Afogamentos em praias do RN caem quase 42% no primeiro semestre de 2024

Afogamentos em praias do RN caem quase 42% no primeiro semestre de 2024

Corpo de Bombeiros atribui redução ao aumento do efetivo e ações educativas

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte resgatou 108 vítimas de afogamentos em praias com presença de guarda-vidas no estado desde o início de 2024. Esse número representa uma queda de 41,9% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando 186 resgates foram registrados.

Segundo o tenente Christian Bari, subcomandante do Grupamento de Busca e Salvamento Aquático (GBSA), a redução no número de ocorrências se deve ao aumento do efetivo de militares e às ações educativas realizadas diariamente. “Nossos guarda-vidas orientam e advertem banhistas em situação de risco, além de realizar constantes palestras ao público”, afirmou.

Para evitar afogamentos, o Corpo de Bombeiros recomenda o uso de coletes salva-vidas em represas, lagos e açudes, não superestimar a capacidade de nadar, evitar o acesso de crianças desacompanhadas a piscinas, nadar longe de pedras e evitar o consumo de bebidas alcoólicas antes do banho de mar.

Foto: Divulgação/CBM

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal