Falta de médicos ameaça atendimento na UTI pediátrica no Hospital Maria Alice Fernandes

Falta de médicos ameaça atendimento na UTI pediátrica no Hospital Maria Alice Fernandes

Atrasos nos pagamentos e localização afastada são desafios enfrentados pela unidade de saúde, que vê risco de fechamento de leitos

O Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, localizado na zona Norte de Natal, está enfrentando uma grave crise pela falta de profissionais de saúde para completar as escalas médicas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica. A falta ameaça seriamente o atendimento. De acordo com a Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap), a saída de vários médicos contratados por uma empresa terceirizada é um dos principais fatores para a crise.

Atualmente, a UTI pediátrica do hospital recebe, em média, 25 crianças e adolescentes por mês. A unidade possui dez leitos e depende de profissionais terceirizados, com exceção da coordenadora, que é servidora efetiva. O presidente da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Norte (Sopern), Reginaldo Holanda, aponta que a localização do hospital é um dos motivos do desinteresse dos pediatras. Além disso, a irregularidade nos pagamentos agrava a situação.

Holanda alerta para o impacto negativo que o fechamento de leitos pode ter na saúde pública. “Se fechar dez leitos de UTI pediátrica, haverá um aumento na mortalidade de crianças e adolescentes, especialmente nesta época do ano, quando a demanda por leitos de UTI aumenta devido a problemas respiratórios”, afirma.

O Sindicato de Médicos do Estado do RN (Sinmed RN) também acompanha a situação. Segundo Geraldo Ferreira, presidente do Sinmed/RN, as ameaças de fechamento são recorrentes devido à falta de concursos e atrasos nos pagamentos. O sindicato está buscando alternativas emergenciais para evitar o colapso do serviço, inclusive propondo a abertura de concursos e valorização salarial dos médicos.

A Sesap está organizando reuniões para definir ações e garantir a continuidade do atendimento. A situação exige medidas urgentes para assegurar que a unidade continue a prestar serviços essenciais para a população infantil do Rio Grande do Norte.

Foto: Demis Roussos

Com informações da Tribuna do Norte

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal