Justiça Federal pede que governo Bolsonaro explique aumento da gasolina

Justiça Federal pede que governo Bolsonaro explique aumento da gasolina

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 72 horas para se manifestar em uma ação que contesta o aumento da gasolina e outros combustíveis. O prazo foi dado pela Justiça Federal em processo movido pelo Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) para suspender o reajuste em todo o País.

A intimação partiu da juíza Flávia de Macedo Nolasco, da 9ª Vara Federal Cível do Distrito Federal. A intimação foi dada ao governo na sexta-feira (11.mar.2022). A CNTRC considera que a política de preço do combustível da estatal não poderia ser atrelada ao valor internacional do barril de petróleo e que a opção prejudica o consumidor. Para o conselho, a prática de atrelar o valor do combustível ao preço do internacional do barril de petróleo é ilegal.

O presidente da República Jair Bolsonaro e o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, além da própria estatal, devem responder ao questionamentos da Justiça sobre o aumento da gasolina e outros combustíveis.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês