IBGE aponta aumento de 3,64% no custo de construção no RN; estado deixa de ter o menor preço por m² - Por dentro do RN
IBGE aponta aumento de 3,64% no custo de construção no RN; estado deixa de ter o menor preço por m²

IBGE aponta aumento de 3,64% no custo de construção no RN; estado deixa de ter o menor preço por m²

Aumento interrompeu a sequência de nove meses seguidos do RN como o estado com o menor custo de construção do Brasil.

No mês de abril, o Rio Grande do Norte registrou 3,64% de variação no preço médio do metro quadrado na construção civil. O percentual foi o segundo maior entre as unidades federativas, atrás apenas da Paraíba (4,57%). Esse número também foi quase três vezes maior que a média nacional (1,21%) e região Nordeste (1,09%). Esses são dados do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices de Construção Civil (Sinapi) do IBGE.

A pesquisa monitora as mudanças do custo do metro quadrado em valores percentuais em comparação com o mês anterior. Com esse resultado, o custo total em reais no RN foi de R$ 1.425, interrompendo a sequência de nove meses seguidos como o estado com o menor custo de construção do Brasil. Na composição desse custo, a parcela da mão de obra foi de 556 reais e o valor do componente material foi de 869 reais em março.

O estado potiguar foi superado por Sergipe (R$ 1.379) e Pernambuco (R$ 1.421) deixando-o em terceiro lugar no ranking nacional de menores preços. Contudo, o Rio Grande do Norte mantém um custo total inferior à média nacional (R$ 1.567).

IBGE aponta aumento de 3,64% no custo de construção no RN; estado deixa de ter o menor preço por m²

No ano, o RN acumula alta de 8%, o maior crescimento entre todos os entes federativos até agora. Ademais, é também a maior variação acumulada para o mês de abril desde 1995, superando o ano passado quando atingiu 7,49%. Na variação percentual dos últimos 12 meses, o estado potiguar registrou um incremento de 17,42%.

O Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) tem por objetivo a produção de séries mensais de custos e índices para o setor habitacional, e de séries mensais de salários medianos de mão de obra e preços medianos de materiais, máquinas e equipamentos e serviços da construção para os setores de saneamento básico, infraestrutura e habitação.

IBGE aponta aumento de 3,64% no custo de construção no RN; estado deixa de ter o menor preço por m²

Os preços e custos auxiliam na elaboração, análise e avaliação de orçamentos, enquanto os índices possibilitam a atualização dos valores das despesas nos contratos e orçamentos.

Foto: Reprodução/Tânia Rêgo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado