Saúde

Notícias e dicas sobre saúde.

Farmácia Popular amplia acesso a medicamentos no RN

Farmácia Popular amplia acesso a medicamentos no RN

Medida beneficiará 90 mil pessoas no estado, com 95% dos medicamentos gratuitos

O programa Farmácia Popular, que completou 20 anos, anunciou a ampliação do acesso a medicamentos, beneficiando cerca de 90 mil pessoas no Rio Grande do Norte. A partir desta quarta-feira (10.jul.2024), 95% dos medicamentos e insumos estarão disponíveis gratuitamente, incluindo tratamentos para colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite.

O programa, que oferece 41 itens entre fármacos, fraldas e absorventes, foi relançado pelo presidente Lula no ano passado com novas gratuidades. Em duas décadas, mais de 70 milhões de brasileiros foram beneficiados, com um aumento significativo no número de atendidos nos últimos anos.

A expectativa do Ministério da Saúde é universalizar o programa, cobrindo 93% do território nacional. Novas farmácias estão sendo credenciadas, especialmente em áreas participantes do Programa Mais Médicos, para ampliar ainda mais o acesso à saúde.

Foto: Rodrigo Nunes/MS/Ilustração/Arquivo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Farmácia Popular amplia acesso a medicamentos no RN Read More »

36ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do RN discute inovações na saúde reprodutiva

36ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do RN discute inovações na saúde reprodutiva

Evento em Natal aborda, entre outros temas, impacto da tecnologia no cuidado ginecológico e obstétrico

Nos últimos anos, as inteligências artificiais passaram a fazer parte da nossa vida prática nas mais diversas áreas, inclusive durante uma consulta médica. No campo da Ginecologia e Obstetrícia, a combinação de avanços tecnológicos e científicos reflete diariamente uma revolução no cuidado com a saúde reprodutiva. Esse e outros temas relevantes para a comunidade médica serão pautados durante a 36º Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte, que acontecerá nos dias 08 e 09 de agosto, em Natal. Nesta edição, o tradicional evento reforça, mais uma vez, o seu compromisso em debater questões pertinentes à comunidade, com o foco na saúde reprodutiva.

Entre as temáticas estão a morbimortalidade de mulheres por distúrbios cardiovasculares, principal causa de morte feminina no Brasil, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Assim como, a importância da vacinação contra o HPV na mulher adulta e a ultrassonografia na obstetrícia, tecnologia fundamental para o acompanhamento da gestação e detecção precoce de anomalias fetais.

De acordo com Robinson Dias, presidente da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte (Sogorn), o evento é uma valiosa oportunidade para que a comunidade médica se atualize sobre os avanços mais recentes e adote práticas inovadoras que promovam a saúde reprodutiva feminina nas diversas fase da vida.

image 6

A 36ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia conta com a presença de palestrantes renomados, incluindo César Eduardo Fernandes (SP), Marcelo Luís Steiner (SP), Olímpio Barbosa de Moraes Filho (PE), Carlos Jorge Correia Lopes (SP), José Eleutério Júnior (CE), Marcella Garcez (PR), Jefferson Elias Cordeiro Valença (PE), José Humberto Belmino Chaves (AL), Jefferson Elias Cordeiro Valença (PE), Melania Amorim (PB), Antônio Gadelha (PB). O evento também receberá destacados profissionais do RN, como: Marcelo Marinho (RN), Maria de Fátima Azevedo (RN), Técia Maranhão (RN), Ana Cristina P. F. de Araújo (RN), Reginaldo Antônio de O. Freitas Jr. (RN), Cristina Hahn (RN), Ricardo Arraes (RN), dentre outros.

As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas através do telefone (84) 3219-6611 ou através do formulário disponível no seguinte link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf6cFqsP9gNXrX9yfOq7SBdRTHmPb18D0_nOceuCn0HnPbw6g/viewform

Serviço

36ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do RN

Data: 08 e 09 de agosto
Local: Hotel Golden Tulip (Avenida Engenheiro Roberto Freire, 4382, Ponta Negra, Natal / RN)
Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf6cFqsP9gNXrX9yfOq7SBdRTHmPb18D0_nOceuCn0HnPbw6g/viewform
Mais informações: [email protected] / (84) 3219-6611

Fotos: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

36ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do RN discute inovações na saúde reprodutiva Read More »

Últimos passageiros recebem alta após turbulência no voo da Air Europa

Últimos passageiros recebem alta após turbulência no voo da Air Europa

Turbulência no voo de Madri para Montevidéu deixa 40 feridos; últimos pacientes recebem alta

Os últimos dois passageiros que estavam internados em um hospital privado de Natal devido à severa turbulência ocorrida no voo da Air Europa receberam alta neste fim de semana. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital do Coração. O incidente, ocorrido no dia 1º de julho, resultou em 40 feridos e levou ao pouso de emergência da aeronave no Aeroporto de Natal.

Os passageiros haviam sido admitidos na UTI no dia 2 de julho, um dia após o voo de Madri para Montevidéu sofrer a turbulência. O Hospital do Coração informou que os pacientes passaram por procedimentos cirúrgicos e estavam em cuidados pós-operatórios. Durante a internação, os pacientes também receberam acompanhamento psicológico fornecido pela Air Europa.

Outros dois passageiros que estavam em UTIs já haviam recebido alta na semana anterior. Manoel González Noal, um espanhol de 55 anos, foi um dos primeiros a receber alta, após fraturar três costelas.

Avião da Air Europa deixou Aeroporto de Natal

O Boeing 787-9 Dreamliner da Air Europa deixou o Aeroporto de Natal no dia 9 de julho, retornando à Espanha. A aeronave permaneceu no terminal por oito dias para inspeções e reparos.

Os passageiros relataram momentos de terror durante a turbulência, com alguns sendo lançados contra o compartimento de bagagem. A Zurich Airport Brasil, operadora do Aeroporto de Natal, informou que o pouso de emergência foi solicitado às 2h32 do dia 1º de julho. Os feridos foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e hospitais locais.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Últimos passageiros recebem alta após turbulência no voo da Air Europa Read More »

Médico veterinário: ganhos, áreas de atuação e tudo neste guia

Médico veterinário: ganhos, áreas de atuação e tudo neste guia

Descubra as diversas oportunidades de carreira e remuneração para médicos veterinários neste guia completo

De acordo com dados do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o Brasil tem mais de 140 mil médicos veterinários registrados, e a demanda por esses profissionais continua crescendo.

A ocupação conta com profissionais que optaram por transformar o amor pelos animais em carreira, e felizmente encontram uma profissão bastante promissora devido a um mercado com demanda constante.

Um dos fatores responsáveis pela procura incessante, assim como outras áreas da saúde, deve-se às diversas áreas da medicina veterinária e seus vários espaços de atuação, o que significa que o setor apresenta uma significativa necessidade de profissionais qualificados.

Dito isso, os indivíduos que almejam iniciar seus estudos na área não devem encará-la como saturada, mas sim como uma oportunidade de êxito e satisfação profissional.

Neste artigo, esclarecemos as principais dúvidas sobre a carreira em medicina veterinária, como a remuneração, as possibilidades de espaço de atuação e a formação acadêmica.

Fique por aqui e saiba mais sobre um dos cursos de graduação mais procurados do Brasil, conforme os dados de 2023 dos principais vestibulares do país e do Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Ganhos e remuneração do médico veterinário

Apesar de a remuneração não ser o motivo principal pela escolha do curso, não se pode negar sua importância, e por isso é uma das perguntas mais frequentes em relação à profissão: quanto ganha um médico veterinário?

Esta pergunta não pode ser respondida com um número exato, pois depende de diversos fatores, como explicaremos a seguir.

Salário médio e variações regionais

Atualmente, a profissão não tem um piso salarial definido. Em uma matéria, o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia mencionou que está em tramitação na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei (PL) 1748/22, que propõe estabelecer um piso salarial de R$ 6 mil para médicos-veterinários que trabalhem 30 horas semanais, além de outras disposições.

Devido à falta de um piso salarial estabelecido, os salários variam consideravelmente dependendo da região. Nas capitais, áreas metropolitanas e grandes cidades, os valores são mais atrativos devido à maior demanda e ao elevado custo de vida (produtos e serviços).

Por outro lado, em municípios menores, menos populosos e menos desenvolvidos, os ganhos são inferiores. Segundo o portal Glassdoor, a média salarial de um médico veterinário no Brasil varia de R$ 5.000 a R$ 8.000 mensais.

Entretanto, em grandes centros urbanos como São Paulo e Rio de Janeiro, esse valor pode superar os R$ 10.000.

52202720336 be845a7b8e k
Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Em todos os casos, além da região, outros aspectos influenciam os ganhos dos profissionais da área.

Fatores que influenciam a remuneração

Experiência e especialização

Profissionais com carreira consolidada e mais especializações tendem a receber salários mais altos devido à maior experiência e conhecimento em áreas específicas, além de ultrapassarem a clínica geral.

Local de trabalho

As diversas formas de atuação remuneram de maneiras distintas. Funcionários contratados por clínicas particulares recebem um valor fixo, enquanto empreendedores têm ganhos variáveis. Profissionais em grandes hospitais veterinários tendem a receber mais do que em clínicas menores, entre outras variações.

Setores específicos, como a indústria de alimentos para animais ou pesquisa científica, também podem oferecer salários diferentes aos profissionais.

Tipo de serviço

Os tipos de serviço e especializações determinam os ganhos do profissional. Especialistas em cirurgia, por exemplo, costumam ter salários mais elevados em comparação aos de pronto atendimento.

Profissionais que oferecem serviços emergenciais ou tratamentos avançados também podem cobrar mais por consulta ou procedimento, o que aumenta sua renda.

Reputação e rede de clientes

Veterinários reconhecidos em suas regiões, com boa reputação e uma rede sólida de clientes, tendem a ter remunerações mais altas em comparação a colegas iniciantes com menos clientes.

Demanda

Para médicos veterinários sem salário fixo, a renda varia conforme a demanda. Dependendo do número e da complexidade dos atendimentos ao longo do mês, os ganhos podem variar entre períodos anteriores e posteriores.

Áreas de atuação na medicina veterinária

Cada área de atuação dispõe de atividades específicas, com seus desafios e oportunidades diferentes, embora na mesma ocupação. Os médicos veterinários têm a chance de optar pelo setor mais alinhado às suas preferências e habilidades.

Clínicas e hospitais veterinários:

  • atendimento direto a animais de estimação;
  • animais de grande porte;
  • animais silvestres;
  • diagnósticos;
  • tratamentos clínicos e cirúrgicos;
  • cuidados preventivos e emergenciais;
  • acompanhamento contínuo de saúde;
  • especialização em amplas áreas, como dermatologia, cardiologia, ortopedia, entre outras.

Saúde pública e inspeção sanitária:

  • prevenção e controle de zoonoses;
  • vigilância epidemiológica;
  • promoção da saúde pública;
  • garantia da segurança e qualidade de produtos de origem animal (frigoríficos, abatedouros, e indústrias alimentícias, etc.).

Pesquisa e academia

  • desenvolvimento de novos tratamentos, medicamentos, e tecnologias veterinárias em universidades, institutos de pesquisa ou empresas privadas;
  • atuam ainda como professores, coordenadores e orientadores na formação de profissionais.

Indústria de alimentos e produtos veterinários

  • funções em empresas que produzem alimentos para animais, medicamentos, e outros produtos veterinários;
  • pesquisa e desenvolvimento;
  • controle de qualidade;
  • marketing técnico, e vendas.

Cursos veterinários: formação e especialização

A formação em medicina veterinária dura cinco anos e o ingresso se dá por provas vestibulares.

52202990589 4050ffa6f8 k
Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

As disciplinas variam entre as universidades, mas, em geral, abordam conhecimentos teóricos e aplicações práticas em anatomia, fisiologia, patologia, clínica médica, cirurgia, saúde pública e outras áreas de conhecimento relacionadas à veterinária.

Durante o curso, os alunos passam por estágios obrigatórios para fomentar os conhecimentos e a prática clínica em diversos ambientes como clínicas veterinárias, hospitais, e fazendas.

Após a graduação, os alunos formados podem se especializar em áreas específicas nas pós-graduações ou optar por cursos livres, mestrados e doutorados. Há uma vasta gama de especializações, assim como a medicina tradicional humana.

Instituições renomadas, como a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), oferecem programas de especialização e mestrado em diferentes áreas da medicina veterinária.

Para quem busca uma formação contínua e atualização constante, existem diversos cursos de extensão e aperfeiçoamento, disponíveis tanto presencialmente quanto online. Plataformas como a Coursera e a Udemy também oferecem cursos veterinários, proporcionando flexibilidade e acesso a conteúdos atualizados.

Independentemente da área, esses profissionais exercem um papel fundamental de promoção e assistência à saúde dos animais e do bem-estar social na totalidade, sendo uma profissão de grande nobreza, notoriedade, e é claro, oportunidade.

Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Médico veterinário: ganhos, áreas de atuação e tudo neste guia Read More »

Famílias de crianças com autismo protestam contra a Humana Saúde por continuidade de tratamentos

Famílias de crianças com autismo protestam contra a Humana Saúde por continuidade de tratamentos

Mudança em rede de atendimento pela operadora de plano de saúde causa preocupação entre pais de crianças autistas em Natal

Famílias de crianças com autismo protestaram na manhã desta segunda-feira (8.jul.2024) em frente à sede da Huamana Saúde em Natal. A manifestação foi motivada pela decisão da operadora de descredenciar clínicas que prestavam atendimento regular aos pacientes autistas, gerando temor entre os pais sobre a continuidade e a qualidade do serviço oferecido.

Os pais foram informados oficialmente pela operadora que os atendimentos seriam transferidos para uma única clínica, o que resultou na formação de uma fila de espera com cerca de 600 crianças.

Uma reunião entre um grupo de pais e representantes da operadora foi realizada para buscar um acordo. Os pais solicitaram a manutenção dos atendimentos nas clínicas atuais e pediram a ampliação do atendimento para a Zona Norte de Natal. Após uma hora e meia de discussão, uma proposta foi apresentada à operadora, que se comprometeu a avaliá-la até um segundo encontro, marcado para sexta-feira, 12 de julho.

Em nota, a Humana Saúde afirmou que os ajustes são “comuns” e seguem diretrizes da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A empresa garantiu que as mudanças não afetarão os beneficiários, que continuarão recebendo atendimento de qualidade, sem interrupções nos seus planos terapêuticos.

Foto: Divulgação/Humana

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Famílias de crianças com autismo protestam contra a Humana Saúde por continuidade de tratamentos Read More »

Currais Novos, Pau dos Ferros e Natal vão receber novas ambulâncias do SAMU

Currais Novos, Pau dos Ferros e Natal vão receber novas ambulâncias do SAMU

Renovação da frota visa melhorar atendimento de emergência em três municípios do RN

Os municípios de Currais Novos, Pau dos Ferros e Natal, no Rio Grande do Norte, serão contemplados com a renovação da frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192). O estado receberá seis novas ambulâncias, sendo quatro destinadas à capital. A entrega faz parte de uma iniciativa do governo federal, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, entregando 280 ambulâncias para 247 municípios em 24 estados do Brasil.

O investimento de R$ 89 milhões do Novo PAC permitirá a substituição de unidades com sete anos de uso. A ampliação da frota do SAMU é parte de um esforço para universalizar serviços essenciais na rede pública de saúde. O Ministério da Saúde estima que mais 6,6 milhões de pessoas serão beneficiadas, aumentando a cobertura do SAMU de 87,3% para 90,4% da população brasileira.

Importância do SAMU

O SAMU é um componente crucial da Política Nacional de Atenção às Urgências do Ministério da Saúde. O serviço pode ser acessado pelo número “192” e oferece orientações e atendimento móvel por equipes especializadas. Em 2023, o Ministério da Saúde aumentou em 30% os valores repassados para o custeio do SAMU, representando um incremento de R$ 396 milhões por ano. O total destinado ao serviço subiu de R$ 1,3 bilhão para R$ 1,7 bilhão.

Novo PAC na saúde

O governo federal, sob a gestão do presidente Lula, está investindo R$ 30,5 bilhões na saúde através do Novo PAC. A maior parte dos recursos é destinada a resolver gargalos na atenção primária e especializada, incluindo a construção de Unidades Básicas de Saúde, maternidades, policlínicas e Centros de Atenção Psicossocial. Até 2026, R$ 770 milhões serão investidos no SAMU, com a compra de 850 novos veículos e a criação de 14 novas Centrais de Regulação.

A cerimônia de entrega das ambulâncias ocorreu em Salto (SP), na sede da empresa que implanta tecnologias nas viaturas de emergência. A ministra da Saúde destacou a importância do SAMU, afirmando que é um dos programas mais bem avaliados pelo público brasileiro. O presidente Lula reforçou o compromisso do governo com a assistência médica, enfatizando a importância de fornecer cuidados adequados à população.

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Currais Novos, Pau dos Ferros e Natal vão receber novas ambulâncias do SAMU Read More »

Saúde amplia vacinação contra o HPV para usuários da PrEP no RN

Saúde amplia vacinação contra o HPV para usuários da PrEP no RN

Decisão do Ministério da Saúde visa prevenir ISTs e cânceres causados pelo vírus

Pessoas entre 15 e 45 anos que utilizam a Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) serão incluídas na campanha de vacinação contra o HPV no Rio Grande do Norte. A medida, anunciada pelo Ministério da Saúde em nota técnica na quarta-feira (3.jul.2024), beneficiará diretamente 1.224 usuários da PrEP no estado, ampliando a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e cânceres associados ao vírus.

O HPV é uma IST associada a verrugas genitais e ao desenvolvimento de cânceres de colo do útero, vulva, pênis, ânus e orofaringe. Além da transmissão sexual, o vírus pode ser passado por contato direto com a pele ou mucosa infectada. Existem mais de 100 tipos de HPV, sendo pelo menos 14 considerados de alto risco para câncer.

No Brasil, a prevalência de HPV foi avaliada pelo Estudo Epidemiológico sobre Prevalência Nacional HPV (POP-Brasil), envolvendo homens e mulheres sexualmente ativos entre 16 e 25 anos. O estudo mostrou que 53,6% da população possui HPV, com 35,2% apresentando genótipos de alto risco. Dos entrevistados, 50,7% afirmaram usar preservativos regularmente e 12,7% relataram ter tido uma IST anterior.

Draurio Barreira, diretor do Departamento de HIV, Aids, Tuberculose, Hepatites Virais e ISTs da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), destaca a importância da vacinação para usuários da PrEP na prevenção de neoplasias relacionadas ao HPV, especialmente para populações mais vulneráveis às ISTs.

“Oportunizar o acesso à vacina HPV4 para usuários da PrEP é uma ação com impacto na prevenção das neoplasias relacionadas ao HPV para populações de maior vulnerabilidade às ISTs”, afirmou Barreira.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece a vacina quadrivalente (HPV4), que protege contra as principais complicações do HPV. Atualmente, o público-alvo da vacinação inclui crianças e adolescentes de 9 a 14 anos, pessoas de 9 a 45 anos vivendo com HIV/Aids, pacientes oncológicos, pessoas com papilomatose respiratória recorrente, transplantados e vítimas de violência sexual.

Desde o início da vacinação contra o HPV no SUS, em 2014, 75,8% das mulheres tomaram a primeira dose e 58,2% a segunda. Entre os homens, a vacinação começou em 2017, com 53,1% recebendo a primeira dose e 33,2% a segunda. O esquema de dose única para crianças e adolescentes foi adotado recentemente para intensificar a proteção contra o câncer de colo do útero e outras complicações.

A PrEP é uma estratégia de prevenção ao HIV, indicada para pessoas sexualmente ativas e em risco aumentado de infecção. O medicamento, composto por tenofovir e emtricitabina, é prescrito por profissionais da saúde e está disponível em 939 unidades dispensadoras (UDMs) em 540 municípios brasileiros. Em março de 2024, 84.926 pessoas usavam a PrEP, majoritariamente homens que fazem sexo com homens, mulheres trans e travestis.

A ampliação da vacinação contra o HPV para usuários da PrEP visa prevenir neoplasias em populações desproporcionalmente afetadas pelo HIV e outras ISTs. Além disso, o Ministério da Saúde reforçou a prevenção de violências, promoção da cultura de paz e saúde sexual nas escolas, destinando R$ 90 milhões para o Programa Saúde na Escola (PSE), que atingiu recorde de adesões em 2023.

Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Saúde amplia vacinação contra o HPV para usuários da PrEP no RN Read More »

Mais Médicos anuncia 73 novas vagas no RN

Mais Médicos anuncia 73 novas vagas no RN

Iniciativa do governo federal inclui cotas para pessoas com deficiência e grupos étnico-raciais, beneficiando mais de 10,6 milhões de brasileiros

O Programa Mais Médicos está promovendo uma expansão na assistência à saúde no Rio Grande do Norte, com a abertura de 73 novas vagas distribuídas por 43 municípios. A iniciativa do governo federal visa aumentar a cobertura médica no estado, reservando pela primeira vez vagas para pessoas com deficiência e grupos étnico-raciais, como negros, quilombolas e indígenas. Com o incremento no número de profissionais na rede pública de saúde, mais de 10,6 milhões de brasileiros serão beneficiados, obtendo melhor acesso a serviços médicos essenciais.

No âmbito nacional, o programa está criando 3,1 mil novas vagas, refletindo o compromisso do governo com a ampliação do atendimento à saúde. “O Mais Médicos é uma realidade e faz a diferença. Quando assumimos o governo, havia apenas 12 mil médicos. Com este edital, retomamos nossa meta de alcançar 28 mil médicos”, celebrou a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

A ministra destacou que, pela primeira vez, o edital segue a política de cotas aprovada em lei, uma prioridade do governo federal. “Cumprimos, assim, nossa visão de inclusão, e por isso estou muito feliz em fazer este anúncio”, acrescentou durante uma agenda com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em Salvador, Bahia.

A publicação do novo edital para preenchimento das vagas significa que o Ministério da Saúde enviará médicos para regiões prioritárias e de vulnerabilidade social. O primeiro atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), realizado nas Unidades Básicas de Saúde, é crucial para o acompanhamento da situação de saúde da população, prevenção e redução de agravos. Preencher os vazios assistenciais que, desde 2018, deixaram de ser atendidos, resgata o direito e o acesso da população à saúde.

A bolsa-formação concedida aos médicos será de R$ 14.058 por mês, podendo ser paga por até 48 meses. Os percentuais das vagas no novo edital obedecerão às exigências de cotas para concursos públicos, com um mínimo de 20% de cotas étnico-raciais e 9% de cotas para pessoas com deficiência.

Entenda o Edital do Mais Médicos

Para os grupos étnico-raciais, 20% das vagas serão ofertadas, priorizadas da seguinte forma:

  • Municípios com 2 vagas: 50%
  • Municípios com 3 a 10 vagas: 20%
  • Municípios com mais de 10 vagas: 20%

Podem participar da seleção profissionais brasileiros, brasileiros formados no exterior ou estrangeiros, que continuarão atuando com Registro do Ministério da Saúde (RMS). Os médicos brasileiros formados no Brasil têm preferência na seleção.

Desde 2023, com a retomada do Mais Médicos, o governo federal implementou melhorias no modelo do programa, proporcionando aos profissionais oportunidades de especialização e mestrado através da Estratégia Nacional de Formação de Especialistas para a Saúde. Esta estratégia integra os programas de formação, provimento e educação pelo trabalho no âmbito do SUS.

Com a ampliação das vagas e a inclusão de cotas, o Programa Mais Médicos reafirma seu compromisso com a saúde pública e a inclusão social, garantindo que mais brasileiros tenham acesso a um atendimento médico de qualidade, especialmente nas regiões mais carentes do país.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mais Médicos anuncia 73 novas vagas no RN Read More »

Período de chuvas é sinal de cuidados com a saúde das crianças

Período de chuvas é sinal de cuidados com a saúde das crianças

Com a chegada da temporada de inverno e fortes chuvas, a Famille Saúde alerta os pais sobre a importância de redobrar os cuidados com a saúde dos pequenos na escola

O inverno traz consigo um aumento significativo na circulação de vírus respiratórios, como os da gripe e do resfriado comum, representando um desafio adicional para a saúde pública, especialmente para os grupos mais vulneráveis, como crianças pequenas e idosos.

Dr. Ruy Medeiros, médico pediatra e fundador da Famille Saúde, enfatiza a necessidade premente de adotar medidas preventivas para reduzir o risco de infecções virais durante os meses de inverno.

“É fundamental que os familiares ensinem seus filhos a adotarem hábitos simples, porém poderosos, como lavar as mãos regularmente com água e sabão, evitar tocar no rosto com as mãos não lavadas, manter distância de pessoas doentes e praticar a etiqueta da tosse e espirro ao tossir ou espirrar”, afirma. Além disso, é igualmente importante que os adultos sigam essas orientações, pois sua adesão ajuda a reduzir a transmissão de doenças para crianças e outras pessoas vulneráveis.

A vacinação contra a gripe é uma estratégia altamente eficaz para prevenir a doença e suas complicações, especialmente em grupos de alto risco, como crianças pequenas, idosos, gestantes e pessoas com condições médicas crônicas.

A Famille Saúde incentiva a comunidade a buscar a imunização contra a gripe conforme as diretrizes das autoridades de saúde. Para garantir a saúde e o bem-estar de todos durante o inverno, a Famille Saúde recomenda as três dicas:

Vacinação contra a Gripe: Certifique-se de receber a vacina contra a gripe conforme as recomendações do seu médico ou das autoridades de saúde locais.
Higiene das mãos dos pequenos: Lave as mãos regularmente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, especialmente após tossir, espirrar, assoar o nariz, usar o banheiro ou tocar em superfícies potencialmente contaminadas.
Etiqueta da Tosse e Espirro: Estimule as crianças a cobrirem a boca e o nariz com um lenço de papel ao tossir ou espirrar e jogue-o imediatamente no lixo. Se um lenço não estiver disponível, tussa ou espirre no cotovelo, não nas mãos. Os adultos também devem seguir essa prática para proteger as crianças ao seu redor.

A Famille Saúde está comprometida em fornecer atendimento médico excepcional e orientação preventiva para proteger a saúde da comunidade de Natal. Encorajamos todos a adotar medidas proativas para proteger a si mesmos e aos outros contra doenças virais neste inverno.

Sobre a Famille Saúde

A Famille Saúde é uma clínica pediátrica líder em Natal, localizada no Manhattam Business, no bairro de Petrópolis, dedicada a proporcionar atendimento médico excepcional e serviços de saúde preventiva para crianças e suas famílias. Com uma equipe dedicada de profissionais de saúde altamente qualificados, estamos comprometidos em promover um ambiente seguro e saudável para todos os nossos pacientes.

Desenvolvida por Ruy Medeiros e Ruy Júnior, a equipe conta com uma experiência de mais de 40 anos no mercado. A clínica oferece atendimento em consultório, atendimento humanizado e ambiente lúdico.

Para mais informações sobre medidas preventivas contra doenças virais ou para agendar uma consulta médica, entre em contato com a Famille Saúde pelo Instagram: @famillesaude

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Período de chuvas é sinal de cuidados com a saúde das crianças Read More »

Último paciente do voo da Air Europa internado no Walfredo recebe alta médica

Último paciente do voo da Air Europa internado no Walfredo recebe alta médica

Passageira uruguaia de 77 anos permanece internada em estado estável após pouso de emergência em Natal

O último passageiro do Boeing 787-9 Dreamliner da Air Europa, que estava internado no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, recebeu alta médica na tarde desta quarta-feira (3). Outra passageira, encaminhada ao Hospital Rio Grande, continua internada.

Conforme a assessoria do Hospital Rio Grande, a passageira, uma idosa uruguaia de 77 anos, está sendo avaliada devido a lesões nas costelas. Novos exames foram realizados nesta quarta-feira, confirmando que seu quadro de saúde é estável.

O incidente ocorreu durante um voo da Air Europa que fazia a rota Madrid-Montevidéu, quando uma forte turbulência forçou a aeronave a realizar um pouso de emergência na madrugada de segunda-feira (1º) no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, conhecido como Aeroporto de Natal. A bordo, estavam 325 passageiros.

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), 40 passageiros ficaram feridos. Sete deles sofreram lesões de vários graus, enquanto os demais apresentaram pequenas contusões. A maioria das vítimas tem aproximadamente 65 anos. Segundo o Samu, muitos passageiros não utilizavam o cinto de segurança no momento da turbulência, o que contribuiu para a gravidade dos ferimentos.

Foto: Airlines470/VisualHunt

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Último paciente do voo da Air Europa internado no Walfredo recebe alta médica Read More »

Natal vai inaugurar seu primeiro Hospital Veterinário Público

Natal vai inaugurar seu primeiro Hospital Veterinário Público

Prefeitura seleciona organização para gerenciar hospital veterinário dedicado a cães e gatos

A Prefeitura de Natal abriu um chamamento público para selecionar uma organização da sociedade civil que gerenciará o primeiro hospital veterinário público da cidade. Dedicado exclusivamente ao atendimento de cães e gatos, o hospital tem previsão de iniciar suas atividades em agosto de 2024, conforme edital publicado no Diário Oficial do Município nesta terça-feira (3.jun.2024).

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) busca uma entidade qualificada para implantar, gerenciar e operar o hospital veterinário, oferecendo serviços como consultas, exames, tratamentos ambulatoriais e cirurgias, com foco em urgências e emergências. Espera-se que o hospital realize mais de 100 atendimentos diários, suprindo a demanda por serviços veterinários acessíveis à população.

Após a seleção da entidade responsável, será assinado um Termo de Colaboração oficializando a parceria e garantindo o início dos atendimentos.

Foto: Vinicius de Melo/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Natal vai inaugurar seu primeiro Hospital Veterinário Público Read More »

Campanha de vacinação contra a gripe no RN alcança apenas 55% do público-alvo

Campanha de vacinação contra a gripe no RN alcança apenas 55% do público-alvo

Esforços continuam nas UBSs de Natal para aumentar cobertura vacinal

A campanha de vacinação contra a gripe no Rio Grande do Norte atingiu apenas 55,16% do público-alvo, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado. Cerca de 717 mil potiguares foram vacinados desde o início da campanha, enquanto o público-alvo totaliza 1,3 milhão de pessoas, incluindo grupos prioritários como povos indígenas, gestantes, puérperas e idosos com 60 anos ou mais. Em Natal, somente 55 mil pessoas foram vacinadas, representando 30% do total de 183 mil natalenses.

Apesar da meta de 90% não ter sido alcançada, a procura pela vacina nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Natal segue constante. Na UBS Brasília Teimosa, foram aplicadas doses do imunizante em 16 pessoas na terça-feira (2). A equipe de vacinação explica que a procura costuma ser contínua até o fim ou recolhimento das doses pelo poder público.

Na UBS São João, a vacinação varia entre 60 e 70 pessoas por dia, embora normalmente sejam aplicadas pelo menos 120 doses diárias. A equipe atribui a baixa procura ao período de férias e ao tempo chuvoso, que alteram as rotinas dos natalenses.

A vacinação é a única forma de prevenção contra a gripe e é recomendada para todos os indivíduos a partir dos seis meses de vida. Os sintomas comuns da gripe incluem coriza, tosse, dor de garganta, febre, dor de cabeça e dor no corpo, podendo evoluir para quadros mais graves como sinusite, otite e pneumonia.

Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Campanha de vacinação contra a gripe no RN alcança apenas 55% do público-alvo Read More »

Nova lei do RN auxilia crianças vítimas de violência sexual

Nova lei do RN auxilia crianças vítimas de violência sexual

Lei “Salve uma Criança” cria sinais de pedido de socorro para proteger menores de abuso e exploração

O Governo do Rio Grande do Norte sancionou, nesta quarta-feira (3.jul.2024), a Lei nº 11.824, intitulada “Salve uma Criança”, destinada a oferecer assistência a crianças e adolescentes vítimas de qualquer forma de violência sexual, incluindo abuso, exploração sexual e tráfico de pessoas. A medida visa facilitar o pedido de socorro das vítimas por meio de sinais simples e discretos, conforme publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

A lei estabelece que os pedidos de socorro podem ser feitos de três maneiras: verbalmente, com a vítima dizendo “Salve uma Criança”; através de sinais, cobrindo a boca com uma das mãos; ou por meio de um bilhete com um emoji, cuja boca é substituída por um “X”. Estes métodos foram escolhidos por serem discretos e facilmente reconhecíveis, permitindo que a vítima peça ajuda sem se expor a mais riscos.

A pessoa que receber algum desses sinais deve confirmar a situação para evitar mal-entendidos. Após a confirmação, o socorro pode ser prestado através de denúncia ao Conselho Tutelar, Disque Direitos Humanos (Disque 100) ou à autoridade policial. A lei também proíbe qualquer ação que possa prejudicar os direitos da vítima, garantindo um relato espontâneo e humanizado, em conformidade com a Lei Federal nº 13.431, de 4 de abril de 2017.

Implementação nas escolas

De acordo com a nova medida, tanto as escolas públicas quanto as privadas do Rio Grande do Norte devem abordar a existência da campanha “Salve uma Criança” de maneira adequada às diferentes faixas etárias e princípios pedagógicos. A educação sobre a campanha é essencial para garantir que crianças e adolescentes conheçam seus direitos e saibam como pedir ajuda de forma segura.

Proteção e direitos das vítimas

A lei assegura que qualquer pessoa que acolher o pedido de socorro não pode prejudicar os direitos das crianças e adolescentes envolvidos. Isso inclui a garantia de que o relato seja feito de maneira espontânea e especializada, evitando a revitimização e seguindo protocolos de proteção definidos por regulamentações específicas.

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Nova lei do RN auxilia crianças vítimas de violência sexual Read More »

Seis passageiros permanecem internados após turbulência em voo

Seis passageiros permanecem internados após turbulência em voo

Quatro passageiros estão em estado grave na UTI

Pelo menos seis passageiros do voo desviado para Natal na madrugada de segunda-feira (1º.jul.2024) continuam internados em hospitais da capital potiguar. Destes, quatro estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O incidente ocorreu durante um voo da Air Europa, que partiu de Madri, na Espanha, com destino a Montevidéu, no Uruguai, e estava com 325 passageiros a bordo.

De acordo com dados atualizados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta terça-feira (2.jul), pelo menos 40 passageiros receberam atendimento médico em hospitais da Grande Natal. Dos seis pacientes internados, um está no Hospital Walfredo Gurgel, maior hospital público do RN, outro está no Hospital Rio Grande, e os demais quatro estão na UTI do Hospital do Coração. As administrações dos hospitais informaram que não podem divulgar mais detalhes sobre o estado de saúde dos pacientes.

Detalhes do incidente

A turbulência intensa ocorreu enquanto o voo estava em rota sem nenhuma parada programada. Segundo a Zurich Airport Brasil, operadora do Aeroporto de Natal, a aeronave solicitou pouso de emergência às 2h32 do dia 1º de julho. O avião, um Boeing 787-9 Dreamliner, enfrentou turbulência tão severa que alguns passageiros foram arremessados contra o teto da aeronave.

Cecília Lagucci, uma médica a bordo, relatou que acordou durante a turbulência e se viu de ponta cabeça. “Naquele momento, eu realmente achei que ia morrer”, contou ela.

Repercussões e medidas tomadas

Os passageiros que não se feriram gravemente foram transportados de ônibus pela Air Europa para Recife, de onde embarcariam em um novo voo com destino ao Uruguai.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Seis passageiros permanecem internados após turbulência em voo Read More »

Passageiros de voo com turbulência chegam ao Uruguai após pouso de emergência

Passageiros de voo com turbulência chegam ao Uruguai após pouso de emergência

Air Europa presta assistência a feridos e reorganiza transporte

Os passageiros do voo UX45 da Air Europa que enfrentaram fortes turbulências e tiveram que realizar um pouso de emergência no Rio Grande do Norte finalmente chegaram ao destino final, no Uruguai, na manhã desta terça-feira (2.jul.2024). O novo avião enviado pela companhia aérea pousou em Montevidéu sem contratempos, após a situação de emergência ocorrida na segunda-feira (1º.jul).

O incidente ocorreu durante o voo que fazia a rota entre o Aeroporto de Madrid-Barajas e o Aeroporto Internacional de Carrasco, em Montevidéu, desviando para o Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, devido às fortes turbulências. Dos 303 passageiros a bordo, alguns ainda permanecem internados em hospitais de Natal.

A Air Europa mobilizou uma equipe de assistência e organizou o transporte dos passageiros de ônibus para Recife, de onde decolaram para Montevidéu em um novo avião enviado de Madrid. A companhia assegurou que está fazendo o possível para atender aos passageiros afetados, priorizando o cuidado com os feridos.

As autoridades de saúde em Natal também agiram rapidamente, com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU RN) destacando 15 ambulâncias para socorrer os feridos. Até o momento, seis passageiros ainda estão internados, recebendo apoio da equipe da Air Europa deslocada para Natal.

Foto: Raiane Maynara/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Passageiros de voo com turbulência chegam ao Uruguai após pouso de emergência Read More »

Ministério da Saúde anuncia nova policlínica em Natal

Ministério da Saúde anuncia nova policlínica em Natal

Projeto do Novo PAC visa modernizar atendimento e beneficiar mais de 19 milhões de pessoas em 24 estados

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (26.jun.2024), a construção de uma nova policlínica em Natal, capital do Rio Grande do Norte, como parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC). Com um investimento de R$ 1,65 bilhão, a iniciativa busca modernizar as instalações e aprimorar o atendimento à população. Ao todo, 55 policlínicas serão distribuídas por 24 estados, beneficiando mais de 19 milhões de pessoas.

Segundo Henrique Chaves, diretor de programa da Secretaria Executiva (SE) da pasta, esta é a primeira vez que policlínicas são construídas com financiamento federal. O valor médio por unidade poderá chegar a R$ 30 milhões, incluindo obras, equipamentos e mobiliário.

O projeto prevê que as policlínicas funcionem como centros integrados de cuidado, atendendo núcleos de atenção ao homem, mulher, crianças e outros públicos que necessitam de acompanhamento especial. Além disso, incluirão espaços de reabilitação para pacientes com sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e doenças respiratórias.

A arquiteta responsável pela planta, Mirela Pessatti, destacou a proposta de centralização dos procedimentos em um único local para otimizar o tempo dos pacientes e melhorar os resultados dos tratamentos. “Com isso, desafogamos outros pontos de atenção como os hospitais, otimizamos tempo e salvamos mais vidas, agindo em tempo oportuno”, explicou.

As novas unidades oferecerão exames gráficos e de imagem, consultas clínicas de apoio ao diagnóstico com médicos de diversas especialidades e pequenos procedimentos cirúrgicos. Também servirão como espaços de formação, qualificação e fixação de profissionais de saúde, além de apoiar a inteligência sanitária nos territórios através da tecnologia da informação e regulação interna.

Seguindo parâmetros de sustentabilidade, as policlínicas serão projetadas para maximizar a ventilação e iluminação natural, reutilização de água e captação de energia solar, priorizando materiais de baixa manutenção. Os consultórios e espaços de exames estarão equipados para a implementação da telessaúde, com instalações de dados e lógica adequadas.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministério da Saúde anuncia nova policlínica em Natal Read More »

Prótese Protocolo Dentes fixos sob implantes traz melhora na saúde bucal de pacientes

Prótese Protocolo: Dentes fixos sob implantes traz melhora na saúde bucal de pacientes

O dentista detalha que o tratamento com prótese protocolo envolve várias etapas

A odontologia moderna continua a avançar, proporcionando soluções inovadoras e eficazes para problemas dentários complexos. Uma dessas inovações é a prótese protocolo, um tratamento que está mudando a vida de muitos pacientes com perda dentária severa.

De acordo com o dentista especialista da Odontologia Integrada Natal, Lucas Liberato, a prótese protocolo é uma solução fixa, indicada para pacientes que perderam todos os dentes de uma arcada ou que possuem dentes comprometidos e não recuperáveis. “Esse tipo de prótese é suportado por implantes dentários, geralmente entre quatro a seis, que são estrategicamente posicionados na mandíbula ou maxila. O resultado é uma reabilitação oral completa, com uma prótese que oferece alta estabilidade e estética superior”, explica o dentista.

Segundo o especialista, entre os principais benefícios da prótese protocolo estão a melhoria na mastigação e na fala, a estética aprimorada e o aumento da confiança e autoestima dos pacientes. “Os pacientes relatam uma melhora significativa na qualidade de vida após o tratamento. A possibilidade de voltar a sorrir e mastigar com segurança é transformadora”, afirma o Lucas Liberato.

O dentista detalha que o tratamento com prótese protocolo envolve várias etapas. “Inicialmente, o paciente passa por uma avaliação completa, que inclui exames de imagem para planejar a colocação dos implantes. Após a cirurgia de instalação dos implantes, uma prótese provisória é colocada, permitindo a cicatrização dos tecidos e a osseointegração dos implantes. Após este período, que varia de três a seis meses, a prótese definitiva é instalada, oferecendo uma solução duradoura e funcional”, esclarece o doutor.

A prótese protocolo se beneficia de tecnologias avançadas, como a impressão 3D e a cirurgia guiada por computador, que aumentam a precisão do procedimento e a personalização das próteses. “Essas tecnologias permitem que cada prótese seja única, adaptada às necessidades específicas de cada paciente, garantindo um encaixe perfeito e um resultado estético natural”, explica o especialista da Odontologia Integrada Natal.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Prótese Protocolo: Dentes fixos sob implantes traz melhora na saúde bucal de pacientes Read More »

Superlotação no Hospital Walfredo Gurgel prejudica atendimento

Superlotação no Hospital Walfredo Gurgel prejudica atendimento

Crise no maior hospital público do Rio Grande do Norte deixa pacientes aguardando em corredores e falta de macas prejudica operações de ambulâncias

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, maior unidade pública de saúde do Rio Grande do Norte, enfrentou uma grave situação de superlotação na noite desta segunda-feira (24.jun.2024). Pacientes tiveram que esperar atendimento nos corredores da unidade, enquanto a escassez de macas nas ambulâncias manteve pelo menos 14 veículos retidos no estacionamento. O pronto-socorro Clóvis Sarinho, que também funciona na unidade, enfrentou dificuldades semelhantes.

De acordo com o diretor do hospital, Geraldo Neto, a demanda por atendimentos, especialmente em ortopedia, aumenta significativamente em horários de pico, como entre 17h e 19h, devido ao trânsito intenso em Natal. “O Rio Grande do Norte já acompanha esse movimento do Walfredo, porque de fato é a grande referência em trauma no estado. Então, não tem como não esperar grandes movimentos no pronto-socorro, não tem como não esperar grandes movimentos de ambulância circulando e, em certos momentos, travando”, explicou.

A permanência das ambulâncias na unidade prejudicou o atendimento nas ruas. A dona de casa Fernanda Alves relatou que seu marido sofreu um acidente de moto em Nova Parnamirim, na Grande Natal, e esperou mais de 2h30 para ser atendido. “O acidente aconteceu às 15h30. O socorro não chegou no local. Eu cheguei aqui [no hospital] às 18h e o Samu não tinha chegado no local ainda”, lamentou.

O diretor do hospital explicou que os pacientes precisam passar por um período de “preparo” antes das cirurgias, o que contribui para a permanência prolongada na unidade. “Ele precisa passar de 24h a 48h de tempo de preparo. Fazer os exames laboratoriais, risco cirúrgico, o eco, pra gente dar um destino a ele. Que ele pode ser operado aqui ou ele pode ser operado em outros serviços”, detalhou Geraldo Neto.

Foto: SindSaúde-RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Superlotação no Hospital Walfredo Gurgel prejudica atendimento Read More »

Mais Médicos abre vagas remanescentes no RN

Mais Médicos abre vagas remanescentes no RN

Programa oferece 13 vagas remanescentes no RN e benefícios para profissionais em áreas de alta vulnerabilidade

O Rio Grande do Norte está com 13 vagas abertas do 38º ciclo do Programa Mais Médicos, conforme anunciou o Ministério da Saúde na última semana. As vagas são especialmente destinadas a municípios brasileiros com alta vulnerabilidade social. O programa, que ao todo oferece 1.042 vagas, disponibiliza 316 delas para a região Nordeste.

De acordo com o edital, 116 dessas vagas são para municípios classificados como de muito alta vulnerabilidade e 176 para aqueles de alta vulnerabilidade. Os gestores municipais têm até o dia 26 de junho para manifestar interesse nas vagas disponíveis.

O governo federal implementou melhorias significativas no modelo atual do programa Mais Médicos. Os profissionais agora têm acesso a oportunidades de especialização e mestrado, além de benefícios proporcionais ao valor mensal da bolsa para atuação em periferias e regiões remotas.

As médicas que se tornarem mães terão direito a compensação do valor pago pelo INSS para alcançar o valor da bolsa durante os seis meses de licença-maternidade. Já os médicos que se tornarem pais poderão usufruir de uma licença de 20 dias.

Para atrair mais profissionais brasileiros, os Ministérios da Saúde e da Educação firmaram uma parceria visando incentivar a inscrição de médicos formados pelo Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), oferecendo auxílio para quitar o financiamento estudantil.

Os gestores municipais interessados devem realizar a inscrição na página e-Gestor, garantindo assim a adesão ao programa e a oportunidade de fortalecer o atendimento médico em suas localidades.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mais Médicos abre vagas remanescentes no RN Read More »

Saúde orienta que vacinas da dengue próximas de vencer devem ir para outras cidades ou dadas para público de 4 a 59 anos

Saúde orienta que vacinas da dengue próximas de vencer devem ir para outras cidades ou dadas para público de 4 a 59 anos

Remanejamento e ampliação da faixa etária são medidas para evitar desperdício de doses da Qdenga

O Ministério da Saúde anunciou uma nova estratégia temporária para utilização das doses da vacina contra a dengue que estão próximas do vencimento entre junho e julho. As orientações incluem remanejamento para cidades ainda não contempladas ou ampliação da faixa etária atendida.

Segundo nota técnica, estados com municípios não contemplados devem remanejar as doses próximas ao vencimento para esses locais. Em estados onde todos os municípios já foram atendidos, as vacinas podem ser aplicadas em pessoas de 6 a 16 anos, faixa etária recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a vacina Qdenga, da Takeda.

Caso seja necessário, a faixa etária pode ser expandida para 4 a 59 anos, conforme a bula da vacina no Brasil. A estratégia visa garantir a aplicação da segunda dose para os vacinados.

O ministério informou que adquiriu todas as doses oferecidas pela farmacêutica japonesa Takeda, com a limitação inicial de vacinar apenas crianças de 10 a 14 anos em 521 municípios. Esta faixa etária foi escolhida por concentrar o maior número de hospitalizações, de acordo com a OMS.

O país enfrenta a pior epidemia de dengue da história, com mais de 6 milhões de casos prováveis e mais de 4 mil mortes já registradas. A situação é grave e o remanejamento das vacinas busca evitar o desperdício e proteger o máximo de pessoas possível.

Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Saúde orienta que vacinas da dengue próximas de vencer devem ir para outras cidades ou dadas para público de 4 a 59 anos Read More »

Ministério da Saúde intensifica campanha de vacinação contra gripe no RN com a chegada do inverno

Ministério da Saúde intensifica campanha de vacinação contra gripe no RN com a chegada do inverno

População é convocada a se vacinar para combater aumento de vírus respiratórios

Com a chegada do inverno na última quinta-feira, 20 de junho, o Ministério da Saúde está reforçando a importância da vacinação contra a gripe, em meio a um aumento significativo na circulação de vírus respiratórios. Desde maio, a campanha de vacinação contra a Influenza foi expandida para incluir todas as pessoas com mais de 6 meses de idade, em uma tentativa de proteger a população durante a temporada de maior incidência da doença.

No Rio Grande do Norte, mais de 685 mil doses da vacina contra a gripe já foram aplicadas. Em 2023, 48% do público-alvo foi vacinado no estado, uma porcentagem que o Ministério da Saúde espera aumentar substancialmente este ano. A vacinação é essencial, especialmente para os grupos prioritários, que incluem crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos ou mais, e pessoas em situação de rua.

A campanha de vacinação de 2024 começou antecipadamente nas regiões Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste, com a distribuição das vacinas iniciada no começo de março. A estratégia visa conter a propagação do vírus Influenza antes do pico do inverno. A Região Norte do Brasil, por sua vez, iniciou a vacinação em novembro do ano passado, o que a exclui desta fase da campanha.

A vacinação é reconhecida como a forma mais eficaz de proteção contra a gripe. O imunizante estimula a produção de anticorpos que combatem o vírus Influenza, garantindo uma defesa robusta contra as cepas mais recentes. A Organização Mundial da Saúde (OMS) atualiza anualmente a composição das vacinas para assegurar sua eficácia contra as variantes em circulação.

A importância da vacinação vai além da proteção individual, pois contribui para a imunidade coletiva, reduzindo a disseminação do vírus. O Ministério da Saúde enfatiza que, mesmo aqueles que foram vacinados em anos anteriores, devem tomar a dose atualizada para garantir proteção contínua. A meta é alcançar uma cobertura vacinal ampla, protegendo a saúde pública e reduzindo os impactos da gripe na sociedade.

Foto: Myke Sena/MS

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministério da Saúde intensifica campanha de vacinação contra gripe no RN com a chegada do inverno Read More »

Rio Grande do Sul confirma 20ª morte por leptospirose após enchentes

Rio Grande do Sul confirma 20ª morte por leptospirose após enchentes

Estado tem 3,8 mil notificações de casos em investigação

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul confirmou, na segunda-feira (17), mais uma morte por leptospirose, elevando para 20 o número total de óbitos. Todas as vítimas são do sexo masculino.

O governo gaúcho reafirma que as chuvas que estão ocorrendo no estado aumentam o risco de a população exposta às enchentes contrair leptospirose, doença que é transmitida na água suja contaminada pela urina de ratos. A bactéria presente na água penetra o corpo humano pela pele ou mucosas. Sem tratamento, pode levar à morte.

De acordo com informe epidemiológico do Centro Estadual de Vigilância Sanitária (CEVS), da Secretaria Estadual da Saúde, mais sete mortes estão em investigação.

Depois das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul no mês passado, foram notificados 5.439 casos da doença em todo o estado, dos quais 353 deles (6,5%) foram confirmados; 1.255, descartados, e o restante (3.831) está em investigação. A capital, Porto Alegre, lidera o número de notificações com 1.597 casos.

A Força Nacional do Sistema Único de Saúde informou, na última quinta-feira (13), que entre os atendimentos prestados no Rio Grande do Sul, no ranking de hipóteses de diagnóstico, a leptospirose corresponde a 3,4% do total.

Sintomas

Os sintomas iniciais da leptospirose são dores de cabeça e muscular, em especial, na panturrilha e região lombar, calafrios, febre, náuseas e falta de apetite.

Também são sintomas a hemorragia conjuntival, caracterizada por pequenos acúmulos de sangue sob a conjuntiva (membrana que reveste a frente do olho) e sensibilidade excessiva à luz (fotofobia). A fase tardia da doença é marcada por icterícia intensa com tonalidade alaranjada, insuficiência renal aguda e hemorragia, inclusive pulmonar.

A orientação da Secretaria Estadual da Saúde para os cidadãos que apresentem sintomas é para procurar a unidade de saúde mais próxima, logo nas primeiras manifestações.

Prevenção e cuidados

Com a volta das chuvas volumosas, o cidadão deve evitar andar, nadar ou tomar banho com água de enchentes.

Caso seja inevitável o contato com a água, lama das cheias e esgoto, que podem estar contaminados, a pessoa deve usar luvas, botas de borracha ou sapatos impermeáveis. Se não houver disponibilidade desses itens, deve usar sacos plásticos duplos sobre os calçados e as mãos.

Ninguém deve ingerir água ou alimentos que possam ter sido infectados pelas águas das cheias.

Se houver cortes ou arranhões na pele, as pessoas devem evitar o contato com a água contaminada e usar bandagens nos ferimentos.

Orientações

Caso a pessoa já tenha tido contato com a água das cheias ou lama e apresente sintomas, deve procurar a unidade de saúde mais próxima.

Os suspeitos com sintomas compatíveis com leptospirose e que vieram de áreas de alagamento, no período de até 30 dias anteriores, devem iniciar imediatamente o tratamento com o uso de antibióticos. Para os casos leves, o atendimento é ambulatorial, mas, nos mais graves, a hospitalização deve ser imediata, visando evitar complicações e diminuir a letalidade.

A amostra de sangue coletada a partir do 7º dia do início dos sintomas deve ser encaminhada exclusivamente ao Laboratório Central do Estado.

A leptospirose é uma doença de notificação compulsória. Todos os casos suspeitos devem ser notificados pelos profissionais de saúde em até 24 horas à Secretaria Municipal de Saúde.

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Rio Grande do Sul confirma 20ª morte por leptospirose após enchentes Read More »

SOGORN manifesta repúdio ao projeto de lei sobre aborto

SOGORN manifesta repúdio ao projeto de lei sobre aborto

Associação denuncia retrocesso em direitos das mulheres e recomendações da OMS

A Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte (SOGORN) expressou publicamente sua oposição ao Projeto de Lei 1904/2024. O projeto, que prevê pena de homicídio simples para abortos realizados após 22 semanas de gestação, inclusive em casos de gravidez resultante de estupro, representa um significativo retrocesso em relação ao permissivo legal estabelecido no Código Penal Brasileiro há 84 anos.

A SOGORN critica o projeto por ignorar as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e por violar direitos fundamentais garantidos pela Constituição. A associação destaca a incoerência do projeto diante da realidade enfrentada por crianças, mulheres e outras vítimas de violência sexual no Brasil.

Em seu posicionamento, a SOGORN defende a não criminalização de pessoas em situações de vulnerabilidade e reafirma seu compromisso com a proteção dos direitos e da autonomia das mulheres. A associação ressalta a importância de manter os avanços conquistados na legislação sobre aborto, evitando retrocessos que possam agravar ainda mais a situação de saúde pública e os direitos reprodutivos no país.

Confira a nota na íntegra:

A Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte (SOGORN) vem a público manifestar seu repúdio e preocupação com o Projeto de Lei PL 1904/2024, que prevê pena de homicídio simples para o aborto após 22 semanas de gestação, inclusive nos casos de gravidez resultante de estupro, retrocedendo no permissivo legal garantido há 84 anos no Código Penal Brasileiro.

O referido Projeto de Lei desconsidera as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e é um aviltamento aos direitos fundamentais constitucionalmente garantidos, representando total incoerência com a trágica realidade das crianças, mulheres e pessoas vítimas de violência sexual.

Dessa forma, a diretoria da SOGORN se posiciona contra a criminalização de pessoas nessa situação de vulnerabilidade, contra qualquer retrocesso na questão do aborto legal no Brasil, e se coloca ao lado da defesa dos direitos e da autonomia de mulheres e meninas.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

SOGORN manifesta repúdio ao projeto de lei sobre aborto Read More »

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue

Crianças e adolescentes de 6 a 16 anos poderão ser imunizadas

O Ministério da Saúde voltou a ampliar o público-alvo da vacinação contra a dengue para evitar perdas de estoques de vacinas que estão próximas do vencimento. Doses com validade até 30 de junho e 31 de julho poderão ser aplicadas, preferencialmente, em crianças e adolescentes de 6 a 16 anos e não apenas de 10 a 14 anos.

Em nota técnica, a pasta orienta que estados com municípios que ainda não foram contemplados com a vacina da dengue realizem, preferencialmente, o remanejamento das doses com vencimento próximo para essas localidades. Já nos estados onde todos os municípios foram contemplados, as doses poderão ser aplicadas na faixa etária de 6 a 16 anos.

No documento, o ministério destaca ainda que, em casos onde os dois procedimentos forem comprovadamente insuficientes para esgotar as doses próximas do vencimento, a critério dos gestores municipais, a vacinação contra a dengue poderá ser estendida a pessoas de 4 a 59 anos, limite etário especificado na bula do imunizante Qdenga.

Para garantir a segunda dose, aplicada com intervalo de 90 dias, às pessoas que forem vacinadas com vacinas remanejadas dentro das recomendações feitas pela pasta, estados e municípios devem oficializar a estratégia escolhida por meio dos e-mails : [email protected]; [email protected]; [email protected].

“O Ministério da Saúde reforça que esta é uma estratégia temporária e excepcional, aplicada apenas para as vacinas que possuem prazo de validade até 30 de junho e 31 de julho de 2024”.

Foto: Rogério Vidmantas/Prefeitura de Dourados

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue Read More »

Projeto TeleNordeste leva atendimento especializado em saúde para o RN

Projeto TeleNordeste leva atendimento especializado em saúde para o RN

Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre, disponibiliza teleinterconsultas com especialistas

Com o objetivo de levar atendimento médico e multiprofissional especializado às regiões mais desassistidas do Rio Grande do Norte, o Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre, integra o projeto TeleNordeste. A iniciativa do Ministério da Saúde, viabilizada por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), reúne cinco hospitais de excelência para ampliar a oferta desse serviço para todo o Nordeste.

Cada região do estado contemplada pelo projeto vincula suas equipes de saúde da família que ficam autorizadas a requerer os teleatendimentos. A iniciativa oferece teleinterconsultas com cardiologistas, endocrinologistas, psiquiatras, neurologistas, neuropediatras, pediatras, medicina interna, além de consultas de enfermagem e de nutrição. Para acessar o serviço, é necessário estar vinculado a um médico da família de uma Unidade Básica de Saúde (UBS), que deve solicitar o atendimento especializado.

“Esse projeto leva todo o conhecimento do corpo clínico do Hospital Moinhos de Vento para regiões que carecem desse atendimento especializado. Além de um serviço de excelência para o paciente, a iniciativa propicia a troca de experiências entre os profissionais da saúde. Neste triênio, temos a possibilidade de vincular 590 equipes de saúde família nas novas regiões abrangendo todo o estado”, diz Felipe Cabral, líder técnico do projeto e gerente Médico de Saúde Digital do Hospital Moinhos de Vento.

Taxa de resolutividade é de 98%

Ao longo do primeiro triênio (2021-2023), foram realizados mais de 2 mil teleatendimentos em quatro especialidades médicas (cardiologia, endocrinologia, psiquiatria e neurologia). A taxa de resolutividade foi de 98% e a de encaminhamento para atendimento presencial de apenas 2%.

Neste ano, o projeto entra no segundo triênio, aumentando sua participação no Rio Grande do Norte. Entre 2021 e 2023, foram atendidas três áreas do estado. Agora, são mais oito. Com isso, todos os municípios passam a ser atendidos.

O projeto também presta serviço para equipes de atenção básica prisional que atendem a população carcerária do Rio Grande do Norte. A ideia é ampliar para outras comunidades, como indígena e quilombola. “Estamos nos vinculando às equipes que são de regiões com essas comunidades”, afirma Tais Moreira, líder do projeto.

Foto: Maicon Hinrichsen/Critério

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Projeto TeleNordeste leva atendimento especializado em saúde para o RN Read More »

Governo do RN falha em garantir UTIs para crianças

Governo do RN falha em garantir UTIs para crianças

Falta de leitos de UTI neonatal e pediátrica no Rio Grande do Norte preocupa autoridades e profissionais da saúde

Há 12 anos, o Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern) move uma ação judicial exigindo a ampliação de leitos de UTI neonatal e pediátrica na rede pública estadual, conforme o crescimento populacional. A oferta atual de 43 leitos para crianças e 126 para recém-nascidos está muito abaixo da demanda, segundo a entidade.

Recentemente, o Ministério Público (MPRN) abriu outra ação para que o Hospital Maria Alice Fernandes, em Natal, adicione 10 novos leitos de UTI em até 60 dias. Contudo, a unidade enfrenta a ameaça de fechamento de leitos em julho por falta de profissionais na escala.

A Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap-RN) afirmou que, no momento, não há previsão de abertura de novos leitos infantis. Em resposta, o Cremern continua a pressionar por melhorias na assistência intensiva para bebês e crianças. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, são necessários 4 leitos de UTI neonatal para cada mil nascidos vivos. Em 2022, o RN registrou mais de 40 mil nascidos vivos, segundo o Datasus.

Marcos Jácome, presidente do Cremern, afirmou, em entrevista ao portal g1 RN, a persistente deficiência na quantidade de UTIs pediátricas e neonatais, ressaltando que a responsabilidade de prover suporte de saúde é federal, estadual e municipal. Ele enfatizou a gravidade da situação e a necessidade urgente de alocação de recursos.

Em uma recente ação judicial, a promotora Iara Pinheiro destacou que o Hospital Maria Alice Fernandes possui estrutura e equipamentos adequados para abrir mais 10 leitos críticos. No entanto, a falta de profissionais e a saturação da rede particular complicam a situação.

De acordo com a Sesap-RN, embora não haja problemas na escala de junho, a cooperativa responsável pelos serviços ainda precisa enviar a escala do próximo mês até o dia 25.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Governo do RN falha em garantir UTIs para crianças Read More »

Cirurgia de urgência de Marrone alerta para importância do diagnóstico precoce do glaucoma

Cirurgia de urgência de Marrone alerta para importância do diagnóstico precoce do glaucoma

O glaucoma é uma doença ocular que pode levar à cegueira se não for tratada adequadamente

O cantor Marrone, da dupla sertaneja Bruno e Marrone, foi internado de emergência na última segunda (17) em um hospital de Goiânia devido a um estágio avançado de glaucoma. A internação resultou na necessidade de uma cirurgia urgente para tratar a condição ocular, uma situação que destaca a importância crucial do diagnóstico precoce desta doença.

O cantor passou pela cirurgia e está se recuperando bem, mas, por recomendação médica, vai se manter afastado dos palcos por 15 dias. Durante este período, Bruno continuará cumprindo a agenda de shows da dupla, garantindo que nenhuma apresentação seja cancelada.

O glaucoma é uma doença ocular que pode levar à cegueira se não for tratada adequadamente. A condição é frequentemente silenciosa e pode avançar sem sintomas perceptíveis até que ocorra perda significativa da visão. O caso de Marrone ressalta a importância do diagnóstico precoce e do monitoramento regular da saúde ocular, especialmente para aqueles em grupos de risco.

O médico oftalmologista especialista em Glaucoma, Jaime Martins, explica que o glaucoma pode causar cegueira irreversível e, por isso, precisa ser diagnosticada precocemente. “A consulta regular ao oftalmologista é imprescindível, pois se conseguimos diagnosticar o glaucoma em sua fase inicial estabilizamos a doença, impedindo que ela avance e chegue a um nível preocupante e irreversível. O caso do Marrone serve como alerta e também como forma de disseminar mais informações sobre a doença para o grande público”, afirma Jaime Martins.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Cirurgia de urgência de Marrone alerta para importância do diagnóstico precoce do glaucoma Read More »

Campanha de vacinação contra poliomielite é prorrogada no RN

Campanha de vacinação contra poliomielite é prorrogada no RN

Estado busca atingir meta de cobertura vacinal de 95% até 30 de junho

O Rio Grande do Norte prorrogou até 30 de junho a campanha de vacinação contra a poliomielite, conhecida como paralisia infantil, visando aumentar a cobertura vacinal das crianças entre um e quatro anos, 11 meses e 29 dias. A decisão foi confirmada na terça-feira (18.jun.2024) pela câmara técnica de imunização, composta por representantes do estado e dos municípios. A campanha, iniciada em 27 de maio, tem como meta vacinar 95% do público-alvo, estimado em 167.755 crianças.

Até o momento, dez municípios potiguares superaram a meta de 95% de cobertura vacinal, incluindo Caiçara do Rio do Vento (105,39%) e Parazinho (104,12%). A campanha busca reduzir o número de crianças não vacinadas para evitar a reintrodução do poliovírus no Brasil, onde a vacinação é a única forma de prevenção da doença.

Este ano, a campanha marca a transição do uso da vacina oral poliomielite (VOP) para a vacina inativada poliomielite (VIP), com o Ministério da Saúde planejando adotar apenas a VIP para todas as doses a partir do próximo semestre.

O Brasil não registra casos de poliomielite desde 1989 e possui a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem há 30 anos. No entanto, em 2023, o país foi classificado como de alto risco para a reintrodução do vírus devido à queda nas coberturas vacinais e indicadores de vigilância epidemiológica das paralisias flácidas agudas (PFA).

Além dos esforços para aumentar a cobertura vacinal, a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) tem promovido ações de conscientização sobre a importância da vacinação, especialmente em áreas rurais e comunidades de difícil acesso. A campanha conta com o apoio de profissionais de saúde, agentes comunitários e líderes locais para garantir que todas as crianças sejam vacinadas.

A Sesap também está trabalhando em parceria com escolas e creches para facilitar o acesso à vacina e promover a adesão dos pais e responsáveis. Palestras educativas, distribuição de material informativo e campanhas nas redes sociais são algumas das estratégias adotadas para atingir a meta de cobertura vacinal.

Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Campanha de vacinação contra poliomielite é prorrogada no RN Read More »

Falta de médicos ameaça atendimento na UTI pediátrica no Hospital Maria Alice Fernandes

Falta de médicos ameaça atendimento na UTI pediátrica no Hospital Maria Alice Fernandes

Atrasos nos pagamentos e localização afastada são desafios enfrentados pela unidade de saúde, que vê risco de fechamento de leitos

O Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, localizado na zona Norte de Natal, está enfrentando uma grave crise pela falta de profissionais de saúde para completar as escalas médicas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica. A falta ameaça seriamente o atendimento. De acordo com a Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap), a saída de vários médicos contratados por uma empresa terceirizada é um dos principais fatores para a crise.

Atualmente, a UTI pediátrica do hospital recebe, em média, 25 crianças e adolescentes por mês. A unidade possui dez leitos e depende de profissionais terceirizados, com exceção da coordenadora, que é servidora efetiva. O presidente da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Norte (Sopern), Reginaldo Holanda, aponta que a localização do hospital é um dos motivos do desinteresse dos pediatras. Além disso, a irregularidade nos pagamentos agrava a situação.

Holanda alerta para o impacto negativo que o fechamento de leitos pode ter na saúde pública. “Se fechar dez leitos de UTI pediátrica, haverá um aumento na mortalidade de crianças e adolescentes, especialmente nesta época do ano, quando a demanda por leitos de UTI aumenta devido a problemas respiratórios”, afirma.

O Sindicato de Médicos do Estado do RN (Sinmed RN) também acompanha a situação. Segundo Geraldo Ferreira, presidente do Sinmed/RN, as ameaças de fechamento são recorrentes devido à falta de concursos e atrasos nos pagamentos. O sindicato está buscando alternativas emergenciais para evitar o colapso do serviço, inclusive propondo a abertura de concursos e valorização salarial dos médicos.

A Sesap está organizando reuniões para definir ações e garantir a continuidade do atendimento. A situação exige medidas urgentes para assegurar que a unidade continue a prestar serviços essenciais para a população infantil do Rio Grande do Norte.

Foto: Demis Roussos

Com informações da Tribuna do Norte

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Falta de médicos ameaça atendimento na UTI pediátrica no Hospital Maria Alice Fernandes Read More »

Lira anuncia comissão para debater PL do Aborto no segundo semestre

Lira anuncia comissão para debater PL do Aborto no segundo semestre

Projeto tem sido alvo de críticas de autoridades e da sociedade civil

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), informou nesta terça-feira (18) que irá criar uma comissão para debater o projeto de lei que equipara o aborto, após a 22ª semana de gestação, a homicídio. Segundo Lira, a comissão terá representantes de todos os partidos.

Lira anunciou ainda que a proposta será debatida no segundo semestre depois do recesso parlamentar.

“Reafirmar a importância do amplo debate. Isso é fundamental para exaurir todas as discussões, para se chegar a um termo que crie, para todos, segurança jurídica, humana, moral e científica sobre qualquer projeto que possa a vir a ser debatido na Câmara”, disse. “Nunca fugiremos a essa responsabilidade de fazer o debate e fazê-lo com exatidão e nunca faltar com espírito aberto e democrático para que a sociedade participe”, afirmou, segundo a Agência Câmara.

O adiamento do debate ocorre após críticas ao teor do projeto – entre elas, por equiparar o aborto a homicídio e impor uma pena maior a mulher que faz o procedimento em comparação a de um estuprador – e pelos deputados federais terem aprovado regime de urgência para a proposta, o que significa votar diretamente no plenário sem passar por discussões nas comissões da Casa.

De acordo com o presidente da Câmara, a pauta e as decisões da Casa não são tomadas de forma monocrática, mas dentro do colegiado.

Em entrevista à imprensa, acompanhado de líderes partidários e representantes de bancadas, Lira garantiu que o texto a ser aprovado na Câmara não terá retrocessos ou causará danos aos direitos das mulheres.

“Quero reafirmar que nada nesse projeto retroagirá nos direitos já garantidos e nada irá avançar para trazer qualquer dano às mulheres”, disse.

Pelo projeto, o aborto, depois de 22 semanas de gravidez, será considerado crime de homicídio em qualquer situação, mesmo em caso de estupro. Atualmente, a legislação permite o procedimento nos casos em que a mulher foi vítima de estupro, a gestação traz risco para vida da mãe ou anencefalia do feto.

Entenda o projeto de lei

O Projeto de Lei 1904/24 equipara o aborto acima de 22 semanas de gestação ao homicídio, aumentando de dez para 20 anos a pena máxima para quem fizer o procedimento.

O texto fixa em 22 semanas de gestação o prazo máximo para abortos legais. Hoje em dia, a lei permite o aborto nos casos de estupro, de risco de vida à mulher e de anencefalia fetal (quando não há formação do cérebro do feto). Atualmente, não há no Código Penal um tempo máximo de gestação para o aborto legal.

Na legislação atual, o aborto é punido com penas que variam de um a três anos de prisão, quando provocado pela gestante; de um a quatro anos, quando médico ou outra pessoa provoque um aborto com o consentimento da gestante; e de três a dez anos, para quem provocar o aborto sem o aval da mulher.

Se o projeto de lei for aprovado, a pena para as mulheres vítimas de estupro será maior do que a dos estupradores, já que a punição para o crime de estupro é de dez anos de prisão, e as mulheres que abortarem, conforme o projeto, podem ser condenadas a até 20 anos de prisão.

Foto: Mário Agra/Câmara dos Deputados

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Lira anuncia comissão para debater PL do Aborto no segundo semestre Read More »

Hospital de Olhos de Parnamirim celebra uma década de serviços em saúde ocular

Hospital de Olhos de Parnamirim celebra uma década de serviços em saúde ocular

Em uma década de atuação, o hospital realizou mais de 240 mil atendimentos e conta atualmente com 16 profissionais oftalmologistas em sua equipe

O Hospital de Olhos de Parnamirim celebra neste dia 18 de junho os seus 10 anos de fundação. Desde sua inauguração em 2014, a instituição tornou-se uma referência em atendimento oftalmológico na Grande Natal, oferecendo serviços de alta qualidade, infraestrutura moderna e tecnologia avançada no cuidado da saúde ocular.

Fundado com a missão de proporcionar um atendimento humanizado e eficiente, o Hospital de Olhos de Parnamirim rapidamente se tornou um pilar de confiança para a comunidade local. Em uma década de atuação, o hospital realizou mais de 240 mil atendimentos e conta atualmente com 16 profissionais oftalmologistas em sua equipe. “Nossos 10 anos representam uma trajetória de dedicação e compromisso com a saúde dos nossos pacientes. Estamos orgulhosos de cada conquista e agradecidos a todos que fizeram parte dessa história”, afirma Dr. Jaime Martins, diretor técnico do Hospital de Olhos de Parnamirim.

Ao longo dos anos, o hospital investiu continuamente em tecnologia de ponta e na capacitação de sua equipe, garantindo diagnósticos precisos e tratamentos eficazes. “Nosso compromisso é estar na vanguarda da oftalmologia, trazendo as melhores práticas e tecnologias para o bem-estar dos nossos pacientes”, destaca Dr. Anderson Martins, também diretor da instituição.

O Hospital de Olhos de Parnamirim oferece uma ampla gama de serviços oftalmológicos, incluindo cirurgias de catarata, estrabismo, plástica ocular, vias lacrimais, cirurgia refrativa, pterígio; tratamentos para ceratocone, doenças da córnea e glaucoma; cirurgias de retina e transplante de córnea, sendo hoje uma referência nesse segmento.

“Olhamos para os próximos 10 anos com determinação, certos de que continuaremos a ser um centro de referência em saúde ocular. Nosso compromisso é avançar cada vez mais proporcionando atendimento de qualidade, com ética e responsabilidade”, conclui Dr. Luiz Augusto.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hospital de Olhos de Parnamirim celebra uma década de serviços em saúde ocular Read More »

RN lidera campanha de vacinação contra poliomielite com 95% de cobertura

RN lidera campanha de vacinação contra poliomielite com 95% de cobertura

10 municípios potiguares superam a meta do Ministério da Saúde, destacando-se no cenário nacional de imunização infantil

O estado do Rio Grande do Norte conquistou o primeiro lugar no ranking nacional de cidades que atingiram a meta de 95% de cobertura vacinal contra a poliomielite durante a campanha de 2024. Dados do Ministério da Saúde revelam que 10 municípios potiguares alcançaram ou superaram essa meta, colocando o estado à frente de São Paulo, com seis cidades, e Minas Gerais, com quatro.

A campanha de vacinação teve início em 27 de maio, com o objetivo de imunizar crianças de um a menores de cinco anos. A abertura oficial no Rio Grande do Norte contou com a presença do mascote Zé Gotinha Potiguar, criação da equipe de imunização da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Os municípios do Rio Grande do Norte que superaram a meta de vacinação são:

  • Caiçara do Rio do Vento: 105,39%
  • Parazinho: 104,12%
  • Galinhos: 101,53%
  • Pedra Grande: 101,21%
  • Jandaíra: 99,2%
  • Timbaúba dos Batistas: 98,7%
  • Pedra Preta: 98,17%
  • Frutuoso Gomes: 98,03%
  • Umarizal: 96,06%
  • Martins: 95,88%

Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN lidera campanha de vacinação contra poliomielite com 95% de cobertura Read More »

Grupo de saúde participa do Congresso Brasileiro de Análises Clínicas em Natal

Grupo de saúde participa do Congresso Brasileiro de Análises Clínicas em Natal

Evento é uma imersão em inovação tecnológica, conhecimento científico e debates sobre desafios e oportunidades do setor

FirstLab, Kasvi, LABPOC e Advagen Biotech, empresas que fazem parte do Grupo Bio, participam da 49ª edição do Congresso Brasileiro de Análises Clínicas (CBAC 2024), que acontece até o dia 19 de junho em Natal (RN). Localizadas no Stand 8A, ao lado do DB Diagnósticos, as empresas apresentam as melhores soluções e equipamentos para análises clínicas e industriais, pensados e elaborados com as mais altas tecnologias para otimizar a rotina laboratorial.

Realizado pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC), no Centro de Convenções de Natal (Via Costeira Sen. Dinarte Medeiros Mariz), o evento reúne profissionais, estudantes e especialistas da América Latina e Caribe, promovendo uma imersão em avanços tecnológicos, conhecimento científico aplicado e debates sobre os desafios e oportunidades do setor.

O CBAC 2024 espera mais de 3 mil visitantes ao longo dos quatro dias de congresso, oferecendo uma plataforma para networking e atualização profissional entre farmacêuticos, biomédicos, biólogos, enfermeiros, gestores de laboratório e autoridades públicas. Além disso, o evento foca no crescimento e atualização contínua dos laboratórios, destacando sua importância na atenção primária e segurança do paciente.

Com uma programação científica que inclui conferências, seminários, painéis, sessões interativas, atividades paralelas, espaço para trabalhos científicos e Curso PNCQ Gestor (voltado aos princípios do Programa Nacional de Controle de Qualidade), abrangendo diversas especialidades e metodologias.

Para mais informações sobre as inscrições e a programação completa, visite o site oficial do CBAC 2024, em www.sbac.org.br/cbac/. Para saber mais sobre o Grupo Bio, acesse www.grupobioholding.com.br.

Sobre a FirstLab

A FirstLab faz parte de um grupo sólido de empresas que trabalham pela vida, com mais de 25 anos de atuação e grande conhecimento no mercado da saúde. Desenvolve e fabrica produtos e equipamentos para Laboratórios de Análises Clínicas, promovendo segurança, inovação e tecnologia nas rotinas laboratoriais sempre pensando na sustentabilidade e atuando com responsabilidade. Para mais informações, acesse https://firstlab.ind.br/.

Sobre a Kasvi

A Kasvi é uma empresa brasileira dedicada a oferecer as melhores soluções para pesquisa, ciência, diagnósticos, estudos e novas descobertas. Com mais de 10 anos de expertise no mercado laboratorial, a Kasvi é referência em produtos e equipamentos de alta performance para indústrias e laboratórios. Para mais informações sobre os lançamentos e outros produtos, entre em contato pelo site www.kasvi.com.br.

Sobre o LABPOC

O LABPOC é primeiro laboratório point of care do Brasil, – do inglês, ponto de cuidado, ao lado do paciente – e oferece desde XXX serviços de diagnóstico laboratorial para os mais variados segmentos do ecossistema de saúde, proporcionando tecnologias inovadoras, suporte, treinamento, controle de qualidade e laudo para os testes laboratoriais point of care, também conhecidos no Brasil como TLR; teste laboratorial remoto descrito na RDC 302/2005. Resultados de exames que levavam horas ou até dias para saírem, com os serviços e a tecnologia do laboratório, são liberados em poucos minutos, mas com a mesma qualidade dos ensaios laboratoriais tradicionais. Todos os diagnósticos do LABPOC são de alta qualidade e com certificação de renomados ensaios de proficiência. Para saber mais, acesse: https://labpoc.com.br/pt/.

Sobre a Advagen Biotech

A Advagen Biotech iniciou as atividades industriais na área da microbiologia em 2015 e ampliou o escopo de atuação com dezenas de produtos registrados nas mais diversas apresentações. A empresa fabrica e fornece testes rápidos para facilitar o diagnóstico médico para tratar diferentes doenças, utilizando procedimentos e metodologias de produção asseguradas por controles padronizados de qualidade, lógicas estatísticas comprovadas e profissionais capacitados, atende as mais complexas exigências do mercado nacional e internacional. Para saber mais, acesse www.advagen.com.br.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Grupo de saúde participa do Congresso Brasileiro de Análises Clínicas em Natal Read More »

RN registrou mais de 17 mil doações de sangue até março deste ano

RN registrou mais de 17 mil doações de sangue até março deste ano

Comemorado em 14 de junho, Dia Mundial do Doador de Sangue visa incentivar doações e salvar vidas

O Dia Mundial do Doador de Sangue é celebrado no dia 14 de junho em todo o mundo, com o objetivo de agradecer aos doadores e incentivar o aumento das doações regulares. Até março deste ano, o Brasil registrou 731.734 doações de sangue, sendo 17.756 apenas no estado do Rio Grande do Norte. Para marcar a data e promover a doação, o Ministério da Saúde lança a campanha nacional “Toda vida é importante para alguém. Doe sangue, mesmo sem saber para quem”.

Em 2023, foram coletadas mais de 3,2 milhões de bolsas de sangue no Sistema Único de Saúde (SUS), representando 1,6% da população brasileira como doadora. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que cada país tenha uma taxa de doação entre 1% e 3% da população, mas ressalta que cada região deve avaliar a melhor taxa para suprir suas necessidades.

O Brasil conta com 32 hemocentros estaduais, além de diversos serviços regionais e municipais de hemoterapia, responsáveis pela coleta, processamento, armazenamento e distribuição de sangue e seus componentes.

A importância da doação de sangue

Joice Aragão, coordenadora-geral de Sangue e Hemoderivados da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (Saes), destaca a importância do ato de doar sangue. “Neste dia, celebramos aqueles que, com seu gesto altruísta, ajudam a transformar vidas. Convido a todos a se unirem a essa causa vital, pois cada doação é uma prova de amor ao próximo e salva vidas. Junte-se a nós nessa jornada de generosidade, onde cada batimento do coração conta uma história de esperança e renascimento”, afirmou.

Além da campanha nacional, os bancos de sangue de todo o Brasil estarão mobilizados em ações para fortalecer a doação de sangue. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, participa de uma live na noite de hoje sobre o tema, promovida pelo Instituto Henfil e pela Revista Fórum.

Ferramentas e ações para facilitar a doação

O mini aplicativo Hemovida, integrado ao Meu SUS Digital, desempenha um papel crucial na disseminação de informações sobre as regras de doação de sangue no SUS. A nova versão do Hemovida Web – Ciclo do Sangue facilita a conexão entre hemocentros da rede pública de saúde e potenciais doadores, oferecendo funcionalidades como geolocalização de serviços hemoterápicos, regras para doação, campanhas e doação autodeclarada.

Requisitos para doação de sangue

No Brasil, qualquer pessoa entre 16 e 69 anos pode doar sangue. É necessário pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar em jejum. No dia da doação, é imprescindível levar um documento de identidade com foto.

Homens podem doar até quatro vezes ao ano, com intervalos mínimos de dois meses entre as doações. Mulheres podem doar três vezes ao ano, com intervalos de três meses entre cada doação.

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN registrou mais de 17 mil doações de sangue até março deste ano Read More »

Número de mortes por leptospirose chega a 17 no Rio Grande do Sul

Número de mortes por leptospirose chega a 17 no Rio Grande do Sul

Quatro óbitos estão em investigação, diz Centro de Vigilância em Saúde

Subiu para 17 o número de mortes por leptospirose no Rio Grande do Sul, devido a exposição da população às enchentes que atingiram o estado por mais de um mês. A doença infecciosa febril é transmitida pelo contato com a urina de animais infectados, principalmente roedores, pela bactéria leptospira. De acordo com o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), quatro mortes ainda estão em investigação e outras sete foram descartadas.

A Secretaria de Estado de Saúde informou que foram notificados, um total de 4.516 casos de leptospiroseoirose. Desses, 242 foram confirmados, outros 1.004 foram descartados e 3.270 seguem em investigação.

Doença

A leptospirose pode ocorrer em qualquer época do ano, mas as chances de contágio são maiores quando há inundações, enxurradas e lamas. Se houver algum ferimento ou arranhão, a bactéria penetra com mais facilidade no organismo humano. É importante que residentes em locais mais atingidos pela chuva adotem cuidados, como usar calçados ao caminhar em áreas alagadas, evitar qualquer tipo de contato com roedores (os principais transmissores) e lavar bem os alimentos.

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Número de mortes por leptospirose chega a 17 no Rio Grande do Sul Read More »

Autoridades sanitárias alertam para alta nos casos de dengue na Europa

Autoridades sanitárias alertam para alta nos casos de dengue na Europa

De 2010 a 2021 foram 73 casos, contra 130 em 2023

Em 2023, a Europa registrou 130 casos de transmissão local de dengue, contra 71 casos em 2022. O aumento é considerado significativo por autoridades sanitárias, sobretudo quando comparado ao total de casos de transmissão local da doença registrados ao longo dos dez anos anteriores, entre 2010 e 2021: apenas 73.

Casos importados de dengue no continente europeu, provenientes de países onde há surtos da doença, também aumentaram, passando de 1.572 em 2022 para mais de 4,9 mil no ano passado – o maior número já registrado desde que o monitoramento de casos na Europa começou a ser feito, em 2008.

Os dados são do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC, na sigla em inglês). De acordo com a entidade, em 2024, diversos países europeus já reportaram aumento de casos importados de dengue, o que sugere que os números, em 2024, podem superar os do ano passado.

“A Europa já percebe como as mudanças climáticas criam condições favoráveis para que espécies invasivas de mosquito se espalhem por áreas anteriormente não afetadas e infectem mais pessoas com doenças como a dengue”, citou a diretora do ECDC, Andrea Ammon, em comunicado.

“Medidas de proteção individual, combinadas com medidas de controle de vetores, detecção precoce de casos, vigilância em tempo real, mais pesquisas e atividades de sensibilização são fundamentais em áreas da Europa onde há maior risco”, reforçou.

Mosquitos

De acordo com o ECDC, o Aedes albopictus, transmissor de arboviroses como dengue, chinkungunya e zika, está se espalhando mais ao norte, leste e oeste da Europa, com “populações autossustentáveis” em pelo menos 13 países do continente. O Aedes aegypti, que, além das três doenças, também transmite febre amarela, se tornou endêmico em Chipre.

“Seu potencial para se estabelecer em outras partes da Europa é preocupante em razão de sua significativa capacidade de transmitir patógenos e de sua preferência por picar humanos”, destacou a entidade. Já o mosquito Culex, popularmente conhecido no Brasil como pernilongo, se tornou nativo no continente e está presente em todos os países da região.

“Já é amplamente previsto que as alterações climáticas terão grande impacto na propagação de doenças transmitidas por mosquitos na Europa – por exemplo, em razão do surgimento de condições ambientais favoráveis ao estabelecimento e crescimento de populações de mosquitos”, concluiu o ECDC.

Foto: Claudio Vieira/PMSJC/Ilustração

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Autoridades sanitárias alertam para alta nos casos de dengue na Europa Read More »

Pague Menos inaugura mais uma loja em uma das principais avenidas de Natal

Pague Menos inaugura mais uma loja em uma das principais avenidas de Natal

A abertura foi decorrente da troca de bandeira das lojas Extrafarma no estado

A Pague Menos, segunda maior rede de farmácias do Brasil e a primeira a estar presente em todos os estados da federação, anunciou a inauguração de sua nova loja em Natal. A nova unidade, localizada em uma das principais avenidas da cidade, a Avenida Engenheiro Roberto Freire, contará com serviços e ofertas exclusivas aos clientes, aliando qualidade, agilidade e conveniência em todo o processo de compras.

“O cliente está no centro de todas as nossas decisões e a troca de bandeira é parte de uma estratégia cuidadosa que analisa caso a caso, garantindo o nosso compromisso e melhor experiência aos clientes. Dessa forma, conseguimos sempre trazer as melhores ofertas e oferecer acesso ao nosso hub de saúde, reforçando o nosso compromisso com a qualidade de vida e bem-estar da população brasileira”, explica Jonas Marques, CEO da Pague Menos e Extrafarma.

A nova loja conta também com um consultório farmacêutico do Clinic Farma, refletindo o compromisso da companhia de levar soluções completas que atendam ou superem as necessidades dos seus clientes. A iniciativa pioneira, lançada em 2014, oferece mais de 60 procedimentos entre testes, vacinas e outros serviços de saúde, como testes de dengue, malária, Covid e Influenza, chikungunya, PSA, hepatite C, zika, teste de gravidez Beta HCG, Vitamina D, Hemoglobina glicada, perfil lipídico, anemia, HIV + Sifilis, ácido úrico, TSH, bioimpedência e muito mais, graças a soluções modernas oferecidas por healthtechs.

Outro diferencial da companhia é a sua capilaridade e estrutura omnichannel, que permite a compra de itens pelo app, site Clique&Retire; Prateleira Infinita; lockers e televendas, possibilitando ao cliente comprar como quiser e receber seus produtos como preferir. Atenta às novidades e buscando oferecer uma experiência de compra cada vez melhor, a rede lançou no início de 2024 o canal de compras via WhatsApp, criado em parceria com a Suri by Chatbot Maker, oferecendo ainda mais conveniência e praticidade aos clientes. Outro destaque foi o lançamento do Pague Menos Ads, uma iniciativa da área de Retail Media da Companhia. A iniciativa fortalece o posicionamento da companhia em ter o cliente no centro de suas decisões ao proporcionar alternativas de compras personalizadas e que se ajustam às preferências dos consumidores, especialmente no ramo de saúde, beleza e bem-estar.

Serviço:

Endereço: Avenida Engenheiro Roberto Freire, 1026 – Natal, RN.

Sobre as Farmácias Pague Menos e Extrafarma

A Pague Menos e Extrafarma estão presentes nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal. Contam com 1.654 lojas, distribuídas em mais de 400 municípios, com 25,7 mil colaboradores, além de uma plataforma omnichannel, que possibilita ao cliente comprar como quiser e receber seus produtos como preferir. Líderes nas regiões Norte e Nordeste, a Pague Menos e Extrafarma são hoje o Hub de Saúde da classe média expandida, com mais de mil unidades do Clinic Farma em todas as regiões do país.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Pague Menos inaugura mais uma loja em uma das principais avenidas de Natal Read More »

Hospital do RN usa embalagem de bolo como máscara de oxigênio em criança

Hospital do RN usa embalagem de bolo como máscara de oxigênio em criança

Medida improvisada evidencia desafios enfrentados pelo hospital municipal de Santa Cruz

Um caso alarmante no hospital municipal de Santa Cruz, na região Agreste potiguar, chamou atenção para as condições precárias enfrentadas pelas unidades de saúde locais. Um bebê de apenas três meses, internado com suspeita de bronquiolite, precisou receber oxigênio através de uma embalagem de bolo, devido à falta de equipamentos adequados na unidade.

O bebê deu entrada no hospital no sábado (8.jun.2024), apresentando um quadro de desconforto respiratório grave, congestão nasal, febre, rinorreia, vômitos e diarreia. De acordo com a direção técnica do hospital, a situação da criança era extremamente grave, exigindo cuidados intensivos imediatos. A nota oficial ressaltou que, apesar das limitações, a equipe médica agiu prontamente para estabilizar o bebê.

Devido à falta de recursos e equipamentos específicos para tratar o quadro respiratório do bebê, a médica plantonista improvisou uma máscara de oxigênio utilizando uma embalagem de bolo. O ato de ‘criatividade’ e urgência visou garantir a administração de oxigênio até que a transferência para uma unidade com UTI pediátrica pudesse ser realizada.

Transferência e situação do hospital

Na manhã desta terça-feira (11.jun), o bebê foi transferido em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital Varela Santiago, em Natal, onde passou a receber o tratamento especializado necessário. A direção do hospital municipal de Santa Cruz destacou que a unidade não é referência em urgência materno-infantil, enfatizando a necessidade de melhorias na infraestrutura e na disponibilidade de equipamentos essenciais.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hospital do RN usa embalagem de bolo como máscara de oxigênio em criança Read More »

RN não registra casos de sarampo desde 2020

RN não registra casos de sarampo desde 2020

Após dois anos sem casos autóctones, o Brasil avança na eliminação da doença

Desde 2020, o estado do Rio Grande do Norte não registra nenhum caso de sarampo, um marco significativo para as medidas de controle e redução da doença em todo o Brasil. Na quarta-feira (5.jun.2024), o país celebrou dois anos sem casos autóctones de sarampo, um passo crucial para a retomada da certificação de “país livre de sarampo”. Este título havia sido retirado no ano anterior, após o Brasil deixar de ser considerado uma região endêmica.

O Brasil já havia conquistado o status de país livre do sarampo em 2016. Entretanto, a reintrodução do vírus em 2018, causada pelo intenso fluxo migratório de países vizinhos e pelas baixas coberturas vacinais em diversas localidades, colocou o país em alerta novamente. Desde então, o número de casos tem diminuído significativamente, passando de 20.901 registros em 2019 para apenas 41 em 2022. O último caso confirmado foi em 5 de junho de 2022, no estado do Amapá.

Comissão internacional avalia reversão do status

Em maio deste ano, o Brasil recebeu a visita da Comissão Regional de Monitoramento e Reverificação da Eliminação do Sarampo, Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita na Região das Américas. O objetivo foi continuar o processo de recertificação do Brasil como livre da circulação de sarampo e garantir a sustentabilidade da eliminação da rubéola e da síndrome da rubéola congênita (SRC). A visita contou também com a presença do Secretariado da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Desafios globais e esforços nacionais

Enquanto o Brasil avança na eliminação do sarampo, o cenário global preocupa. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou como “alarmante” o aumento de casos na Europa, com mais de 58 mil infecções em 41 países ao longo de 2023. Este aumento representa uma tendência crescente nos últimos três anos.

Para manter o Brasil livre de sarampo, é crucial alcançar coberturas vacinais homogêneas de pelo menos 95%. “Isso garante a proteção da população contra possíveis casos importados e reduz o risco de reintrodução da doença. Além disso, protege aqueles que não podem se vacinar”, explica Eder Gatti, diretor do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Gatti também destacou a importância da continuidade da estratégia de microplanejamento, que em 2023 destinou R$ 151 milhões para estados e municípios. Esta metodologia, recomendada pela OMS, envolve diversas atividades focadas na realidade local para fortalecer e ampliar o acesso à vacinação ao longo do ano.

A importância da vacina tríplice viral

A vacina tríplice viral, oferecida no Calendário Nacional de Vacinação, é essencial na luta contra o sarampo. Este imunizante protege também contra a caxumba e a rubéola, doenças altamente infecciosas que já causaram grandes epidemias. O esquema vacinal prevê duas doses para pessoas de 12 meses a 29 anos, e uma dose para adultos de 30 a 59 anos. Em 2023, a cobertura da primeira dose da tríplice viral aumentou de 80,7% em 2022 para 87%, com expectativas de crescimento conforme as atualizações das bases estaduais sejam incorporadas aos dados nacionais.

A retomada da certificação de “país livre de sarampo” é um objetivo palpável para o Brasil, resultado do esforço conjunto de autoridades de saúde, profissionais e da população. Manter altas coberturas vacinais e continuar as estratégias de microplanejamento são fundamentais para garantir a proteção da saúde pública e evitar a reintrodução do sarampo no país.

Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN não registra casos de sarampo desde 2020 Read More »

Cobertura vacinal contra Poliomielite no RN atinge 31 mil crianças

Cobertura vacinal contra Poliomielite no RN atinge 31 mil crianças

Campanha de vacinação no Rio Grande do Norte segue até a próxima sexta-feira com meta de alcançar 95% de cobertura

O número de crianças menores de cinco anos vacinadas contra a poliomielite no Rio Grande do Norte alcançou a marca de 31 mil nesta segunda-feira (10.jun.2024). Segundo a plataforma RN Mais Vacina, essa cifra representa uma cobertura vacinal de 18,5% no estado. Embora ainda distante da meta de 95% (equivalente a 159.367 crianças), o RN possui atualmente a maior cobertura vacinal do país, conforme dados do Ministério da Saúde.

A campanha de vacinação, iniciada pelo Ministério da Saúde em 27 de maio, está programada para continuar até a próxima sexta-feira (14). A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) informou que uma eventual prorrogação do prazo será decidida pelo ministério, que coordena a política de imunização.

O Dia D de vacinação contra a poliomielite ocorreu no último sábado (8) em todo o Brasil. Em Natal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu a ação sob o tema “dedique uma manhã ao seu filho”, com o objetivo de intensificar a imunização contra a poliomielite.

A poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa causada pelo poliovírus, que pode infectar tanto crianças quanto adultos, potencialmente resultando em paralisia irreversível nos membros inferiores nos casos mais graves. O último registro da doença no Brasil foi em 1989, mas a vacinação continua sendo crucial para prevenir a reintrodução do vírus no país, especialmente após um caso recente ser notificado em uma criança no Peru, país que faz fronteira com o Brasil.

Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Cobertura vacinal contra Poliomielite no RN atinge 31 mil crianças Read More »

Delação premiada, aborto e cigarro eletrônico movimentam Congresso

Delação premiada, aborto e cigarro eletrônico movimentam Congresso

Anistia para dívidas de produtores rurais do RS pode entrar na pauta

A urgência do projeto que equipara o aborto ao homicídio e a urgência da proposta que proíbe a delação premiada de pessoas presas devem entrar na pauta da Câmara dos Deputados desta semana. Anistia para dívidas de produtores rurais do Rio Grande do Sul (RS) também pode entrar na pauta.

Já os projetos que regulamenta os cigarros eletrônicos e o que autoriza os jogos de azar no Brasil – como bingos, cassinos e jogo do bicho – podem ser votados nas comissões do Senado Federal.

Além disso, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara pode incluír na Constituição a criminalização do porte ou posse de drogas. O parecer dessa proposta foi lido na última terça-feira (4) e o tema conta com amplo apoio dos parlamentares.

Como a Câmara suspendeu a última sessão do plenário após a deputada federal Luiza Erundina passar mal, a expectativa é que os deputados retomem os projetos não analisados.

Entre os projetos, está o que cria o Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Violência contra a Mulher, que prevê a criação de lista com o nome de todas as pessoas já condenadas por violência contra a mulher com a sentença transitada em julgado, ou seja, quando não haja mais possibilidade de recursos contra a decisão.

Também estava na pauta da semana passada o projeto de lei que concede anistia para dívidas de custeio adquiridas em 2024 pelos produtores rurais gaúchos, como forma de compensar as perdas pelas chuvas. O texto ainda suspende por 2 anos o pagamento mensal de dívidas de investimento e comercialização contraídas neste ano.

O projeto que equipara o aborto ao homicídio simples, com o regime de urgência pautado no plenário, aumenta a pena máxima para o crime de aborto de 10 para 20 anos quando cometido a partir da 22 semana de gestação. O texto também proíbe o aborto legal – em casos de estupro, de risco de vida à mulher e de anencefalia fetal (quando não há formação do cérebro do feto) – para gestações acima de 22 semanas.

O plenário pode ainda analisar a urgência do projeto que acaba com a possibilidade de delação premiada para pessoas que estão presas. Esse texto foi incluído de última hora no plenário da Câmara na última sessão.

Senado

No Senado, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) pode votar na terça-feira (11) o projeto de lei que estabelece regras para os cigarros eletrônicos. No Brasil, a regulamentação dos produtos fumígenos está sob responsabilidade da Anvisa, que desde 2009 proíbe a comercialização, a importação e a propaganda desses produtos.

Há ainda expectativa da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado votar o projeto que regulamenta os jogos de azar e as apostas em todo o Brasil. De autoria do senador Irajá (PSD-TO), o texto autoriza o funcionamento de cassinos, bingos, jogo do bicho e permite apostas em corridas de cavalos.

Foto: Pedro França/Agência Senado

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Delação premiada, aborto e cigarro eletrônico movimentam Congresso Read More »

Campanha de Vacinação Antirrábica 2024 terá início na próxima segunda-feira (10) em Natal

Campanha de Vacinação Antirrábica 2024 terá início na próxima segunda-feira (10) em Natal

Secretaria de Saúde inicia vacinação para cães e gatos a partir de segunda-feira, 10 de junho

A partir da próxima segunda-feira (10.jun.2024), a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS), através da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), dará início à Campanha de Vacinação Antirrábica 2024 para cães e gatos. A ação, que se estenderá até 31 de agosto, inclui vacinação porta a porta e em pontos fixos distribuídos pela cidade. O Dia D da campanha está marcado para o sábado, 17 de agosto.

A vacina estará disponível para cães e gatos saudáveis a partir de três meses de idade que não tenham recebido tratamento farmacoterápico nos últimos 30 dias e que ainda não tenham sido vacinados contra a raiva em 2024. A meta da campanha é imunizar cerca de 80% dos 103.887 animais previstos no município.

“A vacinação contra a raiva é crucial para proteger os animais e evitar casos graves que podem levar à morte e transmissão para humanos. Convidamos todos os tutores a participarem”, afirma Chilon Batista, secretário de Saúde de Natal.

Até maio de 2024, foram registrados seis casos de morcegos com raiva em Natal, destacando a necessidade de proteger os animais de estimação. A raiva é uma zoonose grave, transmitida pela saliva de animais infectados e pode ser fatal se não tratada a tempo.

Os postos fixos de vacinação funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h, em diferentes pontos da cidade. Haverá também vacinação porta a porta nos bairros Pajuçara, Nossa Senhora da Apresentação, Planalto, Alecrim e Felipe Camarão.

Foto: Pedro Godoy/ExLibris/PMI-secom/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Campanha de Vacinação Antirrábica 2024 terá início na próxima segunda-feira (10) em Natal Read More »

Junho Violeta visa conscientizar sobre ceratocone

Junho Violeta visa conscientizar sobre ceratocone

Sociedade de Oftalmologia do RN e Hospital de Olhos de Parnamirim lançam vídeo educativo para alertar sobre importância do diagnóstico

O ceratocone é uma doença ocular progressiva que afeta a estrutura da córnea, tornando-a mais fina e em formato de cone. Essa deformidade pode causar visão distorcida, sensibilidade à luz e, em casos graves, a necessidade de um transplante de córnea. Estima-se que aproximadamente 1 em cada 2.000 pessoas no mundo sofra com essa condição, totalizando cerca de 4 milhões de indivíduos globalmente. No Brasil, o número de afetados chega a aproximadamente 150 mil pessoas, sendo que no Rio Grande do Norte, a estimativa é de que cerca de 5 mil indivíduos convivam com o ceratocone.

Em apoio ao Junho Violeta, mês dedicado à conscientização e prevenção do ceratocone, a Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Norte (SOERN) e o Hospital de Olhos de Parnamirim estão lançando um vídeo educativo que conta a história de Juno Coçador, um menino de 12 anos que descobriu a doença precocemente. A iniciativa busca alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e do tratamento adequado para evitar complicações graves.

Presidente da SOERN, o oftalmologista Anderson Martins enfatiza a relevância dessa ação. “O ceratocone pode ser confundido com outros problemas de visão, como o astigmatismo. Por isso, é crucial que as pessoas realizem exames oftalmológicos regularmente, especialmente se houver histórico familiar da doença. Diagnosticar o ceratocone em seus estágios iniciais permite um tratamento mais eficaz e pode evitar a progressão para formas mais graves”, explica o especialista em córnea.

O vídeo educativo destaca os sintomas do ceratocone – como visão embaçada, sensibilidade à luz e mudança frequente no grau dos óculos – e reforça a importância de procurar ajuda médica o quanto antes. A história de Juno Coçador serve como um exemplo para famílias e jovens, mostrando que a detecção precoce pode fazer uma grande diferença na qualidade de vida dos pacientes.

“A nossa missão é informar e educar a população sobre o ceratocone. Com a tecnologia avançada disponível hoje, como a topografia de córnea, podemos detectar a doença antes que ela cause danos significativos à visão. É um esforço conjunto para melhorar a qualidade de vida dos nossos pacientes”, conclui o médico Anderson Martins.

Para assistir ao vídeo educativo ‘Juno e o Ceratocone’, acesse https://www.youtube.com/watch?v=o-LIk1jDfrY e/ou acompanhe as redes do HOP pelo @hoparnamirim

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Junho Violeta visa conscientizar sobre ceratocone Read More »

Natal inicia aplicação da nova vacina contra covid-19 para subvariante Ômicron

Natal inicia aplicação da nova vacina contra covid-19 para subvariante Ômicron

Vacinação está disponível para crianças menores de cinco anos e grupos prioritários em diversos pontos da cidade

Natal iniciou, nesta quarta-feira (5.mai.2024), a aplicação da nova vacina contra a covid-19, desenvolvida para combater a subvariante XBB.1.5 da variante ômicron. A campanha de vacinação abrange crianças menores de cinco anos e diversos grupos prioritários, com atendimento em várias unidades de saúde da cidade.

Os locais de vacinação incluem as Unidades Básicas de Saúde (UBS), que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h. Além disso, pontos extras foram instalados nos shoppings Midway Mall e Partage Norte, operando de segunda a sexta das 13h às 20h, e aos sábados das 15h às 20h.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vacina monovalente XBB é a versão mais atualizada para combater as variantes do vírus, apresentando uma estrutura similar às vacinas bivalentes. O esquema vacinal para crianças varia de acordo com o histórico de vacinação prévio, com doses ajustadas para maximizar a proteção.

Grupos prioritários, como trabalhadores de saúde, gestantes, idosos acima de 60 anos, entre outros, também estão inclusos na campanha. Aqueles já vacinados com a dose bivalente devem seguir um calendário de reforço específico.

Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Natal inicia aplicação da nova vacina contra covid-19 para subvariante Ômicron Read More »

Confirmada oitava morte por leptospirose no RS após enchentes

Confirmada oitava morte por leptospirose no RS após enchentes

Risco de morte pode chegar a 40% nos casos mais graves

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou, na noite dessa sexta-feira (31), a oitava morte por leptospirose relacionada às enchentes no estado. O registro refere-se a um homem de 31 anos, morador do município de São Leopoldo (RS), que ficou muito tempo exposto à água contaminada. O resultado positivo da amostra foi confirmado após análise do Laboratório Central do Estado (Lacen-RS), em Porto Alegre.

De acordo com informe epidemiológico do Centro Estadual de Vigilância Sanitária (CEVS), da Secretaria Estadual da Saúde, mais 12 mortes estão em investigação. Devido às enchentes, ao todo foram notificados 2.548 casos da doença, sendo que 148 deles (5,8%) foram confirmados.

A leptospirose

Doença bacteriana infecciosa aguda, é transmitida a partir da exposição direta ou indireta à urina de animais (principalmente ratos) infectados, em contato com a pele e mucosas. A bactéria pode estar presente na água contaminada ou lama, e os alagamentos aumentam a chance de infecção entre a população exposta. A água em regiões alagadas pode se misturar com o esgoto.

Os sintomas surgem normalmente de cinco a 14 dias após a contaminação, podendo chegar a 30 dias. Os principais são febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (em especial na panturrilha) e calafrios. A orientação à população é procurar um serviço de saúde logo nas primeiras manifestações. Nos municípios sem serviços de saúde disponíveis, as pessoas devem procurar qualquer profissional de saúde em abrigos, albergues ou ginásios.

A Secretaria estadual da Saúde alerta para outros sintomas a serem observados pelos profissionais de saúde, como tosse, sensação de falta de ar ou respiração acelerada, alterações urinárias, vômitos frequentes, icterícia, escarros com presença de sangue, arritmias, alterações no nível de consciência.

A doença apresenta elevada incidência em determinadas áreas, além do risco de letalidade, que pode chegar a 40% nos casos mais graves.

Medidas preventivas

O cidadão deve evitar andar, nadar, tomar banho com água de enchentes. Caso seja inevitável o contato com a água, lama das cheias e esgoto, que podem estar contaminados, a pessoa deve usar luvas, botas de borracha ou sapatos impermeáveis. Se não houver disponibilidade desses itens, usar sacos plásticos duplos sobre os calçados e as mãos.

Ninguém deve ingerir água ou alimentos que possam ter sido infectados pelas águas das cheias.

Se houver cortes ou arranhões na pele, as pessoas devem evitar o contato com a água contaminada e usar bandagens nos ferimentos.

Se tiver contato com a água ou lama e apresentar sintomas como dores de cabeça e muscular, febre, náuseas e falta de apetite, deve procurar uma unidade de saúde.

Os suspeitos com sintomas compatíveis com leptospirose e que vieram de áreas de alagamento devem iniciar tratamento medicamentoso imediato e ter amostra coletada – a partir do 7º dia do início dos sintomas. O material deve ser encaminhado exclusivamente ao Laboratório Central do Estado.

A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, em vídeo divulgado nas redes sociais, orientou a população. “Mexeu na lama, andou na água da enchente e teve sintomas de leptospirose? Procure um atendimento de saúde, pois tem tratamento e temos medicações suficientes. O tratamento não pode esperar, não fique em casa achando que vai passar, pois isso pode se transformar numa doença grave”.

Orientações

A Secretaria da Saúde do estado publicou a primeira versão do Comunicado de Risco – Leptospirose e Acidentes com Animais Peçonhentos, com reforço e atenção aos sintomas e indicações de coletas para análise laboratorial.

A secretaria também disponibilizou aos gestores e profissionais de saúde o Guia de Consulta Rápida para a vigilância, que inclui informações como manifestações clínicas, diagnósticos e condutas diante de casos suspeitos.

A versão atualizada e revisada do Guia Básico para riscos e cuidados com a saúde após enchentes também foi publicada na internet pela Secretaria da Saúde. O documento traz informações para a população em geral e a profissionais da área de saúde sobre várias doenças e suas medidas de prevenção, limpeza e higienização de casas, pátios, roupas e alimentos.

Entre as demais doenças destacadas estão tétano, hepatite A, raiva, acidente com animais peçonhentos e doenças diarreicas, que são outros agravos potencializados em situações de alagamentos.

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Confirmada oitava morte por leptospirose no RS após enchentes Read More »

Luan Santana passa mal e cancela show

Luan Santana passa mal e cancela show

Cantor retorna a São Paulo após apresentar calafrios; agenda de shows é impactada por problemas de saúde

O cantor Luan Santana está de repouso em casa após passar mal antes de seu show na Divinaexpo, evento tradicional em Divinópolis, Minas Gerais, neste sábado (1°jun.2024). A assessoria de imprensa do artista informou que ele começou a sentir calafrios assim que chegou à cidade, o que motivou seu retorno imediato a São Paulo para cuidados médicos.

No dia 28 de maio, Luan Santana já havia sentido um mal-estar e foi atendido no Hospital Albert Einstein, na unidade Alphaville, onde recebeu a recomendação de repousar por quatro dias. No entanto, contrariando as orientações médicas, o cantor realizou apresentações em Lages (SC) no dia 29 e em Votorantim (SP) no dia 30, o que pode ter contribuído para a recaída.

O cancelamento do show na Divinaexpo foi anunciado oficialmente pelo Sindicato Rural de Divinópolis, organizador do evento, causando grande frustração entre os fãs que aguardavam a apresentação. A assessoria do cantor reiterou que Luan teve um mal-estar, sem confirmar um mal súbito, mas enfatizou a necessidade de repouso para sua recuperação.

O cantor deve permanecer em repouso até que esteja completamente recuperado, adiando temporariamente seus compromissos profissionais.

Os fãs de Luan Santana expressaram preocupação e enviaram mensagens de apoio nas redes sociais, desejando uma rápida recuperação. A equipe do cantor agradeceu o carinho e informou que novos shows serão agendados assim que ele estiver apto a retornar aos palcos.

Foto: Gildo Bento/Prefeitura de Mossoró/Ilustração/Arquivo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Luan Santana passa mal e cancela show Read More »

Chilon Batista é nomeado novo secretário de Saúde de Natal

Chilon Batista é nomeado novo secretário de Saúde de Natal

Ex-prefeito de Timbaúba dos Batistas assume a pasta após exoneração de Adilson Boldo

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, nomeou na última quinta-feira (29.mai.2024) o novo titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O ex-prefeito do município de Timbaúba dos Batistas, na região Seridó do Rio Grande do Norte, Chilon Batista, assumiu o cargo. A decisão foi oficializada no Diário Oficial do Município.

Desde março passado, Adilson Boldo vinha ocupando o cargo após a saída de George Antunes. No entanto, Boldo foi exonerado na quinta-feira, abrindo espaço para a nomeação de Chilon. O ex-prefeito, que anteriormente atuava como secretário adjunto de Gestão Participativa, do Trabalho e da Educação em Saúde, agora assume o comando da SMS.

De acordo com a prefeitura de Natal, Chilon possui vasta experiência na gestão pública e na área da saúde, o que pode ser um diferencial importante para a condução dos trabalhos à frente da SMS. O novo secretário enfrenta agora a missão de fortalecer o sistema de saúde municipal.

Foto: Francisco de Assis/Câmara de Natal

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Chilon Batista é nomeado novo secretário de Saúde de Natal Read More »

Idosa com doença grave no fígado aguarda há 1 mês por UTI no RN

Idosa com doença grave no fígado aguarda há 1 mês por UTI no RN

Maria das Neves Espera por Transferência para Hospital Especializado; Família Aciona Justiça

Maria das Neves, uma idosa de 63 anos, completou um mês internada em uma unidade de pronto atendimento em Canguaretama, no interior do Rio Grande do Norte, aguardando um leito de UTI na rede pública de saúde. O caso foi divulgado pelo portal g1 RN nesta quarta-feira (29.mai.2024).

Diagnosticada com cirrose medicamentosa, sua condição piorou significativamente no último mês, resultando em um aumento preocupante no volume abdominal e debilitando severamente sua saúde.

Espera por transferência

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) informou que Maria das Neves precisa ser transferida para o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que possui a capacidade necessária para tratar sua condição. Contudo, o HUOL declarou que, apesar de receber a solicitação da Central Metropolitana de Regulação na manhã de quarta-feira (29), não foi possível admitir a paciente devido à ocupação total dos leitos de UTI.

Decisões judiciais

A família da idosa já entrou com uma ação judicial que resultou em duas decisões favoráveis para a internação de Maria das Neves em um leito da rede pública. Mesmo com a determinação judicial, a transferência ainda não foi realizada.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Idosa com doença grave no fígado aguarda há 1 mês por UTI no RN Read More »

RN receberá 22 equipes de cuidados paliativos no SUS

RN receberá 22 equipes de cuidados paliativos no SUS

Política Nacional garante equipes multiprofissionais, acesso a medicamentos e informação qualificada em todo o país

O Rio Grande do Norte será contemplado com 22 equipes de cuidados paliativos no âmbito da Política Nacional de Cuidados Paliativos (PNCP), lançada recentemente pelo Ministério da Saúde. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (29.mai.2024) pela pasta. A iniciativa inédita visa garantir atendimento digno e humanizado a cerca de 30 mil pessoas no estado, proporcionando alívio da dor, controle de sintomas e apoio emocional durante todo o processo de enfrentamento da doença.

As equipes de cuidados paliativos do RN serão compostas por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos e outros profissionais especializados, divididas em 8 equipes matriciais (gestão dos casos) e 14 equipes assistenciais (atendimento direto). As equipes atuarão em diferentes locais da rede de saúde, desde hospitais e ambulatórios até serviços de atenção domiciliar e atenção primária, facilitando o acesso dos pacientes ao cuidado.

O objetivo principal das equipes de cuidados paliativos é proporcionar uma experiência mais digna e confortável para os pacientes e seus familiares, garantindo:

  • Alívio da dor e controle de sintomas físicos e emocionais;
  • Apoio psicológico e social aos pacientes e seus familiares;
  • Melhoria da qualidade de vida durante todo o processo de enfrentamento da doença;
  • Atendimento humanizado e individualizado, levando em consideração as necessidades específicas de cada paciente.

Política Nacional de Cuidados Paliativos

A Política Nacional de Cuidados Paliativos faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS), e tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida de aproximadamente 625 mil brasileiros que necessitam de cuidados paliativos devido a doenças graves, crônicas ou em estágio avançado. Com a expectativa de habilitar 1,3 mil equipes especializadas em todo Brasil, a política visa proporcionar um cuidado focado no alívio da dor, controle de sintomas e apoio emocional para pacientes e seus familiares.

A nova política representa um avanço significativo na humanização dos serviços de saúde no Brasil, corrigindo a distribuição desigual de cuidados paliativos que antes se concentravam nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. O Ministério da Saúde considera que agora, estados e municípios poderão solicitar a formação de equipes especializadas para oferecer um atendimento mais eficaz e compassivo aos pacientes que enfrentam doenças que ameaçam a vida.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN receberá 22 equipes de cuidados paliativos no SUS Read More »

Adilson Boldo deixa a Secretaria da Saúde de Natal após 55 dias no cargo

Adilson Boldo deixa a Secretaria da Saúde de Natal após 55 dias no cargo

Exoneração do secretário de Saúde de Natal é publicada no Diário Oficial do Município

O Diário Oficial do Município de Natal publicou, nesta quarta-feira (29.mai.2024), a exoneração de Adilson Boldo, que ocupava o cargo de secretário da saúde desde abril deste ano. Segundo a portaria, a saída ocorreu a pedido do próprio secretário.

Adilson Boldo, que possui MBA em administração de negócios pela Fundação Armando Alvares Penteado e vasta experiência no setor de saúde, assumiu a pasta após a saída de George Antunes, que se afastou para disputar uma vaga de vereador. Durante seus 55 dias à frente da secretaria, Adilson enfrentou diversos desafios e demandas do setor.

Até o momento, ainda não foi divulgado um novo nome de quem integrará a pasta.

Foto: Divulgação/Redes Sociais

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Adilson Boldo deixa a Secretaria da Saúde de Natal após 55 dias no cargo Read More »

AstraZeneca admite à Justiça possíveis efeitos colaterais mortais da vacina contra a covid-19

AstraZeneca admite à Justiça possíveis efeitos colaterais mortais da vacina contra a covid-19

A empresa enfrenta ação coletiva e pode pagar indenizações milionárias a famílias afetadas

Pela primeira vez, a AstraZeneca admitiu à Justiça que sua vacina contra a covid-19 pode causar efeitos colaterais mortais. A farmacêutica enfrenta uma ação coletiva movida por dezenas de famílias que alegam que a vacina causou danos à saúde ou até mesmo a morte de alguns pacientes.

Os advogados das famílias acreditam que algumas indenizações podem chegar a £ 20 milhões (R$ 128 milhões). Embora conteste as alegações, a AstraZeneca, com sede em Cambridge, Reino Unido, reconheceu em documento legal que a vacina pode, em casos raros, causar Síndrome de Trombose com Trombocitopenia (TTS), condição que leva à formação de coágulos e redução de plaquetas no sangue.

A admissão da reação adversa coloca a AstraZeneca em posição de possivelmente indenizar os casos, conforme divulgado pelo The Telegraph. A notícia surgiu pouco após a empresa informar uma receita de £ 10 bilhões (R$ 641 bilhões) no primeiro trimestre de 2024, um aumento de 19%.

Cerca de 50 milhões de doses da vacina AstraZeneca foram distribuídas no Reino Unido, com dados oficiais indicando que mais de 80 britânicos morreram por complicações de coágulos possivelmente ligados à vacina, segundo a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido. Com as autoridades de saúde não encomendando mais doses, a vacina foi praticamente retirada no Reino Unido.

A AstraZeneca afirma que sua vacina salvou cerca de 6 milhões de vidas globalmente durante a pandemia de covid-19.

Foto: Myke Sena/MS/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

AstraZeneca admite à Justiça possíveis efeitos colaterais mortais da vacina contra a covid-19 Read More »

Maternidade Januário Cicco precisa de doação de leite materno

Maternidade Januário Cicco precisa de doação de leite materno

Natal enfrenta grave escassez de leite materno, afetando recém-nascidos vulneráveis

Apesar da celebração do Dia Nacional da Doação de Leite Humano, no último dia 19 de maio, a situação na Maternidade Januário Cicco em Natal é preocupante. A instituição, referência no tratamento de leite materno no estado, enfrenta um déficit alarmante na doação, colocando em risco a vida de bebês prematuros, patológicos, em tratamento domiciliar ou internados em UTIs Neonatais.

A Maternidade Januário Cicco necessita de 7 a 8 litros de leite materno por dia para atender a demanda interna. No entanto, a instituição consegue coletar apenas entre 4 e 5,5 litros, o que coloca em risco a nutrição e o desenvolvimento de bebês que já lutam pela sobrevivência.

Reconhecida pela Fiocruz como referência no tratamento de leite, a Januário Cicco é a única no estado autorizada a pasteurizar leite de hospitais privados, abastecendo UTIs Neonatais de hospitais como Unimed, Hapvida, Rio Grande, Varela Santiago, e Ana Bezerra em Santa Cruz. Apesar desse trabalho, o estoque de leite nem sempre é suficiente para as necessidades da maternidade.

O leite materno é mais do que apenas alimento. Ele é um elixir de vida que fornece nutrientes essenciais para o desenvolvimento saudável dos bebês, especialmente para aqueles que se encontram em situações vulneráveis. Além de fortalecer o sistema imunológico e proteger contra doenças, o leite materno também contribui para o desenvolvimento cognitivo e emocional dos bebês.

Como doar leite materno

Doar leite materno é um processo simples e seguro. A Maternidade Januário Cicco oferece todo o suporte necessário para as doadoras, desde o pré-cadastro até a coleta do leite. As doadoras interessadas devem entrar em contato com a maternidade através do telefone (84) 3342-5800 ou do WhatsApp (84) 99135-8217.

Pontos de doação em Natal

Além da Maternidade Januário Cicco, você também pode doar leite materno em outros pontos da cidade:

  • Hospital da Polícia Militar
  • Maternidade Divino Amor (Parnamirim)
  • Hospital Santa Catarina (Zona Norte)

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Maternidade Januário Cicco precisa de doação de leite materno Read More »

PF e Anvisa investigam contrabando de cigarros eletrônicos

PF e Anvisa investigam contrabando de cigarros eletrônicos

A Operação Vapor Digital foi deflagrada nesta terça-feira

A Operação Vapor Digital, com objetivo de combater crimes de contrabando, uso de documento falso, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e organização criminosa envolvendo cigarros eletrônicos, foi deflagrada na manhã desta terça-feira (28) pela Polícia Federal (PF) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A investigação começou em fevereiro deste ano, após três apreensões da Receita Federal realizadas nos Correios e em empresas de transporte aéreo. À época, foram apreendidos mais de 7,5 mil cigarros eletrônicos, destinados a pessoas físicas, pessoas jurídicas e distribuidoras em Manaus, em nota, informou a PF.

As investigações identificaram 11 suspeitos e 16 estabelecimentos comerciais, a maioria tabacarias, que funcionavam como pontos de vendas de cigarros eletrônicos. “A investigação identificou ainda a falsidade documental, principalmente de notas fiscais, para ludibriar a investigação”.

“Uma distribuidora tentou introduzir o produto na cidade com nota fiscal de capas de telefones celulares. Ainda, durante a investigação, foi possível identificar que alguns proprietários dos estabelecimentos movimentaram grande quantidade de valores em espécie num curto período de tempo”, destacou a nota.

“As medidas cautelares de busca e apreensão visam, principalmente, retirar os produtos ilícitos de circulação e obter elementos que comprovem a prática dos crimes investigados, além de aprofundar a investigação sobre o destino dos recursos”, completou a PF.

Ao todo, 110 policiais federais e 60 servidores da Receita Federal cumprem 27 mandados de busca e apreensão em locais classificados pela corporação como estratégicos em Manaus. Em nota, a PF informou que também foi concedida judicialmente a suspensão das atividades econômicas de estabelecimentos que vendem o produto e a suspensão de perfis de redes sociais.

Cigarro eletrônico

O cigarro eletrônico já estava proibido no Brasil desde 2009. Recentemente, a diretoria colegiada da Anvisa decidiu manter a proibição da fabricação, da importação, da comercialização, da distribuição, do armazenamento, do transporte e da propaganda desse tipo de dispositivo.

Com a decisão, qualquer modalidade de importação desses produtos fica proibida, inclusive para uso próprio. A resolução foi publicada no fim de abril e já está em vigor.

Além do cigarro eletrônico, os suspeitos alvo da operação da PF também são investigados por venderem outros produtos fumígenos ilegais, como cigarro importado e fumo para narguilé, sem autorização da Anvisa.

Foto: Divulgação Ministério da Saúde

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

PF e Anvisa investigam contrabando de cigarros eletrônicos Read More »

Pacientes de Natal estão há quatro meses sem receber insulina

Pacientes de Natal estão há quatro meses sem receber insulina

Diabéticos enfrentam quatro meses sem insulina gratuita; prefeitura promete solução emergencial

Em Natal, usuários do ProSUS, um serviço da Secretaria Municipal de Saúde (SMS Natal) que distribui fraldas, insulina e outros medicamentos gratuitamente para pacientes da rede pública de saúde, enfrentam uma situação alarmante: estão sem receber insulina há cerca de quatro meses.

A denúncia foi feita pelo vereador Luciano Nascimento (PSD) ao jornal Agora RN na última terça-feira (21.mai.2024). A diretoria do Centro Clínico Zeca Passos, onde funciona o ProSUS Natal, também confirmou a ausência do medicamento desde fevereiro deste ano.

Segundo o vereador Luciano Nascimento, a última remessa de insulina chegou no dia 9 de fevereiro, durante o Carnaval, mas se esgotou no mesmo dia. “São quatro meses sem insulina. Chegou uma vez na sexta de Carnaval e foram apenas 2.500 doses. A alternativa para quem não consegue adquirir é comprar, se tiver condições”, afirmou.

Pronunciamento da SMS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal informou, por meio de nota, que a aquisição das insulinas é realizada por meio de licitação com registro de preço válido por um ano, considerando a quantidade de usuários cadastrados no ano anterior. A licitação para a compra de insulinas Degludeca foi concluída, e a secretaria aguarda os insumos do fornecedor, que tem 30 dias para realizar os envios.

Além disso, a SMS abriu um processo emergencial para adquirir insulina Glargina, Lispro e Aspártica, enquanto a licitação para 2024 está em tramitação. A secretaria afirmou que realizará um novo cadastramento para os usuários, visando regularizar a quantidade de pessoas aptas a receber os insumos e evitar desabastecimento.

Atualmente, 1.943 pacientes estão cadastrados para receber insulina de ação longa e curta em Natal.

Foto: Carlos Costa/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Pacientes de Natal estão há quatro meses sem receber insulina Read More »

Casos de dengue triplicam no Brasil em 2024 e chegam a mais de 5 milhões

Casos de dengue triplicam no Brasil em 2024 e chegam a mais de 5 milhões

País enfrenta crise de saúde pública com aumento alarmante de casos e mortes por dengue, afetando principalmente jovens adultos

O Brasil registra um alarmante aumento nos casos de dengue em 2024, com um total de 5.100.766 casos prováveis, mais que o triplo dos 1.649.144 casos identificados ao longo de todo o ano passado. Este aumento expressivo destaca a urgência de medidas eficazes de controle e prevenção da doença.

Dados do painel de monitoramento de arboviroses indicam ainda que o país contabiliza 2.827 mortes confirmadas por dengue e 2.712 óbitos em investigação. O coeficiente atual da doença é de 2.511 casos para cada grupo de 100 mil pessoas. A letalidade em casos prováveis é de 0,06%, enquanto a letalidade em casos de dengue grave é de 4,83%.

A maioria dos casos prováveis está concentrada entre pessoas com idades entre 20 e 29 anos, seguidas pelas faixas etárias de 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 a 59 anos. As faixas etárias menos afetadas são as de crianças menores de 1 ano, pessoas com 80 anos ou mais, e crianças de 1 a 4 anos.

Minas Gerais lidera o número de casos prováveis de dengue, com 1.431.174 registros. Em seguida, estão São Paulo (1.397.796), Paraná (535.433) e Santa Catarina (288.212). Os estados com menor número de casos prováveis são Roraima (286), Sergipe (2.868), Rondônia (4.789) e Amapá (5.557).

Quando considerado o coeficiente de incidência, o Distrito Federal aparece em primeiro lugar, com 9.037 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, seguido por Minas Gerais (6.968), Paraná (4.679) e Santa Catarina (3.787). Os estados com menor coeficiente de incidência são Roraima (45), Ceará (126), Sergipe (129) e Maranhão (159).

Medidas de prevenção e controle

Diante deste cenário preocupante, é crucial que as autoridades de saúde intensifiquem as campanhas de prevenção e controle da dengue. Medidas como eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, campanhas de conscientização sobre os sintomas e a importância do tratamento precoce, além de ações coordenadas entre governo federal, estados e municípios, são fundamentais para combater a disseminação da doença.

Especialistas recomendam à população que adote medidas preventivas, como o uso de repelentes, instalação de telas em portas e janelas, uso de roupas que cubram a maior parte do corpo e, principalmente, eliminação de locais que possam acumular água parada, onde o mosquito transmissor da dengue se reproduz.

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasilia

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Casos de dengue triplicam no Brasil em 2024 e chegam a mais de 5 milhões Read More »

Mossoró vai receber reforço de 230 profissionais na saúde pública

Mossoró vai receber reforço de 230 profissionais na saúde pública

Nova convocação e contratos ampliam serviços em hospitais de Mossoró e aceleram reformas no Hospital Tarcísio Maia

A rede de hospitais coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em Mossoró receberá um significativo reforço com a convocação de mais de 230 novos profissionais e a contratação de diversos médicos clínicos e especialistas, por meio de prestação de serviço de plantão. Esta ação visa aprimorar os serviços prestados à população do Oeste Potiguar e assegurar que o Hospital da Mulher Parteira Maria Correia funcione 24 horas por dia. Além disso, a medida facilita a aceleração das obras de reforma e ampliação do Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, que está recebendo um investimento de R$ 10 milhões.

O acordo, resultado de uma articulação entre o Governo do Estado, por meio da Sesap e outras secretarias, e o Ministério Público do Rio Grande do Norte, será homologado pelo Poder Judiciário. Este acordo judicial é crucial para liberar a contratação de novos profissionais, como foi o caso da abertura recente de leitos nos hospitais Monsenhor Walfredo Gurgel, Deoclécio Marques e Geral João Machado. O investimento mensal previsto para Mossoró é de aproximadamente R$ 1 milhão, garantindo o pleno funcionamento dos serviços de saúde pública na região.

Serão convocados e contratados mais de 230 profissionais, incluindo 84 efetivos sem vacância (30 farmacêuticos, dois nutricionistas, 35 enfermeiros, um TAS/administrador, quatro fisioterapeutas e 12 técnicos em radiologia) e 152 temporários (127 técnicos em enfermagem, 18 técnicos em biodiagnóstico/laboratório e sete técnicos em farmácia). O plano também prevê a ampliação dos contratos de plantões médicos em diversas especialidades, como infectologistas, pediatras, anestesiologistas e cirurgiões gerais, além de outros profissionais de apoio.

Parte dos serviços do Hospital Tarcísio Maia será transferida para os hospitais da PM e da Mulher, conforme as ampliações de capacidade nestes hospitais forem concluídas. O Hospital da Mulher abrigará serviços como central de material e esterilização, lavanderia, microbiologia, urgência ginecológica, clínica pediátrica regulada e 50% da nutrição. Já o Hospital da PM terá duas salas de cirurgia, 18 leitos de clínica cirúrgica e três salas de recuperação.

As reformas no Hospital Tarcísio Maia incluem melhorias nos setores de urgência e emergência, pediatria, necrotério, centro cirúrgico, centro de material esterilizado, lavanderia e nutrição e dietética.

Foto: Arquivo/Sesap

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mossoró vai receber reforço de 230 profissionais na saúde pública Read More »

Sesap convoca mais 81 para complementar abertura de leitos em Natal e Parnamirim

Sesap convoca mais 81 para complementar abertura de leitos em Natal e Parnamirim

Técnicos de enfermagem, farmácia e biodiagnóstico vão atuar nos hospitais Deoclécio Marques e João Machado

Em uma medida para melhorar a capacidade de atendimento dos hospitais de Natal e Parnamirim, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) anunciou a convocação de 81 novos profissionais para integrar as equipes médicas. A convocação foi publicada no Diário Oficial do Estado na terça-feira (21.mai.2024) e inclui a contratação temporária de 72 técnicos em enfermagem, seis técnicos em biodiagnóstico e três técnicos em farmácia.

A iniciativa visa apoiar a abertura de 48 novos leitos hospitalares, divididos entre o Hospital Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, e o Hospital Geral João Machado, em Natal.

O Hospital Deoclécio Marques receberá 40 novos leitos, completando uma fase de expansão que já havia adicionado 26 leitos em 2023. O Hospital João Machado, por sua vez, ganhará mais oito leitos, aumentando sua capacidade de atendimento. Os profissionais contratados terão um prazo de 30 dias para assinar os contratos e iniciar suas atividades.

Além da contratação de técnicos em diversas especialidades, a expansão dos leitos hospitalares incluirá o aumento dos contratos para a realização de cirurgias ortopédicas e a inclusão de outros trabalhadores, como copeiros, maqueiros, higienistas e cozinheiros, além de plantões médicos em várias especialidades. A ampliação faz parte de um plano maior da Sesap, que inclui a reforma e ampliação do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, com um investimento estimado em R$ 9 milhões.

A ação é fruto de um acordo judicial entre a Sesap e o Ministério Público do Rio Grande do Norte, que autorizou a convocação e contratação dos novos profissionais da saúde. Após a conclusão das obras no Hospital Walfredo Gurgel, os leitos adicionais continuarão a servir à população nos hospitais Deoclécio Marques e João Machado, garantindo a continuidade dos serviços de saúde ampliados.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sesap convoca mais 81 para complementar abertura de leitos em Natal e Parnamirim Read More »

Transplantes de córneas no RN aumentam 74%

Transplantes de córneas no RN aumentam 74%

Comparativo com 2023 também registrou aumento de 23% para os transplantes de medula óssea

O Rio Grande do Norte registrou um aumento de 30,7% no total de transplantes de órgãos realizados entre janeiro e abril de 2024, em comparação ao mesmo período de 2023. O maior aumento foi observado nos transplantes de córneas, com crescimento de 74%, seguido pelos transplantes de medula óssea, com 23%.

De acordo com a Subcoordenadoria de Transplantes de Órgãos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), foram realizados 136 transplantes no primeiro quadrimestre de 2024, incluindo 15 renais, 68 de córneas e 53 de medula óssea. Em 2023, foram realizados 103 transplantes no mesmo período.

A coordenadora da Central de Transplantes do RN, Rogéria Medeiros, atribuiu o aumento a doações provenientes de outros estados e à conscientização da população sobre a doação de órgãos. A quantidade de doações de múltiplos órgãos aumentou em 30%, e de córneas, em 26%.

No entanto, o número de pacientes na lista de espera ainda é elevado: 595 para córneas, 330 para transplantes renais, 16 para medula óssea e 1 para transplante cardíaco. A Central de Transplantes espera expandir os serviços em 2024, com a credenciação de transplantes de pele e o aumento de Comissões Intra-Hospitalares de Doação de Órgãos.

Foto: Assessoria Sesap

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Transplantes de córneas no RN aumentam 74% Read More »

Tony Ramos deixa UTI e apresenta melhora progressiva

Tony Ramos deixa UTI e apresenta melhora progressiva

Ator, de 75 anos foi submetido a drenagem de sangramento intracraniano

O ator Tony Ramos, 75 anos, recebeu alta, neste sábado (18), do Centro de Terapia Intensiva, segundo boletim divulgado pelo Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. Ele se recupera agora na Unidade Semi-intensiva.

O boletim diz que o ator está lúcido e apresenta melhora progressiva do quadro.

“O Hospital Samaritano Botafogo informa que o ator Tony Ramos foi submetido a cirurgia de drenagem de hematoma subdural (sangramento intracraniano) pela equipe do Dr. Paulo Niemeyer, no dia 16/5. O paciente recebeu alta do CTI na data de hoje (18/5), encontra-se na Unidade Semi-intensiva, está lúcido e apresenta melhora progressiva do quadro”, disse a unidade hospitalar.

Tony Ramos foi conduzido ao hospital na manhã de quinta-feira (16), quando começou a passar mal. Imediatamente, a equipe do médico Paulo Niemeyer o submeteu a um procedimento cirúrgico para drenar um hematoma subdural.

Foto: Divulgação/Globo

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Tony Ramos deixa UTI e apresenta melhora progressiva Read More »

Ministério da Saúde alerta para disseminação da febre Oropouche no país

Ministério da Saúde alerta para disseminação da febre Oropouche no país

Autoridades contabilizam, neste momento, 5.102 casos da doença

Dados divulgados nesta terça-feira (14) pelo Ministério da Saúde mostram que os casos de febre Oropouche estão se espalhando pelo Brasil. O país contabiliza, neste momento, 5.102 casos da doença, sendo 2.947 no Amazonas e 1.528 em Rondônia.

Os demais casos foram registrados ou estão em investigação na Bahia, Acre, Espírito Santo, Pará, Rio de Janeiro, Piauí, Roraima, Santa Catarina, Amapá, Maranhão e Paraná.

Os dados foram atualizados até o dia 15 de março.

“Há algumas semanas está acontecendo um espalhamento para outras regiões do Brasil. A gente não está só naquela concentração na Região Norte, que foi o primeiro momento. A gente acreditou que ia ficar concentrado, mas vimos que houve um espalhamento”, alerta a secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde, Ethel Maciel.

“Introduzimos a vigilância dessa nova doença, fizemos a construção das orientações para observação clínica. A gente não tinha nenhum manual ou protocolo para febre Oropouche. Distribuímos os testes para toda a rede Lacen [laboratórios centrais] e, por isso, estamos conseguindo captar, fazer o diagnóstico correto para essa doença. Estamos monitorando de perto e entendendo melhor essa nova arbovirose”, esclarece.

A maioria dos casos de febre Oropouche no país foi diagnosticada em pessoas com idade entre 20 e 29 anos. As demais faixas etárias mais afetadas pela doença são 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 10 a 19 anos.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Ilustração

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministério da Saúde alerta para disseminação da febre Oropouche no país Read More »

Bolsonaro apresenta melhora progressiva após seis dias internado

Bolsonaro apresenta melhora progressiva após seis dias internado

Ex-presidente segue sob cuidados médicos no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, sem previsão de alta

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) está apresentando uma “melhora progressiva de todos os sintomas” após seis dias de internação no Hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo. A informação foi divulgada em boletim médico na manhã deste sábado (11.mai.2024) destacando que ainda não há previsão para sua alta.

Bolsonaro deu entrada no hospital para tratar uma infecção na pele (erisipela) e um quadro de obstrução intestinal. Segundo o último boletim médico, os sintomas, o quadro infeccioso e os resultados dos exames laboratoriais estão apresentando melhoras significativas. No sábado, ele participou por meio de videochamada do encontro estadual do PL Mulher em Aracaju, Sergipe, diretamente do hospital.

O documento também informa que Bolsonaro “permanece sem febre, recebendo antibióticos por via endovenosa, fisioterapia e medidas de prevenção de trombose venosa”.

O ex-mandatário estava participando de eventos partidários em Manaus, no Amazonas, quando foi internado às pressas na manhã de sábado, 4, devido a uma erisipela, mesma infecção bacteriana que o afetou em novembro de 2022, após as eleições presidenciais. Embora tenha recebido alta no mesmo dia, retornou ao hospital no dia seguinte.

Sua chegada a São Paulo ocorreu na segunda-feira (6.mai) sendo transferido para o hospital na zona sul após sentir desconforto abdominal, o que alterou seus planos de ser levado para Brasília. O médico-cirurgião Antônio Macedo, que o acompanha desde o atentado sofrido em 2018, e o cardiologista Leandro Echenique são os responsáveis pelo seu tratamento.

Com agendas canceladas e sem previsão de alta, Bolsonaro recebeu a visita do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) durante a semana. O encontro, ocorrido na noite de segunda-feira (6) é interpretado como um gesto de fidelidade de Tarcísio a Bolsonaro, apesar das críticas sobre sua atuação política e diálogo com opositores.

Já o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), ainda não esteve presente para visitar o ex-presidente. Embora sua assessoria tenha planejado uma visita para sexta-feira (10) não há confirmação se ela ocorreu. Nunes recebeu o apoio de Bolsonaro e do PL para sua reeleição, mas enfrenta cobranças de apoiadores do ex-presidente que questionam seu alinhamento político.

Foto: Isac Nóbrega/PR/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro apresenta melhora progressiva após seis dias internado Read More »

Colisão entre ambulância e moto resulta em duas mortes em Caicó

Colisão entre ambulância e moto resulta em duas mortes em Caicó

Motociclistas são vítimas fatais em acidente com ambulância na noite de sexta-feira

Um grave acidente envolvendo uma ambulância e uma moto na RN-288, próximo a Caicó, causou a morte de duas pessoas na noite de sexta-feira (10.mai.2024). A colisão, que aconteceu por volta das 21h40, deixou ainda cinco feridos, incluindo o motorista da ambulância, um paciente, uma acompanhante, um médico e uma enfermeira.

Segundo informações do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE), a ambulância, que transportava um paciente para Caicó, seguia no sentido São José do Seridó – Caicó quando colidiu com a moto na traseira. De acordo com a versão do condutor da ambulância, três veículos vinham em sentido contrário no momento da colisão, e seus faróis altos atrapalharam sua visibilidade. Ele relatou ainda que a moto não possuía iluminação traseira.

O impacto da colisão foi tão forte que tanto a moto quanto a ambulância pegaram fogo e ficaram completamente carbonizadas. O condutor e o passageiro da moto, que não tiveram suas identidades reveladas, morreram no local. Um deles ficou preso às ferragens da ambulância e teve o corpo carbonizado.

Na ambulância, estavam o motorista, um paciente, uma acompanhante, um médico e uma enfermeira. Todos os ocupantes do veículo de emergência sofreram ferimentos não graves. Foram socorridos por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhados para o Hospital Regional Tarcísio Vieira de Melo, em Caicó.

Ainda de acordo com o CPRE, o condutor da ambulância foi submetido ao teste do bafômetro, que resultou negativo. A dinâmica do acidente e as responsabilidades ainda estão sendo investigadas pela Polícia Civil.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Colisão entre ambulância e moto resulta em duas mortes em Caicó Read More »

Vacinação contra Dengue para crianças e adolescentes recomeça nesta segunda-feira (13) em Natal

Vacinação contra Dengue para crianças e adolescentes recomeça nesta segunda-feira (13) em Natal

Secretaria Municipal de Saúde recebe novo lote da vacina Qdenga e retoma imunização contra a doença

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) retomou a campanha de vacinação contra a dengue para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos nesta segunda-feira (13.mai.2024). Cerca de 36 mil jovens natalenses estão aptos a receber o imunizante Qdenga, que oferece proteção contra os quatro sorotipos da doença.

Com a chegada de 2.510 doses do novo lote da vacina na última quinta-feira (9.mai), a SMS iniciou a distribuição do imunizante nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município. A partir de hoje, dia 13 de maio, a população-alvo já pode procurar as unidades para se vacinar.

A vacina Qdenga é aplicada em duas doses, com intervalo de três meses entre elas. Nesta primeira etapa, a campanha visa imunizar aqueles que ainda não receberam nenhuma dose do imunizante. Já a partir do dia 19 de maio, as crianças que iniciaram o esquema vacinal em fevereiro, durante a primeira fase da campanha, estarão aptas a receber a segunda dose.

A secretária adjunta de Atenção Integral à Saúde (SAD/AIS), Rayanne Araújo, reforça a importância da vacinação e dos cuidados para prevenir a dengue. “A dengue é uma doença séria que pode levar à morte se não for diagnosticada e tratada a tempo. Por isso, pedimos aos pais e responsáveis que levem seus filhos às unidades de saúde para se vacinarem. É importante também que a população continue realizando ações para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti em suas casas”, orienta a secretária.

Para se vacinar contra a dengue, é necessário ter entre 10 e 14 anos, 11 meses e 29 dias, e levar documento de identidade, cartão de vacinação e comprovante de residência de Natal em nome dos pais da criança. A vacinação é gratuita e está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde do município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h.

Foto: Rodrigo Nunes/MS/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vacinação contra Dengue para crianças e adolescentes recomeça nesta segunda-feira (13) em Natal Read More »

Percentual de cobertura vacinal infantil aumenta no RN, mas ainda existem desafios para o alcance de metas

Percentual de cobertura vacinal infantil aumenta no RN, mas ainda existem desafios para o alcance de metas

Aumento na adesão à vacinação infantil traz esperança, mas reforça necessidade de medidas para alcançar metas e combater desinformação

O Rio Grande do Norte registra um cenário promissor na adesão à vacinação infantil básica. Entre 2022 e 2023, 14 das 16 vacinas do calendário nacional apresentaram aumento na cobertura vacinal. Apesar da melhora, os dados do PNI (Programa Nacional de Imunizações) indicam que o estado ainda está distante da meta de 95% preconizada pelo Ministério da Saúde.

Segundo a infectologista Débora Lira, do Instituto Santos Dumont (ISD), o crescimento na cobertura vacinal é fruto do trabalho conjunto de agentes de saúde, sociedade civil e do fortalecimento de políticas públicas. Campanhas de multivacinação, combate à desinformação e maior acessibilidade às vacinas são alguns dos fatores que contribuíram para o cenário positivo.

“O que pode explicar esse aumento são as campanhas de estímulo à multivacinação, deflagradas pelos governos nos três níveis, como os Dias D. Além disso, o combate à desinformação, já que, infelizmente, nos últimos anos, houve uma propagação de informações falsas a respeito de algumas vacinas, especialmente contra a Covid, e isso acaba influenciando na adesão vacinal das vacinas do calendário básico”, analisa Débora.

A imunização contra a febre amarela se destaca como um dos grandes avanços no estado. Com um aumento superior a 100% na cobertura, a vacina, que faz parte do calendário nacional desde 2020, saltou de 22,48% em 2022 para 54,33% em 2023. Aumento na cobertura da poliomielite, varicela e tríplice viral também foram registrados.

Apesar dos avanços, ainda há pontos de atenção. Nenhuma das 14 vacinas com aumento na cobertura atingiu os 95% desejados. Débora Lira reforça a importância da informação verdadeira e do estímulo à vacinação para alcançar a meta e proteger a população.

“Nós não podemos descuidar em relação a estimular, a propagar campanhas e a informação verdadeira, baseada na ciência, de que a vacina é sim segura, deve ser aplicada para as populações as quais está recomendada e é uma ferramenta de saúde pública importantíssima”, reforça.

Vacinação contra a dengue

A vacina contra a dengue, disponibilizada em todo o país em 2024, ainda apresenta baixa procura no RN. Até o final de abril, apenas 61% das doses enviadas ao estado foram aplicadas. Diante da tímida adesão, municípios como Natal estão expandindo a disponibilidade do imunizante e ampliando temporariamente a faixa etária para evitar a perda de doses.

A infectologista Débora Lira ressalta que, mesmo com a vacina, medidas como a eliminação de água parada, uso de repelentes e proteção contra o mosquito Aedes aegypti continuam sendo cruciais no combate à dengue. A vacinação, neste momento, atua como ferramenta complementar para proteger a população.

“A vacina começou a ser administrada agora em uma população restrita e ainda estamos na primeira dose, o quantitativo inicialmente foi pequeno, mas gradualmente vai aumentar ao longo desse ano e do próximo. Por isso, é importante reforçar a vacinação para que no futuro tenhamos essa eficácia da vacina como uma arma de proteção contra a dengue”, reforça a infectologista.

Sobre o ISD

O Instituto Santos Dumont (ISD) é uma Organização Social vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e engloba o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra e o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, ambos em Macaíba. A missão do ISD é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, além de contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Percentual de cobertura vacinal infantil aumenta no RN, mas ainda existem desafios para o alcance de metas Read More »

Hemocentro de Mossoró zera estoque e convoca doadores com urgência

Hemocentro de Mossoró zera estoque e convoca doadores com urgência

Situação crítica exige mobilização da população para repor estoque de A-, B-, AB- e outros tipos sanguíneos.

O Hemocentro de Mossoró, no Rio Grande do Norte, enfrenta uma situação crítica: o estoque de sangue dos tipos A-, B- e AB- zerou. Diante da urgência, a unidade convoca doadores de todos os tipos sanguíneos para ajudar a repor os níveis e garantir o atendimento à população.

A queda nas doações, que começou em abril, coincidiu com um aumento na demanda por sangue pelos hospitais da região. Essa combinação resultou na situação crítica atual, afetando diretamente o atendimento de pacientes que necessitam de transfusões.

O Hemocentro de Mossoró abastece os hospitais públicos e privados da cidade e de parte da Região Oeste do estado. Doar sangue é um ato de amor e solidariedade que pode salvar vidas.

Como doar sangue?

Para doar sangue no Hemocentro de Mossoró, é necessário:

  • Ter entre 16 e 69 anos de idade;
  • Pesar no mínimo 50 kg;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar bem alimentado;
  • Apresentar documento de identidade com foto;
  • Não estar fazendo uso de medicamentos que possam afetar a saúde;
  • Não ter contraído hepatite após os 11 anos de idade;
  • Não ter feito procedimento cirúrgico recente;
  • Não ter feito tatuagem, micropigmentação ou piercing nos últimos 12 meses;
  • Não estar gripado ou com doenças contagiosas;
  • Não ter se exposto a situações de risco, como relações sexuais sem preservativo;
  • Não ser usuário de drogas;
  • Não ter feito endoscopia nos últimos 6 meses.

Onde doar sangue em Mossoró?

O Hemocentro de Mossoró funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados, das 7h às 17h. A unidade está localizada ao lado do Hospital Regional Tarcísio Maia, no bairro Aeroporto, na Rua Projetada, sem número.

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hemocentro de Mossoró zera estoque e convoca doadores com urgência Read More »

RN recebe 5.430 doses da vacina contra a dengue

RN recebe 5.430 doses da vacina contra a dengue

Imunização será distribuída em 19 municípios do estado; confira a lista completa

O Rio Grande do Norte foi agraciado nesta quarta-feira (8.mai.2024) com um reforço significativo na sua campanha de vacinação contra a dengue. Um total de 5.430 novas doses da vacina Qdenga chegaram ao estado, destinadas à imunização de crianças e adolescentes. A distribuição abrangerá 19 municípios potiguares, visando a ampla cobertura vacinal e a prevenção da doença.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), as doses serão disponibilizadas para o público-alvo composto por indivíduos com idades entre 10 e 14 anos. Esse segmento da população, considerado mais vulnerável à dengue, será priorizado na aplicação das vacinas, como medida estratégica para conter a propagação do vírus.

Confira abaixo a relação dos municípios contemplados e a quantidade de doses destinadas a cada um:

  • Natal: 2.510 doses
  • São Gonçalo do Amarante: 280 doses
  • Macaíba: 240 doses
  • Extremoz: 150 doses
  • Parnamirim: 720 doses
  • Mossoró: 930 doses
  • Baraúna: 110 doses
  • Apodi: 80 doses
  • Upanema: 40 doses
  • Tibau: 20 doses
  • Governador Dix-sept Rosado: 40 doses
  • Felipe Guerra: 20 doses
  • Caraúbas: 60 doses
  • Serra do Mel: 40 doses
  • Areia Branca: 90 doses
  • Messias Targino: 20 doses
  • Grossos: 30 doses
  • Janduís: 20 doses
  • Campo Grande: 30 doses

Vacinação em duas doses

O esquema vacinal adotado para a Qdenga consiste na aplicação de duas doses do imunizante, com um intervalo de três meses entre elas. Para garantir a proteção contra a dengue, os interessados devem atender aos seguintes critérios:

  • Ter entre 10 e 14 anos de idade.
  • Apresentar documento de identificação, cartão de vacinação e comprovante de residência em nome dos pais.

Com essa nova remessa de vacinas e a organização do processo de imunização, o Rio Grande do Norte reforça seu compromisso com a saúde pública e a prevenção de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN recebe 5.430 doses da vacina contra a dengue Read More »

Baixa adesão à vacina contra o HPV persiste após 10 anos de disponibilidade pelo SUS

Baixa adesão à vacina contra o HPV persiste após 10 anos de disponibilidade pelo SUS

Especialista alerta para as consequências da baixa cobertura vacinal

Disponibilizada gratuitamente pelo SUS há 10 anos, a vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV) ainda enfrenta obstáculos de adesão, especialmente no Rio Grande do Norte. De acordo com dados da Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap), nas primeiras duas semanas da campanha vacinal deste ano, o estado atingiu menos de 9% da faixa-etária alvo, crianças entre 9 e 14 anos. Segundo Ana Katherine Gonçalves, ginecologista conselheira da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do RN (Sogorn), essa situação se deve, principalmente, ao preconceito atrelado à desinformação e às barreiras socioeconômicas.

“A baixa adesão da população preocupa porque a vacina contra o HPV, vírus sexualmente transmissível, é capaz de prevenir mais de cinco tipos de câncer, incluindo o câncer de colo de útero. Dentre os principais fatores que explicam a resistência da população em se vacinar estão as barreiras socioeconômicas, o preconceito e a falta de acesso às informações checadas”, ressalta a especialista.

Atreladas aos fatores mencionados estão as campanhas de desinformação direcionadas à população. “Algumas pessoas têm receio da imunização devido às fake news veiculadas para o público. Entre elas está a suposta relação do imunizante com a infertilidade, paralisias e doenças neurológicas. No entanto, pesquisas científicas e revisões do Grupo Assessor Global para a Segurança das Vacinas da OMS comprovam a segurança da mesma”, assegura Robinson Dias, presidente da Sogorn.

“Ainda existem muitos obstáculos, mas é nosso dever ultrapassá-los ao disseminar informações relevantes a respeito e, consequentemente, ampliar o acesso das pessoas às políticas públicas de saúde, responsáveis por garantir o acesso gratuito do público-alvo às vacinas e ao tratamento adequado para as mulheres que já estão em contato com o vírus”, esclarece o ginecologista.

Entenda o HPV

O Papilomavírus Humano (HPV) é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST), em alguns casos, pode apresentar verrugas espalhadas pelo corpo, especialmente na mucosa. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o vírus está associado a quase 90% dos casos de câncer de colo de útero, o terceiro mais comum entre as mulheres no Brasil. O diagnóstico pode ser realizado por meio de exames urológicos ou ginecológicos, seguido da prescrição de tratamento adequado para cada caso. Para se vacinar, os usuários do SUS podem procurar uma das Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e de 13h às 15h, levando documento de identificação e cartão de vacina.

Foto: Freepik

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Baixa adesão à vacina contra o HPV persiste após 10 anos de disponibilidade pelo SUS Read More »

Bolsonaro é levado a SP para tratar erisipela e obstrução intestinal

Bolsonaro é levado a SP para tratar erisipela e obstrução intestinal

Ex-presidente estava internado em um hospital de Manaus

O ex-presidente Jair Bolsonaro, que estava internado em um hospital de Manaus, está sendo transferido para o Hospital Vila Nova Star, na capital paulista. A informação é do advogado e assessor do ex-presidente Fábio Wajngarten.

Wajngarten informou em suas redes sociais que o ex-presidente já está em voo e vai “dar seguimento ao seu tratamento de obstrução intestinal, aos cuidados do cirurgião Dr (Antonio) Macedo, bem como ao quadro infeccioso de erisipela, com antibióticos endovenosos, aos cuidados da equipe de infectologia do hospital Vila Nova Star”.

Bolsonaro foi atendido no último sábado (4) no Hospital Santa Júlia, em Manaus, com um quadro de erisipela. No domingo (5), ele chegou a ser internado no hospital para tratar a doença.

Segundo o Ministério da Saúde, erisipela é um processo infeccioso da pele, que pode atingir a gordura do tecido celular, causado por uma bactéria que se propaga pelos vasos linfáticos. A doença não é contagiosa e é causada pela bactéria Estreptococo, que penetra na pele.

Foto: Isac Nóbrega/PR

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro é levado a SP para tratar erisipela e obstrução intestinal Read More »

Bolsonaro recebe alta após de ser internado às pressas em Manaus

Bolsonaro recebe alta após de ser internado às pressas em Manaus

Ex-presidente recebe tratamento em hospital particular após diagnóstico de erisipela, a mesma infecção de 2022

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi hospitalizado na manhã deste sábado (4.mai.2024) em Manaus, na Amazonas, para tratar uma infecção de pele. Sua chegada à capital amazonense na sexta-feira (3.mai) já foi marcada por desconforto, e a busca por cuidados médicos levou-o a um hospital particular da cidade, onde recebeu o diagnóstico de erisipela, mesma condição bacteriana que enfrentou em novembro de 2022, após as eleições presidenciais.

Após sua saída do hospital, Bolsonaro brevemente conversou com jornalistas. “Apareceu um caso de erisipela. Não dormi a noite passada toda. Minha esposa e os médicos não queriam que eu viesse, mas tinha compromisso aqui (em Manaus). Sou meio duro na queda. Então eu vim e fui bem tratado pelos médicos”, disse.

Após receber alta hospitalar, o ex-presidente ainda participou do encerramento de um evento do PL Mulher, liderado pela ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro. Este não é o primeiro episódio de infecção de pele enfrentado pelo ex-presidente, que em novembro de 2022 cancelou compromissos devido ao mesmo problema. Naquela ocasião, o então vice-presidente, Hamilton Mourão, mencionou que a doença impossibilitava Bolsonaro de vestir calças.

Devido à natureza bacteriana da erisipela, o tratamento inclui o uso de antibióticos, com sinais de melhora podendo surgir dentro de 48 horas após o início da medicação.

Foto: Clauber Cleber Caetano/PR/Ilustração/Arquivo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro recebe alta após de ser internado às pressas em Manaus Read More »

RN Mais Vacina registra baixa vacinação contra influenza em Natal

RN Mais Vacina registra baixa vacinação contra influenza em Natal

Capital potiguar registra baixa adesão à vacina contra a gripe, mesmo com a ampliação da faixa etária

Natal está com índices de imunização contra a Influenza abaixo da meta, mesmo após o Ministério da Saúde ter ampliado a faixa etária para pessoas a partir de seis meses de idade. Apesar da disponibilidade da vacina em diversos pontos da cidade, apenas 31% dos grupos prioritários foram vacinados até o dia 18 de abril. Os dados são do RN Mais Vacina e foram divulgados nesta sexta-feira (3.mai.2024).

Dados do LocalizaSUS, uma plataforma do Ministério da Saúde que é usada para gerenciar informações relacionadas à saúde de forma estratégica, apontam que o RN está em 4° lugar em cobertura vacinal no Brasil.

A vacinação teve início com foco nos grupos prioritários, como crianças entre seis meses e seis anos de idade e idosos acima de 60 anos, além de grávidas e trabalhadores da saúde. Devido ao aumento da quantidade de doses disponíveis, a vacina foi liberada para toda a população e acontece nos seguintes pontos: Nas unidades básicas de saúde (UBS) – de segunda a sexta, 8h às 12h e de 13h às 15h; e nos pontos extras (Midway Mall e Partage Norte Shopping) – de segunda a sexta, das 13h às 20h, e aos sábados, das 15h às 20h.

Mesmo durante o dia D de vacinação contra a Influenza, a procura nas UBS e pontos extras foi abaixo do esperado. Em todo o estado, até o dia 18 de abril, apenas 234.938 pessoas dos grupos prioritários receberam a dose da vacina, alcançando apenas 31% da meta de vacinação.

A Influenza é uma doença viral comum que afeta o aparelho respiratório e pode provocar febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. De acordo com o especialista em imunologia e pesquisador do Laboratório de Inovação e Saúde (LAIS/UFRN), Leonardo Lima, a influenza é um grupo de vírus que causa doenças respiratórias em seres humanos e em outros animais, como aves, suínos, cães e gatos, que podem ser infectados por cepas diferentes do vírus. O vírus que provoca essa doença sofre alteração todos os anos, por isso a necessidade de tomar a vacina sempre que estiver atualizada.

A vacinação é importante tanto individualmente quanto para toda a população geral, já que o indivíduo vacinado não adoece e acaba disseminando menos a infecção para outras pessoas. “A vacinação tem duas importâncias principais: pessoalmente ela protege contra casos graves de hospitalização e morte, e tem um papel muito importante na proteção coletiva, como por exemplo, alguns pacientes que fazem tratamento para câncer, ou têm algum tipo de doença autoimune, podem não responder tão bem após a vacinação. E quando eu crio uma barreira social que dificulta a transmissão do vírus, isso faz com que mesmo aqueles indivíduos que tomaram a vacina, mas não desenvolveram uma imunidade tão protetora, fiquem mais protegidos”, enfatiza Leonardo Lima.

RN Mais Vacina

Em Natal, a vacinação contra a Influenza 2024 tem sido registrada no RN Mais Vacina Cidadão, que funciona como um cartão de vacina virtual, em que qualquer cidadão, em qualquer idade, pode se tornar usuário, cadastrando seu CPF na plataforma por meio deste link. De acordo com os dados da plataforma RN Mais Vacina, atualizado no dia 3 de maio, às 14h01min, este é o ranking total de doses aplicadas por cobertura vacinal no Rio Grande do Norte:

  • 1 – Caiçara do Rio do Vento – 92.10%
  • 2 – Severiano Melo – 91.17%
  • 3 – Frutuoso Gomes – 90.24%
  • 147 – Mossoró – 27.73%
  • 162 – Natal – 17.85%

Foto: Lucio Bernardo Jr./ Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN Mais Vacina registra baixa vacinação contra influenza em Natal Read More »

Hemonorte enfrenta crise nos estoques de sangue e convoca população para doação urgente

Hemonorte enfrenta crise nos estoques de sangue e convoca população para doação urgente

Hemocentro enfrenta níveis críticos de estoque, comprometendo fornecimento para hospitais

O Hemocentro do Estado do Rio Grande do Norte enfrenta uma crise nos estoques de sangue, com níveis críticos que estão dificultando o fornecimento de sangue e hemocomponentes para a rede hospitalar. No momento, o Hemonorte conta apenas com pouco mais de 200 unidades em estoque, um número significativamente abaixo do necessário, levando à convocação urgente da população para doações.

O sangue é um recurso vital e insubstituível, tornando a doação voluntária uma ação fundamental. Qualquer pessoa entre 16 e 69 anos, com mais de 50 quilos e que preencha os critérios de saúde, pode doar sangue. É necessário não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tomado a vacina contra a gripe nas últimas 48 horas e não ter contraído hepatite após os 11 anos de idade. Jovens de 16 e 17 anos podem realizar a doação acompanhados por um responsável legal. Os intervalos entre as doações são de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres, com um máximo de quatro doações por ano para homens e três para mulheres.

O Hemocentro do RN desempenha um papel crucial na distribuição de sangue e hemoderivados para todos os hospitais públicos, além dos leitos dos planos de saúde cadastrados na região.

As doações podem ser feitas diretamente no Hemonorte, localizado na Avenida Alexandrino de Alencar, 1800, Tirol, ou no Espaço Hemonorte no Partage Norte Shopping. Para agendar sua doação, basta entrar em contato pelo telefone 3232-6733 ou acessar o site www.hemonorte.rn.gov.br/.

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hemonorte enfrenta crise nos estoques de sangue e convoca população para doação urgente Read More »

Especialista esclarece mitos e verdades sobre lentes de contatos dental

Especialista esclarece mitos e verdades sobre lentes de contatos dental

De acordo com o especialista, muitos mitos e verdades ainda circulam sobre o tratamento

Uma febre entre famosos e anônimos, o uso das lentes de contato dental tem se popularizado no Brasil nos últimos anos. Conhecidas como facetas, ela é responsável por transformar o sorriso, desde forma, cor a tamanho e alinhamento, sendo uma ótima solução em muitos casos. É o que explica o dentista avaliador da Odontologia Integrada Natal, Lucas Liberato.

De acordo com o especialista, muitos mitos e verdades ainda circulam sobre o tratamento. Uma dessas dúvidas é sobre os desgastes feitos nos dentes naturais. “O desgaste, quando necessário, é o mínimo possível. As lentes são acomodadas sobre a estrutura dentária, feitas após toda uma avaliação e estudo. Quando o desgaste se faz necessário, é feito sob anestesia local para evitar desconfortos”, explica .

Lucas Liberato esclarece que as lentes de contato podem melhorar a aparência dos dentes, deixando o sorriso mais harmônico. “Elas são indicadas nos casos em que há descontentamento na colocação, formato e disposição dos dentes, além de fechar espaçamento dentário e dentes fraturados”, pontua.

Segundo o especialista, as lentes de contato dental não são permanentes. “Há um mito grande nesse ponto. Embora a cerâmica, usada no tratamento, seja conhecida por sua estabilidade de cor, dureza e resistência, as pesquisas mostram que as facetas não são permanentes. A durabilidade das lentes é influenciada por cuidados de higiene, dieta e visitas regulares ao dentista”, destaca o dentista avaliador da Odontologia Integrada Natal.

Um verdade é que as lentes de contato dental requerem cuidados especiais. O especialista lembra que ao realizar o tratamento deve-se ter alguns cuidados. “É preciso evitar alimentos excessivamente duros, evitar morder objetos ou abrir embalagens com os dentes restaurados, manter uma boa higienização e visitas regulares ao dentista”

O dentista avaliador salienta que uma correta indicação e execução do tratamento promove excelentes resultados estéticos e funcionais.

“As lentes são indicadas também com a finalidade funcional. Um dente da frente fraturado não desempenha sua função corretamente quando é necessário cortar um alimento, logo a devolução da sua anatomia o torna apto a realizar a função mastigatória de forma satisfatória, além de devolver a estética através de um sorriso mais harmônico”, finaliza.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Especialista esclarece mitos e verdades sobre lentes de contatos dental Read More »

Vacinação contra a gripe é ampliada para todos a partir de 6 meses em Natal

Vacinação contra a gripe é ampliada para todos a partir de 6 meses em Natal

Campanha começa nesta quinta-feira (2) em todas as unidades de saúde e pontos extras.

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), amplia a partir desta quinta-feira (2.mai.2024) a vacinação contra a gripe para todas as pessoas com mais de 6 meses de idade. A medida segue a determinação do Ministério da Saúde e visa conter os casos mais graves e internações pela doença.

Com a mudança, a imunização, que antes era direcionada para grupos prioritários, agora está disponível para toda a população natalense acima de seis meses. Até o último dia 29 de abril, 49.584 pessoas, cerca de 17% do público-alvo anterior, haviam recebido a dose da vacina no município. A expectativa é que a ampliação do público contribua para alcançar uma maior cobertura vacinal e proteger a população contra a gripe.

Onde se vacinar em Natal

A vacina contra a gripe está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h. Além disso, pontos extras de vacinação também foram instalados nos Shoppings Midway Mall e Partage Norte Shopping, funcionando de segunda a sexta-feira, das 13h às 20h, e aos sábados, das 15h às 20h.

Medida importante para a saúde

A vacina contra a gripe é uma medida importante de prevenção contra a doença, que pode causar sintomas graves, especialmente em grupos de risco como idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas. A vacinação contribui para reduzir o número de casos da doença, internações e óbitos.

Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vacinação contra a gripe é ampliada para todos a partir de 6 meses em Natal Read More »

MPRN vistoria Hospital Walfredo Gurgel e verifica situação do abastecimento de medicamentos e insumos

MPRN vistoria Hospital Walfredo Gurgel e verifica situação do abastecimento de medicamentos e insumos

Visita técnica destaca abastecimento de medicamentos e condições de atendimento

A 47ª Promotoria de Justiça de Natal, do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), realizou na última segunda-feira (29.abr.2024) uma visita técnica ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) para verificar as condições de atendimento à população e o abastecimento de medicamentos e insumos médicos.

A visita teve como objetivo principal verificar a situação do abastecimento de medicamentos e insumos médicos no hospital, após notícias de falta de diversos itens, como materiais médicos hospitalares (luvas, gazes, ataduras, e outros), medicamentos (antimicrobianos, dipirona e outros) e saneantes (sabão).

Durante a inspeção, a equipe técnica do MPRN vistoriou a Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF) e o almoxarifado da unidade hospitalar. Na ocasião, foi constatado que o hospital estava abastecido de sabão, luvas, álcool gel, dipirona e antibióticos.

Em relação aos antibióticos, o Diretor da CAF, o farmacêutico Fábio Mendes, apresentou relatório comprovando que o Walfredo Gurgel está com um abastecimento de 85% dos itens previstos na sua relação de antimicrobianos. No entanto, seis antibióticos estavam em falta: aciclovir sódico, azitromicina suspensão, amoxicilina + clavulanato, oxacilina, teicoplanina e tigeciclina.

Para esses casos, o diretor da CAF esclareceu que há substitutos disponíveis em estoque e que já existem processos de aquisição em andamento. Além disso, quatro dos seis antibióticos em falta já possuem empenhos expedidos e aguardam entrega por parte do fornecedor.

Diante do quadro, o MPRN requisitou da direção-geral do Walfredo Gurgel que, em até 48 horas, prestasse esclarecimentos adicionais sobre a possibilidade de substituição dos itens faltantes por itens em estoque, bem como a respeito dos processos de compra.

Outras medidas para melhorar o atendimento

Além da questão do abastecimento, a visita também serviu para avaliar outras medidas que estão sendo implementadas pela nova gestão do Hospital para qualificar a assistência à saúde prestada aos usuários.

A equipe técnica do MPRN visitou todas as enfermarias do 5º andar, o qual foi reaberto recentemente após atuação da 47ª Promotoria. O local dispõe de 15 leitos exclusivos para a ortopedia, especialidade apontada como a que mais demanda internações no hospital.

Também foram inspecionadas as enfermarias do 4º e do 2º andares, as quais passarão por reforma. Sobre essa reforma, existe um termo de acordo formulado pelo MPRN e o Governo do Estado para garantia de nomeação de novos servidores.

A equipe técnica do MPRN também visitou o Pronto Socorro Clóvis Sarinho, onde foram identificados pacientes internados nos corredores. Os representantes do órgão ministerial indagaram alguns usuários sobre a data e a causa da internação, e identificaram que as principais causas de internação no dia eram acidentes de moto e quedas.

Próximos passos

Os dados apresentados pela direção do hospital e colhidos durante a visita serão utilizados para embasar um relatório técnico que será analisado pelo MPRN. O relatório também será apresentado ao Juízo da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, em que tramita o Cumprimento Definitivo de Sentença de n. 0837739-08.2022.8.20.5001, o qual tem como objeto o abastecimento dos Hospitais Estaduais.

Foto: Divulgação/MPRN

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MPRN vistoria Hospital Walfredo Gurgel e verifica situação do abastecimento de medicamentos e insumos Read More »

Justiça determina que plano de saúde deve custear tratamento com Canabidiol para criança com epilepsia no RN

Justiça determina que plano de saúde deve custear tratamento com Canabidiol para criança com epilepsia no RN

Decisão unânime do Tribunal de Justiça do RN beneficia paciente de Parnamirim

A Justiça do Rio Grande do Norte acatou o pedido de custeio de canabidiol para o tratamento de uma criança residente em Parnamirim, na Grande Natal, que enfrenta epilepsia refratária. A determinação, tomada de forma unânime pela 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN, obriga o plano de saúde a arcar com a aquisição do medicamento conforme prescrição médica, em um prazo de 15 dias, sob pena de multa diária de R$ 500.

A criança, cuja idade não foi informada, sofria até 100 crises epilépticas por dia, segundo relatos da responsável. Contudo, com o uso do canabidiol, a frequência das crises foi significativamente reduzida para uma média de três, sem apresentar sintomas adversos.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do RN, a criança está passando por investigação genética para confirmar a presença das síndromes de Dravet e Lennox-Gastaut, fundamentais para a prescrição do canabidiol pela médica especialista.

A mãe da criança relatou na ação judicial que nenhum dos medicamentos tradicionais surtiu efeito durante o tratamento, destacando ainda os benefícios adicionais do canabidiol, como melhorias no equilíbrio, comportamento e comunicação, além de uma evolução positiva nos resultados do eletroencefalograma.

A sentença baseou-se na jurisprudência do próprio TJRN e em uma resolução do Conselho Federal de Medicina, que autoriza o uso do canabidiol no tratamento de epilepsias refratárias em crianças e adolescentes, incluindo os casos de Síndrome de Dravet, Lennox-Gastaut e Complexo de Esclerose Tuberosa. O relator destacou também os riscos associados ao retorno das crises, incluindo complicações como traumatismos e regressão neurológica.

Foto: Aphiwat Chuangchoem/Pexels

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Justiça determina que plano de saúde deve custear tratamento com Canabidiol para criança com epilepsia no RN Read More »

Brasil passa de 4 milhões de casos de dengue

Brasil passa de 4 milhões de casos de dengue

Mortes chegam a 1.937; Outros 2.345 óbitos estão sendo investigados

O Brasil passou de 4 milhões de casos de dengue registrados neste ano, conforme atualização do Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde nesta segunda-feira (29). No total, 4.127.571 casos prováveis da doença foram notificados em todo o país nos quatro primeiros meses.

Quanto às mortes por dengue, 1.937 foram confirmadas e 2.345 estão sob investigação. O coeficiente de incidência da doença no país é 2.032,7 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

A faixa etária mais afetada é de 20 a 29 anos, que concentra a maior parte dos casos. Já a faixa etária menos atingida é a de crianças menores de 1 ano, seguida por pessoas com 80 anos ou mais e por crianças de 1 a 4 anos.

As unidades da Federação com maior incidência da doença são Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Espírito Santo, Goiás e Santa Catarina.

Projeções divulgadas no início do ano apontam que os casos de dengue no país podem chegar a 4.225.885.

Combate à dengue

O Ministério da Saúde e o governo de Minas Gerais inauguraram nesta segunda-feira (29), em Belo Horizonte, a Biofábrica Wolbachia. A unidade, administrada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vai permitir ao Brasil ampliar sua capacidade de produção de uma das principais tecnologias no combate à dengue e outras arboviroses.

A Wolbachia é uma bactéria presente em cerca de 60% dos insetos na natureza, mas ausente naturalmente no Aedes aegypti. O chamado método Wolbachia consiste em inserir a bactéria em ovos do mosquito em laboratório e criar Aedes aegypti que portam o microrganismo. Infectados pela Wolbachia, eles não são capazes de carregar os vírus que causam dengue, zika, chikungunya ou febre amarela.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Brasil passa de 4 milhões de casos de dengue Read More »

Estado de São Paulo registra primeira morte por febre amarela de 2024

Estado de São Paulo registra primeira morte por febre amarela de 2024

Desde 2017, Brasil adota esquema de uma vacina por toda a vida

O estado de São Paulo registrou a primeira morte por febre amarela deste 2024. Ela aconteceu no último dia 29 de março. O morto, um homem de 50 anos, morador de Águas de Lindóia, passou pela região de Monte Sião, em Minas Gerais. Por causa disso, a vacinação contra a doença na região onde o homem faleceu foi intensificada. A notícia da morte, levou o governo estadual a alertar a população paulista a manter a imunização em dia, mesmo que ainda não esteja caracterizada uma epidemia ou pandemia.

“A vacina contra febre amarela faz parte do calendário de imunização e está disponível em todos os postos de saúde do estado. Até o último dia 22 de abril, em todo o território estadual, a cobertura vacinal contra febre amarela é de 68,47%”, diz o governo estadual.

Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema vacinal de apenas uma dose durante toda a vida, de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Quem reside nas áreas com recomendação da vacinação a contra febre amarela e pessoas com viagens marcadas para esses locais devem imunizar-se pelo menos dez dias antes da viagem. O prazo é necessário porque a vacina tem um período de dez para gerar os anticorpos.

“Quem for viajar para zona de mata, para acampamentos, trilhas, cachoeiras, é de suma importância a imunização o quanto antes”, alertou a coordenadora da Vigilância em Saúde (CCD/SES-SP), Regiane de Paula.

Macacos

Ao contrário do que pensa parte da população, macacos não passam febre amarela para humanos, a morte deles é um sinal da presença do vetor na região. A infecção é transmitida por mosquitos silvestres, que vivem em áreas de matas e não habitam em ambiente urbano das cidades. Por isso, é importante que turistas que praticam atividades como acampamentos, trilhas e escaladas, ainda não imunizados, busquem a vacinação.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Estado de São Paulo registra primeira morte por febre amarela de 2024 Read More »

OMS afirma que vacinas salvaram 154 milhões de vidas em 50 anos

OMS afirma que vacinas salvaram 154 milhões de vidas em 50 anos

Estudo revela impacto significativo na preservação de vidas desde 1974, destacando o papel crucial da imunização global

Um novo estudo conduzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado nesta quarta-feira (24.abr.2024), revela que as vacinas desempenharam um papel crucial na preservação de vidas, salvando pelo menos 154 milhões de pessoas em todo o mundo desde 1974. Esses números impressionantes equivalem a seis vidas salvas por minuto.

O estudo, detalhado na revista médica britânica The Lancet, concentra-se na vacinação contra 14 doenças, abrangendo desde difteria e hepatite B até sarampo e tuberculose, destacando o impacto substancial da imunização na saúde global.

De acordo com os dados apresentados, a vacinação foi responsável por salvar 101 milhões de bebês entre as 154 milhões de vidas estimadas. Essa medida preventiva teve um impacto direto na redução da mortalidade infantil global em 40% e na África em 52%.

A imunização contra o sarampo, por si só, contribuiu para uma redução de 60% na mortalidade infantil em todo o mundo. Além disso, mais de 20 milhões de pessoas atualmente podem andar graças à vacinação contra a poliomielite, destacando o alcance transformador das campanhas de vacinação.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, enfatizou a importância das vacinas como uma das invenções mais poderosas da história, capazes de prevenir doenças anteriormente temidas. No entanto, os dados alarmantes do estudo surgem em um momento de retrocesso na vacinação, impulsionado pela redução dos programas de imunização devido à pandemia de COVID-19.

A OMS observa que 67 milhões de crianças não receberam todas as vacinas necessárias entre 2020 e 2022, contribuindo para um aumento significativo de 84% nos casos globais de sarampo entre 2022 e 2023.

Este estudo é divulgado durante a Semana Mundial da Vacinação 2024, destacando a urgência de promover a conscientização e a adesão à imunização global para preservar vidas e proteger as comunidades vulneráveis.

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

OMS afirma que vacinas salvaram 154 milhões de vidas em 50 anos Read More »

Brasil tem quase 4 milhões de casos prováveis de dengue

Brasil tem quase 4 milhões de casos prováveis de dengue

Dados indicam ainda 1.792 óbitos confirmados por dengue em 2024

O Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde contabiliza nesta quinta-feira (25) 3.852.901 casos prováveis de dengue registrados em todo o país nos quatro primeiros meses de 2024. O número representa mais que o dobro de casos prováveis da doença identificados ao longo de todo o ano passado: 1.649.144.

Dados da pasta indicam ainda 1.792 óbitos confirmados por dengue em 2024, além de 2.216 mortes em investigação. O coeficiente de incidência da doença no país, neste momento, é 1.897,4 casos por cada 100 mil habitantes. A letalidade em casos prováveis é 0,05 e a letalidade em casos de dengue grave é 4,43.

A maioria dos casos prováveis segue concentrada na faixa dos 20 aos 29 anos, seguida pelas faixas dos 30 aos 39 anos, dos 40 aos 49 anos e dos 50 aos 59 anos. Já a faixa etária menos atingida é a de crianças menores de 1 ano, seguida por pessoas com 80 anos ou mais e por crianças de 1 a 4 anos.

Minas Gerais ainda responde pelo maior número de casos prováveis de dengue (1.167.056). Em seguida estão São Paulo (927.065), Paraná (391.031) e Distrito Federal (232.899). Já os estados com menor número de casos prováveis são Roraima (252), Sergipe (3.053), Amapá (4.480) e Rondônia (4.715).

Quando se considera o coeficiente de incidência da doença, o Distrito Federal aparece em primeiro lugar, com 8.267,4 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Em seguida estão Minas Gerais (5.682,2), Paraná (3.417,1) e Espírito Santo (2.994). Já as unidades federativas com menor coeficiente são Roraima (39,6), Ceará (109,3), Sergipe (138,2) e Maranhão (138,4).

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasilia

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Brasil tem quase 4 milhões de casos prováveis de dengue Read More »

Pressão alta atinge mais de 30 milhões de brasileiros e mortes aumentam 72% em 10 anos

Pressão alta atinge mais de 30 milhões de brasileiros e mortes aumentam 72% em 10 anos

Dia 26 de abril é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, criado com o intuito de conscientizar a população sobre a doença que afeta grande parte do país. Bio Mundo destaca lista de alimentos aliados e inimigos da doença

A hipertensão arterial, ou popularmente chamada de ‘pressão alta’, atinge 35% da população brasileira e é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares, como infarto e AVC. Porém, metade desses pacientes não imaginam que são portadores da doença. Em muitos casos, os sintomas são silenciosos e as pessoas levam anos até descobrir o problema, e muitas vezes só descobrem quando algo mais grave acontece.

A hipertensão não pode ser curada, mas pode e deve ser tratada por meio de mudanças nos hábitos de vida, alimentação balanceada e, quando necessário, uso de medicamentos.

A taxa de mortalidade por hipertensão arterial no Brasil atingiu o maior valor dos últimos dez anos, com a ocorrência de 18,7 óbitos por 100 mil habitantes em seu último levantamento publicado pelo Ministério da Saúde.

O crescimento da taxa de mortalidade foi acentuado a partir de 2020, quando passou de 12,6 óbitos por 100 mil habitantes em 2019 para 17,8 em 2020. Entre 2011 e 2018, a taxa não ultrapassou 13 óbitos por 100 mil habitantes, ficando sempre entre 11,4 e 12,4.

Segundo Tiago de Moraes Vicente, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (PróGenéricos), quatro dos dez medicamentos mais vendidos no Brasil em 2023 estavam indicados para o tratamento de hipertensão arterial.

Embora também possa ter relação com fatores genéticos, o consumo de alimentos ricos em sal e a falta de exercícios físicos contribuem significativamente para o desenvolvimento e evolução da doença, assim como o tabagismo e o consumo de álcool.

A ingestão frequente de determinados grupos de alimentos é capaz, inclusive, de reverter possíveis danos à saúde. Tanto que a maior indicação nutricional nos consultórios se dá por meio de reeducação alimentar. A rede de lojas de produtos naturais e nutrição esportiva, a Bio Mundo, sentiu que nos últimos anos, o público portador da doença aumentou consideravelmente. “Sentimos grande impacto no crescimento do público com hipertensão ou prevenindo a questão genética. A indicação para uma alimentação saudável por meio de nutricionistas tem aumentado cada vez mais após os reflexos positivos que uma nova rotina alimentar pode proporcionar e reverterr”, conta Edmar Mothé, CEO da Bio Mundo.

Edmar conta que diariamente os consultores das lojas são questionados sobre os produtos mais adequados para esses casos e quais as melhores escolhas diante da prescrição nutricional. “Nossos atendentes são capacitados e treinados para orientar o cliente acerca de todos os produtos em loja. Seja sua diversidade quanto suas propriedades. Nós temos um cuidado muito grande em auxiliar cada cliente, sanando todas as dúvidas e proporcionando o melhor produto,” continua.

Dado o dia a dia dos produtos indicados e buscados nas lojas Bio Mundo, Edmar ressalta algumas sugestões que auxiliam no tratamento e prevenção da hipertensão.

“Sementes como linhaça, quinoa, chia e gergelim: esses grãos ajudam a reduzir o risco de infarto e AVC. Têm propriedades anti-inflamatórias, são fonte de magnésio, vitamina E, cálcio e flavonóides, atuam na redução do colesterol LDL, triglicerídeos e pressão arterial. Esses itens são encontrados no granel das unidades Bio Mundo, onde é possível comprar apenas a quantidade desejada”, ressalta.

Além desses itens naturais, existem as opções suplementares que potencializam a alimentação, como é o caso do ômega 3 e a vitamina B12.

O Ômega 3 é uma substância que traz muitos benefícios para a saúde cardiovascular, atua na melhora dos níveis de colesterol, reduz os níveis de triglicerídeos, peroxidação do LDL, melhora a inflamação cardiovascular. Estudos mostram que em pacientes com risco cardiovascular, a suplementação com 2 a 4 gramas de EPA/DHA por dia pode reduzir os níveis de triglicerídeos em até 30%.

Já a vitamina B12, quando em deficiência, está relacionada à formação de coágulos sanguíneos, danos vasculares e ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, principalmente porque está relacionada ao aumento do nível de homocisteína, um importante marcador de risco cardiovascular.

Tanto o ômega 3 quanto a vitamina B12 são encontrados na Bio Mundo através da sua marca exclusiva. Os dois componentes são vendidos em encapsulados de 120 e 60 comprimidos, respectivamente, podendo ser administrados conforme solicitação médica ou de acordo com a embalagem.

Sobre a Bio Mundo

A Bio Mundo, rede de lojas de produtos naturais e nutrição esportiva, foi fundada em 2015, em Brasília, pelo empresário Edmar Mothé ao lado dos filhos Rafael, Bruna e Adriana.

A empresa nasceu para proporcionar a melhor experiência de compra para quem busca uma alimentação balanceada. Em sua variada gama de produtos, as lojas oferecem mais de 3 mil itens incluindo produtos sem glúten, sem lactose, diet, light, integrais, orgânicos, iogurtes, sucos, alimentos congelados e refrigerados e suplementos esportivos. O setor à granel da rede é o maior do país, com mais de 300 variações entre grãos, sementes, farinhas, frutas desidratadas, oleaginosas, chás e temperos. A Bio Mundo também conta com uma linha exclusiva de encapsulados para nutrição e suplementação, desenvolvidos com criterioso padrão de qualidade.

Presente em 19 estados do Brasil, em apenas 8 anos de história, possui mais de 150 lojas.

É a vencedora do Prêmio Líderes do Brasil, com case de expansão regional e nacional, é marca Top Of Mind dos brasileiros e é detentora, por duas vezes tanto em 2022 quanto em 2024, do Selo de Excelência em Franchising pela Associação Brasileira de Franchising – ABF.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Pressão alta atinge mais de 30 milhões de brasileiros e mortes aumentam 72% em 10 anos Read More »

Hospital Santa Catarina apura caso de mulher que fez cesariana sem estar grávida

Hospital Santa Catarina apura caso de mulher que fez cesariana sem estar grávida

Mulher passa por procedimento cirúrgico sem estar grávida, levantando questionamentos sobre protocolos médicos

A direção do Hospital Santa Catarina, localizado no Rio Grande do Norte, está em processo de apuração após um incidente chocante. Na última quinta-feira (25.abr.2024), a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) confirmou que uma mulher passou por uma cesariana na instituição sem estar realmente grávida.

A paciente, que já recebeu alta, foi encaminhada ao hospital com recomendação para o procedimento, vinda do município de Guamaré. Acompanhada por um familiar, a mulher apresentava um cartão de pré-natal preenchido e laudos de ultrassonografia.

Após a cirurgia, a equipe médica teve acesso a um exame recente que indicava a ausência de gestação. A Sesap declarou que a direção do hospital está elaborando um relatório interno minucioso sobre o caso, visando investigar a fundo a motivação dos envolvidos nesse episódio alarmante.

Em resposta ao incidente, a Sesap enfatizou que o protocolo de atendimento do hospital estabelece que todas as pacientes que chegam à instituição passem pela avaliação da equipe do pronto-socorro. Somente após essa avaliação são encaminhadas para o centro obstétrico, realizando-se exames adicionais somente quando absolutamente necessários.

Foto: Francisco de Assis/Câmara de Natal/Ilustração/Arquivo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hospital Santa Catarina apura caso de mulher que fez cesariana sem estar grávida Read More »

Avanços e desafios da Implementação da Política Nacional do Câncer são discutidos no Global Fórum

Avanços e desafios da Implementação da Política Nacional do Câncer são discutidos no Global Fórum

Um dos principais obstáculos discutidos durante o evento é a jornada dos pacientes oncológicos

A Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer (PNPCC), aprovada no final de 2023, está começando a ser implementada com o apoio de representantes da área oncológica no Brasil, que se reuniram no 3º Fórum Global Especial. Organizado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, o evento ocorre em Brasília, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, de quarta-feira (24.abr.2024) até amanhã, quinta-feira (25.abr).

Marlene Oliveira, presidente do Instituto, ressalta a importância da nova política e o papel crucial que desempenharam na sua elaboração, destacando a necessidade de transformar as diretrizes em ações concretas para beneficiar os pacientes com câncer.

O ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, reconhece os desafios enfrentados na implementação da PNPCC, enfatizando a necessidade de esforços conjuntos para garantir sua eficácia em um país tão diverso como o Brasil.

Um dos principais obstáculos discutidos durante o evento é a jornada dos pacientes oncológicos, com especialistas e o presidente da Frente Parlamentar do Enfrentamento ao Câncer, Eduardo Pedrosa, concordando que a implementação da PNPCC é crucial para garantir um tratamento adequado e justo para todos os pacientes.

Roberto de Almeida Gil, diretor-geral do Instituto Nacional do Câncer (INCA), destaca a importância da nova política na redução da incidência e mortalidade do câncer, ressaltando a capacidade do país de superar divergências e trabalhar em conjunto para promover um impacto positivo na saúde da população.

Foto: Heloísa Lemos/POR DENTRO DO RN

A jornalista Heloísa Lemos, do POR DENTRO DO RN, viajou a Brasília (DF) a convite do Global Forum 2024 para a cobertura do evento

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Avanços e desafios da Implementação da Política Nacional do Câncer são discutidos no Global Fórum Read More »

Priorização do Câncer no país e a implementação da nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer no SUS são temas da 3ª Edição Especial Global Fórum

Priorização do Câncer no país e a implementação da nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer no SUS são temas da 3ª Edição Especial Global Fórum

Encontro em Brasília contará com a participação de representantes dos centros e unidades de alta complexidade em oncologia, do Instituto Nacional do Câncer e Ministério da Saúde, pacientes oncológicos, assim como, representante do CONASEMS, sociedades de especialidades e profissionais de diversos setores da oncologia no país.

Nos dias 24 e 25 de abril de 2024 (quarta e quinta-feira), o Instituto Lado a Lado pela Vida, única organização social brasileira que se dedica simultaneamente às duas principais causas da mortalidade – o câncer e as doenças cardiovasculares –, promoverá a 3ª Edição Especial Global Fórum. O encontro será realizado no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília (DF).

O evento contará com diversos painéis de debate que passarão por todos os pontos contemplados na nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer (PNPCC) e o Programa Nacional de Navegação da Pessoa com Diagnóstico de Câncer no âmbito do Sistema Único de Saúde (Lei N° 14.758/2023) com o objetivo de trazer luz aos desafios enfrentados diariamente pelos centros e unidades de assistência especializada e por todos os pacientes que buscam o tratamento do câncer.

“Hoje o Sistema Único de Saúde em sua grandiosidade consegue dar as respostas necessárias para os pacientes com câncer até certo ponto da jornada, a partir daí, o paciente fica sozinho esperando resoluções que muitas vezes não chegam ou chegam com muito atraso o que implica seriamente no desfecho do tratamento”, ressalta Marlene Oliveira, fundadora e presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida.

Os números do câncer no país assustam, sendo cerca de 704 mil novos casos anuais estimados para o triênio 2023 a 2025, segundo o Instituto Nacional do Câncer, além dos pacientes que já estão em tratamento. Por esse motivo e por ter a causa do câncer desde 2008, o Instituto Lado a Lado pela Vida abraçou a oportunidade da criação de uma nova política nacional do câncer e atuou de forma intensa em todas as fases, desde a contribuição para o texto da nova lei, passando por todas as etapas da sua aprovação em 2023 e agora, se dedicando a sua implementação.

Dados reais sobre como o câncer vem sendo tratado no Brasil são fundamentais em um momento em que se discute como implementar uma nova política que tem como objetivo ser estruturante e organizar a oncologia no país. Por esse motivo e para traçar os cenários vivenciados em cada região, o Instituto Lado a Lado pela Vida realizou durante o ano de 2023, uma pesquisa intitulada “O câncer no Brasil, a realidade paciente”, onde visitou os centros e unidades de alta complexidade em oncologia (CACONS E UNACONS) espalhados em todo o país, justamente para trazer a realidade da ponta, ou seja, onde o tratamento do câncer acontece.

“O que constatamos, agora com uma pesquisa real, é a total disparidade de processos, os enormes vazios assistenciais, a falta de profissionais, assim como, de capacitação, as dificuldades díspares e as angústias vivenciadas por esses centros e unidades que precisam atender e dar as respostas que os pacientes precisam em toda a sua jornada de tratamento”, enfatiza Marlene Oliveira.

“A PNPCC visa garantir a integralidade da assistência ao paciente com câncer ao promover o acesso adequado ao cuidado da saúde, desde a prevenção até a reabilitação, passando pelo diagnóstico, tratamento e cuidados paliativos. Já a Edição Especial Global Forum objetiva em seus dois dias de discussão e interação, conectar importantes lideranças da oncologia no país para a necessidade de se priorizar o câncer e trabalhar para que os desafios da implementação sejam discutidos e caminhos viáveis sejam adotados para que tenhamos uma lei que funcione na prática e não apenas no papel”, finaliza Marlene Oliveira.

As inscrições para a Edição Especial Global Fórum são gratuitas e podem ser realizadas de forma online até o dia 23 de abril pelo site: https://especial2024.globalforumsaude.com.br/globalforumespecial2024 ou presencialmente, nos dias 24 e 25 de abril, no local do evento.

SERVIÇO

3ª Edição Especial Global Fórum
Data: 24 e 25 de abril de 2024
Hora: quarta-feira (24/abr), das 8h às 17h15, e quinta-feira (25/abr), das 8h às 16h45
Local: Centro Internacional de Convenções do Brasil, St. de Clubes Esportivos Sul, tr. 2, lt. 50, cj. 63 (Asa Sul) – Brasília/DF
Mais informações: https://especial2024.globalforumsaude.com.br/globalforumespecial2024

Sobre o Instituto Lado a Lado Pela Vida

Fundado em 2008, o Instituto Lado a Lado pela Vida é a única organização social brasileira que se dedica simultaneamente às duas principais causas da mortalidade – o câncer e as doenças cardiovasculares – além do intenso trabalho relacionado à saúde do homem. Sua missão é disseminar conhecimento, sensibilizar e engajar a sociedade, gestores e profissionais da saúde e atuar como agente influenciador nas políticas públicas sobre as doenças crônicas como o câncer, as doenças cardiovasculares e a saúde do homem. Contribuir para ampliar o acesso à prevenção, ao diagnóstico precoce, tratamento e reabilitação, representando em todas as esferas o paciente em sua jornada.

Além de ter criado o Novembro Azul, o Instituto Lado a Lado pela Vida é o idealizador das campanhas Respire Agosto; Siga seu Coração; Mulher Por Inteiro; Câncer por HPV: o Brasil pode ficar sem e Eu e Você contra o Câncer. A organização é a única representante na América Latina no Comitê de Advocacy da World Heart Federation. Sobre o Instituto: https://ladoaladopelavida.org.br/

Foto: Ave Calvar Martinez/Pexels

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Priorização do Câncer no país e a implementação da nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer no SUS são temas da 3ª Edição Especial Global Fórum Read More »

Brasil confirma caso de cólera em Salvador

Brasil confirma caso de cólera em Salvador

Últimos casos autóctones ocorreram em Pernambuco em 2004 e 2005

O Ministério da Saúde confirmou nesta sexta-feira (19) um caso autóctone de cólera em Salvador, o que significa que o paciente contraiu a doença na própria cidade, sem viajar a outro lugar.

Em nota, a Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente informa que o caso foi detectado em um homem de 60 anos de idade que apresentou um desconforto abdominal e diarreia aquosa, em março de 2024. Duas semanas antes ele havia feito uso de antibiótico para tratamento de outra patologia. Segundo exames laboratoriais, a bactéria causadora da doença foi Vibrio cholerae O1 Ogawa.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, trata-se de um caso isolado, tendo em vista que não foram identificados outros registros, após a investigação epidemiológica realizada pelas equipes de saúde locais junto às pessoas que tiveram contato com o paciente.

O período de transmissão da doença é de um a dez dias após a infecção. Entretanto, para as investigações epidemiológicas, no Brasil, está padronizado o período de até 20 dias por margem de segurança

Dessa forma, segundo a pasta, o paciente não transmite mais o agente etiológico desde o dia 10 de abril.

Últimos casos

No Brasil, os últimos casos autóctones de cólera ocorreram em Pernambuco nos anos de 2004 e 2005, com 21 e cinco casos confirmados, respectivamente. A partir de 2006, não houve casos de cólera autóctones, apenas importados, sendo um de Angola, notificado no Distrito Federal (2006); um proveniente da República Dominicana, em São Paulo (2011); um de Moçambique, no Rio Grande do Sul (2016); e um da Índia, no Rio Grande do Norte (2018).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), de janeiro a março de 2024, 31 países registraram casos ou declararam surto de cólera. Seguindo a classificação da OMS, a região africana foi a mais afetada, com 18 países. Nas Américas há surtos declarados apenas no Haiti e na República Dominicana.

Diante do cenário de casos de cólera no mundo, o Ministério da Saúde destaca a necessidade de os profissionais de saúde estarem sensibilizados quanto à situação epidemiológica da doença, à detecção de casos, à investigação epidemiológica e às medidas de prevenção e controle.

Doença

A cólera é uma doença infecciosa intestinal aguda, transmitida por contaminação fecal-oral direta ou ingestão de água e alimentos contaminados.

A maioria das pessoas infectadas permanece assintomática (aproximadamente 75%) e, daquelas que desenvolvem a doença, a maioria apresenta sintomas leves ou moderados, e apenas de 10% a 20% desenvolvem a forma severa, que, se não for tratada prontamente, pode levar a graves complicações e ao óbito.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Brasil confirma caso de cólera em Salvador Read More »

Brasil atinge 1,6 mil mortes confirmadas por dengue

Brasil atinge 1,6 mil mortes confirmadas por dengue

Distrito Federal tem maior proporção de casos prováveis

O Brasil alcançou a marca dos 1.601 óbitos por dengue confirmados em 2024. Além disso, outras duas mil mortes seguem em investigação e podem ter sido causadas pela doença, totalizando 3,6 mil mortes confirmadas ou suspeitas até o momento. Os dados são do painel de casos do Ministério da Saúde atualizado nessa sexta-feira (19).

O número de mortes confirmadas é 35% superior a todo o ano de 2023, quando 1.179 brasileiros perderam a vida para doença. A diferença entre os casos ainda em investigação de 2023 e 2024 supera os 1.707%. Do ano passado, apenas 114 ocorrências seguem em investigação.

Em relação aos casos prováveis da doença, os números chegam a 3,535 milhões em 2024 contra 1,649 milhão em 2023, aumento de 114%. Já o coeficiente de incidência de casos por 100 mil habitantes cresceu de 773 em 2023 para 1.741 casos prováveis para cada 100 mil brasileiros em 2024.

As mulheres são as mais afetadas pela doença, representando 55% das ocorrências prováveis, contra 44% de pessoas do sexo masculino. A faixa etária mais afetada é dos 20 aos 29 anos, com 358 mil mulheres dessa faixa etária atingidas contra 299 mil homens.

Apesar do aumento expressivo no número de casos e óbitos, a letalidade da doença em relação ao total de casos teve leve redução. De uma letalidade de 4,83% em casos graves em 2023 para 4,35% em 2024. Além disso, a letalidade dos casos prováveis passou de 0,07% para 0,05% no mesmo período.

Estados

Proporcionalmente, as unidades da federação com a situação mais grave da doença, índice calculado por casos prováveis a cada 100 mil habitantes (coeficiente de incidência), são: Distrito Federal (7,9 mil x 100 mil); Minas Gerais (5,3 mil x 100 mil); Paraná (3,0 mil x 100 mil); Espírito Santo (2,9 mil x 100 mil); Goiás (2,5 mil x 100 mil); Santa Catarina (2,0 mil x 100 mil); São Paulo (1,8 mil x 100 mil); e Rio de Janeiro (1,3 mil x 100 mil).

Na parte embaixo da tabela, com os melhores índices de incidência, estão os estados de Roraima (36 casos x 100 mil); Ceará (96 casos x 100 mil); Maranhão (128 casos x 100 mil); Sergipe (137 casos x 100 mil) e Alagoas (152 casos x 100 mil).

Foto: Paulo H. Carvalho /Agência Brasília

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Brasil atinge 1,6 mil mortes confirmadas por dengue Read More »

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

Medida está em vigor desde 2009

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu nesta sexta-feira (19) por manter a proibição aos cigarros eletrônicos no Brasil. Com isso, continua proibida a comercialização, fabricação e importação, transporte, armazenamento e propaganda desses produtos. Os cinco diretores votaram para que a vedação, em vigor desde 2009, continue no país.

Os dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), conhecidos como cigarros eletrônicos, são chamados também de vape, pod, e-cigarette, e-ciggy, e-pipe, e-cigar e heat not burn (tabaco aquecido).

Com a decisão, a Anvisa informa que qualquer modalidade de importação desses produtos fica proibida, inclusive para uso próprio ou na bagagem de mão do viajante.

De acordo com a agência, a norma não trata do uso individual, porém veda o uso dos dispositivos em ambiente coletivo fechado. O não cumprimento é considerado infração sanitária e levará à aplicação de penalidade, como advertência, interdição, recolhimento e multa.

Dados do Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis em Tempos de Pandemia (Covitel 2023) revelam que 4 milhões de pessoas já usaram cigarro eletrônico no Brasil, apesar de a venda não ser autorizada.

Relator

O diretor-presidente da Anvisa e relator da matéria, Antonio Barra Torres, votou favorável à manutenção da proibição desses dispositivos.

“O que estamos tratando, tanto é do impacto à saúde como sempre fazemos, e em relação às questões de produção, de comercialização, armazenamento, transporte, referem-se, então, à questão da produção de um produto que, por enquanto, pela votação, que vamos registrando aqui vai mantendo a proibição”.

Antonio Barra Torres leu por cerca de duas horas pareceres de 32 associações científicas brasileiras, os posicionamentos dos Ministérios da Saúde, da Justiça e Segurança Pública e da Fazenda e citou a consulta pública realizada entre dezembro de 2023 e fevereiro deste ano, mesmo que os argumentos apresentados não tenham alterado as evidências ratificadas pela diretoria em 2022.

Em seu relatório, Barra Torres se baseou em documentos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da União Europeia, em decisões do governo da Bélgica de proibir a comercialização de todos os produtos de tabaco aquecido com aditivos que alteram o cheiro e sabor do produto. Ele citou que, nesta semana, o Reino Unido aprovou um projeto de lei que veda aos nascidos após 1º de janeiro de 2009, portanto, menores de 15 anos de idade, comprarem cigarros.

Ele mencionou ainda que a agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (U.S Food and Drug Administration) aponta que, mesmo com a fiscalização, há comércio ilícito desses produtos.

O diretor ainda apresentou proposições de ações para fortalecimento do combate ao uso e circulação dos dispositivos eletrônicos de fumo no Brasil.

Manifestações pela proibição

Durante a reunião da diretoria da Anvisa, foram ouvidas diversas manifestações a favor e contra a manutenção da proibição do consumo de dispositivos eletrônicos para fumar no Brasil. Foram exibidos 80 vídeos de pessoas físicas e jurídicas de diversas nacionalidades.

A maior parte dos argumentos favoráveis à manutenção da proibição foram relativos aos danos à saúde pública. A secretária da Comissão Nacional para a Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco e seus Protocolos (Coniq) da Organização Mundial da Saúde (OMS), Adriana Blanco, manifestou preocupação com a saúde pública dos países que liberaram o consumo destes produtos e com o marketing estratégico da indústria do tabaco, especialmente com o aumento do consumo por jovens.

“Ainda não temos uma resposta clara sobre os impactos do longo prazo de utilização dos DEFs ou da exposição a seus aerossóis, mas as evidências já nos mostram que não são isentos de riscos e que são prejudiciais à saúde humana, especialmente para crianças, jovens e grupos vulneráveis.”

A representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), no Brasil, Socorro Gross, apontou que o Brasil é reconhecido internacionalmente pela política interna de controle do tabaco desde o século passado. “Essa medida protege, salva vidas, promove efetivamente a saúde pública e é um passo crucial para um ambiente mais saudável e seguro para todas as pessoas”.

O presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Hisham Mohamad, fez comparações sobre a piora da situação epidemiológica e o incremento do contrabando em alguns dos mais de 100 países onde a comercialização do produto foi liberada. “Constatamos um grande número de dependência especialmente das novas formas de nicotina que a indústria tem empregado. E em localidades onde foram liberados, como nos Estados Unidos, a maior parte vendida no comércio é de produtos ilegais”.

O ex-diretor da Anvisa e ex-ministro da Saúde (2006-2007) José Agenor Álvares da Silva, relembrou o contexto em que o Brasil conseguiu banir a adição de flavorizantes que favorecem a adesão da população jovem ao fumo e inviabilizou a propaganda dos produtos fumígenos nos pontos de venda. “A Anvisa, que tanto deu exemplo na condução da discussão sobre as vacinas contra a Covid, tem agora uma oportunidade clara de mostrar para o Brasil e para o mundo o seu compromisso com a saúde pública do povo brasileiro”, fez o apelo à diretoria da agência.

A diretora de análise epidemiológica e vigilância de doenças não transmissíveis do Ministério da Saúde, Letícia de Oliveira Cardoso, apontou que não existem estudos científicos que comprovem que os cigarros eletrônicos protegem, substituem ou amenizam os efeitos nocivos dos cigarros normais “Tanto os cigarros eletrônicos como os cigarros convencionais de tabaco apresentam riscos à saúde e não devem ser consumidos pela população. Esta precisa ser informada sobre os riscos de dispositivos eletrônicos de fumar”.

O ex-fumante Alexandre Carlos Vicentini deu seu depoimento sobre como ficou viciado no produto. “Além das várias cores e sabores, o pior de tudo é o teor de nicotina que tem dentro desses aparelhinhos. O que é simplesmente um fator de dependência terrível para mim.”

Contra a proibição

Também foram apresentados argumentos pedindo a regulamentação do consumo pela Anvisa e pela venda dos produtos, apontando a redução de danos aos fumantes de cigarro comum, combate à venda de ilegal de produtos irregulares, sem controle toxicológico e de origem desconhecida. A gestora nas áreas de assuntos regulatórios, qualidade e logística Alessandra Bastos Soares defendeu a regulamentação adequada ao consumo de cigarros eletrônicos para que os consumidores que decidiram pelo uso possam fazê-lo em segurança. “Desejo que, no futuro, nenhum cidadão levante o seu dedo em riste acusando a Anvisa de omissão por não ter uma regra adequada para cuidar de um tema que já é tratado como pandemia do Vape”, alertou.

Já o diretor da British American Tobacco (BAT) – Brasil, anteriormente conhecida como Souza Cruz, Lauro Anhezini Júnior, afirmou que consumidores estão sendo tratados como cidadãos de segunda classe. O representante da indústria de cigarros brasileira pediu que as decisões sejam tomadas com base na ciência. “Não é a ciência apenas da indústria, é a ciência independente desse país que também comprova que se tratam de produtos de redução de riscos. Cigarros eletrônicos são menos arriscados à saúde do que continuar fumando cigarro comum”.

O diretor de Comunicação da multinacional Philip Morris Brasil (PMB), Fabio Sabba, defendeu que a atual proibição dos DEFs tem se mostrado ineficaz frente ao crescente mercado ilícito e de contrabando no país. “Ao decidir pela manutenção da simples proibição no momento que o mercado está crescendo descontroladamente, a Anvisa deixa de cumprir o seu papel de assegurar que esses 4 milhões de brasileiros ou mais consumam um produto enquadrado em critérios regulatórios definidos. É ignorar que o próprio mercado está pedindo regras de qualidade de consumo”.

Além de representantes da indústria de tabaco, houve manifestações de proprietários de casas noturnas, bares e restaurantes e de usuários dos cigarros eletrônicos. O representante da Livres, uma associação civil sem fins lucrativos delicada à promoção da liberdade individual, Mano Ferreira, condenou a proibição anterior que não conseguiu erradicar o consumo desses produtos e, ao contrário, impulsionou o mercado ilegal e informal, especialmente entre os jovens. “Uma regulamentação eficaz permitiria não apenas uma fiscalização mais vigorosa, excluindo os produtos mais perigosos do mercado, mas também facilitaria a transição de fumantes tradicionais para alternativas menos nocivas”.

O usuário de vapes Preslei Aaron Bernardo Ribeiro, de 36 anos, garante perceber melhora em seu quadro geral de saúde. “Por 20 anos, fui fumante e utilizei métodos tradicionais, mas não consegui cessar o meu tabagismo. Mas, com o uso do cigarro eletrônico, consegui parar de fumar o cigarro tradicional de uma forma muito eficiente, rápida e fácil”.

A preocupação do presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas, Fábio Bento Aguayo, foi a dominação do comércio desse produto pelo crime organizado, facções criminosas e milícias. “O estado brasileiro deixa de ganhar, deixa de arrecadar recurso [com tributos] para combater essas atividades ilegais. Brigamos pela regulamentação para defender a sociedade para ter um produto que tem a garantia sobre a procedência dele”.

Histórico

Desde 2009, uma resolução da Anvisa proíbe a comercialização dos dispositivos eletrônicos para fumar no Brasil. Porém, produtos ilegais podem ser adquiridos pela internet, em estabelecimentos comerciais regularizados e pelas mãos de ambulantes mesmo com a proibição de venda. O consumo, sobretudo entre os jovens, tem aumentado.

Em fevereiro deste ano, a Anvisa encerrou a consulta pública para que a sociedade pudesse contribuir para o texto sobre a situação de dispositivos eletrônicos para fumar no Brasil. A proposta de resolução colocada em discussão pela agência foi a de manutenção da proibição já existente. Durante a consulta pública, foram enviadas 13.930 manifestações, sendo 13.614 de pessoas físicas e 316 de pessoas jurídicas. Deste total, contribuições de fato, com conteúdo, aos dispositivos propostos pelo texto da consulta pública, foram 850.

Em 2022, a Anvisa aprovou, por unanimidade, relatório técnico que recomendou a manutenção das proibições dos Dispositivos Eletrônicos para Fumar (DEF) no Brasil e a adoção de medidas para melhorar a fiscalização para coibir o comércio irregular, bem como a conscientização da população sobre os riscos destes dispositivos.

O que são

Desde 2003, quando foram criados, os equipamentos passaram por diversas mudanças. Os dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs) envolvem diferentes equipamentos, tecnologias e formatos, tais como cigarros eletrônicos com sistema aberto (onde a pessoa manipula os líquidos a serem utilizados), com sistema fechado (refis padronizados e fechados), com tabaco aquecido (dispositivo eletrônico utilizado com refil de folhas de tabaco), com sistema fechado tipo pod (semelhantes a pen drives), e vaporizadores de ervas, dentre outros.

A maioria dos cigarros eletrônicos usa bateria recarregável com refis. Estes equipamentos geram o aquecimento de um líquido para criar aerossóis (popularmente chamados de vapor) e o usuário inala o vapor.

Os líquidos (e-liquids ou juice) podem conter ou não nicotina em diferentes concentrações, além de aditivos, sabores e produtos químicos tóxicos à saúde, como que contém, em sua maioria, propilenoglicol, glicerina, nicotina e flavorizantes.

No site da Anvisa, é possível ter mais informações sobre os cigarros eletrônicos.

Foto: Renz Macorol/Pexels

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país Read More »

RN registra primeira morte por dengue em 2024

RN registra primeira morte por dengue em 2024

Caso ocorreu no Alto Oeste do estado; autoridades alertam sobre necessidade de vacinação

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) confirmou a primeira morte por dengue no estado em 2024. A vítima, um adulto residente na região do Alto Oeste, estava internada em uma unidade hospitalar da região e faleceu no final de março. A causa da morte só foi confirmada na última semana.

Em 2023, o RN registrou apenas três óbitos por dengue. Segundo o Painel de Monitoramento da Dengue, o estado tem atualmente 2.281 casos confirmados da doença e 2.848 descartados. O último boletim epidemiológico foi divulgado na terça-feira (16.abr.2024).

Nova estratégia de vacinação contra dengue

Em resposta ao aumento de casos de dengue, a Câmara Técnica de Imunizações do Ministério da Saúde publicou uma nota técnica nesta semana com novas diretrizes para a vacinação contra a doença. A medida visa garantir a imunização da população mais suscetível ao vírus antes do vencimento de um lote de vacinas no final de abril.

Vacinação contra dengue é ampliada para faixa etária entre 4 e 59 Anos

Em Natal, a faixa etária de 4 a 59 anos poderá ser vacinada em todas as Unidades de Saúde. O Rio Grande do Norte atualmente conta com 29 municípios aplicando o imunizante, após a redistribuição de 7,2 mil doses para dez cidades neste mês.

Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

RN registra primeira morte por dengue em 2024 Read More »

Escritora atacada por pit bulls recebe alta após 13 dias internada

Escritora atacada por pit bulls recebe alta após 13 dias internada

Roseana Murray teve braço e orelha direita arrancados por três cães

A escritora Roseana Murray, de 73 anos, recebeu alta nesta quinta-feira (18) do Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, onde estava internada desde que foi atacada por três cães da raça pit bull enquanto caminhava na cidade de Saquarema, no litoral fluminense, em 5 de abril. A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro confirmou à Agência Brasil que a escritora já deixou o hospital.

Roseana foi gravemente ferida pelo ataque e teve o braço e a orelha direita arrancados pelos animais. Ela ainda foi arrastada pelos cães por cerca de 5 metros.

Durante sua internação, a escritora homenageou os servidores do hospital com um poema, que precisou ser ditado a sua irmã, Evelyn Kligermann. Roseana se referiu ao hospital como um lugar onde todos são anjos.

Um anjo varreu a tristeza da casa.

Com suas asas feitas

de alguma coisa que não conhecemos.

Varreu como varrem ruas e praças.

Juntou tudo em suas mãos,

soprou, soprou, soprou.

Em outro texto, Roseana comparou os cães que a atacaram a Cérbero, cão de três cabeças que habitava o mundo dos mortos na mitologia grega. Ao sobreviver, ela diz se sentir “meio mulher selvagem”.

“Me lembro do mito de Cérbero, o cachorro de três cabeças que tomava conta da passagem dos recém-mortos para o outro mundo. Eles eram ferozes e ninguém os vencia. Os três cachorros que me atacaram pareciam Cérbero, o cão de três cabeças, prontos para me levar para a morte. Não conseguiram. Estou viva, mas, como no livro que lemos no Clube da Casa Amarela Escute as Feras, de Nastassja Martin, a história da mulher que foi atacada por um urso, lutou e venceu, e no final, é uma mulher meio humana meio ursa, eu também me sinto meio humana meio mulher selvagem, porque venci”.

Os donos dos cães, Kayky da Conceição Dantas Pinheiro, Ana Beatriz da Conceição Dantas Pinheiro e Davidson Ribeiro dos Santos, chegaram a ser detidos, mas receberam habeas corpus e aguardam o julgamento em liberdade. Eles perderam temporariamente a tutela dos animais apreendidos e estão proibidos de adquirir outros animais domésticos.

Foto: Heat/Divulgação

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Escritora atacada por pit bulls recebe alta após 13 dias internada Read More »

Vacinação contra dengue é ampliada para faixa etária entre 4 e 59 Anos

Vacinação contra dengue é ampliada para faixa etária entre 4 e 59 Anos

Estratégia visa evitar perda de doses com validade até abril de 2024

A Prefeitura de Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ampliou temporariamente a faixa etária para vacinação contra a dengue na capital potiguar. A partir desta quinta-feira (18.abr.2024), pessoas com idade entre 4 e 59 anos podem se vacinar contra a doença. A medida visa evitar a perda de doses do imunizante Qdenga (TAK-003), cujo prazo de validade se expira em 30 de abril de 2024.

Natal recebeu 18.806 doses da vacina Qdenga no primeiro lote, com validade até o final do mês. Até o dia 17 de abril, apenas 10.207 doses foram aplicadas no público-alvo inicial, entre 10 e 14 anos, o que representa cerca de 21,93% da população nessa faixa etária.

“A ampliação da faixa etária é temporária e vai durar enquanto houver estoque de doses nas unidades de saúde. É importante ressaltar que essa medida visa evitar o desperdício de vacinas”, explica Veruska Ramos, chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI) da SMS.

Orientações do Ministério da Saúde e Governo do RN

A ampliação da faixa etária em Natal segue a orientação do Ministério da Saúde, que, nesta quinta-feira (18), recomendou aos municípios potiguares a vacinação contra a dengue para pessoas entre 6 e 16 anos. Essa faixa etária foi adotada por outras cidades do estado, como Mossoró e Parnamirim.

Como se vacinar em Natal

A vacinação contra a dengue em Natal está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h. O esquema vacinal é composto por duas doses do imunizante Qdenga, com intervalo de três meses entre elas.

Quem pode se vacinar?

  • Pessoas com idade entre 4 e 59 anos 11 meses e 29 dias de idade;

Quem Não Pode se Vacinar?

  • Gestantes;
  • Lactantes;
  • Menores de 4 anos;
  • Maiores de 60 anos;
  • Imunossuprimidos.

Documentos Necessários para Vacinação:

  • Documento de identificação pessoal;
  • Cartão de vacinação;
  • Menores de idade devem estar acompanhados de um responsável maior de idade;
  • Comprovante de residência em Natal.

A vacina contra a dengue é segura e eficaz na prevenção da doença.

A dengue é uma doença grave que pode levar à morte.

É importante tomar medidas para prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vacinação contra dengue é ampliada para faixa etária entre 4 e 59 Anos Read More »

Hospital Walfredo Gurgel suspende alimentação para acompanhantes e funcionários por falta de insumos

Hospital Walfredo Gurgel suspende alimentação para acompanhantes e funcionários por falta de insumos

Acompanhantes e funcionários enfrentam dificuldades devido à falta de insumos

Desde o início da manhã desta quarta-feira (17.abr.2024), acompanhantes de pacientes e funcionários do Hospital Geral Walfredo Gurgel, o maior hospital da rede pública do Rio Grande do Norte, enfrentam a falta de alimentação normalmente fornecida pela unidade de saúde. A Secretaria de Saúde do estado informou que a suspensão ocorreu devido à diminuição no fornecimento dos insumos.

Apesar da garantia de que a alimentação dos pacientes está assegurada, a situação tem gerado preocupação entre os acompanhantes. A última refeição dos acompanhantes foi às 22h de ontem (16.abr).

Com a suspensão da alimentação, muitos se questionam sobre como passarão os dias, já que não há previsão para o fornecimento regular ser retomado. A situação tem gerado indignação e obrigado as pessoas a buscarem soluções alternativas, como comer fora ou depender da solidariedade de terceiros.

O Sindisaúde, sindicato que representa os servidores, aponta que a falta de insumos se deve à ausência de pagamento aos fornecedores, o que agrava ainda mais a situação no hospital.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hospital Walfredo Gurgel suspende alimentação para acompanhantes e funcionários por falta de insumos Read More »

Casos de dengue no RN em 2024 já superam dados de 2023 com aumento de quase 500%

Casos de dengue no RN em 2024 já superam dados de 2023 com aumento de quase 500%

Levantamento da Sesap aponta 13.397 casos prováveis da doença até o momento, contra 12.048 em todo o ano passado.

O Rio Grande do Norte vive um cenário preocupante com relação à dengue. De acordo com levantamento da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), divulgado nesta terça-feira (9.abr.2024), o número de casos prováveis da doença em 2024 já supera o total registrado em todo o ano de 2023.

Até o momento, foram notificados 13.397 casos prováveis de dengue no estado. Em 2023, esse número foi de 12.048. Isso representa um aumento de 438,8% no número de casos, comparando o mesmo período dos dois anos.

Embora o número de casos prováveis seja maior em 2024, o número de confirmações por exames é menor. Em 2023, foram 2.430 confirmações, contra 2.023 em 2024. Já o número de descartados é maior em 2024: 2.382 contra 4.131 em 2023.

Até o momento, não há registro de mortes por dengue em 2024 no Rio Grande do Norte. Em 2023, foram três óbitos pela doença.

Foto: Sandro Araújo / Agência Saúde

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Casos de dengue no RN em 2024 já superam dados de 2023 com aumento de quase 500% Read More »

Princípio de incêndio atinge UPA Pajuçara e pacientes são transferidos

Princípio de incêndio atinge UPA Pajuçara e pacientes são transferidos

Pane elétrica em ar-condicionado causa susto, mas não deixa feridos

Um princípio de incêndio atingiu a Sala Amarela da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pajuçura, na zona Norte de Natal, na tarde desta terça-feira (9.abr.2024). O fogo teve início devido a uma pane elétrica em um dos aparelhos de ar-condicionado instalados na unidade, porém, foi rapidamente controlado.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS), felizmente, não houve feridos, restando apenas danos materiais no aparelho onde o fogo começou. Em medida de precaução, os pacientes que estavam na Sala Amarela foram prontamente retirados e transferidos para a UPA Potengi, também na zona Norte, e para o Hospital dos Pescadores (HOSPESC), localizado na zona Leste da capital.

A remoção dos pacientes tem caráter temporário, sendo realizada enquanto os reparos necessários são efetuados pela equipe de manutenção presente no local.

Em comunicado oficial, a SMS destacou que realiza manutenções periódicas na rede de ar-condicionados centrais das unidades e que uma equipe de técnicos e especialistas foi designada para investigar a causa do incidente na UPA Pajuçara.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Princípio de incêndio atinge UPA Pajuçara e pacientes são transferidos Read More »

Hospital Santa Catarina inaugura Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais

Hospital Santa Catarina inaugura Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais

Sesap visa oferecer mais qualidade no atendimento aos recém-nascidos no Rio Grande do Norte

O Hospital Dr. José Bezerra, mais conhecido como Hospital Santa Catarina, inaugurou na sexta-feira (5.abr.2024) a nova Unidade de Cuidados Intermediários Convencional (Ucinco). A unidade conta com oito leitos e visa oferecer um atendimento de qualidade aos recém-nascidos e suas mães no início da vida.

A criação da Ucinco é fruto de um trabalho conjunto entre a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a direção do hospital e diversas áreas técnicas. Para viabilizar os novos leitos, houve investimento na contratação e qualificação da equipe, incluindo novos médicos pediatras e profissionais de enfermagem que já iniciaram o atendimento às crianças na unidade.

“A população ganha com a abertura desses leitos, pois um setor de cuidados intermediários possibilita um maior giro de leitos críticos neonatais, o que significa que mais bebês terão acesso aos cuidados necessários para sua sobrevivência”, destaca o diretor geral do hospital, Carlos Leão.

Foto: Assessoria/Sesap-RN

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Hospital Santa Catarina inaugura Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais Read More »

Justiça decreta prisão de donos de cães que atacaram escritora

Justiça decreta prisão de donos de cães que atacaram escritora

Roseana Murray foi mordida por três pitbulls em Saquarema (RJ)

A Justiça do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva dos responsáveis pelos três cachorros da raça pitbull que atacaram a escritora Roseana Murray (foto), em Saquarema, no estado do Rio, na última sexta-feira (5). Davidson Ribeiro dos Santos, Ana Beatriz da Conceição Dantas e Kayky da Conceição Ribeiro dos Santos haviam sido presos em flagrante.

A conversão em prisão preventiva foi determinada pelo juízo da Central de Audiência de Custódia de Benfica. A conduta imputada aos três foi a de maus tratos a animais domésticos. Davidson também foi preso por ter sido flagrado com uma motocicleta roubada.

Roseana é vizinha à casa onde ficavam os cães e foi atacada quando saía para uma caminhada no início da manhã. Ela foi arrastada por cinco metros, teve o braço direito dilacerado e uma orelha arrancada.

Braço amputado

A escritora, que está internada no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, teve que amputar o braço direito. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, seu estado de saúde é estável.

Segundo o site da escritora, Roseana Murray é autora de cerca de 100 livros de poesia e de contos para crianças, jovens e adultos. Foi vencedora do prêmio da Academia Brasileira de Letras (ABL), em 2002, na categoria infantil, com o livro Jardins. Também conquistou quatro prêmios da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).

Foto: Secretária Municipal de São Sebastião

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Justiça decreta prisão de donos de cães que atacaram escritora Read More »

Tratamento da doença de Parkinson depende do diagnóstico precoce

Tratamento da doença de Parkinson depende do diagnóstico precoce

O dia 11 de abril foi definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson

Tremores nas mãos, lentidão e desequilíbrio são sintomas que acendem um sinal de alerta em pessoas da terceira idade que podem indicar a doença de Parkinson. Estima-se que, no Brasil, cerca de 200 mil pessoas acima de 65 anos sofram dessa doença, que é degenerativa e não tem cura. Assim como outras doenças que ocorrem nessa fase da vida, a doença de Parkinson não é evitável, mas é possível encontrar tratamentos que ofereçam mais qualidade de vida ao paciente. Para isso, é fundamental buscar o diagnóstico, realizar o acompanhamento médico e seguir as recomendações corretamente.

O dia 11 de abril foi definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson. O objetivo da data é conscientizar a população, sobretudo homens e mulheres na terceira idade, sobre o diagnóstico da doença de Parkinson, as formas de tratamento disponíveis e como conviver com a doença com bem-estar.

A Doença de Parkinson é caracterizada basicamente por tremor de repouso, tremor nas extremidades, instabilidade postural, rigidez de articulações e lentidão nos movimentos e desequilíbrio. Há também outros sintomas não motores, como a diminuição do olfato, distúrbios do sono, alteração do ritmo intestinal, depressão e alterações na escrita.

A cura ainda não foi alcançada, mas há estudos ao nível experimental sobre outras alternativas de tratamento. Conforme o neurocirurgião Dr. Thiago Rocha (CRM 6233-RN), houve vários avanços nas técnicas cirúrgicas indicadas para os casos onde o tratamento medicamento não consegue controlar os sintomas da doença. “A cirurgia com o implante de DBS, a chamada estimulação cerebral profunda é um marco para o tratamento da doença de Parkinson. É um procedimento seguro, eficaz que pode ajudar a melhorar a qualidade de vida destes pacientes”, diz o neurocirurgião.

Dr. Thiago continua: “Este procedimento consiste na implantação de eletrodos cerebrais que são conectados a um marca-passo e cujo objetivo é modular aquela região cerebral e melhorar os sintomas da doença”, explica. Atualmente, os dispositivos de estimulação cerebral profunda estão cada vez mais modernos, sendo que os atuais trazem eletrodos direcionais onde conseguimos direcionar o campo eletromagnético criado e existem geradores que conseguem identificar o período do dia que o paciente necessita mais da terapia, isso é importante para maximizar resultados e economizar mais a bateria.

No Brasil, medicamentos para Parkinson são disponibilizados gratuitamente pelo SUS através do Programa de Medicamentos Excepcionais. Pacientes com incapacidade funcional causada pelos sintomas parkinsonianos também podem se beneficiar de programas terapêuticos de reabilitação, envolvendo fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e suporte psicológico e familiar, buscando evitar e/ou retardar a perda de suas funcionalidade e habilidades motoras.

Dr. Thiago Rocha, fala sobre a importância de exames e o diagnóstico precoce, “O diagnóstico precoce é importante para que a doença impacte menos na qualidade de vida do paciente, e nos casos onde são refratários ao tratamento medicamentoso, a cirurgia não pode ser postergada, pois ela faz parte do arsenal terapêutico que pode ajudar estes pacientes”, ressalta. O diagnóstico é clínico, mas exames específicos como ressonância de encéfalo e SPECT com trodat são realizados como complementação diagnóstica”, afirma o neurocirurgião.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Tratamento da doença de Parkinson depende do diagnóstico precoce Read More »

Estado do Rio de Janeiro registra primeiros casos de dengue tipo 3

Estado do Rio de Janeiro registra primeiros casos de dengue tipo 3

Sorotipo 3 não circulava no estado desde 2007

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) confirmou nesta sexta-feira (5) os primeiros dois casos de dengue tipo 3 ocorridos este ano. Trata-se de uma mulher de 39 anos, de Paraty, na Costa Verde, e uma criança de um ano, de Maricá, na região Metropolitana II. Os dois casos ocorreram nos dias 25 e 26 de fevereiro, respectivamente, e foram confirmados pelo Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lancen-RJ) e pelo Laboratório de Referência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). As duas pacientes foram tratadas e passam bem.

Os municípios vão investigar os dois casos para saber se são autóctones, isto é, se aconteceram dentro dos territórios, ou se são importados. O sorotipo 3 não circulava no estado do Rio de Janeiro desde 2007, o que amplia a margem de pessoas que nunca tiveram contato com o vírus. Levantamento da SES-RJ estimou que cerca de 4,8 milhões de pessoas estariam vulneráveis a esse sorotipo.

Alerta

“Este é um ponto de atenção para redobrarmos os cuidados e continuarmos em alerta. Como o tipo 3 não circula no estado há muito tempo, existe uma boa parcela da população mais suscetível à doença”, explica a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello. A Secretaria vai manter o monitoramento dos casos e definir ações específicas caso identifique uma mudança de cenário.

Os sintomas da dengue tipo 3 são os mesmos dos tipos 1, 2 e 4. Os principais são febre alta (superior a 38°C); dor no corpo e articulações; náuseas e vômitos; dor atrás dos olhos; mal-estar; falta de apetite; dor de cabeça; manchas vermelhas no corpo.

Este ano, o estado vinha registrando somente casos de dengue dos tipos 1 e 2, com predomínio do sorotipo 1. O Boletim Panorama da Dengue, divulgado nesta sexta-feira (5), indica que o atual cenário da doença ainda é de Emergência em Saúde Pública, com o estado se mantendo no nível 3, o mais alto de alerta contra a dengue.

Decreto

A SES-RJ manteve o decreto de epidemia de dengue no Rio de Janeiro em razão de o estado ainda apresentar altos índices da doença. Embora as projeções mostrem tendência de queda, o número de casos prováveis de dengue ainda é considerado alto pelos técnicos e especialistas da Secretaria, que monitoram a situação nos 92 municípios fluminenses.

Até esta sexta-feira (5), foram registrados 186.624 casos prováveis de dengue e 91 óbitos confirmados em todo o estado. A taxa de incidência está em 1.162 casos / 100 mil habitantes.

O principal indicador epidemiológico para estabelecer o nível de alerta é o Excesso de Casos (EC), que permaneceu acima de dez vezes por três semanas consecutivas, embora tenha apresentado tendência de queda nos últimos sete dias. Os dados analisados se referem às semanas epidemiológicas (SE) 10 a 12, que correspondem ao período de 3 a 23 de março deste ano.

A SES-RJ mantém também o monitoramento diário de casos e ações, entre os quais capacitação de profissionais de saúde e técnicos de vigilância dos municípios; salas de hidratação em 11 unidades de pronto atendimento (UPAs) estaduais e centros de hidratação nas cidades, com envio de medicamentos e insumos.

Foto: Paulo Pinto/Agência Brasil

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Estado do Rio de Janeiro registra primeiros casos de dengue tipo 3 Read More »

Venda de álcool líquido volta a ser proibida a partir do dia 29

Venda de álcool líquido volta a ser proibida a partir do dia 29

Supermercados insistem na venda do produto

“Fica calmo que vamos sair dessa e tudo vai passar”. Foi essa a frase escutada por Pedro Ernesto Martinez quando tinha apenas 17 anos e acordava de uma dolorosa cirurgia de raspagem de pele após ter diversas partes de seu corpo queimadas por álcool. O líquido era usado para acender o carvão durante um churrasco com família.

O autor da frase foi uma outra vítima de queimadura. “A situação dele era pior do que a minha. Ele estava com o corpo todo coberto de curativos, deixando à vista apenas um de seus olhos. Mesmo assim, tentava me passar uma mensagem de otimismo. Foi marcante”, lembra Pedro Ernesto.

Acidentes do tipo fazem milhares de vítimas a cada ano no país. Diante dessa situação alarmante, o Poder Público proibiu, desde 2002, a venda de álcool líquido com percentual igual ou superior a 54 GL em estabelecimentos comerciais como supermercados e farmácias.

A medida, no entanto, foi temporariamente revogada, em 2020, durante a pandemia de covid-19, uma vez que, na época, o álcool usado para a higienização de mãos e objetos ajudava a evitar a disseminação do vírus.

O prazo final previsto pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária para a comercialização de álcool líquido é o dia 29 de abril. “A partir daí, a disponibilidade será apenas em outras formas físicas, como gel, lenço impregnado, aerossol”, explica a Anvisa.

Churrasqueiras e fogueiras

De acordo com o Ministério da Saúde, são registradas cerca de 150 mil internações por ano, em decorrência de queimaduras. Com base em levantamentos e consultas com participação da sociedade, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) explica que, em geral, a situação mais perigosa envolvendo queimaduras está relacionadas ao uso do álcool no momento em que as pessoas acendem churrasqueiras e fogueiras.

“No gerenciamento de risco são considerados vários fatores para se avaliar o potencial perigo de um produto para o ser humano. No caso do álcool, um desses fatores é a facilidade de espalhamento do produto antes e durante a combustão quando em estado líquido, o que é inversamente proporcional quando com viscosidade. Assim, quando há acidente com o álcool na forma física líquida, a extensão e o dano à pele são grandes”, informou a agência.

Foi exatamente o que aconteceu com Pedro Ernesto. “Tudo aconteceu muito rápido. Foram 10 ou 15 segundos que mudaram minha vida, inclusive prejudicando meus estudos, porque isso aconteceu no ano em que eu deveria me preparar para os exames visando a entrada na universidade”, disse, referindo-se ao acidente ocorrido no dia 2 de fevereiro de 2014.

“Eu estava jogando sinuca. Ao ver meu tio usando álcool para acender o carvão, fui na direção dele para avisar que isso era perigoso. Não deu outra. Ao virar a garrafa para tentar reativar o fogo quase apagado, a chama subiu pelo fio de álcool e explodiu, espalhando o fogo por todos os lados”, lembra Pedro Ernesto.

O acidente aconteceu quando ele estava a meio metro da churrasqueira. “Lembro de ter usado as mãos para proteger meu rosto. Após alguns segundos, senti minha perna queimando. Meu calção estava em chamas. Jogaram então água para apagar o fogo. Foi quando olhei para minhas mãos e vi a pele toda retorcida. Foram segundos de total desespero”, acrescentou o jovem, que sofreu queimaduras de terceiro grau nas mãos, nos antebraços e nas coxas; e de segundo grau na barriga.

Após um mês de internação, Pedro foi para casa, onde foram necessários outros dois meses de tratamento dolorido e caro, uma vez que cada placa de metal utilizada para cobrir a pele custava mais de R$ 1,5 mil.

“São feridas que demoram muito a cicatrizar. Muita dor mesmo, porque era necessário machucar com raspagens para sarar. Eu chorava pedindo mais morfina para aliviar a dor, principalmente nos momentos posteriores às quatro cirurgias que fiz”, descreveu o jovem de 27 anos, que trabalha atualmente como bartender, especialista em preparar drinks alcoólicos e não alcoólicos, no restaurante Capincho, em Porto Alegre.

Supermercados querem vender

A retirada de álcool líquido das prateleiras de supermercados foi criticada pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). A entidade reivindica, junto à Anvisa, que a medida seja revista, sob o argumento de que “o consumidor já se acostumou a comprar [o produto] não só em farmácias, mas em supermercados de todo o Brasil”.

Segundo a Abras, “a proibição da comercialização retirará do consumidor o acesso ao produto de melhor relação custo-benefício, comprovadamente eficaz nos cuidados com a saúde, na sanitização de ambientes e na proteção contra doenças, incluindo a covid-19”.

Em nota, o vice presidente da entidade, Marcio Milan, argumenta que “os consumidores se adaptaram e adotaram a prática comum de compra do álcool líquido 70% para higienização de ambientes em casa e no trabalho, pois o setor supermercadista fez uma campanha bem-sucedida de orientação e esclarecimentos que proporcionaram um comportamento sensato e seguro destes sanitizantes, sem o registro de contingência ou acidentes desde a liberação da comercialização pela Agência em 2022”.

A Abras acrescenta que, desde a autorização da Anvisa em 2022, mais de 64 milhões de unidades de álcool líquido 70% foram comercializadas pelos supermercados. “O setor tem observado que o consumidor mantém a preferência pelo álcool 70% na forma líquida por não deixar resíduos em móveis e objetos”.

Quem sentiu literalmente na pele o problema de liberar a comercialização de álcool líquido tem posição bem diferente da manifestada pela Abras. “Sou 100% favorável à proibição da venda, na forma como é feita. É um produto extremamente perigoso que não pode ser tão acessível, mesmo que sejam feitas campanhas de conscientização sobre seu correto manuseio”, alerta Pedro Ernesto, que hoje carrega umas poucas manchas e alguns vazios de pelos na perna.

Superação

“Foi uma experiência muito ruim, mas me trouxe muitos aprendizados sobre como encarar a vida. Hoje estou sempre na busca por coisas que me fazem feliz. Passei a enxergar melhor o que é a felicidade. E, nos momentos em que estou mal, sinto mais facilidade de encarar os problemas. Nessas horas, lembro que já encarei muita coisa pior. E lembro novamente daquele cara coberto de ataduras dizendo que tudo vai passar”, completou

Mágoa com o tio que causou o acidente? “Nenhuma. Muito pelo contrário. Hoje estamos muito mais próximos e amigos. Foi um acidente, mas foi também ponto de partida para muitos aprendizados.”

Foto: Nelson Jr./Ascom/TSE

Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Venda de álcool líquido volta a ser proibida a partir do dia 29 Read More »