RedeTV! busca brecha para dispensar Sikêra Jr. sem direito a ressarcimento

RedeTV

Após disparar falas homofóbicas em decorrência de um comercial veiculado pelo Burger King a respeito da diversidade sexual, quase 40 patrocinadores decidiram deixar de anunciar seus produtos no programa Alerta Nacional, apresentado por Sikêra Jr. na “TV A Crítica”, afiliada à RedeTV! em Manaus, capital do Amazonas. No último dia 25 de junho, Sikêra chamou homossexuais de “raça desgraçada”, “fumadores de maconha” e “defensores da pedofilia”.

Com a manutenção do apresentador à frente do Alerta Nacional mesmo após a debandada dos patrocinadores, muita gente questionou as razões pelas quais Sikêra Jr. ainda continua nos quadros de contratados da emissora. De acordo com a coluna “O Melhor da TV”, do Portal Metrópoles, um dos motivos que fazem o apresentador continuar à frente do Alerta Nacional consiste na multa rescisória do contrato de Sikêra, que daria um prejuízo maior à emissora.

O contrato de Sikêra Jr. foi renovado até 2027 e não há cláusula alguma que permita sua demissão em função da perda de patrocinadores. Dessa forma, para não perder (mais) dinheiro, o setor jurídico da RedeTV! busca alternativas para dispensar o apresentador sem a necessidade de ressarcir qualquer valor pela quebra de contrato. Com a saída dos anunciantes, a direção da RedeTV! se vê em uma situação difícil para manter o pagamento do alto salário do apresentador, que recebe por volta de R$ 500 mil por mês.

Foto: Reprodução/Rede TV!

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal