Fahrenheit 451: O sci-fi que até hoje levanta discussões, por Alexandre Vitor - Por dentro do RN
Fahreinheit 451 - O sci-fi que até hoje levanta discussões, por Alexandre Vitor

Fahrenheit 451: O sci-fi que até hoje levanta discussões, por Alexandre Vitor

Por Alexandre Vitor
Para o Por Dentro do RN

Aconselho àqueles que não têm o hábito da leitura a tentarem iniciar 2022 de uma forma diferente. Enquanto curte o verão na sombra e água fresca, tire um tempinho para ler esse clássico dos anos 50, mas que continua atualíssimo: Fahrenheit 451, escrito por Ray Bradbury. Para os leitores contumazes , vai aqui uma boa dica para contrabalancear com a leveza das férias.

Aqui temos um mundo distópico em que a sociedade censura a leitura, não importa de que tipo seja, e os bombeiros (que anteriormente tinham o trabalho de apagar incêndios), agora se ocupam em tocar fogo nas obras de autores renomados.

O livro vai focar na vida do bombeiro Guy Montag , que é insatisfeito com sua vida vazia até conhecer a menina Clarisse e começar a ver o mundo sob uma ótica diferente. Um dia a garota desaparece e Guy começa a levar a sério alguns questionamentos que ela fazia. A partir daí, o personagem começa a esconder livros na sua própria casa e também começa a se rebelar contra o sistema atual.

O autor ganhou inspiração para essa obra vivendo o contexto da Guerra Fria e também o surgimento dos televisores. Curiosamente, pôs o nome do livro fazendo jus à temperatura em que o papel queima na escala Fahrenheit.

O livro traz discussões extremamente atuais e necessárias envolvendo a sociedade. Considero uma leitura obrigatória para qualquer pessoa com um mínimo de senso crítico que queira um pouco de bagagem para iniciar um bom papo-reto (ou papo-cabeça, como diz minha mãe).

O livro rendeu duas adaptações para as telas, uma em 1966 e outra bem mais atual, em 2018. Ambas com o mesmo título do livro. Peço que tentem dar uma lida nesse clássico, uma boa estória que diverte e faz pensar!

Feliz ano-novo e continuem acompanhando o Por Dentro do RN e O Papiro é Louco em 2022.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sobre Alexandre Vitor, colunista do portal Por Dentro do RN

Alexandre Vitor Papiro é Louco Por Dentro do RN

Alexandre Vitor tem 14 anos e prefere ser chamado de Vitor; é um escritor iniciante e tem um conto publicado no Wattpad. Além disso, o autor tem como hobbies a leitura, a cozinha e a prática de esportes. Desde pequeno, Alexandre Vitor se interessa por literatura. Aos 11 anos, decidiu que queria ser escritor e até já tinha vários manuscritos, mas nunca colocou nada adiante.
O jovem articulista da coluna O Papiro é Louco, aqui no Por Dentro do RNconsidera-se um leitor eclético, ou seja, aberto a quase todos os temas, mas confessa que fantasia e aventura são seus gêneros favoritos. É proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem autorização do autor e sem a inserção dos créditos, de acordo com a Lei nº 9610/98.

1 comentário em “Fahrenheit 451: O sci-fi que até hoje levanta discussões, por Alexandre Vitor”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado Vulcão Cumbre Vieja em La Palma não dá sinais de abrandamento Cocaína no Ceará tem tudo, menos o princípio ativo da droga