Michel Temer nega separação com Marcela Temer

Michel Temer nega separação com Marcela Temer

O ex-presidente Michel Temer (MDB) negou que tenha se separado da esposa, Marcela Temer. A informação foi divulgada pela assessoria do ex-chefe do Executivo, após a notícia de que a união do casal tinha chegado ao fim, divulgada pelo jornalista Vicente Nunes, do Correio Braziliense. Temer e Marcela são casados desde 2003 e tem um filho, Michelzinho, de 12 anos.

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, Temer negou o fim do casamento, e reagiu com indignação ao saber do boato divulgado. O ex-presidente brincou afirmando que ‘ligou pra casa’ para conversar com sua esposa, que garantiu ter desmentido a informação em inúmeros telefonemas recebidos.

A notícia de que Temer e Marcela se separaram foi divulgada na quinta-feira. Segundo fontes próximas ao casal, Marcela Temer teria deixado a casa em que morava com o ex-presidente, em São Paulo, deixando uma carta com seus motivos para a partida. A informação também foi desmentida pelo ex-presidente.

Ainda através da assessoria, Temer afirmou que não crise, não há carta de explicação e que seu casamento está mais sólido do que nunca.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês