Governo do RN firma parceria com empresa dinamarquesa para produzir energia eólica no mar - Por dentro do RN
Governo do RN firma parceria com empresa dinamarquesa para produzir energia eólica no mar

Governo do RN firma parceria com empresa dinamarquesa para produzir energia eólica no mar

O Governo do RN e a dinamarquesa Copenhagen Infrastructure Partners (CIP/COP) assinaram nesta sexta-feira (12) memorando para o desenvolvimento do projeto Alísios Potiguares, que prevê a geração de 1,8 gigawatts de energia eólica no mar e a produção de hidrogênio verde.

A CIP/COP é o maior fundo de investimentos do mundo em projetos de energias renováveis e o Rio Grande do Norte tem as melhores condições do Brasil para a geração de energia eólica no mar, além da produção, armazenamento e exportação de hidrogênio verde, considerado o combustível do futuro.

“É um momento especial, histórico para o Rio Grande do Norte. Estamos avançando cada vez mais no protagonismo e assumindo posições de vanguarda no contexto da transição energética. Estamos dando um passo adiante nesse protagonismo acrescentando à nossa matriz energética, a produção de energia limpa no mar e do hidrogênio verde”, comemorou a governadora Fátima Bezerra, após assinar o documento.

Governo do RN firma parceria com empresa dinamarquesa para produzir energia eólica no mar
Foto: Elisa Elsie

“Gostaria de acrescentar que estamos aqui pelo reconhecimento que temos do protagonismo da Dinamarca no contexto das energias renováveis, algo em comum com o RN, um estado que, em pouco tempo, passou a liderar a produção de energia eólica. Agora, estamos nos preparando para assumir novo protagonismo na geração eólica offshore, produção de hidrogênio verde e Power to X ( amônia verde, e-metanol)”, assegurou a governadora.

Ela lembrou que o RN é o estado mais bem posicionado no Brasil para a produção de energia offshore e que tem um governo comprometido com a preservação do meio ambiente. “É uma coisa muita cara para nós”.

Governo do RN firma parceria com empresa dinamarquesa para produzir energia eólica no mar
Foto: Elisa Elsie

“Fico impressionado e feliz de ver que seu governo está pensando e trabalhando em todos os aspectos relevantes para o desenvolvimento da indústria eólica offshore, como por exemplo, a construção do porto e também a expansão da infraestrutura de transmissão, destacou Robert Helms, sócio-gerente da Copenhagen”.

O diretor administrativo para os negócios da empresa no Brasil, Diogo Nóbrega, considerou histórico o encontro desta sexta-feira para a empresa e para o desenvolvimento da energia eólica no Brasil. “É um grande marco, e não podemos deixar de respaldar o quanto isso é importante para o desenvolvimento da economia do Rio Grande do Norte e da energia offshore de uma maneira geral. Não encontramos condições tão favoráveis em lugar nenhum no mundo como no Rio Grande do Norte”, disse.

O senador Jean-Paul Prates, que integra a comitiva da governadora, destacou o pioneirismo na área das energias renováveis. “O Rio Grande do Norte está olhando para frente, para um horizonte novo de investimentos, que até para a Dinamarca é novidade, porque eles ainda estão regulando, buscando firmamento técnico, científico e econômico para o hidrogênio, para o metanol ecológico, para amônia verde. Portanto, nós estamos na vanguarda, e junto com eles fazendo lado a lado a assinatura de diversos protocolos, que já garantem investimentos no nosso território e no nosso mar territorial”.

Governo do RN firma parceria com empresa dinamarquesa para produzir energia eólica no mar
Foto: Elisa Elsie

O embaixador do Brasil em Copenhague, Rodrigo de Azeredo Santos, que teve um papel importante de aproximação do governo do RN com empresas dinamarquesas, ressaltou a liderança da govenadora Fátima Bezerra. “O Rio Grande do Norte dá um passo muito importante para o desenvolvimento de um novo setor na área de energias renováveis, que é essa geração de eletricidade no mar”.

Também acompanharam a governadora na agenda da CIP/COP, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado; o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar; e o professor da UFRN Mário González, que faz parte de grupo de pesquisa ampla no Brasil e no mundo sobre os diversos tipos de energias renováveis.

A ciência é fundamental no processo de transição energética, que envolve muita pesquisa, tecnologia e inovação. Além de informações fundamentais na área das energias renováveis, o professor participa de pesquisas que auxiliam nas questões ambientais.

Números

  • O RN produz atualmente 6,1 GW de energia eólica;
  • O consumo estadual é de 1,5 GW;
  • O RN é exportador de energia limpa;
  • A capacidade de produção de energia eólica no mar é de 140 GW, equivalentes a 10 hidrelétricas de Itaipu.

Vantagem competitiva

  • RN tem os melhores ventos para produção de energia eólica;
  • Tem uma costa rasa, que reduz custos de instalação e produção;
  • Tem os melhores incentivos fiscais para atrair investimentos;
  • Tem mão de obra altamente qualificada pelas universidades públicas;
  • E a determinação da governadora Fátima Bezerra de priorizar a agenda das energias renováveis sob todos os aspectos;
  • Custo estimado da energia termelétrica: R$ 1.700 MW;
  • Custo estimado da energia eólica: R$ 300 MW.

Foto: Divulgação/Elisa Elsie

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado