Lula se compromete com liberdade religiosa em carta aos evangélicos

Lula se compromete com liberdade religiosa em carta aos evangélicos

Documento que trata sobre liberdade religiosa foi lido diante de líderes de 30 denominações evangélicas brasileiras.

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, divulgou hoje (19.out.2022) uma carta para os evangélicos. No documento, o candidato enfatiza o compromisso com a liberdade religiosa. “A grande maioria dos brasileiros e brasileiras que viveram os oito anos em que fui presidente da República, sabe que mantive o mais absoluto respeito pelas liberdades coletivas e individuais, particularmente pela liberdade religiosa”, diz o texto.

O candidato diz que não há por que acreditar que agora seria diferente. “Posso lhes assegurar, portanto, que meu governo não adotará quaisquer atitudes que firam a liberdade religiosa e de pregação ou criem obstáculos ao livre funcionamento dos templos”, acrescenta o documento, lido em um evento com líderes de 30 denominações em um hotel na capital paulista.

Segundo Lula, o documento é uma resposta a mentiras que estão sendo veiculadas contra ele, especialmente nas redes sociais e também por pastores em algumas igrejas. “Não é a primeira vez que nós fazemos carta aos evangélicos. Toda eleição há uma quantidade de mentiras nesse país que nós precisamos fazer uma carta ora à igreja católica, ora à igreja evangélica, ora a outro setor da sociedade”, destacou ao discursar.

O candidato enfatizou ainda o respeito à família. “A família para mim é uma coisa sagrada”, ressaltou, ao falar ao público. Na carta, o tema também foi tratado. “Outro compromisso que assumo: fortalecer as famílias para que os nossos jovens sejam mantidos longe das drogas. Nós queremos nossa juventude na escola, na iniciação profissional, realizando atividades esportivas e culturais para que tenham mais oportunidades e exerçam cidadania de forma produtiva, saudável e plena”, diz o texto.

Lula destacou o papel das entidades religiosas em promover ações em favor da sociedade em áreas onde o governo tem dificuldade de atuar. “Grande parte das políticas sociais que o governo faz pode ser feita pelas igrejas. As igrejas evangélica e católica têm serviços prestados. Em várias áreas, as igrejas são melhores do que o governo, custa mais barato do que o governo fazer”, diz o candidato.

O aborto foi outro tema abordado no documento. “Sou pessoalmente contra o aborto e lembro a todos e todas que este não é um tema a ser decidido pelo presidente da República e sim pelo Congresso Nacional”, diz o texto.

À tarde, Lula desembarcou em Porto Alegre para uma caminhada com apoiadores, no centro da capital gaúcha. Antes da atividade, ele concedeu uma entrevista coletiva a jornalistas. O candidato reforçou que a prioridade, se eleito, é acabar com a fome e criar um amplo programa de geração de empregos a partir da retomada de obras públicas paralisadas. “A nossa primeira opção é tentar estabelecer uma política para acabar com a fome no país. Nós acabamos uma vez e vamos acabar outra vez. É de tentar estabelecer uma forte política de investimento do Estado, para gerar empregos, começando pela construção civil, nas obras que estão paralisadas”.

O petista também comentou sobre a necessidade de regulamentar direitos trabalhistas de profissionais que trabalham em plataformas. “As pessoas que trabalham em aplicativo são pessoas que praticamente não têm direito, não têm descanso semanal remunerado. É preciso fazer alguma regulamentação”, disse. Em seguida, assegurou que os bancos público terão papel ativo no financiamento de pequenos e médios negócios.

Foto: Ricardo Stuckert

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar