Bolsonaro se reúne com lutadores de artes marciais e ganha cinturão

Bolsonaro se reúne com lutadores de artes marciais, incluindo potiguar Patrício Pitbull, e ganha cinturão

Junto a lutadores de artes marciais, candidato também afirmou que, se reeleito, dará aumento real do salário mínimo em 2023.

O candidato à reeleição à Presidência da República pelo PL, Jair Bolsonaro, garantiu que, se for reeleito, dará aumento acima da inflação para aposentados, pensionistas e servidores públicos em 2023. A mensagem foi veiculada em vídeo divulgado nas redes sociais do candidato nesta sexta-feira (21.out.2022).

“Consertamos a economia do Brasil. Estamos arrecadando muito. Assim sendo, a partir do ano que vem, a nossa garantia de darmos a todos aposentados e pensionistas um reajuste acima da inflação. A mesma coisa no tocante aos servidores públicos, concedendo, no ano que vem, um reajuste acima da inflação”, afirmou o candidato à reeleição.

Bolsonaro garantiu que o valor do salário mínimo também receberá aumento acima do índice inflacionário, o que garantirá um ganho real aos trabalhadores.

“E o valor do salário mínimo, como fica? Também será dado um reajuste acima da inflação”, frisou Bolsonaro, creditando à oposição a informação de que o governo agiria em sentido contrário: “Este é o nosso compromisso e a verdade. As contas públicas, ajustadas, nos dão a certeza e a garantia de atender a todos vocês, que é o que merecem”.

A campanha do candidato à reeleição também divulgou um vídeo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, garantindo que haverá proteção nos reajustes salariais, de aposentadorias e pensões.

“Trabalhadores, aposentados e pensionistas, fiquem tranquilos, de que vão seguir protegidos contra a inflação. Mesmo durante a guerra e a pandemia, sempre demos reajustes para o salário mínimo, para as pensões, para as aposentadorias. Garantimos que vamos preservar o poder de compra do salário mínimo, das aposentadorias e dos benefícios”, disse Guedes.

Lutadores de artes marciais

Pela manhã, o candidato à reeleição participou de um encontro com lutadores de artes marciais em São Paulo. Nomes como Minotauro, José Aldo, Maurício Shogun, Wanderlei Silva, André Pederneiras, o potiguar Patrício Pitbull, entre outros estiveram presentes na reunião com Bolsonaro.

“Nós te consideramos aqui um faixa preta, cada um na sua área, mas te consideramos um faixa preta da tua arte. Estamos muito felizes com tudo que você está fazendo pelo nosso país”, disse Fabrício Werdum, ex-campeão do peso-pesado do UFC, que é uma das principais organizações de artes marciais mistas (MMA) do mundo.

Bolsonaro foi presenteado com um cinturão e luvas de combate e agradeceu o apoio recebido. “Vocês viram renascer o patriotismo no Brasil”, disse aos lutadores. O candidato não teve compromissos públicos na tarde desta sexta-feira e, à noite, participou de debate no SBT. Como Lula decidiu não participar do debate por, segundo ele, ter outros compromissos em sua agenda de campanha, Bolsonaro foi sabatinado pelos jornalistas.

Neste sábado (21.out.2022), Bolsonaro faz campanha em São Paulo, onde participa de comício em Guarulhos pela manhã. À tarde o candidato à reeleição fará uma live e, no início da noite, tem encontro com autoridades e religiosos da periferia de São Paulo.

Foto: Reprodução Jair Bolsonaro Redes sociais
Da Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês