Golpe na Receita Federal

Receita Federal alerta para golpes pelos Correios

Receita Federal divulga comunicado pedindo cautela aos contribuintes sobre golpes aplicados nas correspondências dos Correios.

Em comunicado publicado em seu site, órgão fiscal alerta que criminosos estão enviando intimações para as casas dos contribuintes e pedindo para que estes insiram seus dados pessoais em um link malicioso impresso na correspondência.

De acordo com o órgão federal, o endereço informado não tem relação com a Receita e é utilizado apenas para o roubo de dados por parte dos hackers, que podem utilizar as informações para cometer outros golpes em nome das vítimas e, em alguns casos, causar prejuízos financeiros a elas.

Receita Federal alerta para golpes
Modelo de correspondência enviado pelos criminosos
Foto: Divulgação/RF

O órgão também adverte que, para fins de consulta, download de programas ou alterações de informações junto ao Fisco federal, não devem ser acessados endereços eletrônicos que não o oficial do Órgão: receita.economia.gov.br. Caso o faça, o contribuinte estará sujeito a vírus e malwares, que podem roubar seus dados pessoais, bancários e fiscais.

No que se refere a dados bancários de pessoas físicas, o contribuinte só os informa à Receita, a seu critério, para fins de débito automático ou depósito de restituição do Imposto de Renda. Em ambos os casos, a informação é fornecida na Declaração do Imposto de Renda e pode ser alterada por meio do Extrato da Dirpf no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC).

Caso o contribuinte não consiga utilizar os serviços virtuais, ele deve procurar um Centro de Atendimento ao Contribuinte nas Unidades do órgão (http://receita.economia.gov.br/contato). Nenhum outro site ou endereço na Internet está habilitado a fazer procedimentos em nome da Receita Federal.

Foto: Reprodução/RF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.