Mortes por Covid no RN ultrapassam 8 mil desde o início da pandemia

Mortes por Covid no RN ultrapassam 8 mil desde o início da pandemia

As mortes por Covid no RN ultrapassaram a marca de 8 mil nesta segunda-feira (21.fev.2022), segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública. A marca foi registrada 1 ano, 10 meses e 20 dias após o óbito do professor universitário Luiz Di Souza, de 61 anos – o primeiro provocado pela doença no estado.

O estado chegou a 8.002 mortes após a confirmação de quatro óbitos ao longo das últimas 24 horas, entre o domingo (20.fev.2022) e a manhã desta segunda (21.fev.2022). Dois deles foram em Natal, um ocorreu em Parnamirim e outro em Felipe Guerra, segundo a Sesap. O boletim da pasta também apontou que o estado registrou 469.833 casos confirmados de pessoas infectadas com a da doença ao longo de todo o período da pandemia, sendo 188 novas notificações nas últimas 24 horas.

A marca de 8 mil mortes por Covid no RN foi alcançada 217 dias após o estado ter atingido os 7 mil óbitos pela doença, em 19 de julho de 2021. Esse foi o maior espaço de tempo, desde o início da pandemia do coronavírus, para o estado contabilizar novas mil mortes. A média foi de 4,6 mortes por dia.

O governo e pesquisadores da UFRN atribuem a redução do número de mortes por Covid no RN à vacinação da população do estado. Embora o estado tenha atingido a maior taxa de transmissibilidade da doença em janeiro, também registrou a menor mortalidade no período.

O estado havia chegado às 7 mil mortes 54 dias depois de ter atingido os 6 mil óbitos, em 25 de maio de 2021. Quando o estado pulou das primeiras 1 mil mortes registradas, em 30 de junho de 2020, para as 2 mil, em 11 de agosto de 2020, foram 43 dias.

Até então, o maior espaçamento tinha acontecido entre 11 de agosto de 2020 e 3 de janeiro do ano passado, quando se passaram 187 dias para o estado avançar de 2 mil para 3 mil mortes. Das 3 mil mortes para as 4 mil, houve uma nova aceleração e se passaram 73 dias. Das 4 mil para as 5 mil mortes, foram 29 dias de diferença, o menor tempo. Das 5 mil às 6 mil mortes, se passaram 40 dias.

De acordo com o sistema RN Mais Vacina, usado na administração da imunização da população do Rio Grande do Norte, 90% do público potiguar tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 78% também recebeu a segunda dose. No entanto, apenas 34% procurou os postos de vacinação para ter acesso à dose de reforço.

Com informações do G1 RN
Foto: Reprodução/Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês