Thiago Brennand é preso pela Interpol em Dubai

Thiago Brennand é preso pela Interpol em Dubai

Empresário Thiago Brennand virou réu por lesão corporal contra uma mulher e por corrupção de menor; ele foi preso pela Interpol em Dubai.

O empresário Thiago Brennand, de 42 anos, foi preso pela Interpol nesta quinta-feira (13.out.2022) às 14h (21h, no horário de Brasília). Ele virou réu por agressão após aparecer em um vídeo batendo na modelo Helena Gomes em uma academia de São Paulo e estava foragido desde setembro.

A prisão ocorreu em Dubai, nos Emirados Árabes. A Justiça havia decretado a prisão de Brennand por ele não ter entregado o passaporte até o dia 23 de setembro. Agora, a Polícia Federal (PF) cuidará da vinda do empresário ao Brasil.

O caso da agressão veio à tona no mês de setembro. Logo em seguida, surgiram novas denúncias com relatos de estupro, cárcere privado, agressões e ameaças a outras mulheres. O empresário também teria enviado e-mails com intimidações para uma promotora. Além disso, há relatos, por parte das mulheres, que Thiago as obrigou a tatuarem as iniciais do nome dele – “TFV”.

Thiago virou réu por lesão corporal contra uma mulher e por corrupção de menor ao ter incentivado o filho a também agredir a vítima.

Foto: Reprodução/Instagram

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal