Deputada Carla Dickson: a mais atuante do RN

Deputada Carla Dickson

Quando se cogitou o nome da deputada federal Carla Dickson (PROS) para a disputada do governo do estado nas eleições do próximo ano – algo que ela própria já negou o interesse, se dedicando a renovar seu mandato como deputada federal –, foi levado em consideração o contexto além da polarização política com a governadora Fátima Bezerra (PT), já que Carla faz parte do grupo de apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

O nome de Carla era defendido – ainda é, entre muitos bolsonaristas locais – pelo fato de ser mulher, médica, carismática, ter uma boa atuação política anterior (foi vereadora antes de ser deputada) etc. Todavia, Carla difere, em muito, dos nomes forçados a todo custo pelo grupo, como é o caso do nome do ministro Rogério Marinho ou do ex-comunista Fábio Dantas.

Ou ainda dos que estão “comendo pelas beiradas” para, na hora certa, serem apresentados como grandes gestores, nomes perfeitos para um novo momento no governo, alinhados com a proposta de Bolsonaro e que, na estratégia de marketing deles, trarão o “avanço para o RN”, como é caso do prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César (PSD); ou ainda do prefeito de Maxaranguape, o empresário Luís Eduardo (PSDB), que tem cumprido agenda em todo estado, dando entrevistas em que constantemente fala sobre o combate à Covid no município e do empenho em relação ao turismo.

Voltando para a situação de Carla Dickson, também já escrevi aqui que a deputada ‘bateu na trave’ na eleição passada, e tem tudo para fazer o gol no próximo ano: os atributos – mulher, médica, carismática, bom histórico político – aliados à estrutura familiar (com seu marido, Albert, deputado estadual; e a cunhada Margarete Régia, vereadora de Natal, ambos do PROS) são pontos importantíssimos e aliados à excelente atuação que a deputada tem tido no interior do estado, com prefeitos, vereadoras e lideranças, atendendo aos pleitos e se destacando como nenhum outro.

É muito interessante como Carla tem conseguido fortalecer sua imagem trazendo recursos para o RN, falando diretamente à ponta, coisa que se esperava muito mais do deputado General Girão (PSL), por exemplo, pela proximidade com o presidente Bolsonaro.

Girão tinha a oportunidade de ser “o homem de Bolsonaro”, mas tem usado seu prestígio apenas para fazer barulho na defesa do presidente ou contra o governo do estado, e isso faz com que ele ganhe muito mais destaque para si do que para qualquer outra boa ação em prol do estado.

Aliás, verdade seja dita, todos os atributos de Bolsonaro para o RN caem no colo muito mais dos ministros potiguares Fábio e Rogério, que no colo dos deputados como Girão, Benes, João Maia ou Beto. Enquanto isso, Carla vai tocando a bola e com boas chances de fazer o gol no próximo ano.

Time oponente

Situação semelhante à de Carla, porém pela esquerda, é de Rafael Motta. Ao lado de Natália Bonavides (PT) na oposição federal, ele segue com uma agenda e um discurso muito viável para o eleitor e de fortalecimento com as lideranças. Natália se atenta muito mais às pautas do partido – que automaticamente ganham o contexto político pessoal dela enquanto parlamentar; já Rafael vai tocando a bola, mesmo em meio as dificuldades em ser oposição e ter que comandar, além de tudo, o discurso contra o presidente.

No ataque

Ou seja, enquanto Natália segue com a firme defesa do seu partido e de suas ações endereçadas a Bolsonaro, Rafael programa suas críticas a Bolsonaro, mas segue mostrando ao eleitor do RN que está presente. São oposições diferentes: Natália trabalha no macro, nas lutas e ideais do partido; e Rafael faz a política do dia a dia.

Resultado do jogo

Ainda falta um ano para o pleito, mas, pela direita, eu apostaria na deputada Carla Dickson, bem como em Natália e também em Rafael pela esquerda. Já no meio termo, com certeza, João Maia. Já as outras quatro vagas… Só aguardando pra ver!

Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sobre Thiago Martins, colunista do Por Dentro do RN

Thiago Martins

Thiago Martins tem 28 anos, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), atuante do jornalismo político no Estado. Apesar de sua maior dedicação ser na área de Assessoria de Comunicação, observa e acompanha as principais ações políticas do Rio Grande do Norte, do Brasil, e do mundo, e escreve nesta coluna a respeito do tema. É proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem autorização do autor e sem a inserção dos créditos, de acordo com a Lei nº 9610/98.

Gostou do texto? Siga-me em minhas redes sociais.

Instagram: @thiagolmmartins
Tem alguma pauta interessante pra mandar? Envie para: [email protected]

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal