Chefe de facção preso no Rio é transferido para o RN

Chefe de facção preso no Rio é transferido para o RN

Ele é apontado como o principal chefe da facção que ainda estava em liberdade

“Berg Curinga”, um dos chefes da facção criminosa responsável pelos ataques ocorridos em março no Rio Grande do Norte, foi preso no Rio de Janeiro na última quarta-feira (5.abr.2023) e transferido para a região metropolitana de Natal na noite desta quinta-feira (6.abr) após trabalho integrado entre as polícias civis dos dois estados.

Ele é apontado como o principal chefe da facção que ainda estava em liberdade e possui seis processos criminais por homicídios, roubos e organização criminosa, além de mandados de prisão. Outra integrante da facção, Andreza Cristina Lima Leitão, conhecida como “Bibi Perigosa”, também foi presa no Rio de Janeiro.

“Berg Curinga” foi preso em uma casa no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio, após sete meses de investigação e troca de informações entre as polícias do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Norte. Andreza Cristina Lima Leitão, conhecida como “Bibi Perigosa” e também integrante da facção criminosa, foi presa em um shopping em Campo Grande, Zona Oeste do Rio. Ela é apontada como herdeira das bocas de fumo do marido, outro conselheiro da facção, que foi morto em 2016.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês