Em 2021, o Projeto Seis & Meia comemora 25 de existência em solo potiguar.

Nova abordagem, essência de sempre

Sob a batuta do competente Amaury Veríssimo Júnior, a nova fase do Projeto vai dar ênfase aos artistas potiguares que já se apresentaram no Seis & Meia no passado. A ideia, de acordo com o diretor executivo da Idearte, é que os artistas da terra homenageiem os grandes ícones da MPB que também já passaram pelos palcos do Teatro Alberto Maranhão nem edições anteriores. Porém, como destaca o produtor cultural, “nada impede que sejam dadas oportunidades aos novos artistas durante os períodos de janela”, diz.

E, para dar início à nova fase do Projeto Seis & Meia em Natal, ninguém melhor que o ilustríssimo Galvão Filho homenageando Dominguinhos. Antes dele, Monica Jucá se encarrega de fazer soar, com sua voz potente, as primeiras notas na estrutura montada no Praia Shopping.

Um detalhe que ninguém nunca perguntou e eu vou dizer agora é que eu nasci e fui criado na mesma “Avenida 10” de Galvão Filho, Babal, Fernando João e Omar. Vivi 26 dos 29 anos que tenho agora. Enquanto eles se divertiam há alguns muitos anos à altura do número 1631 da rua dos Paianazes, no Alecrim, o Gustavo (este que vos escreve) criança se divertia e fazia suas artes à altura do número 1795 da mesma rua, há não tanto tempo assim.

Programação

Digressões à parte, o Projeto Seis & Meia será exibido integralmente pelo canal da Band RN no YouTube, a partir desta terça-feira, 6, às 18h30; e obedecerá a todos os critérios de biossegurança para promover um ambiente seguro e livre da Covid-19 a todos os envolvidos.

Foto: Divulgação/Projeto Seis & Meia

Já aos sábados, a exibição dos melhores momentos fica por conta da Band Natal, na TV, das 18h50 às 19h20. E eu não preciso dizer que essa eu não perco por nada porque eu não perco mesmo. Além do empenho da Idearte Produções no retorno do Seis & Meia, nada disso seria possível sem o apoio da Prefeitura de Natal, por meio da Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão, que permitiu à Unimed Natal e ao Grupo Dunas abraçarem a volta da boa música para os palcos da capital potiguar.

O sucesso dessa nova jornada também não seria possível sem o apoio cultural do Sistema Fecomércio/Sesc, do Instituto de Radiologia de Natal, do NatalCard e do Seturn; além do Praia Shopping, que servirá de palco para os artistas potiguares que se apresentarão no decorrer das terças-feiras a partir de hoje.

Vida longa ao Projeto Seis & Meia!

Foto: Reprodução/Tribuna do Norte

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sobre Gustavo Guedes, colunista do Por Dentro do RN

Gustavo Guedes escreve texto sobre o Universo Genial

Gustavo Guedes tem 29 anos, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Escreve quando quer, o que quer e do jeito que bem entende. Mas se interessa pela área musical, Astronomia, serpentes e tem uma simpatia por aviões; e tudo mais que o ajude a sair do tédio. É proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem autorização do autor e sem a inserção dos créditos, de acordo com a Lei nº 9610/98.
Instagram: @gustavoguedesv
Twitter: @gstvgds

As Férias do Matuto, zé Lezin

Zé Lezin e as “As Férias do Matuto” reabrem o Teatro Riachuelo em Natal nesta sexta-feira (2)

Humorista paraibano, bastante conhecido pelo público potiguar, traz para o Teatro Riachuelo do Midway Mall o espetáculo “As Férias do Matuto”, na retomada das atividades do espaço.

A partir de amanhã, 2 de julho, o Teatro Riachuelo do Midway Mall, em Natal, reinicia as atividades. O espetáculo que reinaugura o espaço será “As Férias do Matuto, comandado pelo humorista paraibano Zé Lezin, bastante conhecido pelo público potiguar e, também, pelo público do Teatro Riachuelo. O espetáculo ocorrerá na sexta-feira, 2, e no sábado, 3.

De acordo com a organização do Teatro, o espetáculo será realizado seguindo todos os protocolos determinados pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal. O evento será realizado com capacidade reduzida, mantendo o distanciamento social por meio do bloqueio dos assentos. Além disso, os organizadores garantem que todos os espectadores terão suas temperaturas aferidas antes de entrarem na sala de espetáculos. Os bares do local também estarão fechados, a fim de evitar a retirada das máscaras.

As medidas sanitárias também se aplicarão à equipe do artista e aos funcionários que estarão trabalhando no momento do espetáculo. As equipes de trabalho estarão reduzidas.

Foto: Divulgação/Teatro Riachuelo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sobre Gustavo Guedes, colunista do Por Dentro do RN

Gustavo Guedes escreve texto sobre o Universo Genial

Gustavo Guedes tem 29 anos, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Escreve quando quer, o que quer e do jeito que bem entende. Mas se interessa por música, astronomia, serpentes, aviação e tudo mais que ajude a sair do tédio. Neste espaço, é proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem autorização do autor e sem a inserção dos créditos, de acordo com a Lei nº 9610/98.
Gostou do texto? Leia mais aqui.
Instagram:
 @gustavoguedesv
Twitter: @gstvgds

Projeto Seis & Meia volta a ntal

Depois de seis anos, Projeto Seis & Meia prepara sua volta

Projeto Seis & Meia completa 25 anos no Rio Grande do Norte e foi encerrado após o fechamento do Teatro Alberto Maranhão, em 2015

O natalense que frequentava a cena cultural da cidade antes de 2015 lembra-se do Projeto Seis & Meia, responsável por trazer a Natal grandes artistas durante mais de duas décadas. Criado após a inspiração na série homônima que ocorria no Teatro João Caetano em 1976, no Rio de Janeiro, o Projeto Seis & Meia desembarcou no Nordeste começando por Natal, ainda em 1995. O responsável por trazer o Projeto Seis & Meia foi o produtor cultural William Collier.

Com o fechamento do Teatro Alberto Maranhão, o Seis e Meia também teve de ser encerrado. Os dias de nostalgia, no entanto, parecem ter chegado ao fim. Comemorando 25 anos na capital potiguar, o Projeto Seis & Meia retorna em novo formato e traz 25 shows gratuitos e coloca o artista potiguar como principal atração. A edição de 2021 será realizada de maneira híbrida.

Toda terça-feira, a partir do dia 6 de julho, com o último show previsto para o dia 6 de dezembro, o natalense (e qualquer pessoa que tiver acesso ao YouTube) poderá acompanhar ao vivo pelo canal da Band Natal no YouTube, às 18h30. Aos sábados, a emissora local irá exibir os melhores momentos em seu canal aberto, das 18h50 às 19h20.

Os debutantes dessa nova fase do Projeto Seis & Meia são o cantor Galvão Filho, que homenageia Dominguinhos; e a cantora Monica Jucá, que realizará a abertura do evento. Os artistas passarão por testagem antes dos shows e os organizadores garantem o respeito às normas de biossegurança contra o novo coronavírus.

Galvão Filho homenageia Dominguinhos no Projeto Seis & Meia
Galvão Filho e Dominguinhos
Foto: Reprodução/YouTube

Devido à pandemia da Covid-19, a edição de 2021 do evento cultural se dará de uma maneira original: os artistas potiguares que já se apresentaram no Projeto Seis & Meia irão homenagear os diversos artistas consagrados da MPB que passaram pelos palcos do projeto nessas décadas de existência. De acordo com o produtor cultural e responsável pela produção executiva do projeto, Amaury Jr., as “janelas serão preenchidas por artistas que, de preferência, nunca tenham se apresentado no projeto ainda”, diz.

O retorno do Projeto Seis & Meia à capital potiguar se dá pela Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão, da Prefeitura de Natal, com a participação da Unimed Natal e do Grupo Dunas. Além disso, Fecomércio/Sesc, Band Natal, NatalCard, Praia Shopping e Instituto de Radiologia de Natal também apoiam o projeto culturalmente.

Confira abaixo a programação de julho do Projeto Seis & Meia

6 de julhoGalvão Filho canta Dominguinhos; a abertura fica por conta de Monicá Jucá;

13 de julhoIsaque Galvão canta Ângela Maria;

20 de julhoDodora Cardoso canta Elba Ramalho;

27 de julhoIvando Monte canta Alceu Valença.

Foto: Divulgação/Projeto Seis & Meia

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sobre Gustavo Guedes, colunista do Por Dentro do RN

Gustavo Guedes escreve texto sobre o Universo Genial

Gustavo Guedes tem 29 anos, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Escreve quando quer, o que quer e do jeito que bem entende. Mas se interessa por Música, Astronomia, Serpentes, Aviação e tudo mais que ajude a sair do tédio. É proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem autorização do autor e sem a inserção dos créditos, de acordo com a Lei nº 9610/98.
Gostou do texto? Como estou escrevendo?
Instagram:
 @gustavoguedesv
Twitter: @gstvgds

Zeca Baleiro e Yrahn Barreto

Live entre Zeca Baleiro e Yrahn Barreto será mediada por jornalista potiguar

Zeca Baleiro e Yrahn Barreto discutem em live o processo de produção, gravação e composição das músicas do álbum “Som no Isolamento”, gravado por Yrahn durante a pandemia.

O cantor e compositor potiguar Yrahn Barreto realiza live com o maranhense Zeca Baleiro para dividir com o público o processo de composição e gravação das músicas do novo álbum, gravado durante a pandemia. A live ocorrerá no dia 29 de junho de 2021, às 20h.

De acordo com Yrahn, “Som no Isolamento” foi inspirado no “momento atípico em que a humanidade está vivendo”. O cantor, que se considera cronista do seu tempo, descreve sensações e sentimentos vividos em tempos pandêmicos em dez faixas. Segundo ele, é “um misto de reflexão, irreverência, ousadia, esperança, embalados nas fusão de reggae, trap, brega, funk, arroxa e baladas, não só reflexivas, mas também dançantes”, diz.

“Som no Isolamento” foi lançado nas principais plataformas de streaming em junho de 2021, saindo pelo selo DoSol e contando com a ilustre produção de Zeca Baleiro, artista maranhense bem conhecido pelo público brasileiro. Durante a live, Zeca Baleiro e Yrahn Barreto prometem falar sobre o processo de produção artística do álbum e sobre a parceria conjunta nas faixasMares Meus” e “Se Eu Fizer Uma Canção”.

Tanto Zeca Baleiro quanto Yrahn Barreto têm uma coisa em comum: são dois dos principais responsáveis por manter vivo legado do cantor e compositor de Cachoeiro de Itapemirim, Sérgio Sampaio, que nos deixou em 1994 e era considerado um dos “malditos da MPB”, título este que o fez perder muitos trabalhos enquanto era vivo. O primeiro encontro entre Zeca Baleiro e Yrahn se deu em 2020, durante o Festival Sérgio Sampaio.

A live será mediada pelo jornalista e pesquisador musical Abner Moabe, e transmitida pelos perfis oficiais de Abner (@abnermoabe), Zeca Baleiro (@zbaleiro) e Yrahn (@yrahnbarreto); e também no canal oficial de Yrahn no YouTube.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Pantim lança campanha coletiva VistaArte

‘Pantim’ lança #VistaArte e quer difundir a cultura potiguar pelo mundo

Revista genuinamente potiguar, a ‘Pantim’ lança campanha de financiamento coletivo com o intuito de estampar camisas com obras de artistas potiguares e espalhá-las pelo mundo.
Por Dentro do RN

Em comemoração ao seu primeiro ano de existência, a revista potiguar ‘Pantim’ acaba de lançar uma campanha de financiamento coletivo para difundir a cultura do Rio Grande do Norte para o mundo, pela Internet.

Arte: Erre Rodrigo

Para isso, o portal Pantim.com.br se alia aos artistas potiguares com o objetivo de difundir produções artísticas locais e, ao mesmo tempo, financiar o a manutenção de sua equipe jornalística, que se dedica na tarefa de valorizar os artistas do Rio Grande do Norte.

A ideia da campanha já existe a algum tempo e vem amadurecendo desde então. Buscamos a melhor forma para criar a campanha com o foco na interação com o público do Pantim.com.br, explica John Nascimento, editor do Pantim.

Pantim apresenta primeiro artista potiguar a estampar camisas da #VistaArte

Dando início à parceria com a revista, o primeiro artista a estampar as camisas da #VistaArte é Erre Rodrigo. Erre é um artista completo e com personalidade ímpar e, com o spray do grafite, traços da caricatura ou no domínio dos pincéis, apresenta uma arte repleta de seres, cores e lugares inimagináveis.

Artista Erre Rodrigo
Foto: Reprodução/Instagram

“Muito massa ter recebido o convite do Pantim para ser o primeiro a participar da campanha #VistaArte. É muito bom ver a nossa arte estampada por aí, é como se ela ganhasse vida circulando nas ruas da cidade”, comenta o artista.

Sobre as camisas produzidas

Além de belas e voltadas para a divulgação da cultura potiguar, as camisas contam com a qualidade reconhecida da marca Reserva, gostosas como um abraço são feitas do mais puro e nobre algodão brasileiro, ideais para climas de Norte a Sul.

Criada no Brasil e feita pro mundo, todas as camisetas são feitas sob demanda para você usando tecnologia de ponta na estamparia: qualidade garantida pela Reserva INK.

Link para a compra: https://www.reserva.ink/vistaarte/product/vistaarte

Carla Fernandes 3

Autora potiguar Carla Fernandes lança o seu primeiro livro no gênero ensaio sobre feminismo 

Em sua pré-venda, livro ‘Desmistificando o feminismo: e a mulher inventada pelo machismo’ , de Carla Fernandes, já comercializou aproximadamente 200 unidades
Por Dentro do RN

Com o tema ‘Desmistificando o feminismo: e a mulher inventada pelo machismo’, a potiguar Carla Fernandes lança neste domingo(20), 16h seu primeiro livro abordando os diversos aspectos sobre feminismo – assunto que nos tempos atuais necessita ser melhor compreendido para evitar a contínua reprodução de ideias e comportamentos equivocados que contribuem para manutenção das desigualdades e violências exercidas historicamente contra as mulheres.

Carla Fernandes
Foto: Divulgação


O lançamento contará um bate-papo no instagram entre a autora (@carlafernandesbarros), a editora Débora Gil (@editoraescaleiras) e Gabriela Oliveira (@goadvocate). Ao final será feito um sorteio de um exemplar entre os participantes.

Utilizando uma linguagem simples e relacionando vivências do cotidiano com eventos históricos, os capítulos do livro- publicado pela Editora Escaleras- trazem reflexões sobre as faces do machismo, a caricatura criada sobre o feminismo e as mulheres em geral.
“A proposta do livro é possibilitar uma reflexão sobre as mentiras absurdas disseminadas na sociedade sobre as mulheres e o movimento feminista, além de desmascarar o machismo cotidiano que nos envolve com ares de comportamento natural, mas que, na verdade é uma fonte incessante de violência contra a mulher”, destacou Carla.

No período da pré-venda, Carla realizou lives nas redes sociais com diversas mulheres, entre elas a filósofa Márcia Tiburi, a pesquisadora Fernanda Abreu, Top Model Fluvia Lacerda, entre outras.

“Um livro potente e extremamente didático sobre o feminismo. Em poucas páginas, que trazem desde fatos históricos até situações cotidianas, a autora conseguiu deixar clara a necessidade premente de que cada vez mais mulheres tenham vontade de conhecer esse movimento político e social, tão importante para nossas vidas”, disse Celimari Castim, administradora do perfil Leituras e Mulheridades no Instagram.

O livro pode ser adquirido no site www.editoraescaleras.com.br ou diretamente com a autora por meio do perfil do Instagram @carlafernandesbarros. Preço do livro: R$ 55,00

Minibio de Carla Fernandes

Carla Fernandes é feminista, professora universitária (UERN), doutora em ciências jurídicas e sociais, escritora, mãe, apaixonada pela transformação que os livros provocam nos seres humanos e pela revolução social que uma educação libertária é capaz de promover.

Em 2020, publicou em co-autoria o livro Lawfare, O Calvário da Democracia Brasileira, sendo autora de outros artigos jurídicos e palestrante em temas relacionados aos direitos das mulheres, direitos humanos e direito penal.

Detalhes do livro

Origem: NACIONAL
Edição: 1
Ano: 2021
Assunto: Ensaio
Idioma: PORTUGUÊS
País de Produção: BRASIL
ISBN: 978-65-89498-06-3
Encadernação: BROCHURA
Altura: 21,00 cm
Largura: 14,00 cm
Nº de Páginas: 160
Publicado pela editora Escaleira

Novo álbum do The Killers sai em agosto

Novo álbum do The Killers sai em agosto

Novo álbum do The Killers sai um ano após o magnífico ‘Imploding the Mirage’, lançado já na pandemia do novo coronavírus. Foto: Robert Ascroft

O próximo álbum da banda americana The Killers sairá no mês de agosto de 2021, revelou o baterista Ronnie Vannucci Jr. A chegada do sucessor de “Imploding the Mirage” já havia sido confirmada para este ano, após vocalista Brandon Flowers anunciar, em abril, que a gravação do novo álbum do The Killers já tinha se encerrado.

Em uma nova entrevista para o podcast Sarah Hagan Backstage, o baterista revelou agora que o novo álbum do The Killers seria lançado, provavelmente, em agosto. “O ‘Imploding the Mirage’ foi lançado em agosto do ano passado, e agora temos outro saindo em agosto deste ano”, disse Vannucci. Além disso, o baterista ainda afirmou que algumas das músicas do novo álbum eram as que haviam ficado “órfãs” em “Imploding the Mirage”. Vannucci continuou descrevendo o novo álbum como sendo “muito diferente do material rotineiro dos Killers”.

Imploding the Mirage, lançado em agosto de 2020

“Em vez disso, fizemos outro álbum, que é um pouco um álbum conceitual e muito diferente do material normal do Killers”, disse ele sobre seu próximo trabalho. “Portanto, ainda temos aquele estoque [de músicas] sobrando e ainda estamos escrevendo mais. É sempre bom ter algumas músicas – ou até mesmo um álbum – por aí, só para garantir. ”

A banda confirmou a notícia no álbum no ano passado, com o vocalista Brandon Flowers dizendo à NME que “pode ser ainda melhor” do que ‘Imploding The Mirage’. Desde então, eles compartilharam uma lista de faixas em potencial e um trecho de música nova, bem como uma filmagem que mostra o guitarrista Dave Keuning de volta à banda depois de se ausentar das sessões de estúdio para o álbum anterior.

Novo álbum do The Killers será o sétimo gravado em estúdio

A expectativa é alta para o sétimo álbum de estúdio da banda, após ter passado grande parte do ano passado falando sobre isso – e revelando que foi influenciado pelas canções Indie que o vocalista associa com sua juventude em Utah. “Cada vez que alguém grava um disco, ele diz que tem 50 músicas e vai lançar outro.”, disse Flowers à NME após a conclusão de ‘Imploding The Mirage’, em 2020.

“Vamos lançar outro em cerca de 10 meses. Já voltamos para o estúdio com [Jonathon, produtor] Rado e Shawn [Everett, produtor]. Fizemos uma semana no norte da Califórnia. ” Flowers continuou: “Eu tinha muito tempo livre. Antes de eu normalmente estar me preparando para uma turnê, todo esse tempo foi voltado para escrever mais músicas. Tem sido muito frutífero. ”

The Killers lançou ‘Dustland’, sua nova colaboração com Bruce Springsteen, durante a noite. A faixa é uma nova versão em dueto do single de 2009 da banda ‘A Dustland Fairytale’, que apareceu em seu álbum de 2008 ‘Day & Age’

Tribo de Jah

Tribo de Jah lança disco de inéditas após cinco anos

Com dez faixas, novo álbum da Tribo de Jah, Até que o bem triunfe no final, foi lançado na última sexta-feira, 11 de junho.

Formada em 1986, na cidade de São Luís (MA), a banda de reggae Tribo de Jah completa 35 anos em cena com a edição de álbum de músicas inéditas. Com dez faixas, o álbum Até que o bem triunfe no final foi lançado na sexta-feira, 11 de junho, três meses após o single com a música-título, previamente apresentada em 14 de março.

Tribo de Jah —  capa do álbum 'Até que o bem triunfe no final'.

Como os integrantes do grupo estão espalhados pelas cidades de Atibaia (SP), São Luís (MA) e São Paulo (SP), o disco foi gravado de maneira remota, com cada músico gravando a própria parte em casa, mas a mixagem e a masterização foram feitas no 2F Sonato Studio – o mesmo estúdio maranhense em que a banda gravou em 1991 o primeiro álbum, Regueiros guerreiros, lançado em 1992.

A diferença é que, desde 2015, o cacique da Tribo de Jah, Fauzi Beydoun, divide o posto de vocalista com o filho, Pedro Beydoun. Fauzi e Pedro estão juntos com Aquiles Rabelo, João Rodrigues, Luan Richard e Netto Enes na formação atual da banda.

No álbum Até que o bem triunfe no final, o sexteto apresenta músicas como BreddaDoce é o amor de JahElevarHold that loveIdentidadeMigalhas em cada esquinaO último dos últimos e Samba reggae sim, senhor.

O álbum Até que o bem triunfe no final é o primeiro disco de músicas inéditas da Tribo de Jah desde Confissões de um velho regueiro (2016), disco comemorativo dos 30 anos de existência da banda.

Sobre a Tribo de Jah

Atualmente formada por Fauzi Beydoun, Pedro Beydoun, Aquiles Rabelo, Netto Enes, João Rodrigues e Luan Richard, a Tribo de Jah é conhecida como a precursora do reggae no Brasil. Com 17 álbuns inéditos lançados e mais de 2 milhões de cópias físicas vendidas, a banda, que tem 35 anos de carreira, ainda registra mais de 13 milhões de visualizações no YouTube. Conhecida por hits como “Uma Onda que Passou”, “Regueiros Guerreiros” e “Morena Raiz”, a Tribo de Jah iniciou os trabalhos no Centro para Cegos em São Luís-MA, e também chama muita atenção por contar com instrumentistas com cegueira parcial e total.   

Fonte: G1

Sideral

Curta-metragem potiguar “Sideral” concorrerá ao Palma de Ouro, em Cannes

“Sideral” foi produzido pela produtora potiguar “Casa da Praia”, sob a produção de Pedro Fiuza, e dirigido por Carlos Segundo; e irá concorrer ao prêmio de melhor curta na França

O curta potiguar “Sideral” ai concorrer à Palma de Ouro, um dos mais importantes festivais de cinema do mundo. O filme, dirigido por Carlos Segundo, foi parcialmente financiado pela Lei Aldir Blanc da Fundação José Augusto, órgão financiador da cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. A Casa da Praia é uma produtora genuinamente potiguar e recebe incentivos para produzir seus filmes.

Image
“Sideral” concorrerá à Palma de Ouro, na França

O ator potiguar Matheus Cardoso, que faz parte do elenco, comemorou a notícia no Twitter.

A obra foi filmada no Rio Grande do Norte e fomentada com políticas públicas de incentivo à cultura local. O produtor da Casa da Praia, Pedro Fiuza, também comemorou o fato nas redes sociais e agradeceu pelo apoio à cultura potiguar.

Confira o teaser de Sideral no vídeo abaixo:

Vilão da série Loki

Vilão da série Loki pode ter sido revelado sem querer

Embora o vilão da série Loki ainda seja um mistério, os créditos finais do primeiro episódio podem ter estragado a verdadeira identidade do personagem.

ATENÇÃO: Este artigo contém grandes revelações do primeiro episódio da série da Marvel.

Ainda que a identidade do vilão no final da estreia de Loki devesse ser misteriosa, parece que a série da Disney+ já estragou a revelação. No episódio 1, “Glorious Purpose”, Loki é prontamente preso e levado para a Autoridade de Variância Temporal depois de escapar dos Vingadores em Vingadores: Endgame . De acordo com os Guardiões do Tempo da TVA, as misteriosas figuras que cuidam da Linha do Tempo Sagrada da Marvel, Loki não deveria escapar, e ele cometeu um crime contra a linha do tempo quando usou o Tesseract para fugir.

Depois de ser preso pela TVA, Loki é recrutado por Mobius de Owen Wilson para impedir uma ameaça ainda maior. Parece que há uma variante (qualquer um que saia da Linha do Tempo Sagrada) que anda por aí emboscando e matando agentes da TVA, e Mobius precisa da ajuda de Loki. Claro, o TVA tem um poder incrível que torna as Infinity Stones inúteis dentro de seus limites, então Loki está compreensivelmente curioso por que Mobius precisa dele. O personagem de Wilson então revela que a variante que está matando os agentes é Loki ou pelo menos uma versão dele.

Foto: Reprodução/Disney+

Embora a variante assassina de Loki seja um mistério até agora na série, a série pode já ter revelado sutilmente sua identidade. No final da estreia de Loki , vários agentes da TVA são emboscados e mortos por uma figura encapuzada, considerada a variante de Loki que a TVA está perseguindo. Embora o episódio não revele quem é o personagem, os créditos finais listam um “Variant Double”, que é interpretado pela dublê Sarah Irwin.

De acordo com a mídia social da atriz de Loki, Sophia Di Martino (via Instagram ), Irwin é seu dublê. Então, para resumir tudo, a aparição de Irwin nos créditos como um “Variant Double” parece revelar que a misteriosa variante de Loki, aquela que está matando todos aqueles agentes da TVA, é o personagem de Di Martino.

E as revelações parecem não acabam por aí. Além da figura encapuzada provavelmente ser uma variante feminina de Loki, os créditos também podem finalmente confirmar a identidade do personagem de Di Martino. Até agora, o papel do ator em Loki tem sido um mistério.

Embora os primeiros relatos tenham Di Martino interpretando Lady Loki, uma versão feminina do personagem de Tom Hiddleston, rumores também afirmavam que o ator poderia estar interpretando outra pessoa, como a Enchantress, conhecida Magia em Português. Os créditos parecem sugerir o primeiro. A TVA é provavelmente após uma variante de Loki na forma de Lady Loki de Di Martino.

Possível vilão da série Loki
Foto: Reprodução/Marvel Fandom

Embora os créditos não confirmem oficialmente que Di Martino está interpretando Lady Loki, a série já definiu o fato de que versões diferentes de Loki apareceriam. Logo no início da estreia de Loki , um vislumbre do arquivo de Loki na TVA mostra que o personagem é fluido de gênero.

Essa fluidez deixa claro que o Loki no Universo Cinematográfico Marvel não é a única versão que existe. Além de Lady Loki, rumores também afirmam que Kid Loki, uma versão mais jovem do personagem, e Classic Loki, um mais velho, farão aparições. Quaisquer que sejam as versões de Loki que apareçam, parece que a série as está preparando para um propósito glorioso.

Lançamento do Disco de Marisa Monte

Lançamento do disco de Marisa Monte será em 1º de julho

Finalmente, temos a resposta para a pergunta ‘qual a data do lançamento do disco de Marisa Monte?’; 1º de julho, nos 54 anos da cantora.

O lançamento do single Calma, em parceria com Chico Brown, atenuou um pouco a ansiedade dos fãs de Marisa Monte pelo novo álbum da cantora, que já tem data para chegar às plataformas digitais. O lançamento do disco de Marisa Monte será no dia 1º de julho – aniversário de 54 anos da cantora. O álbum Portas será disponibilizado nas plataformas digitais.

O disco foi inteiramente gravado na pandemia da Covid-19, após a carioca adiar os planos de entrar em estúdio em março de 2020. Meses depois, no entanto, ela foi convencida por um amigo que deveria, sim, se cercar de cuidados, chamar poucos e bons músicos, e gravar as inéditas.

Participaram das gravações músicos que são parceiros de longa data da artista, a exemplo de Carlinhos Brown, Dadi, Pedro Baby, Davi Moraes e Pretinho da Serrinha, além de Silva e Marcelo Camelo.

Assista ao clipe de Calma, que alcançou mais de um milhão de visualizações no YouTube em menos de uma semana.