Após ser arremessado por cima de carro, motociclista espera duas horas por atendimento do Samu em Natal

Após ser arremessado por cima de carro, motociclista espera duas horas por atendimento do Samu em Natal

Acidente aconteceu no bairro do Alecrim, Zona Leste de Natal

Um acidente envolvendo um carro e uma moto aconteceu nesta segunda-feira (3.abr.2023) no cruzamento das ruas José Bento e José Gonçalves, no bairro Alecrim, zona leste de Natal. Na colisão, o motociclista foi arremessado por cima do veículo e teve que aguardar por duas horas o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O condutor do veículo envolvido no acidente acionou o Samu e aguardou o socorro junto com sua esposa. De acordo com ele, sua esposa e outras pessoas também chamaram o Samu, mas a equipe só chegou cerca de duas horas depois. Com a chegada dos socorristas do Samu, o motociclista foi levado para o Pronto-socorro Clóvis Sarinho.

O Samu Natal informou que a demora na chegada da equipe de socorro foi causada pela falta de macas de ambulâncias, que estavam presas no Hospital Walfredo Gurgel. Entretanto, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) afirmou que não há macas retidas no hospital.

Foto: Pedro Trindade/InterTV Cabugi

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês