Com recorde de votos, Lula é eleito presidente da República pela terceira vez

Com recorde de votos, Lula é eleito presidente do Brasil pela terceira vez

Luiz Inácio Lula da Silva venceu Bolsonaro com numero recorde de votos, se tornando o presidente mais votado da história.

O Brasil terá um novo presidente em 2023 – que é um velho conhecido na política do país – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que bateu o recorde de votos de 2006, ano de sua reeleição. Naquele ano, o petista obteve 58.295.042 votos. A vitória do candidato do PT foi confirmada há pouco pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após o órgão contabilizar os votos de 99,06% das seções eleitorais.

Em uma disputa acirrada, Lula venceu com 60.168.951 votos, o que corresponde, até o momento, a 50,89%. O atual presidente da República, Jair Bolsonaro, ficou em 2º lugar, com 58.080.201 votos, o equivalente, até agora, a 49,11%.

Eleitores em todo o Brasil – e em alguns países do exterior – foram às urnas neste domingo (30.out.2022) para o segundo turno das eleições. Com o resultado, Luiz Inácio Lula da Silva volta ao poder após 21 anos. Lula foi o primeiro ex-operário a se tornar presidente do Brasil, governou o país em dois mandatos (2003 até 2007, e de 2007 até 2011).

Foto: Ricardo Stuckert

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês