Brasil perde para o Uruguai nos pênaltis e é eliminado da Copa América

Brasil perde para o Uruguai nos pênaltis e é eliminado da Copa América

Jogo em Las Vegas terminou empatado nos 90 minutos, sem gols

Em jogo disputado na noite deste sábado (6), em Las Vegas, a Seleção Brasileira foi superada pelo Uruguai nas quartas de final e acabou eliminada da Copa América. As duas equipes empataram por 0 a 0 e a decisão da vaga às semifinais se deu nas cobranças de pênaltis, nas quais o Uruguai levou a melhor, ganhando por 4 a 2. A Seleção volta a jogar em setembro, pelas Eliminatórias do Mundial de 2026: enfrentará o Equador em casa e o Paraguai em Assunção.

O jogo no Allegiant Stadium, diante de 55 mil torcedores, foi bastante equilibrado. O Brasil teve a primeira oportunidade aos 13 minutos numa cobrança de falta de Raphinha. A bola desviou na barreira. Pouco depois, o Uruguai deu a resposta num lance em que Éder Militão afastou o perigo de cabeça.

Aos 27, numa bola mal atrasada pela defesa uruguaia, Endrick se antecipou, entrou na área e tocou para Raphinha, que vinha de trás, mas a jogada não foi concluída. O Brasil desperdiçaria o ataque.

Aos 34 foi a vez de o Uruguai assustar de novo, com uma cabeçada de Darwin Nuñez, livre de marcação. A bola passou por cima do travessão.

O jogo continuava lá e cá, mas era interrompido várias vezes por causa da quantidade de faltas cometidas pelo Uruguai. Aos 35, o Brasil teria a sua melhor chance no primeiro tempo, com um ataque veloz em que Raphinha concluiu para a defesa do goleiro Rochet.

No segundo tempo, a partida foi bastante truncada e com poucas oportunidades para ambas as equipes. Logo no início, Valverde arriscou de longe com força e a bola saiu. A Seleção Brasileira tentava chegar à área adversária com toques rápidos. Mas quase sempre seus jogadores eram parados com falta. Aos 27, o lateral Nández deu uma entrada desleal em Rodrygo e foi expulso.

O árbitro precisou ser alertado pelo VAR para a aplicação do cartão vermelho. Só por causa dessa confusão, o jogo ficou paralisado por quatro minutos. Com a bola rolando, Endrick tentou o gol com uma finalização de fora da área. Rochet defendeu de novo.

Dorival mexeu no time a partir dos 35 minutos. Levou a campo Andreas Pereira, Savinho e Douglas Luiz. Depois, optou por Martinelli e Evanílson. O Brasil teve o controle de bola nos minutos finais, mas não conseguiu o gol.

A decisão da vaga foi então para os pênaltis. Éder Militão cobrou o primeiro e Rochet defendeu. Na sequência, Andreas Pereira marcou, Douglas Luiz chutou a bola na trave e Martinelli fez o dele. Com dois pênaltis perdidos, a defesa de Alisson no chute de Giménez não foi suficiente e o Uruguai venceu por 4 a 2.

O Brasil jogou com Alisson, Danilo, Éder Militão, Marquinhos, Guilherme Arana, Bruno Guimarães (Evanilson), João Gomes (Andreas Pereira), Paquetá (Douglas Luiz), Raphinha (Savinho), Endrick e Rodrygo (Martinelli).

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal