‘E agora, como vai ser?’, questiona irmã de motorista que morreu carbonizado em Natal

Homem morre carbonizado em Natal e irmã lamenta morte

Um dia após perder o irmão para a violência, Hilda lamenta: “Estamos com o coração despedaçado, porque ele era tudo para gente”. Hilton Domingos da Silva, de 52 anos, morreu carbonizado após carro despencar de penhasco durante perseguição policial nessa quarta-feira (18). O homem era motorista de aplicativo e foi feito refém durante assalto que terminou em capotamento no prolongamento da Avenida Prudente de Morais.

Em entrevista à TV Tropical nesta quinta-feira (19), a irmã da vítima contou que Hilton trabalhava como motorista de aplicativo para garantir o sustento dos pais, que são idosos, e da própria irmã, que está desempregada. “Ele resolvia tudo para nós. Tudo que pedíamos, ele fazia. Há cerca de seis meses eu e meus pais estamos morando aqui com ele, porque tivemos covid-19. Ele cuidava dos nossos pais pela manhã e, à tarde, pegava o carro para ir trabalhar.”

Suspeito e refém morrem carbonizados após caírem de penhasco durante perseguição no prolongamento da Prudente de Morais

Hilda ainda lembrou que o irmão já havia sido assaltado antes. “Da outra vez levaram só o carro e deixaram ele vivo. Mas agora tiraram a vida dele”. Emocionada, ela comenta: “Ele estava trabalhando e morreu nas mãos dessas criaturas que andam no meio do mundo fazendo o que não presta. Deveriam estar trabalhando ou estudando. Por que fazem isso com um pai de família? Ele não tinha filhos, mas tinha uma família. Morava eu, ele, mãe e pai nessa casa. E agora, como vai ser?”, questiona.

O caso aconteceu na tarde de ontem. Hilton estava trabalhando como motorista de aplicativo quando, no bairro do Alecrim, zona leste de Natal, uma dupla de assaltantes invadiu o carro e fez o trabalhador refém, obrigando-o a dirigir. A Polícia Militar foi informada sobre o roubo e começou uma perseguição em Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal.

Durante o acompanhamento, o carro e a viatura da PM caíram de um penhasco. O veículo de passeio incendiou, matando um dos assaltantes e o motorista de aplicativo, que morreu carbonizado. O segundo suspeito tentou fugir, mas foi capturado. Os três policiais envolvidos na ação foram socorridos para o hospital, mas sem risco de morte.

Com informações do Blog Gláucia Lima

Foto: Reprodução/TV Tropical

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal