Deputado bolsonarista do RN mostra pistola e desafia Lula a ir à sua casa: 'Bandido, cachaceiro, desordeiro' - Por dentro do RN
Deputado bolsonarista do RN mostra pistola e desafia Lula a ir à sua casa

Deputado bolsonarista do RN mostra pistola e desafia Lula a ir à sua casa: ‘Bandido, cachaceiro, desordeiro’

O deputado bolsonarista Coronel Azevedo (PL) elevou o tom das críticas ao ex-presidente Lula. Em entrevista ao Tribuna Livre, da Jovem Pan News Natal (93,5 FM), ontem, o parlamentar comentou declarações do ex-presidente. Azevedo definiu Lula como “bandido, cachaceiro, desordeiro” e, com arma em punho, o desafiou a ir até sua casa ou ao gabinete na Assembleia Legislativa.

A declaração de Lula ocorreu em evento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), na segunda-feira (4.abr.2022), quando o ex-presidente sugeriu que a militância sindical procure deputados e seus familiares na casa deles para pressionar a favor de propostas que interessam ao setor em um eventual governo petista, a partir de 2023.

“Se a gente mapeasse o endereço de cada deputado e fossem 50 pessoas na casa, não é para xingar não, é para conversar com ele, com a mulher dele, com o filho dele, incomodar a tranquilidade dele, surte muito mais efeito do que fazer a manifestação em Brasília”, disse o ex-presidente.

Para Coronel Azevedo, que é defensor da candidatura de Jair Bolsonaro, a declaração foi “mais um marco deplorável do ex-presidente”. Com uma arma em punho, Azevedo desafiou o ex-presidente.

“Lula, vá se tratar. E se for na minha casa, está aqui pra você. Estou aqui lhe esperando. Bandido cachaceiro e desordeiro, rapaz. Não é insuflando as pessoas que você vai ganhar os votos não. Vá abraçar o povo e deixe de fazer festa em ambiente fechado”, disse o deputado bolsonarista.

Ontem, o ex-presidente Lula classificou a sugestão dada por ele para que apoiadores mapeiem o endereço dos parlamentares para “incomodar a tranquilidade deles”.

“Eu acho que é muito engraçado as pessoas tratarem uma sugestão que fazia quando era dirigente sindical como se fosse uma anormalidade. Eu fui presidente da República por oito anos. Muitas vezes eu cheguei no Palácio da Alvorada de madrugada e tinha gente esperando para reivindicar alguma coisa. Eu parava para conversar”, disse o ex-presidente em entrevista à Rádio Jangadeiro de Fortaleza.

Com informações da Tribuna do Norte
Foto: Reprodução/Jovem Pan News

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado