Rodrigo Pacheco considera 'graves' e 'ilegítimas' manifestações que atacam e pedem o fechamento do STF - Por dentro do RN
Rodrigo Pacheco considera 'graves' e 'ilegítimas' manifestações que atacam e pedem o fechamento do STF

Rodrigo Pacheco considera ‘graves’ e ‘ilegítimas’ manifestações que atacam e pedem o fechamento do STF

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse neste domingo (1º.mai.2022) que “manifestações populares são expressão da vitalidade da Democracia”, mas que aquelas que pedem “intervenção militar e fechamento do STF” são “ilegítimas e antidemocráticas” e configuram “anomalias graves que não cabem em tempo algum”.

Pacheco publicou a declaração em suas redes sociais após os atos que aconteceram neste domingo (1º.mai.2022) em comemoração ao 1º de maio, Dia do Trabalhador, e que levaram às ruas apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Manifestações populares são expressão da vitalidade da Democracia. Um direito sagrado, que não pode ser frustrado, agrade ou não as instituições. O 1º de maio sempre foi marcado por posições e reivindicações dos trabalhadores brasileiros. Isso serve ao Congresso, para a sua melhor reflexão e tomada de decisões. Mas manifestações ilegítimas e antidemocráticas, como as de intervenção militar e fechamento do STF, além de pretenderem ofuscar a essência da data, são anomalias graves que não cabem em tempo algum”, disse o presidente do Senado.

Manifestações

O feriado de 1º de Maio, Dia do Trabalhador, motivou atos em todo Brasil tanto a favor do presidente Jair Bolsonaro quanto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em Brasília, Bolsonaro foi a uma manifestação organizada por apoiadores e simpatizantes de seu governo. O ato teve cartazes com pautas inconstitucionais, como pedido de intervenção militar e ataques ao STF. O atual presidente não discursou.

Mais tarde, um vídeo de Bolsonaro foi exibido na avenida paulista, em São Paulo. Na gravação, o presidente diz que deve “lealdade” aos apoiadores. O presidente disse também que iria vencer “porque o bem sempre vence o mal”.

“É uma satisfação muito grande poder cumprimentá-los nesta manifestação pacífica com todas as idades em defesa da constituição, das famílias e da liberdade. Eu devo lealdade a todos vocês. Temos um governo que acredita em Deus, respeita as autoridades, defende a família e deve lealdade a seu povo. E eu irei onde vocês estiverem. Estarei sempre ao lado da população brasileira”, disse Bolsonaro.

Já o ex-presidente Lula participou, em São Paulo, de um ato organizado pelas centrais sindicais em homenagem ao dia do Trabalhador. Na ocasião, ele disse que “alguém melhor” que Bolsonaro, iria “ganhar as eleições” presidenciais deste ano. Lula também criticou a inflação e defendeu que, durante sua gestão, o salário tinha reajuste real.

“É por isso que nós temos que fazer uma luta incomensurável para que a gente possa reduzir a inflação, e transformar aquilo que é inflação em aumento de salário para que o povo possa comer e viver melhor nesse país”, afirmou.

Com informações do G1
Foto: Reprodução/Sérgio Lima/AFP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado