Bolsonaro afirma que vai ‘seguir a lei’ e permite reajuste de 33% aos professores

Bolsonaro afirma que vai 'seguir a lei' e permite reajuste de 33% aos professores

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que vai “seguir a lei” e permitir o reajuste salarial de 33% aos professores de todo o País pagos por Estados e municípios. A afirmação foi feita na noite desta quinta-feira (26.jan.2022). “Vou seguir a lei. Governadores não querem 33%. Eu vou dar o máximo que a lei permite, que é próximo disso”, disse o presidente aos apoiadores, em frente ao Palácio da Alvorada.

De acordo com a Lei do Magistério, o reajuste de professores é atrelado ao chamado “valor por aluno” do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), definido pelo Ministério da Educação. Considerando a variação da inflação nos últimos dois anos, o reajuste do valor por aluno deve ser de 33% em 2022, o que pode acarretar no reajuste salarial nesta média aos profissionais da educação.

Bolsonaro também se defendeu sobre a aprovação do fundo eleitoral de R$ 4,9 bilhões, sancionado por ele dentro do Orçamento de 2022. Segundo o presidente, o valor não foi vetado para evitar um aumento ainda maior da verba. “O meu veto agora iria repetir um aumento maior do fundão”, declarou Bolsonaro.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês